1. Spirit Fanfics >
  2. Fight for US >
  3. F.U.C.K

História Fight for US - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei uns anos né??? Mas eu prometo que vou terminar essa história

Capítulo 8 - F.U.C.K


Fanfic / Fanfiction Fight for US - Capítulo 8 - F.U.C.K

POV Lauren.

- “Eu quero te sentir” Camila pronunciou me fazendo estremecer e rapidamente colar nossos lábios novamente. Iniciamos um beijo urgente, nossas línguas se entrelaçavam e travavam uma batalha bem conhecida por ambas.

Guiei meu membro até a entrada de Camila que estava absurdamente molhada, demonstrando a urgência em que ambas necessitávamos daquele contato. A penetrei com força arrancando um gemido abafado pelo beijo e automaticamente suas unhas se cravaram em minhas costas.

“Eu amo o quão bem sua boceta me recebe” eu disse enquanto migrava os beijos para o pescoço da latina e intensificava os movimentos penetrando-a com força e ouvindo seus gemidos enquanto suas unhas passeavam pelas minhas costas e nádegas sendo cravadas em diversos pontos.

Eu estava enlouquecida com aquele contato sem nada entre nós, não conseguiria me conter por muito mais tempo. Nos virei na cama da latina fazendo com que ela ficasse sentada sobre o meu membro e no mesmo instante ela rebolou ritmadamente com os meus movimentos e ambas gememos com aquele contato.

“-Droga Lauren eu amo a maneira que você me fode”

“- E eu amo foder você amor”

Fizemos em diversas posições e nos amamos madrugada adentro intensamente, tudo com Camila era intenso, o amor, o sexo, o beijo, a saudade. Absolutamente tudo sobre nós duas era intensificado.

 

[...]

 

Acordei na manhã seguinte e a bela mulher ao meu lado ainda ressonava tranquila, provavelmente cansada da madrugada movimentada que tivemos. Deixei alguns beijos preguiçosos na extensão das costas da mulher e me levantei sem roupa indo em direção ao banheiro do quarto.

Tomei um banho demorado na água quente sentindo meus músculos agradecerem e relaxarem diante do contato com a água. Realizei toda minha higiene matinal e me vesti com as roupas do dia anterior.

Era a hora de acordar Camila e anunciar que eu iria embora. Ela ainda ressonava desta vez abraçada com o travesseiro que eu utilizara durante a noite

Deixei beijos preguiçosos pelas costas da latina.

“Linda?” sussurrei em seu ouvido e a mulher se mexeu embaixo de mim

“amor ainda está cedo vamos dormir mais um pouco?” ela disse ainda de olhos fechados e eu ri da preguiça

“você pode descansar linda, só vim avisar que estou indo pra casa” Camila se virou e abriu os olhos, me presenteando com uma das visões mais lindas de toda a minha vida, seus cabelos bagunçados no lençol branco, ela totalmente sem roupa com os seios a mostra e o sorriso radiante que abriu assim que percebeu o jeito abobalhado que eu lhe encarava foi o ingrediente perfeito pra um suspiro involuntário sair de meus lábios.

“mas já Laur? Fique mais um pouco?”

“não posso amor, preciso arrumar algumas coisas e ir até o forte”

“lembrando que você está de férias capitã” ela disse enquanto acariciava meu rosto

“eu sei amor! Mas tenho uma reunião com James e meu pai” ela assentiu e me puxou para um beijo

Trocamos alguns beijos e a deixei deitada saindo da casa da mulher.

[...]

 

“Senhor” fiz minha pose de sentido e James sorrindo assentiu para eu descansar.

“Pequena Lauren! Como é bom te ver, como foi no Japão?” sorri e comecei a contar brevemente os detalhes da guerra no ocidente enquanto caminhávamos até uma sala no batalhão do exército de Miami.

Eu estava em uma reunião com generais de toda o país, Simon estava presente e nos cumprimentamos brevemente, a discussão era o futuro da guerra e como ela afetaria os Estados Unidos.

Minha presença era unicamente para detalhar os acontecimentos que presenciei em campo de batalha. Narrei tudo detalhadamente com o que me foi perguntado.

No final da reunião tínhamos uma visão de que a guerra estava se afunilando, a Rússia perdia seu poder dia após dia, mas deveríamos estar atentos a qualquer manifestação.

[...]

Eu estava na piscina do forte fazendo um treino de natação quando ao terminar uma sequência visualizei Keana Issartel me observando enquanto mordia o lábio inferior e sorria.

“A visão de você treinando e praticamente sem roupa é um paraíso e eu não poderia perder” Keana disse enquanto eu saía da piscina olímpica e ria desconfortável do comentário.

“Boa tarde Keana, como você está?” eu disse enquanto pegava minha toalha e me secava.

“Estou muito bem Jauregui, e ainda melhor depois de te encontrar” sorri com o flerte que a mulher estava disparando sobre mim.

“Muito bem então, eu já vou indo” eu disse e comecei pegar meus pertences para sair do local.

“Tenho a tarde livre se você quiser relembrar os velhos tempos” ela disse e num instante senti mãos sob meus ombros e a presença de Camila Cabello ao meu lado.

“Ela estará ocupada essa tarde e todas as outras para você” olhei Camila que estava com uma expressão impassível, séria enquanto encarava Keana.

“Você é...?”

