História Fighting Love - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7, Mamamoo, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens BamBam, Byun Baek-hyun (Baekhyun), Chenle, Do Kyung-soo (D.O), Doyoung, Haechan, Hansol, Hendery, Huang Zitao (Tao), Hwasa, Jackson, Jaehyun, Jaemin, JB, Jennie, Jeno, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jisung, Johnny, Jung Hoseok (J-Hope), Jungwoo, Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kun, Lisa, Lu Han (Luhan), Lucas, Mark, Mark, Min Yoongi (Suga), Moonbyul, Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, RenJun, Rosé, Solar, Taeil, Taeyong, Ten, Wheein, Winwin, Wu Yifan (Kris Wu), XiaoJun, YangYang, Youngjae, Yugyeom, Yuta, Zhang Yixing (Lay)
Tags Jihope, Sope, Taejoon, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 35
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


✌️

Capítulo 22 - Confession x Trust


Fanfic / Fanfiction Fighting Love - Capítulo 22 - Confession x Trust

JUNGKOOK

Chegando em frente a casa de Taehyung comecei a ficar ansioso, afinal ele poderia estar com outra pessoa e ter se atrasado para o colégio.

- Vamos JK nada de desistir agora – Jimin empurrou minhas costas.

Tocamos a campainha umas três vezes antes da porta se abrir, Taehyung abriu com um olhar irritado e sonolento. Ele vestia um roupão verde, os olhos e nariz estavam vermelhos e parecia muito cansado.

- O que estão fazendo aqui? – Taehyung tossiu baixo.

- Você não foi ao colégio hoje, então ficamos preocupados – Jimin falou já entrando na casa.

Taehyung lançou um breve olhar para mim e depois desviou deixando a porta aberta para que eu entrasse e foi atrás de Jimin.

- Preocupado? Você? Porque ficaria?

- Ora, você me ajudou com o negócio do encontro – Jimin olhou para Taehyung curioso – O que houve com você? Está com uma cara horrível.

- Bom, graças a minha brilhante ideia de sair na chuva acabei pegando uma gripe.

É verdade Taehyung saiu de baixo daquela chuva para me encontrar, isso realmente me deixou feliz.

Jimin olhou em volta.

- E o que está comendo? Precisa se alimentar bem se está doente – Jimin franziu os lábios.

- Comer? Eu mal aguento andar Park Jimin – Taehyung se jogou no sofá.

- E seus pais? – Perguntei e Taehyung focou seu olhar sonolento em mim.

- Eles foram embora no mesmo dia, vieram apenas pra me convidar para morar em Paris com a minha mãe – Ele desviou o olhar novamente como se fosse difícil olhar por muito tempo pra mim – Minha mãe vai se mudar para Paris e quer que eu vá com ela.

- E você vai? – Jimin cruzou os braços.

- Quem sabe.

- Ok, primeiro vou fazer algo pra você comer – Jimin continuou por um corredor – Onde fica a cozinha?

Taehyung levantou e foi atrás de Jimin pelo corredor sem me olhar. Era como se eu estivesse invisível pra ele, isso dói tanto.

Fui até onde eles estavam, Jimin já tinha começado a pegar algumas panelas e ver o que tinha na geladeira e Taehyung sentou posando a cabeça na mesa.

- Que bom, aqui tem tudo que preciso pra fazer uma sopa – Jimin se animou.

- Odeio sopa – Taehyung reclamou.

- Não precisa gostar, só precisa comer – Jimin arregaçou as mangas do uniforme para lavar alguns legumes.

- Taehyung... – Comecei e ele me olhou a contra gosto – Seus pais não vinham aqui a muito tempo, então porque assim do nada querem que vá morar com sua mãe?

- Ela encontrou a noiva perfeita pra mim, parece que ela é filha de uma marquesa ou coisa assim – Taehyung massageou a têmpora.

- Noiva? Mas você não vai certo? Não precisa fazer isso – Me aproximei um pouco da mesa.

- E porque está preocupado? – Taehyung levantou irritado – Você terminou comigo, disse que eu te faço mal, me pediu para ficar longe de você e agora está aqui.

Ele parecia muito irritado, mas seus olhos e nariz vermelho me deixavam preocupado.

- Eu sei – Foi tudo que consegui responder.

- Porque está aqui Jungkook? Estou longe como queria, então porque exatamente está aqui?

- Vou deixar vocês conversarem a sós – Jimin desligou o fogo e saiu da cozinha.

- Só estava preocupado com você – Falei quando Jimin saiu.

- Porque nunca é sincero comigo?

- Como assim?

