1. Spirit Fanfics >
  2. Filha do Oceano >
  3. Capítulo 14

História Filha do Oceano - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Capítulo 14


Acordo de manhã sentido um cafuné em meu cabelo, sorri, mas como Harry entrou no quarto sendo que estava trancado? Abro meus olhos e não acredito no que eu estou vendo. O que diabos ele fazia aqui? 


- O que faz aqui Leonardo? - Falo nervosa.


Leonardo - Essa casa é da minha família. - Não podia ser, como Harry, um cara gentil, é parente desse crápula, nojento. 


- Sai daqui! - dou um grito


Leonardo - Você estava gostando. - Ele levanta da cama e vem até onde eu estava, a cada passo que ele dava eu recuava.


- Não chega perto de mim. Não ouse colocar suas mãos nojentas em mim novamente. - Lembrar daquele maldito dia me faz muito mal.


Leonardo - Ninguém acreditou em você, você surtou aquele dia. Acha que iriam acreditar em você agora? 


Lágrimas escorrem por o meu rosto, doi lembrar que nem minha própria família acreditou em mim, acreditaram na palavra de um qualquer e nao acreditam na filha deles. 


Leonardo me puxa para ele, tento me livrar dele mas ele é mais forte que eu. Começo a pedir socorro. 


Leonardo - Cala sua boca! Sabe o que irá acontecer se não se calar! - Ele coloca a mão na minha boca.


Mordo sua mão e volto a pedir socorro, se eu me livrar dele eu juro que vou na polícia.


Leonardo - Sua... - Ele da um tapa na minha cara. 


Dou um chute no lugar que o homens sentem mais dor, ele me solta  e eu consigo abrir a porta, corro por os corredores, e bato na porta de Harry. 


- Socorro! Abre a porta - Vejo Leonardo levantar e sair correndo. Harry abre a porta.


Harry - O que esta acontecendo?


- Ele entrou aqui...ele... - Harry me abraça.


Harry - Ele quem? 


- Leonardo. Ele já me fez tanto mal. Me ajuda Harry. - Falo tremendo de medo.


Harry - O que aquele desgraçado fez pra você? 


- Ele me... - Não consigo falar.


Começo a chorar desesperadamente. Mas com Harry eu me sinto protegida, seus abraços me confortam. 


Harry - Temos que ir a polícia. - Balanço a cabeça afirmando.


Harry me leva até o carro e segue para a delegacia, chegando lá eu falo com o delegado, eu conto tudo que eu vivi durante todos esse anos. Eles falaram que iria da ordem de prisão para ele.


Eu pedi para Harry me deixar em casa, queria só ficar em meu quarto. Ele me deixa na porta de cada e eu entro, vejo minha família sentada mesa do café da manhã. 


Márcio - Boa dia filha. 


Mariana - Aconteceu alguma coisa filha? - Eu iria falar que tá tudo bem, mas não aguentava mais esconder tudo.


- Nao Está nada bem. - começo a chorar novamente


Conto tudo de uma vez, que aquele dia que eu surtei, que quebrei tudo na casa de Leonardo, que o acertei com um jarro, era tudo pra me defender, que ele vivia me assediando, não estava deixando eu passar, que ele pegou em minhas coxas. Falei tudo de uma vez.


Mariana - Me perdoa filha! Me perdoa! - Diz minha mãe chorando


Márcio - Eu também peço perdão. Por não ter acreditado em você, por ter te internado naquela clínica.


- vocês nao tem culpa. O único culpado é ele. 


Mariana - Diz que nos perdoa. 


- Eu perdou. - Abraço eles dois. Marvin até então não tinha falado nada, ele apenas bateu as mãos  com força na mesa e subiu para o quarto.


Também vou para o meu quarto, vou ao banheiro e tomo um banho, visto uma roupa quente e deito em minha cama, deixo toda a mágoa, o medo, a angústia sair em forma de lágrimas, precisava  por tudo pra fora. De tanto chorar eu acabo dormindo.




Notas Finais


Que passado triste de Luanda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...