“Dra. Camila Cabello, a namorada dela”

“N...a...mo...rada?” Keana exclamou engasgando-se com a palavra e a situação estava divertida de se observar. Camila com ciúme, Keana desconcertada, e eu no meio de duas mulheres.

“Sim, namorada! Inclusive meu bem, procure outros soldados que te façam bem, está aqui! Não está mais disponível” Camila disse com desdém e me puxou para que saíssemos do local.

Explodi em uma crise de riso e a latina me olhou ameaçadora fazendo com que eu me contivesse. Quando chegamos ao vestiário, entrei em uma ducha quente e Camila logo se apressou em perguntar

“Quem é essa Lauren?”

“Keana Issartel” eu respondi enquanto passava shampoo em meus cabelos.

“Você já comeu ela, claro” ela disse irritada e eu não me manifestei.

“Camz...”

“Não vem com ‘Camz’ eu não quero saber desse tipinho em cima do que é meu”

Eu sorri e terminei meu banho rapidamente, saindo com uma toalha enrolada em minhas pernas fazendo Camila suspirar com a visão.

“Eu sou sua... completamente, você é a única mulher que domina meus sentimentos, meu pensamento, tudo de mim Camila Cabello” ela se aproximou e me tomou em um beijo ardente.

Segurei sua cintura de modo que ela colasse seu corpo ao meu, o beijo era tão intenso que Camila passou a arranhar meu pescoço e minha nuca, ouvimos passos e nos afastamos rapidamente. Meu pai entrou no vestiário e eu comecei a me vestir enquanto ele cumprimentava Camila e iniciavam uma conversa que terminou em um convite de jantar para Camila e sua família em nossa residência.

[...]

“Acabei não perguntando o que você veio fazer no Forte?” perguntei a Camila quando estávamos indo até o estacionamento e saindo do local.

“Simon me chamou para entregar alguns diagnósticos que fiz nos meses em que estivemos no Ocidente e tive uma pequena reunião com alguns médicos militares que serão enviados para zonas de combate”

Nos aproximamos do carro de Camila enquanto conversávamos.

“Te vejo antes do jantar?” perguntei para a médica

“Isso tudo é saudade?” devolveu a resposta enquanto sorria e mordia seu lábio inferior

Segurei em sua cintura e aproximei nossos corpos.

“É óbvio que é saudade, não consigo ficar longe de você Camila, desde o dia em que botei meus olhos em você!” falei próximo ao lábio da mulher que sorriu e me beijou, após um tempo migrei os beijos para o pescoço da mulher e senti ela perder o ar assim que mordi levemente o seu ponto de pulso.

“Eu marquei um almoço com Normani e Harry, que está em Miami, mas depois...Lauren...” ela disse falhando no final quando mordi sua orelha e apertei sua bunda.

“Me ligue quando estiver livre que eu te busco” eu disse com a voz rouca e ouvi um suspiro de Camila que me beijou em seguida.

Após alguns beijos deixei a mulher entrar em seu carro e seguir seu caminho. Caminhei até o meu veículo que estava próximo e fui para a minha residência

[...]

“Lo?” ouvi batidas na porta do meu quarto e assim que autorizei a entrada vi a figura da minha irmã passar pela porta. Taylor se aproximou e se sentou ao meu lado no sofá enquanto eu jogava videogame

“Aconteceu alguma coisa Tay?”

“Eu convidei Dave para o jantar de hoje e queria conversar com você” suspirei e fiz um sinal para a minha irmã continuar falando

“É que o papai está fazendo esse jantar em sua homenagem e eu sei que você não tem uma imagem legal do meu namorado, mas eu gostaria muito que você o conhecesse melhor Lolo e tirasse aquela primeira impressão do homem que me machucou”

“Tay, você é a minha irmãzinha, se você está feliz com ele e ele está te fazendo bem por mim está tudo bem também, eu prometo que vou dar uma chance pro seu namorado antes de pensar em esfolar a cara dele no asfalto...” sorri e Taylor acabou rindo com o final.

“Obrigada Laur”

Conversamos algumas trivialidades sobre a faculdade dela e o projeto de advocacia pro bonno que ela estava participando e como sempre eu só sabia sentir orgulho da minha irmã caçula.

Meu celular tocou e o nome de Camila estampou a tela fazendo Taylor me deixar sozinha no local após um abraço

“Oi linda” atendi

“Lo? Estou livre por aqui, acabei de chegar em casa do almoço e passeio com Normani e Harry”

“O que você acha de vir aqui para minha casa e a gente passar a tarde namorando”

“Eu adoraria amor, mas e o jantar?”

“Você pode trazer as suas coisas e se arrumar aqui Camz”

“Tudo bem, chego aí logo te amo”

... 

Após algum tempo ouvi as vozes da minha mãe e da minha namorada no andar de baixo e alguns risos, logo Camila abriu a porta do meu quarto e deixou uma pequena mala antes de vir até mim no sofá e me dar um generoso beijo nos lábios.

Salvei o jogo que estava jogando e desliguei o console antes de trocar a posição com a mulher e deixá-la deitada no sofá onde voltamos a nos beijar.

“Senti sua falta” eu disse quando migrei os beijos para o pescoço e colo dos seios de Camila e sentia seu cheio entorpecente.

“Também senti a sua falta amor” voltamos a nos beijar e tentei desabotoar os shorts que a minha namorada usava sendo impedida por ela.

“Prometi para a sua mãe que estaria lá embaixo logo para ajudá-la com o jantar” Camila disse entre meus lábios e encostei meu corpo no dela fazendo a mulher sentir a não tão generosa ereção que tinha me causado.

