História Filho da Lua - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bts, Jeongguk, Jungkook, Lobo, Wolf
Visualizações 175
Palavras 1.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Eu voltei :v
Antes de começar o capítulo eu quero lembrar 2 coisas importantes:

1. Se você tá habituada a ler fanfic ABO, sabe que o conceito de homem/mulher aqui é indiferente.
2. Mesmo se o item 1 não existisse, retratar uma mulher de um jeito mais forte, bruto, problemático ou etc, etc, etc, coisas que normalmente são associadas a homens NÃO é "masculinização". Mulheres não precisam ser fofas, delicadas, princesinhas ou coisas assim para serem mulheres, assim como um homem ter esses traços de personalidade não torna eles menos homens. Só sejam vocês mesmas independente do sexo.

Conversado isso, tenham uma boa leitura :)

Capítulo 2 - Ago 30 (parte 1)


Fanfic / Fanfiction Filho da Lua - Capítulo 2 - Ago 30 (parte 1)

Noite passada eu dormi maravilhosamente bem. “Ué, mas você não estava muito nervoso pra isso?”, você deve estar se perguntando. Sim e não, ter um sono muito pesado tem suas vantagens, você pode derrubar a casa à minha volta, que eu continuarei dormindo e o meu relógio biológico é ótimo.

Agora são 6:27 da manhã e eu estou saindo do banheiro depois de um bom banho, preparando meu psicológico para mais um dia de aula, alguns dias depois da volta das férias de verão. Se você ainda não chegou no ensino médio, só tenho a te dizer que ele é uma constante de dias em que você se pergunta se realmente vale a pena, mas no fundo sabe que vale, então apenas se força a continuar. Estou longe de ser o melhor aluno da sala, mas tenho notas razoáveis na maioria das matérias, exceto as em que eu sou realmente bom: artes, música e educação física. Se você olhar com cuidado, verá que elas estão interligadas, usam o seu corpo de formas diferentes, mas todas belas ao seu modo e isso me inspira a praticá-las.

O uniforme é bonito, mas não muito chamativo, nós temos apenas uma camisa branca com detalhes azuis e pretos na gola e nas mangas, com o logo do colégio estampado no lado esquerdo em cima do peito, e um casaco com as mesmas características, para os dias frios. A parte de baixo pode ser qualquer calça jeans e as meninas estão autorizadas a usar saia, desde que seja do meio para baixo das coxas, jeans e azul ou preta, os sapatos precisam ser fechados e azuis, pretos ou brancos. Hoje vou com a blusa, uma calça jeans preta e o sapato branco que ganhei no meu aniversário passado. Sim, eu costumo usar minhas coisas até que elas estejam inúteis.

O cheiro de ovos fritos na manteiga já começa a invadir o meu quarto, cuja porta dá direto na cozinha, o que é uma excelente justificativa para sair dele e alimentar o monstro em fase de crescimento que existe dentro de mim. Estômago, o nome.

 

ㅡ Bom dia! ㅡ sou recebido pela minha família toda reunida na mesa.

 

Jeon Yeonwoo, meu pai, dizem que eu fico cada dia mais parecido com ele e eu concordo. Jeon Hani, minha mãe, a mulher mais doce e bondosa que você vai conhecer, infelizmente a única coisa que eu puxei dela foi o formato do rosto. Minha irmã mais velha, que você já conhece e, por último, mas não menos importante, meu irmãozinho 14 ANOS mais novo, Jeongnam, sentado em sua cadeirinha especial ao lado da mãe. Dizem que ele é muito bonito, mas para mim se parece com um joelho, assim como todo bebê. Meu pai achava loucura ter um terceiro filho a essa altura, mas minha mãe queria e a vontade da rainha é lei, o resultado está sentado ao lado dela sendo empanturrado com papinha de legumes. Eca.

 

ㅡ Bom dia!... Ai! ㅡ Jeongyeon me acertou um tapa na mão quando tentei pegar o maior ovo frito do prato que está no meio da mesa ㅡ Qual o seu problema?

ㅡ Esse aí é meu. ㅡ ela o leva até o prato e arranca uma mordida dele.

ㅡ Quem disse que era?

ㅡ EU disse, tente pegar de volta pra ver o que acontece. ㅡ recebo um olhar desafiador, mas essa não é uma briga que eu pretendo comprar.

 

NUNCA pegue a comida de um alfa sem que ele te dê ordens expressas para que faça isso, a menos que, sei lá, o seu sonho sempre tenha sido ser maneta. Estou em uma idade na qual mãos são extremamente necessárias, se é que me entende, então não, obrigado. Nossas briguinhas ficaram cada vez mais frequentes desde que a Yeon virou loba. No geral, ela é carinhosa comigo, mas de um jeito meio bruto, então esse tipo de situação sempre acontece. Nossos pais apenas se limitam a rir e apreciar o entretenimento gratuito.

