1. Spirit Fanfics >
  2. Fight for love >
  3. Zelena

História Fight for love - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostemm 😍

Capítulo 8 - Zelena


Fanfic / Fanfiction Fight for love - Capítulo 8 - Zelena

Regina Mills

Estar com minha irmã era a melhor coisa do mundo, me sentia livre ao lado dela. Zelena era livre, leve e solta. Era enfermeira em Boston, bissexual e ativista. Com certeza não era a filha que meus pais queriam, ou tinham criado para ser. Ela era um animal selvagem que não deixava ninguém enjaular, diferente de mim ela tinha coragem de se opor e dar sua opinião. Ela me inspirava tanto, me sentia mais forte perto dela.

Zelena e eu estávamos deitadas em minha cama, colocando o assunto em dia. Me contava sobre uma loira que era afim no hospital onde trabalhava. Até meu celular tocar notificando uma nova mensagem, era de Emma. “Gina, chegou bem em casa?” visualizei e resolvi responder depois, voltei minha atenção para minha irmã que me observava.

Chega de falar de mim sis, me conta as novidades!? - me perguntou de forma animada.

- Aa Zelena, na mesma, culto, casa, culto a mesma coisa de sempre - falei revirando os olhos e dando os ombros.

- Mas quem te mandou mensagem agora a pouco? - arqueou uma sobrancelha.

- Uma amiga que conheci na igreja, Emma!

- A mesma que você estava na casa essa noite? - a ruiva me questionou com um sorrisinho de lado.

- Que cara essa sis? Não é esse tipo de amiga - revirei os olhos. - Ela é super religiosa, adora Deus e nunca beijou.

- Ela bv ainda Gina? - sorriu. - Assim você me decepciona senhorita Mills, ainda não converteu ela para a nossa religião a “sapatônica” - não resisti e soltei uma risada, Zelena não tinha jeito mesmo. - Zelena, você não tem jeito mesmo!

- Emma nem pensa nisso, ela também não faz ideia que eu já...você sabe - senti minhas bochechas queimando.

- Que você já colocou aranha pra brigar! 

- ZELENA! 

- SIS!

Quando Zelena e eu se olhamos, não resistimos e começamos a rir. Ela era fora da casinha, mas era a melhor irmã do mundo. Passamos o resto da tarde deitadas conversando e comendo bobagens. Até chagar a pior hora. A hora de Zena ir embora, voltar para Boston. Não tinha como evitar, Cora e eu sempre ficávamos triste com sua partida.

Henry passou a tarde toda fora, sabia que a ruiva iria vim e por isso evitou encontrar a mesma. Ajudei Cora nós preparativos da janta. Tivemos um momento tranquilo na hora do jantar, mas sem tocar no nome de Zelena. 

Pedi licença e subi para meu quarto, tomei um banho e me deitei. Foi então que me lembrei que não respondi Emma, então resolvi ligar para a loira. A loira me atendeu e soltou um "Oi Gina" ofegante. "Oi Emma, tá tudo bem?" Perguntei arqueando minha sobrancelha. A loira do outro lado da linha me respondeu "Claro que tá! Porque não estaria?" "Se tu diz…" "Emma desculpa não ter te respondido antes! Lembra da minha irmã que falamos mais cedo?" mudei de assunto "Tá tudo bem Gina, tu não vive só para falar comigo, mas enfim, lembro sim" a loira me respondeu com a voz calma. "Ela veio me visitar, esse foi o motivo de ter só visualizado e não ter respondido" eu disse para a loira. "Gina, tá tudo bem! Mas fiquei feliz com a sua ligação!" podia apostar que a loira estava sorrindo do outro lado da linha. "Ansiosa para o começo das aulas?" perguntei para Emma " Um pouco até, começam daqui 2 semanas, não é?" "Isso aí" então Emma e eu engatamos em uma conversa animada sobre a escola, dei alguns detalhes como eram as professoras e os alunos, as matérias e tudo mais. Até minha mãe pedir para sair do celular e ir descansar. Me despedi de Emma e fui escovar os dentes e me deitei mas não peguei mais o celular.

Fiquei olhando para o teto e pensando em alguns encontros quentes que já tive e tomei a iniciativa de brincar um pouquinho comigo mesmo.  Tirei minha blusa e o short de pijama, ficando só de calcinha, comecei apertando meus seios, alisava minha barriga e voltava para os meus seios até sentir meus mamilos ficarem duros, alisei um pouco mais aquela região até minha mão viajar para minha parte íntima, na qual tirei o short e passei a mão por toda a minha intimidade sentido o quanto estava molhada, eu já estava ofegante, mas quando meus dedos circularam meu clitóris, não pude resistir e soltei um gemido baixinho, brinquei com meu clitóris até não aguentar mais, sabia que não ia aguentar muito tempo então levei um dedo até minha entrada e penetrei, não precisou de muitas estocadas, logo um orgasmo me atingiu e tive que morder minha mão para impedir que os gemidos altos chamassem a atenção de meus pais. 

Quando senti meu coração desacelerar pude ouvir um leve sussurro "Regina" dei um pulo da cama puxando o cobertor, mas não era ninguém na porta, só então me dei conta que eu não tinha checado se a Emma tinha desligado, era costume meu, sair e deixar com que a pessoa desligue a ligação, encontrei o maldito celular do lado do travesseiro, a chamada ainda estava rolando, meu rosto começou a queimar na hora mas não ia ser eu a chamar por Emma, tinha esperança que ela não tivesse escutado nada, então em silêncio desliguei a merda do telefone e soltei um "CARALHO". Literalmente só me fodo mesmo!


Notas Finais


E aí, gostaram?
Deixe seus comentários, até o próximo 😍😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...