“Ela tem várias pessoas para ajudar amor...” disse e voltei a beijá-la

“Não faz assim Lo, sabe que é difícil te deixar quando você me pega assim...” Camila disse segurando meu pau por cima do short que eu usava e dando um pequeno aperto me fazendo fechar os olhos.

“Não é para me largar mesmo, eu quero você grudada em mim, de preferência a sua boceta apertando o meu pau” Camila gemeu quando eu terminei de falar e trocou as nossas posições.

“Sinto muito capitã, mas o seu desejo vai ficar para depois” mordeu meu lábio inferior e após alguns beijos saiu do meu colo indo até o espelho para ajeitar seus cabelos e roupas.

Fiquei observando a mulher por quem eu estava apaixonada e eu nunca tinha visto e nem sentido nada parecido por ninguém, Camila mexia comigo de uma forma que ela nem imaginava, eu ficaria de joelhos por ela facilmente, ela era uma rainha e eu uma mera súdita que implorava pelo amor da latina.

Camila terminou de se arrumar e me olhou abrindo o sorriso mais lindo que esse mundo já viu.

“Eu amo seu sorriso amor” falei abobalhada fazendo a garota sorrir ainda mais e se aproximar.

“Eu amo você Lauren Jauregui” selou nossos lábios e saiu do quarto rebolando me fazendo suspirar.

Fui até o banheiro e tomei um banho gelado para me acalmar.

[...]

Ouvi risos na cozinha e vi minha mãe, irmã e minha namorada conversando me aproximei e ouvi que o assunto era eu.

“Lauren não conseguia dormir sem o seu ursinho Pooh quando era criança, um dia Chris escondeu o brinquedo e Lauren simplesmente passou a noite em claro e em prantos no colo de Mike enquanto todo mundo revirava a casa atrás do tal urso...”

“Mama... assim a minha reputação com a Camila vai ser inexistente...” eu disse fazendo uma manha e ouvindo as mulheres rirem

“Não vai não amor, eu adoro saber esses detalhes sobre você, desconstrói a pose de sou 100% inabalável e bad girl o tempo todo, vou procurar pelo urso na base de DC Clara...” olhei para a minha namorada e ri negando com a cabeça

“O senhor Pooh foi doado para uma instituição de crianças carentes há alguns anos podem ficar tranquilas” eu disse e todas rimos.

O clima estava ameno eu adorava ver a minha namorada interagindo com a minha família que era óbvio que estava encantada com o jeito de Camila, era impossível não ficar, elas continuaram cozinhando e ora ou outra falando sobre mim enquanto eu observava o quão à vontade Camila estava em minha residência e isso me deixava feliz.

Cada dia que se passava eu tinha a certeza de que a latina era a mulher da minha vida e que eu tinha me apaixonado pela melhor pessoa que eu poderia conhecer.

Após elas terminarem todos os preparativos subi com Camila para que nos arrumássemos para o jantar.

Deixei Camila tomar banho primeiro enquanto separava minha roupa peguei uma camisa branca, calça preta e um blazer azul.

Minha namorada saiu do banheiro enrolada em uma toalha e me deixou um beijo casto nos lábios antes de ir até sua mala e começar a se preparar. Não perdi tempo e fui até o banheiro tomar um banho calmo, vesti a minha roupa e fui para o quarto onde Camila realizava sua maquiagem, fiz a minha maquiagem leve, arrumei meus cabelos e esperei a minha mulher terminar a sua arrumação.

“Você está divina Camz” disse quando ela veio até mim com seu vestido preto longo com uma fenda lateral na perna esquerda, seus cabelos estavam lisos totalmente e sua maquiagem destacava bastante seus olhos e sua boca.

Deixei um beijo singelo nos lábios da mulher e fomos para o andar debaixo onde já possuía alguns convidados, muitos amigos de exército do meu pai que me cumprimentavam pelo sucesso das nossas tropas fora do país.

Camila estava próxima de Normani, Dinah, Harry e Louis quando me aproximei.

“Capitã, sentido” Dinah e Louis me saldaram me fazendo rir.

“Deixem disso que estamos fora da base”

“Você sabe que só fazemos isso para te irritar mesmo” Louis disse me dando um abraço ri e terminei de cumprimentar meus amigos engatando uma conversa divertida com eles até a minha mãe anunciar o jantar e nos dirigirmos para a área externa da minha casa.

[...]

Só restavam eu, Camila, Dinah, Normani, Louis e Harry no local, eu e Louis estávamos mais afastados tomando um uísque enquanto os demais estavam próximos a piscina bebendo um vinho.

“Soube que Simon vai renunciar por pressão do secretário de defesa” Louis disse

“Como soube disso? Ele me parecia bem normal nas reuniões de hoje no Fort Lauderdale”

“James me disse que o seu atentado gerou um atrito muito grande dentro do exército e após o processo disciplinar ficou definido que Simon foi negligente com a sua tropa, Lo, se não fossem os ingleses você e Dinah não estariam aqui para contar a história” engoli seco e tomei o restante do líquido no meu copo.

“Acha que ele fez isso de caso pensado?”