 

ㅡ Depois de amanhã é o seu dia, já decidiu o que quer fazer? ㅡ meu pai pergunta em tom animado.

ㅡ Pra começar, eu gostaria de poder faltar o colégio. ㅡ respondi em tom de brincadeira.

ㅡ Tudo bem.

 

Espera, algo errado não está certo.

 

ㅡ É sério?

ㅡ Sim, será uma sexta-feira, seu último boletim estava bom e 15 anos é uma data importante, não vejo um problema nisso.

ㅡ Obrigado!

 

Isso é muito raro de acontecer. “Você precisa aprender a ter responsabilidade” é a resposta que eu recebo sempre que peço para faltar. Tudo bem, eu concordo com ele, mas realmente é necessário ter responsabilidade 365 dias por ano? Ninguém vai morrer por minha causa. Ele só me deixa faltar quando estou doente, o que acontece de vez em nunca porque tenho uma imunidade alta demais para o meu gosto.

Agora, como sempre, depois tomar meu café e escovar meus dentes, estou sentado no sofá da sala, com os braços cruzados, enquanto balanço freneticamente minhas pernas e espero a boa vontade do Sr. Park Jimin de me dar o ar de sua graça, para podermos ir para o colégio.

Park Jimin é o meu melhor amigo desde sempre, ri até do vento e raramente fica de mau humor, mas quando isso acontece é melhor você não estar por perto, porque ele enfia a mão na cara até do alfa mais forte da alcateia, quando está zangado. Um baixinho com complexo de descobridor de Busan, mas um amigo leal que me entende e tá sempre aqui pra mim quando eu preciso, mesmo que isso signifique deixar a si mesmo de lado. Ele é 2 anos mais velho que eu, ou seja, já é de fato um lobo e meu maior conselheiro desde sua primeira transformação… ou pelo menos tenta ser, porque um beta não pode ajudar tanto assim em situações como essa.

É sempre uma grande festa na casa de um debutante, a expectativa da família para o grande acontecimento chega a ser exagerada e o que se espera é que seja um alfa, mas não é tão ruim ser um ômega, eles são aceitos na nossa sociedade, já os betas, são vistos como aberrações e sempre são discriminados. Betas têm a força física, a velocidade, a resistência e os sentidos aguçados da espécie, mas não tem os instintos e necessidades selvagens, apesar de trazer o lobo dentro de si, e se relacionam mais facilmente com humanos. Eles são muito raros e a maioria, dos poucos que existem, vive fora das alcateias por causa de toda a rejeição. Temos apenas uns 5 ou 6 na nossa.

O pai do Jimin o vê como uma decepção e o trata como um fardo, a mãe não demonstra ser muito diferente, mesmo que não diga em voz alta. Minie quase foi expulso de casa, mas meu pai interferiu e os obrigou a mantê-lo até pelo menos sua maioridade, caso contrário, eles é quem seriam expulsos. Ele ainda mora com eles, mas passa a maior parte do dia comigo e, às vezes, até dorme aqui.

Campainha tocando.

 

ㅡ Está atrasado ㅡ digo com a melhor cara de bravo que consigo fazer ao ver a criatura alguns centímetros menor que eu à minha frente.

ㅡ “Está atrasado, HYUNG” é o jeito certo de falar.

ㅡ Que seja, ㅡ reviro os olhos ㅡ o que aconteceu?

ㅡ Não dormi bem noite passada, então acordei um pouco tarde. Vamos!

ㅡ Esperem! Eu levo vocês de carro! ㅡ meu pai nos interrompe, vindo em nossa direção com a chave.

ㅡ Não precisa, pai, o ponto do ônibus não é tão longe.

ㅡ Eu vou com vocês até o colégio, preciso falar com o diretor.

ㅡ Por quê? Eu fiz alguma coisa errada?

ㅡ Não sei, fez?

ㅡ Não.

ㅡ Então vamos.

 

Ele saiu na nossa frente em direção ao carro e, depois de nos entreolharmos rapidamente, o seguimos para mais um torturante dia de aula.


Notas Finais


Mais uma coisinha importante:

Eu não imagino a Jeongyeon como a menina do Twice, eu só queria um nome coreano que começasse com Jeon. Na minha cabeça, ela é muito parecida com o Kookie, mas, claro, uma versão feminina. Mas vocês podem imaginar ela como quiserem.


E é só isso, obrigada a quem leu, espero que tenha gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...