História Filha do Fogo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Mitologia Nórdica, O Hobbit, O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings), Supernatural, The Originals
Personagens Elrond, Galadriel, Gandalf, Gimli, Legolas, Personagens Originais, Smaug, Tauriel, Thranduil
Visualizações 154
Palavras 879
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Prioridade


 Após liberar meus poderes senti que aos poucos a paz e tranquilidade atingiram meu coração e minha alma. Uma sensação se alívio me inundou por completa mas tão rápido quanto veio se foi.

 Inúmeros pontos negros surgiram diante de meus olhos impossibilitado minha visão. A sensação de cansaço falou mais alto e assim como na floresta deixei que a escuridão me levasse e acabei desmando e a última coisa que ouvi foi alguém gritando meu nome.



*   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   *   



 Abri meus olhos e quando olhei ao redor tudo que encontrei foram apenas as ruínas do que um dia deve ter sido um enorme e próspero palácio. 

 A minha frente uma trilha feita de pedras surgiu e recuei um passo diante disso. Olhei de um lado a outro buscando o responsável por isso mas não encontrei absolutamente nada.

 Meus instintos gritavam para correr para o mais longe possível e buscar refúgio mas minha teimosia mais uma vez se sobressaiu. Obriguei meu corpo a se mover e lentamente caminhei pela trilha misteriosa, atenta a qualquer movimentação suspeita.

 Conforme adentrava ao palácio pude notar graças a sujeira e as enormes teias de aranha que a muito tempo ninguém colocava os pés ali. De repente o som de bater de asas me fez ficar em total estado de alerta. 

 O silêncio mais um vez se fez presente e agora os únicos sons emitidos eram os batimentos acelerados do meu coração e o de minha respiração. 

 Fiquei um tempo estática buscando qualquer barulho que denunciasse o paradeiro do quer que esteja tentando me encurralar mas como esperado não ouvi nada.

 Cansada de ficar apenas esperado novamente comecei a caminhar pelos corredores sujos e fétidos. Mas minha paz durou poucos instantes ja que faíscas surgiram logo atrás de mim quando duas garras afiadas perfuraram a parede ao meu lado.

 Corri como a muito tempo não fazia, aquele lugar mais parecia um labirinto.  Quando estava prestes a desistir e deixar que a fera me matasse enxerguei uma enorme porta dourada.

 Quando forcei para abri-la a visão que tive me fez arfar. Milhares de pilhas de ouro, prata e bronze por todos os lados. Jóias de todos os tipos, formatos e cores. Pedras preciosos de todas as regiões da Terra Média,  qualquer um daria tudo para ter ao menos 1% dessas riquezas. 

 De repente fui arremessada violentamente e meu corpo bateu em uma parede do outro lado do salão. Caí sob uma pilha de ouro e senti o gosto de ferro no boca, era sangue. Juntei o restante de minhas forças e consegui me levantar.

 A minha frente se encontrava o motivo se minhas frustações.  O maldito dragão que tanto trouxe morte,  destruição e dor as pessoas que hoje me estenderam a mão.  Smug parecia curioso diante de sua filha e preocupado ao me ver frágil mas sua feição mudou drasticamente quando me fitou serio.


- Se prepare ele esta vindo atras de voce - o dragao disse e em seguida cuspiu fogo em minha direção.




  Acordei assustada sentindo meus cabelos ruivos grudados em minha testa e pescoço devido ao suor. Tentei controlar a respiração acelerada mas era praticamente impossível. Tentei me levantar mas estava tão fraca que acabei caindo sentada no colchão. 


- Que bom que acordou minha senhora - uma elfa loira entrou no quarto me olhando atentamente enquanto me ajudava a me deitar.


- O que aconteceu?  - senti minha gargante queimar devido ao esforço. 


- A senhora desmaiou e o príncipe lhe trouxe nos braços até aqui - arregalei os olhos ao ouvir isso, novamente ele me ajudou.


- Quanto tempo apaguei? - temi pela resposta mas era algo necessario. 


- Três dias minha senhora - arfei ao receber a notícia - Venha precisa de um banho e depois se alimentar, deve estar faminta - acenei concordando. 


 Vi quando ela colocou água quente em uma banheira e logo depois sais com cheiro de jasmim. Estava tão confusa pelo sonho que deixei que ela me desse banho. Uma enorme cesta com frutas, bolo, pães,  geléias,  suco e tantas outras iguarias estava em cima da cama, aquilo era suficiente para alimentar um batalhão inteiro.

 Ao sentir o cheiro da comida meu estômago deu sinal de vida. Comi lentamente sentindo o gosto de cada pedaço que era colocado na boca e confesso que senti falta disso. A porta é aberta abruptamente e um elfo loiro e sorridente praticamente se joga em cima de mim.


- Fiquei tão preocupado - confessou ainda abraçado a mim.


- Tenho que parar de me jogar em seus bracos - brinquei tentando conter a vermelhidao que se instalou em meu rosto devido a aproximação de Legolas.


- Eu não me importo - respondeu olhando diretamente em meus olhos e um calor surgiu em meu peito se alastrando pelo resto do corpo.


- Perdão?  - confusão resumia bem o que estava sentindo.


- Lyra eu acho que gost.... - fomos interrompidos por Tauriel que entra no quarto sem mais nem menos.


 Ela me encarava com seus olhos brilhando em diversão ao nos pegar em um momento tão constrangedor. Com certeza seríamos motivo de piada por semanas. Mas quem se importa? Minha prioridade agora é descobrir o que é esse calor estranho no peito que acontece sempre que Legolas esta por perto!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...