“Eu acho que não, mas há a possibilidade, você vem ascendendo rapidamente no exército desde que entrou, suas notas são insuperáveis em todas as patentes Lauren, é questão de tempo até você se tornar general, além disso você tem todas as qualidades necessárias”

“Eu estou incomodada com isso Lou... preciso descobrir se as decisões dele naquela incursão foram intencionais”

“Vamos descobrir, em dez dias voltamos para DC e com Zayn do nosso lado teremos acesso a alguns documentos daquele dia” assenti e Camila sinalizou para que nos aproximássemos.

“Estávamos falando em ir a uma festa amanhã o que acham?” Normani disse

“Se Camila quiser eu estou dentro” eu disse e a latina sorriu

“Nós também” disse Louis.

“Ótimo, é noite latina na Fancy amanhã!”

“Eu amo latinas” sussurrei no ouvido de Camila fazendo ela deixar um selinho em meus lábios.

[...]

Por volta das 2h da manhã nossos amigos foram embora fazendo com que eu e Camila subíssemos até o meu quarto aos beijos.

Entramos no local e ela logo desabotoou minha camisa jogando em qualquer lugar do quarto. Tirei seu vestido calmamente deixando a mulher apenas com uma fina calcinha da cor preta me fazendo suspirar.

Quando notei, nós duas estávamos sem roupa e nos beijando com fome e vontade uma da outra.

Deitei Camila em minha cama e passei a beijar todo o seu corpo vagarosamente dando mais atenção aos seios, coxas, barriga até chegar no ponto que a mulher mais ansiava.

Chupei seu clítoris e ouvi um gemido manhoso da latina que agarrou minha cabeça e me forçou a permanecer no local lhe dando prazer o que eu fiz com muita calma e maestria a deixando louca, eu alternava entre seu clítoris e sua entrada enquanto massageava seus seios até a mulher anunciar que chegaria em seu ápice se derramando em minha língua.

Escalei o corpo de Camila com beijos até seus lábios onde iniciamos outro beijo quente, Camila arranhou minha barriga até segurar meu membro me fazendo gemer em seus lábios.

Nossas posições foram invertidas e a latina não perdeu tempo em me colocar em sua boca me fazendo revirar os olhos pela sensação do meu membro em sua boca. Ela tinha o melhor oral de todos sempre me enlouquecia e não demorou muito até eu me derramar em seus lábios.

Camila logo alcançou um pacote de camisinha e me vestiu posicionando sua entrada em meu membro e sentando devagar nos fazendo delirar com a sensação. Deixei que ela ditasse o ritmo e fiquei repetindo diversas vezes em seu ouvido o quão maravilhosa ela era, o quão absurdamente gostosa ela era que eu não ia parar eu nunca conseguiria parar de ter o corpo dela junto ao meu e nos amamos madrugada adentro.

[...]

POV CAMILA

Acordei com uma luz batendo em meu rosto que vinha diretamente da sacada do quarto de Lauren senti braços fortes e possessivos rodearem a minha cintura me mexi e sai da cama deixando um beijo casto nos beijos da minha namorada e me encaminhei para o banheiro realizando minha higiene matinal.

Depois de um banho quente voltei para o quarto vestindo uma camiseta folgada e um short de algodão e Lauren continuava dormindo. Desci e resolvi preparar algo para nosso café da manhã

Após pedir permissão para Clara fiz algumas panquecas, bacon, ovos, e um suco de laranja além de um café forte assim como Lauren gostava e subi novamente para o quarto da capitã.

“Bom dia linda! Já ia descer pra procurar você” Lauren disse sorrindo e se aproximando me ajudando com a bandeja com os alimentos

Depois de um breve beijo nos sentamos e começamos a comer!

“Tenho uma reunião com a equipe médica de DC após o almoço” disse após finalizar a refeição

“Hoje eu estou tranquila Camz! Pensei em treinar nado em alto mar e chamar o Louis e Dinah para me acompanhar”

“Tome cuidado por favor!” Eu disse preocupada e logo senti os lábios da mulher nos meus me acalmando

“Sempre tomo!”

Após o café trocamos alguns beijos e logo anunciei que iria para a casa, a contragosto de Lauren, que não queria me largar por nada.

[...]

“Doutora Camila Cabello, seus relatórios são impecáveis, os detalhamentos das cirurgias das balas retiradas dos ferimentos nos auxiliam a evoluir cada vez mais os nossos cuidados e recursos no exército meus parabéns” disse um dos comandantes do exército e eu agradeci brevemente recebendo elogios de outros presentes na reunião que acontecia no Fort Lauderdale em Miami

Na saída do local estava acompanhada por Normani e avistei uma cabeleira negra e olhos verdes avaliativos em minha direção. A pose de bad girl em uma farda do exército com o óculos de sol estilo aviador, mascando um chiclete e a corrente prata com a sua tag pendurada em seu pescoço alvo além da camisa da farda estar amarrada em sua cintura e a regata branca contrastando seus músculos me fazendo estremecer com a visão da minha namorada. Ela era linda em todos os momentos. Como será que era ter uma aparência dominante o tempo todo?

Me aproximei de Lauren que abriu um sorriso safado assim que notou a forma como eu a encarava e logo senti Deus braços fortes em meu corpo e seu cheiro amadeirado penetrarem no meu sistema nervoso!

“Fim da reunião?” Ela perguntou depois de deixar um beijo leve em meus lábios

“Sim Lo, acabamos de encerrar”

“Vocês não querem nos acompanhar em um treino? É coisa rápida 50 minutos!”

