História Filha de Damon Salvatore - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo, The Vampire Diaries
Tags Damon Salvatore
Visualizações 179
Palavras 1.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui esta um capitulo meus amores, espero que gostem é uma boa leitura.

Capítulo 2 - Capitulo Um


Fanfic / Fanfiction Filha de Damon Salvatore - Capítulo 2 - Capitulo Um

3 Anos antes

Povo De Larissa

Estava nervosa tecnicamente muito nervosa, descobri que estava grávida, como isso poderia acontecer?

“Sexo sem camisinha”

Era meus pensamentos dizia, mas eu tomei pílulas.

“90% Funciona”

Merda fiquei desses 10%, como vou conta pro meus pais? Que a sua filha mais velha a mais responsável esta grávida, isso tudo por que estava triste, por que tinha terminado meu namoro de anos, 1 mês e meio depois conheci Damon uma homem com uma beleza encantadora, Um homem que faz todo mundo ser apaixona, ai sempre me perguntei como um homem desses um Deus Grego poderia olha pra uma garota como eu ? Mais dizem que o amo é o que importa era que dizia Manoel que eu era sua princesa, agora ia pro apartamento de Damon que era linda e luxuosa Depois de 3 meses eu jurava que conhecia bem o Damon, ele sempre adorou coisas Luxuosa e muito cara e eu sempre reclamei, pra que gasta muito dinheiro pra bobaste mais ele sempre dizia que o dinheiro era dele então gastava com que ele quiser.

Aperto a campainha pro porteiro abrir, seu Luiz abriu a porta e falou um bom dia e eu devolvi o Bom dia, Seu Luiz tem uns 50 anos muito simpático comigo ele é, então pego o elevador o anda de Damon era 15º anda eram 17º andares, chego o meu destino, abro a porta quando eu entro sim a porta já estava aberta quando tento procura Damon entro do quarto dele então escuto o barulho do chuveiro ligando então eu espero sentada da cama dele quando ele sair do banheiro só com a toalha de baixo como sé fosse uma saia e mostrava seu lindo tanquinho ele me olha como já sábia que eu estava lá, mais nem ligo então Damon acaba o silêncio.

[Damon] – O que faz aqui Larissa?

Fala Damon olhando pra mim ainda em pé.

[Eu] – Preciso fala com você é muito importante mas primeiro troca de roupa.

A conversa seria séria então ele teria que esta com roupa, Bom nós tínhamos que conversa sério era o futuro do nosso filho, Damon pega as suas roupas e entra do banheiro quando ele sai estava com uma camisa azul escuro e uma calça Jeans preto seu cabelo bagusado e molhado.

[Damon] – Então Lari pode fala.

[Eu] – Damon é uma coisa muito séria pode munda as nossas vidas também uma grande responsabilidade pra nós dois e pra mim mais ainda.

Damon me interrompeu.

[Damon] – Vai direto do assunto Larissa.

Fala impaciente esse homem é impaciente igual a mim, mais como posso fala da cara dele que estou gravida isso seria muito difícil, fico uns segundos calada então respiro e falo logo com uma grande rapidez.

[Eu] - Eu estou GRÁVIDA.

Ele olhava sério com uma frieza do seu olha com um olhar de fúria então ele riu um riso irónico.

[Damon] - Você pensa que vou acreditar? Você deve te engravidado de outro isso sim, esta querendo fazer o culpe do baú {Ele vem em cima de mim e me segura forte então soltei um gemido de dor}, você só que meu dinheiro você é uma vadia mesmo Larissa.

Ele me aberta mais então uma lágrima caiu dos meus olhos aquelas palavras me machucaram muito eu nunca vou esquecer essas palavras.

[Eu] – Me solta Damon esta machucando, {Então ele me soltou} Eu nunca quis seu dinheiro, agora nem quero seu sobrenome do meu filho mas Damon eu nunca dormi com outro não sou uma Puta que leva homens pra cama, não sou as mulheres que você leva pra cama, e sim o filho e seu, não quero nada seu Damon, você é um grande idiota.

Então Damon sorri ironicamente.

[Damon] – Você acha mesmo que vou cair do seu teatrinho? Larissa sair da minha casa, não quero nunca mais te vê.

[Eu] – Não Damon eu que nunca mais quero vê você.

Então saiu da casa dele, entro do carro do meu pai e começo e a chora aquelas malditas palavras me atingiu muito enxugo minhas lágrimas esse homem não merece, foi 40 minutos pra chega em casa por que não tinha transito entro da garagem. Entro da porta dos fundos meus pais e minhas irmãs estava do sofá fico de frete da TV e falo.

[Eu] – Mãe Pai preciso fala com vocês, é um assunto muito sério.

Então fomos pra mesa e nos se sentamos.

[Mãe-Clea] – Pode fala.

Fala minha mãe me olhando estava muito nervosa eu não sábia da reação deles.

[Eu] – Mãe, Pai eu...eu estou g-grávida.

