1. Spirit Fanfics >
  2. Filho de quatro patas >
  3. Capítulo único: Yeontan e Holly são uns pestinhas!

História Filho de quatro patas - Capítulo 1


Escrita por: LKookie

Capítulo 1 - Capítulo único: Yeontan e Holly são uns pestinhas!


Fanfic / Fanfiction Filho de quatro patas - Capítulo 1 - Capítulo único: Yeontan e Holly são uns pestinhas!

Kim Taehyung! — ouço Yoongi gritar da sala, mas pelo tom alto de sua voz, suspeito que todos no prédio também ouviram, o que terá como consequência o síndico batendo na nossa porta para reclamar do barulho alto em plena manhã de terça-feira.

Olhei-me no espelho, apreciando a magnífica visão diante dos meus olhos, e logo um sentimento incrível de alívio invadiu todo meu ser. Hoje é meu dia de folga na galeria de arte, com isso nada poderá tirar minha paz interior e fazer com que eu me estresse.

Absolutamente nada poderá me tirar do sério hoje, nadinha mesmo.

— Amor, vem logo! — ele gritou novamente, então isso só poderia significar uma coisa: vou me irritar.

Por isso, contei até dez, controlando minha respiração e pensando em coisas boas, para as más energias irem embora. Assim que cheguei na sala, Yoongi estava parado diante a porta, mexendo em seu celular.

Observei-o dos pés à cabeça, pensando em como ele fica incrivelmente lindo de terno indo ao trabalho, mas, inevitavelmente, minha mente também fez o favor de lembrar como Yoongi fica maravilhoso sem nada. 

São sete da manhã, controle esses pensamentos, pensei.

Passei a mão no cabelo, falhando miseravelmente em fazer os pensamentos inapropriados irem embora. De qualquer forma, lembrei o motivo de ter ido até a sala, então com toda plenitude do mundo, falei:

— Tá gritando por quê? — se Yoongi pensa que sabe gritar alto, acho que ele esqueceu que está falando com a pessoa que sempre acorda os vizinhos por conta dos gritos.

Ele sorriu, aquele sorriso gengival lindo que me derrete em fração de segundos.

— Tanie fez xixi no sofá e é sua vez de limpar — ele piscou, apontando para o estofado. 

— Não! — tombei a cabeça para o lado, formando um bico nos lábios em uma tentativa de fazer Yoongi sentir dó.

Funcionou? Não.

Em compensação, ele caminhou até onde eu estava e selou nossos lábios suavemente, logo afastou-se.

— Estou indo trabalhar, te amo. — após isso, abriu a porta, sorrindo atrevido por ter deixado a bagunça para eu limpar.

— Seu… — iria xingá-lo, mas perdi minha postura com o beijo no ar que ele mandou em minha direção. — Também te amo. — logo fechou a porta, saindo daqui.

Suspirei pesadamente, preparando meu psicológico para lidar com a limpeza no sofá, pois isso é trabalho e hoje é meu dia de folga! Droga.

— Que coisa feia, Yeontan. — Estreitei os olhos encarando ele, enquanto negava com a cabeça, repreendendo sua atitude.

Yeontan abaixou a cabeça e cobriu o rostinho com as patas, me deixando encurralado com a sua fofura, por isso peguei ele no colo para apertá-lo. 

Não sei exatamente o motivo, mas tenho sido muito babão nos últimos dias, e, possivelmente, o culpado disso tudo é Yeontan com toda sua fofura e jeito de doguinho encrenqueiro. Faz exatamente um mês que o pequenino de quatro patas invadiu minha vida e vem colocando a minha casa de cabeça para baixo com suas travessuras, além de ter despertado um novo sentimento em mim.

Foi Yoongi que encontrou o felpudo no meio da estrada e resolveu trazê-lo para nossa casa, mas a princípio nossa ideia era cuidar dele por alguns dias até resolver mandá-lo para uma ONG, mas quem disse que tivemos coragem? A gente ficou tão apegado ao bichinho de estimação que agora ele é o mais novo membro da nossa pequena família.