- Eu sai na chuva por você Jungkook, dirigi sem nem mesmo conseguir enxergar direito por causa da chuva e nada disso importava porque eu queria te encontrar, e garantir que estivesse seguro – Taehyung respirava com dificuldade – Eu te contei uma parte da minha vida que ninguém sabe, abri meu coração, terminei com alguém e você jamais conseguiu me contar nada sobre você.

Desviei o olhar, é doloroso ver a expressão triste dele.

- Sei que te magoei Jungkook, mas você nunca me disse o que estava sentindo. Nunca disse o que sentia por mim e eu não vou ficar adivinhando. Quando terminei com Yoongi foi por você, mas também foi por mim, porque você me fez ver o quanto eu poderia ser feliz se estivesse ao seu lado.

- Eu estava sofrendo, imaginar você com outra pessoa machuca muito – Voltei a encara-lo – Terminei porque pensei que não sentisse nada por mim e achei que assim a dor diminuiria.

- Achou que eu não sentisse nada por você? Jungkook eu sou completamente apaixonado por você.

Meu coração disparou com a declaração, nunca imaginei ouvir isso e agora minhas reações estão tão lentas.

- Sinto muito se eu não demonstrei isso, mas... Minha vida nunca foi cheia de sentimentos, me criei praticamente sozinho e ninguém nunca esteve aqui por mim. Não sou bom em demonstrar sentimentos, tenho uma quantidade enorme de defeitos, mas sempre estive apaixonado por você.

- Sempre? Mas Yoongi...

- Yoongi é muito mais meu amigo do que qualquer outra coisa, nós nos beijamos umas três vezes e nunca transamos – Ele riu baixo e tossiu.

- Sério?

- As aparências enganam tanto não é? – O olhar de Taehyung suavizou.

Me aproximei, deslizei minhas mãos pelos seus braços, passando pelos ombros até chegar ao pescoço, segurei seu rosto lindo e o beijei. Senti tanta saudade de beija-lo, fazia apenas alguns dias e mesmo assim senti tanta falta dele.

Profundei o beijo e Taehyung passou os braços pela minha cintura colando mais nossos corpos, ele apertou meu corpo contra o dele e eu desci os lábios pelo pescoço.

- Jungkook pare... – Taehyung falou com uma voz manhosa que me fez sorrir.

Voltei para seus lábios, deslizei a língua por eles e nos beijamos calmamente.

Foi como se tivéssemos nos conectado novamente, sempre que eu o beijava sentia a mesma coisa.

Taehyung me empurrou de leve e se afastou ofegante.

- Para Jungkook, isso não muda nada – Ele continuava com o olhar triste – Não muda o fato de que não confia em mim, de que te faço mal e de que mesmo com tudo que eu disse você não foi capaz de me dizer o que sente.

- Taehyung eu... – As palavras não saem.

- Vá embora Jungkook – Seus olhos brilhavam cheios de lágrimas – Por favor, vá embora.

Queria dizer algo á ele, queria dizer o quanto é importante pra mim e despejar todos os meus sentimentos, mas por algum motivo as palavras não saiam. E ainda por cima ver essa expressão e os olhos dele cheios de lágrimas corta meu coração, sempre achei que era eu quem mais sofria nessa história, acabei não percebendo que Taehyung também tem mágoas em seu coração.

Sai da cozinha e fui direto para fora da casa antes que as lágrimas de Taehyung caíssem. Jimin veio atrás de mim preocupado.

- JK tudo bem?

- Jimin pode cuidar dele? Eu preciso ir.

- Sei que tem dificuldade de confiar nas pessoas, mas Taehyung não vai te deixar como seu avô. Sabe disso neh?! – Jimin pousou a não no meu ombro, mas eu desviei.

- E como sabe disso?

Continuei andando sem olhar para Jimin.


JIMIN

Quando voltei para a cozinha Taehyung olhava pela janela observando o jardim.

- Você foi muito duro com ele – Falei.

- Estava ouvindo nossa conversa Park Jimin?

- Eu estava no corredor e vocês falavam muito alto – Dei de ombros e voltei a cozinhar – JK não é bom em confiar, o avô era o melhor amigo dele e faleceu.

- Ele confia em você.

- Estou com ele desde sempre, nunca precisou me contar nada porque eu estava presente.

Taehyung ficou em silêncio por muito tempo até sair da janela e suspirar.

- Park Jimin posso te contar uma coisa?

- Ah, claro – Respondi curioso.

- Sou apaixonado por JK há mais de um ano e espero ele olhar pra mim por todo esse tempo.


Notas Finais


Uuuuu 🤔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...