“Ver de camarote vocês suarem? Eu to dentro!” Respondeu Normani que estava próxima a Dinah

“Também aceito” eu disse fazendo Lauren deixar mais um beijo em meus lábios

[...]

Mal tinha começado o treinamento e eu estava amargamente arrependida, o referido, consistia em um circuito de habilidades em corrida, escalada, natação dentre outras etapas e ver Lauren fazendo tudo aquilo de forma concentrada contrastando seus músculos conforme ela realizava as etapas me deixava fervendo de vontade da capitã!

 No momento ela fazia uma escalada em uma corda deixando evidente seus músculos e a sua força. Ela e Louis disputavam quem faria o percurso mais rápido e a minha namorada estava em vantagem demonstrando toda sua técnica.

Depois da escalada Lauren tirou sua regata e a calça ficando só de top e um short para a natação e mergulhou na piscina terminando o percurso e cobrando Louis pela pequena aposta que eles fizeram fazendo o homem pagar as flexões combinadas.

Foi quando ela direcionou seu olhar para mim na arquibancada e sorriu como se já soubesse o efeito que me causava.

Respirei fundo tentando amenizar as consequências sofridas pelas imagens da minha mulher treinando e passei a falar com Normani sobre a nossa volta a DC que aconteceria em alguns dias.

Não percebi quando Lauren, Louis e Dinah se aproximaram e a capitã se sentou logo atrás de mim me puxando para o seu colo me fazendo soltar um pequeno grito pelo susto o que fez nossos amigos e Lauren rirem!

Depois de algumas conversas entre todos os três se despediram e saíram do local e combinamos de nos encontrarmos mais tarde para a boate que iríamos.

Tentei me levantar, mas os braços fortes da capitã me apertaram mais a ela me fazendo sorrir com a nada generosa ereção que a minha mulher apresentava.

“Se animou Jauregui?” perguntei me virando em seu colo ficando de frente para a mulher enroscando as minhas pernas em suas costas e colando ainda mais nossos centros arrancando um suspiro surpreso de Lauren.

“É humanamente impossível não ficar excitada com você me comendo com os olhos enquanto eu treino” ela disse com a voz rouca e passou a beijar meu pescoço

 “E quem disse que eu estava te comendo com os olhos?” eu disse com os olhos fechados pelas carícias recebidas perdendo o ar quando Lauren mordeu meu pescoço.

“Eu disse! Conheço você e os seus olhares Camila. A forma com que você me olhava é como se quisesse me devorar, arrancar todas as minhas roupas e se sentar no meu pau”

“Convencida!!”

“Nem um pouco! Porque, só você consegue me deixar assim dura como pedra louquinha para entrar em você” sorri e iniciamos um beijo urgente e me movimentei no colo de Lauren fazendo ela soltar um breve gemido pelo contato e apertar a minha bunda colando ainda mais nossos centros simulando uma penetração que me deixou em sérios problemas.

“Você tem camisinha aqui?” assim que ela ia responder ouvimos vozes se aproximando do Centro de Treinamento e nos afastamos rapidamente ajeitando as roupas amassadas.

Eram alguns jovens soldados que saudaram Lauren assim que entraram no local e iniciaram uma breve conversa sobre a guerra com a minha namorada.

Logo depois saíamos do local de mãos dadas em direção ao estacionamento quando cruzamos com James que convidou Lauren para um café e uma conversa.

Ela anunciou que já encontraria James e me levaria até o meu carro.

“Te busco as oito!” ela disse e iniciou um beijo calmo e prolongado até nos faltar o ar.

“Combinado capitã” eu disse fazendo-a sorrir e entrei em meu carro saindo do local.

[...]

“Oi filha, chegou em tempo, acabei de preparar o lanche da tarde e, estou sozinha me faça companhia!” minha mãe anunciou assim que entrei em nossa casa.

“Claro mama! Estou faminta também”

Nos sentamos a mesa e começamos a comer e optei por tomar um chá maravilhoso que minha mãe havia preparado.

“Como foram as reuniões hija?”

Contei brevemente como funcionava esses encontros com os médicos militares e o conteúdo das reuniões com a minha mãe atenta as minhas palavras ora ou outra soltando comentários.

Em seguida minha irmã e meu pai chegaram em casa falando sobre uma pescaria onde Sofia insistia que papai era horrível com peixes e ele tentava desmentir nos fazendo rir da implicância dos dois.

Meu pai beijou a minha testa e deixou um beijo em minha mãe se sentando a mesa.

“Soube que voltarão para DC na semana que vem mila” meu pai comentou enquanto se servia de café

“Sim pai, nossa semana de descanso termina e voltaremos”

“Sabe o próximo passo?” neguei com a cabeça enquanto bebia meu chá

“Ouvi Lauren comentar sobre brigada interna, não sei o que significa” meu pai sorriu e explicou

“Vocês devem ficar no país para a defesa interna e não mais saírem”

“Fico um pouco mais aliviada. É terrível quando ela sai nessas incursões e não há sequer uma notícia”

“Eu fico muito contente com esse relacionamento de vocês hija! Lauren é uma mulher exemplar te respeita, respeita a nossa família além do mais vem de uma família muito séria que são os Jauregui que conquistaram tudo com muita humildade como a gente” meu pai anunciou me fazendo sorrir.

“Eu a amo papa! No começo eu não esperava que fosse virar esse sentimento tão puro e gigante dentro de mim, mas aconteceu e eu não posso abrir mão disso”

“Não abra hija! O amor é a única coisa pela qual vale a pena brigar” meu pai disse sorrindo

“Eu só quero saber quando eu verei meus netos” minha mãe disse me fazendo ficar vermelha e levantar da mesa.