Falo gaguejando, meus pais me olham como não acreditasse em mim como ser fosse uma brincadeira de mal gosto.

[Mãe-Clea] – Como é que é, Larissa não estamos de brincadeira, isso é uma brincadeira de mau gosto.

[Eu] – Eu não estou brincado mãe, é verdade eu estou grávida de 1 mês e meio.

[Pai] – Como você pode Larissa, você era tão responsável, agora esta grávida você ainda é uma criança, cadê a educação que eu e sua mãe deu, foi jogada do mato, eu confiava em você.

Fala meu parecia com raiva e também preocupado e nervoso.

[Mãe] – Quem é o pai? É o Manoel?

Fico calada.

[Mãe] – Reponde criatura.

Ela já estava com raiva, começa a cair lágrimas dos meus olhos, não queria chora da frete deles, quero mostra que posso ser responsável é madura pra cria meu bebê que posso ser uma mãe solteira, posso te essa responsabilidade, claro que essa responsabilidade é maior por que ser trata de uma criança num bebê.

[Eu] – Não Manoel não é o pai, nós tínhamos terminando o Namoro, fiquei muito triste então foi que eu conheci Damon Salvatore ele sim que é o pai.

[Pai] – Ele vai assumir essa criança.

Meu pai fala sério.

[Eu] – Não pai ele não vai assumir meu filho.

[Mãe] – Como assim não vai, ele é o pai na criança, ele tem o direito de assumi esse bebê, Larissa você não vez sozinha.

Minha mãe fala gritando.

[Eu] – Ele acha que eu estou enganado ele mãe, ele pensa que eu quero o maltido dinheiro dele.

[Pai] – Ficaremos do seu lado Larissa.

Ele tecnicamente ficaria por que meu irmão anos atrás engravidou a namorada dele e ele ficou do lado dele e ajudou.

Meses depois

Estava tudo bem minha família disse que ia me ajuda eu terminaria minha faculdade, só tenho 17 anos esforçaria mais os estudos pra meu futuro, fico pensado como fui idiota de fazer Sexo com o Damon, Claro que ele não foi o meu primeiro eu fiquei com o Manoel tínhamos planos pro futuro de ser casar e te filhos mora fora do Brasil eu a inda o amo, pensando dele o telefone toca e era ele fiquei nervosa mais atendi o telefonema.

[Manu] – Alô Larissa.

[Eu] – Oi Manu, o que aconteceu?

[Manu] – Larissa eu ainda te amo, podemos volta, fiquei muito triste quando eu terminei com você eu ainda te amo muito meu bb.

Eu não podia fazer isso Com Manoel, eu o amo mais não posso fica com ele, eu estou grávida, eu não mereço ele, ele mereçe uma garota que não vai carrega um filho de outro Homem.

[Manu] – Larissa esta me escutando.

[Eu] – Sim Manu, eu também te amo, mais não podemos fica juntos.

[Manu] – Sé eu te amo e você me ama por que não podemos meu bb.

[Eu] – Por que Manu eu estou grávida de outro homem.

[Manu] – Como assim Larissa? Espera eu estou indo ai.

Então ele desliga o Celular, uns 40 minutos ele chegou da minha casa, so tinha eu meus pais saíram com as minhas irmãs.

[Manu] – Agora pode me explicar Larissa.

Ele senta do sofá olhando pra mim, então expliquei todo pra ele pensei que ele ia me julga mais não ele me abraçou.

[Manu] – Larissa eu ainda quero você meu anjo, ele foi um idiota de fala isso como ele pode, você sempre esteve comigo e nunca sé importou com o meu dinheiro mesmo sendo rico eu não era feliz e você me mostrou a felicidade eu assumo essa criança e vou cria como meu filho vai ser o nosso filho, pai é aquele que cria e não que faz.

3 Anos Depois [Atual]

Eu e Manu estamos assistido Tv com a nossa filha ela prestava muito do desenho que estava passado, vou explica o que aconteceu, Eu e Manu nós sé casamos quando eu ainda estava grávida nós sé mundanos pra Forks do Canadá sou advogada ele Psicólogo mais também teve seu diploma de Jornalismo, Manu cuida bem da nossa filha pra ele ela é sua filha de sangue ele colocou o nome de Larianny Victória ele queria tanto esse nome mais eu queria Victoria então colocamos Larianny Victória, eu quase morri do parto foi cesariana, mais minha filha nasceu com muita saúde, Vick o apelido dela, ela é muito linda quando passa chama atenção puxou a beleza de Damon ela é a cópia Feminina dele, Seus cabelos Negros como a noite seus olhos azuis muito lindo que da inveja, sua pele branquinha, muito inteligente pra idade dela, depois daquele dia eu é Damon nunca mais sé viu graça a Deus, eu não queria. Nunca mais vê ele aquelas palavras então da minha cabeça, Vick Nasceu aqui em Forks então ela fala inglês e um pouco de português por que aqui em casa como eu Manu nascemos do Brasil gostamos de fala Português aqui em casa.


Notas Finais


Espero que gostem é comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...