“Você tenha paciência dona!” eu anunciei deixando um beijo no rosto deles e subindo para o meu quarto.

Após um longo banho respondi as mensagens de Lauren que havia anunciado que já estava na casa dela e me deitei para descansar antes da noite que teria com meus amigos.

[...]

As oito em ponto ouvi a campainha da minha casa tocar e como eu terminava de me arrumar deixei que meus pais ou Sofia atendessem e logo ouvi as vozes dos meus pais e da minha irmã conversando com a minha namorada.

Eu terminava de colocar uma gargantilha preta e ajeitava o meu vestido branco curto e o salto preto que eu usava quando ouvi a porta do meu quarto ser aberta

“Deus! Você tem que me avisar as vezes para que eu consiga preparar o meu coração em te ver tão deslumbrante dessa forma Camz” eu sorri e passei o batom bordô em meus lábios sentindo os olhos de Lauren queimando meu corpo.

Me virei e avaliei a figura de um metro e setenta e cinco que eu chamava de minha mulher, ela vestia uma calça preta com alguns rasgos estilo destroier, uma camisa vermelha e preta quadriculada com uns 4 botões abertos mostrando seu top que se ajustava muito bem em seu corpo e nos pés um coturno preto como de costume.

“Na verdade, você é quem tem que me dar um alerta em te ver tão gostosa assim não deve fazer bem pra saúde” eu disse e ela sorriu daquela maneira cafajeste que me fazia arrepiar e se aproximou me dando um beijo casto nos lábios.

Nos beijamos por alguns minutos e quando senti que ela poderia se animar me desvencilhei de seus braços terminando de me ajeitar e descemos.

“Mama, vou dormir na Lauren hoje então não me espere!”

“Ok hija! Se divirtam e se cuidem.

Nos despedimos dos meus pais e fomos no carro de Lauren conversando bobagens até o restaurante que marcamos com nossos amigos para jantar antes de irmos à festa.

Assim que estacionamos vi Harry e Louis ao lado de duas mulheres que eu não conhecia e me aproximei com Lauren fazendo uma das mulheres fechar a cara o que me deixou atenta.

“Vero!!! Que saudade” Lauren disse abraçando uma das duas de cabelo castanho

“Jauregui!!! Pensei que não fosse te abraçar tão cedo” ela disse e as duas riram

“Veronica essa é Camila Cabello minha namorada”

“Muito prazer doutora Camila! Qual foi a poção mágica que jogou nesse ser para que ele se apaixonasse?” ela disse me fazendo rir e trocamos beijinhos no rosto

“Prazer Verônica!”

“Bom Lo, você já conhece mas essa é Lucy Vives e é a minha namorada!” Lauren sorriu com a informação e a outra mulher que eu sabia ser Lucy se aproximou e me observava com olhos avaliativos.

“Eu sabia que vocês iam acabar juntas!” Lauren disse e estendeu sua mão para a tal Lucy

“Águas passadas?” minha namorada falou em direção a mulher que olhava a mão dela até que apertou

“Claro Laur! Agora ambas estamos em outra como podemos ver” aquela frase deu um estalo na minha mente. Lauren já tinha se envolvido com Lucy o que me fez respirar fundo quando a mulher veio me cumprimentar.

Cumprimentei Harry e Louis enquanto Lauren conversava com Verônica e Lucy e esperávamos por Dinah e Normani.

“Que cara é essa Mila?” Harry perguntou

“Lauren já comeu essa Lucy” eu disse respirando fundo

“Co...como você sabe?” Louis perguntou me fazendo revirar os olhos

“Ok sua intuição é muito boa!”

“Mila isso é coisa do passado, veja, ela está com a Verônica agora que é uma das melhores amigas de Lauren” Harry disse me fazendo suspirar e ele tinha razão

“Você está certo Haz, eu não posso me incomodar com o que veio antes de mim na vida da Lauren, mas me deixa nos nervos saber que já encostaram, e muito, no que é meu hoje” eu disse fazendo o casal sorrir e logo senti mãos possessivas rodearem a minha cintura.

“O que vocês conversam?” A voz rouca e suave de Lauren disse.

“Que você comeu a namorada da sua amiga!” eu disse séria fazendo Lauren se engasgar.

“O que? Como você...??” olhei bem para cara dela

“Amor isso faz tanto tempo e eu não conhecia você!” ela disse com um bico nos lábios me fazendo derreter toda por dentro mesmo ainda olhando séria e avaliativa para a minha mulher

“Você vai me recompensar de alguma forma!” eu disse e deixei um selinho nos lábios de Lauren que soltou um suspiro e se agarrou mais a mim prolongando o contato dos nossos lábios.

Logo chegaram Dinah e Normani que estavam absurdamente divinas em vestidos brilhantes e entramos no restaurante. Lauren convidou Vero e Lucy para se juntar a nós nessa noite e as duas aceitaram de bom grado fazendo com que se tornasse uma noite de casais ainda maior.

Após o jantar fomos para o Fancy Club, uma das casas noturnas mais respeitadas de Miami pela qualidade que proporcionava.

Logo na entrada Lauren que conhecia uma das promoters conseguiu fechar um camarote somente para nós.

“Outra foda sua Jauregui?” Perguntei séria e ela sorriu

“Não! Essa é a ex namorada de Chris” ela disse sorrindo me fazendo revirar os olhos e subir para o camarote

Começamos a beber e a curtir a música que tocava no local, eu dançava com Normani e comentava sobre as músicas que tocavam e vi Lauren me observar atentamente e sorrir assim que pisquei em sua direção.

Quando o som do lugar mudou e as luzes se apagaram e se acenderam imediatamente iniciou uma melodia latina e a música Havana ecoou no local! Eu sorri e me aproximei de Lauren puxando-a pela camisa para que me acompanhasse na dança que tinha um ritmo lento e sensual e a mulher me acompanhava nos passos concentrada ora ou outra sorrindo em minha direção.

Ao ouvir o som de trompetes colei nossos corpos e dei um beijo em seus lábios que foi correspondido imediatamente. As mãos fortes de Lauren passeavam pelo meu corpo me fazendo delirar.

Descolei nossos lábios e voltamos a dançar até o final da música onde nossos amigos aplaudiram o nosso pequeno show me fazendo sorrir e deixar um selinho nos lábios da minha namorada.

Voltamos a beber e a jogar conversa fora e, voltei a dançar com Normani, Harry e Dinah enquanto Lauren, Veronica, Lucy e Louis bebiam e conversavam. E eu sempre flagrava os olhos avaliativos de Lauren queimando minha pele enquanto eu dançava. Eu sabia o que causava na mulher e gostava desse efeito que eu exercia sobre a capitã.

Em um momento todos se aproximaram e a minha namorada colou seu corpo em minhas costas e passou a dançar junto comigo.

Eu julgava que Lauren Jauregui era boa em tudo o que se dispusesse a fazer e dançar não era diferente, ela me envolvia em uma aura sexual só nossa me deixando doida de vontade por ela e a sua beleza magnífica que me fazia estremecer.

Quando a música foi trocada para “Lento” eu notei que estávamos mais afastadas do pessoal quando Lauren colou nossos corpos e passamos a dançar ainda mais grudadas.

Na metade da melodia já estávamos nos beijando enlouquecidamente passando toda nossa vontade e energia em um só beijo.

Continuamos a nos agarrar em um canto do camarote quando Lauren colou nossos quadris e me fez sentir o quão afetada a minha mulher estava pela nossa dança.

A música lento continuava rolando enquanto nos agarrávamos, em um beijo mordi o lábio inferior de Lauren e puxei em minha direção me afastando dela indo em direção ao banheiro do camarote em que estávamos olhando para trás vendo a minha namorada me acompanhar assim que entrei no banheiro ouvi a porta se fechar e a fechadura ser trancada me fazendo sorrir. Logo senti Lauren em meu encalço me beijando e subindo meu vestido com suas mãos ousadas

“Amor temos que ser rápidas...” eu disse enquanto ela beijava meu pescoço e apertava minha bunda.

Abri a braguilha de sua calça e tirei apenas seu membro rígido que clamava por atenção masturbando-a fazendo com que a minha namorada soltasse um gemido baixo

“Preciso muito entrar em você Camila...” ela disse com os olhos fechados dominada pelo prazer

“Camisinha!”

Ela alcançou o bolso de trás pegando o pacote de preservativo e eu rapidamente tirei do invólucro e envolvi o membro de Lauren.

Rapidamente ela me colocou sentada na pia do local afastou minha calcinha e se enfiou em mim fazendo ambas gemermos com o contato dos nossos corpos.

“Fode Lauren!” Eu disse olhando nos verdes perdidos da minha mulher que pareceu enlouquecer e iniciar uma penetração certeira me fazendo enlouquecer de tesão em sentir aquela mulher me fodendo de um jeito magnífico.

Eu arranhava o pescoço e o colo dos seios de Lauren enquanto gemia coisas desconexas e sentia ela me foder com força.

Lauren não estava muito diferente enquanto metia em mim e gemia que eu era a mulher mais linda e gostosa do planeta me fazendo delirar

Nos beijamos e chegamos ao ápice juntas gozando no mesmo momento fazendo aquele instante parecer uma eternidade.

Lauren sorriu e me beijou, um beijo calmo passando todo seu sentimento.

Nos ajeitamos e retornamos para a festa, nossos amigos estavam tão alheios que não sentiram nossa falta.

Ficamos o restante da festa juntinhas bebendo, dançando e curtindo o momento com os nossos amigos.

[...]

Dias depois – Volta para capital

“Prometam que vão se cuidar” meu sogro disse para mim, Lauren e Louis que estávamos nos despedindo de nossas famílias no aeroporto.

“Sempre papai não se preocupe, ficaremos bem” Lauren disse e abraçou o pai

“Hija...” meu pai pronunciou e me aproximei dele e da minha mãe

“Se cuide por favor, não hesite em me chamar caso algo não pareça certo por favor” meu pai disse e eu assenti dando um último abraço nos dois.

Após me despedir dos meus sogros parti com Lauren e nossos amigos para o avião com destino a Washington.

[...]

Chegamos em DC pela manhã e logo adentrei em meu posto de trabalho para organizar as coisas e voltar a rotina e minha namorada fez o mesmo em seu posto fazendo com que não nos víssemos o dia todo.

 Estava em um intervalo para um lanche quando vi Lauren e sua feição estava fechada com cara de poucos amigos e ela havia acabado de sair da sala de Simon. Ela entrou no refeitório pegou um lanche e assim que me viu sua feição se amenizou e ela se aproximou deixando um beijo em meus lábios e se sentando ao meu lado.

“Aconteceu alguma coisa?”

“Simon está com os dias contados aqui dentro e quer realizar uma missão e eu não estou confortável com isso!”

“O que te preocupa?”

“Eu sinto que ele está nos traindo Camz!” ela disse baixo me fazendo ficar em choque com a informação.

“E você é obrigada a seguir essa ordem?”

“Pela patente militar? Sim...”

“Lo...”

“Saio amanhã em uma incursão contra os russos na fronteira do Havaí... Caso algo aconteça comigo e com a minha equipe eu quero que você entregue esse pend drive ao seu pai ou ao meu pai eles vão saber o que fazer”

“Lo????”

“Não posso dar muitos detalhes agora amor, preciso conversar com Louis, podemos nos encontrar mais tarde?” ela disse e eu suspirei fundo mas assenti.

Lauren terminou seu lanche e deixou um beijo em mim antes de sair. Voltei para a tenda médica e guardei o referido pend drive em um livro com fundo falso que eu possuía em minha sala.

Passei o restante do dia atordoada o que me fez tomar uma atitude. Peguei o celular e disquei o número do meu pai para emergências.

“Camila? O que houve?” meu pai atendeu

“Eu acho que Lauren está com problemas papa!”

[...]

Ouvi batidas na porta do meu quarto e abri vendo a figura da minha namorada com um olhar cansado, mas que sorriu assim que me viu.

“Boa noite, é aqui que fica a mulher mais linda desse mundo?” ela disse galante me fazendo sorrir e puxá-la para dentro do quarto deixando um beijo em seus lábios que aprofundaram o contato me fazendo suspirar.

“Que papo bizarro foi aquele de hoje a tarde?” eu disse enquanto me encaminhava para a cama e Lauren veio logo atrás.

“Amor o que conversarmos aqui só pode sair daqui caso eu não volte amanhã”

“Lauren você está me deixando absurdamente assustada com essa conversa. Se você acha que essa missão não vai te trazer de volta você não deve nem ir” eu disse preocupada com a voz embargada e Lauren me abraçou

“Eu atendo ordens amor, infelizmente não é tão simples”

“Mas Lo...”

“Desde o meu atentado na guerra há uns meses eu desconfio que o general Simon está coletando dados do exército americano e repassando para os russos e para os coreanos”

“Isso é muito grave! Ele comanda a maior base da América Lauren”

“Sim, isso é muito grave, eu queria fazer a incursão de uma forma e ele quis de outra quando planejávamos aquele ataque, não entendi quando ele impôs sua decisão no momento, pois a minha maneira era muito mais segura e efetiva, mas não fui contra pelo motivo de atender ordens”

“Quando tudo aconteceu e depois de recuperada, por uma sorte os ingleses passavam pelo local no momento do atentado, e depois de repassar as informações na minha mente eu soube que os russos estavam no local aguardando para nos executar”

Eu ouvia atentamente o que a minha namorada dizia e aquilo só me deixava mais chocada.

“Quando eu me recuperei e o meu atentado foi passado para o ministério da defesa Simon perdeu a credibilidade e está sofrendo um processo disciplinar de afastamento”

“É o mínimo né? Se ele mandou vocês em uma missão suicida é o mínimo!!!” Eu disse exaltada me levantando

“Acontece Camz que por enquanto ele é o general e está no controle fazendo com que ainda tenha plenos poderes sobre nós! E como o atentado não deu certo e a Rússia perdeu mais poder ele deve estar pressionado a entregar resultados, o que me faz desconfiar que a minha próxima missão possa não ter volta”

“Lo você não pode ir”

“Eu não tenho escolha amor”

“Eles querem você morta Lauren... eu...eu não consigo nem lidar com esse pensamento” falei iniciando um choro e logo fui abraçada por Lauren

“Eu tenho um plano...”

[...]

Me despedi de Lauren logo por volta das 5 da manhã.

Meu coração estava inquieto mas eu tinha que confiar em Lauren e por fim fiz um apelo e me ajoelhei para rezar.

“Deus o senhor sabe de todas as coisas… cuide dela e de sua equipe”

O helicóptero com Lauren, Louis, Dinah e Zayn partiu da brigada 7 da base de Washington por volta das 6h30 e eu assisti tudo, logo me encaminhei ao refeitório para tomar um café. Só dessa maneira conseguiria me manter de pé e aguentar o dia de trabalho que me aguardava.

Logo à tarde eu estava inquieta… algo me incomodava e eu não conseguia mais prestar atenção no meu trabalho.

Decidi sair do hospital e tomar um ar pela base, enquanto eu caminhava diversos pensamentos sobre a minha namorada rondava minha mente e senti um forte enjoo fazendo com que eu despejasse meu almoço na primeira lata de lixo que eu encontrei.

Retornei para o hospital e tomei um remédio de estômago me sentando em minha cadeira e tomando mais água.

Ouvi a entrada abrupta de Harry e Normani em minha sala, os dois estavam em prantos o que me fez congelar!

“O helicóptero em que eles estavam foi abatido no pacífico até o momento nenhuma notícia.” Ouvi da boca de Harry que se aproximou de mim e foi a última coisa que eu vi antes de desmaiar.

 

 

 


Notas Finais


Quero um feedback desse capítulo e prometo que não vou demorar (tanto)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...