Até Min Yoongi, que dizia não estar pronto para ter responsabilidade em cuidar de alguém, foi domado pelos caprichos do cãozinho e não imagina mais a vida sem que este esteja nela. 

Sou daqueles que acredita que tudo na vida possui algum tipo de significado e nada acontece por acaso. O destino quis que Yoongi encontrasse Yeontan na estrada e o trouxesse para nossa casa com algum motivo ainda desconhecido por mim, mas sinto que logo descobrirei qual é.

Assim que terminei de limpar o sofá, voltei para cama para dormir mais um pouco, afinal, filho de quatro patas dá um imenso trabalho.

(...)

Quando a noite caiu, Yoongi chegou do trabalho, trazendo consigo mais uma surpresa para mim. 

Fiquei animado e ansioso, claro, mas ele fez uma cena de suspense, falando para adivinhar o que havia atrás de si repentinas vezes, mas isso não durou nem dois minutos, pois o latido do mais novo morador da casa acabou com tudo que tinha planejado.

— Conheça Holly, nosso segundo filho — ele ergueu o doguinho na minha direção.

Adoraria saber quem colocou na cabeça do Min que era uma boa ideia ficar trazendo cachorrinhos perdidos da rua para nossa casa, e perguntar o por quê não disse isso para ele antes, depois iria agradecer imensamente essa pessoa.

Ou talvez tenha sido o destino dele.

— Você é muito imprevisível — sorrimos.

Peguei Holly em meus braços, e ele tem a pelagem marrom enrolada, tornando-o igualmente fofo como o Yeontan, mesmo sendo diferentes. Sorri para o cachorrinho e ele começou a balançar o rabinho animado.

— Anda, vamos mostrar a casa para o pequenino. — sugeri e Yoongi concordou assentindo.

Quem não gostou da ideia foi Yeontan, que ficou nos encarando com uma feição nada amigável e até rosnou para seu irmão mais novo. 

Pode ser ciúmes de irmão mais velho que sente que será excluído e deixado de lado, sendo que parece que meu amor por ele acabou de se multiplicar. Espero que isso seja apenas uma primeira impressão equivocada e no final irão se dar bem. Assim espero.

(...)

Horas após a chegada de Holly, ele e Yeontan parecem que nasceram para serem irmãos ou melhores amigos, e até são cúmplices nas travessuras.

Holly se empolgou tanto em explorar seu novo lar que acabou fazendo uma bagunça em cima do sofá, não demorando muito para Yeontan também ir se divertir sobre o móvel, e dessa forma iniciou uma linda cumplicidade entre eles.

— Eles são uns pestinhas — falei, entre risos, observando eles deitados juntos na caminha improvisada ao lado da nossa cama de casal.

Yoongi e eu decidimos que é melhor eles dormirem perto da gente, pois assim corre menos risco deles quebrarem a casa enquanto dormimos ou até mesmo se machucarem.

— Tem razão — Yoongi falou, deitando-se ao meu lado na cama. —, mas amo eles incondicionalmente.

Meu coração transbordou de alegria em ouvir ele dizer isso. Yoongi é muito imprevisível, mas ao mesmo tempo tem um ar de previsível em suas atitudes e sentimentos.

Sabia que mais cedo ou mais tarde ele iria começar a se tornar muito bobão por conta dos nossos filhotes.

— Amor, eu estava pensando... — ele começou um pouco hesitante, e acabou engolindo seco antes de prosseguir: — E acho que minhas inseguranças bobas se foram totalmente.

Meu coração parou, sério mesmo, meus batimentos cardíacos zeraram por ter sido pego de surpresa por tal afirmação.

Não acredito que Yoongi falou isso que acabei de ouvir. Faz tanto tempo que espero ouvi-lo dizer que está pronto para o que eu acho que ele se referiu, que agora parece tão surreal.

— Isso quer dizer…? — incentivei, vai que estou deduzindo algo que não tem nada a ver com o assunto.

— Que podemos entrar com a papelada da adoção amanhã mesmo, se quiser. 

Encarei a feição de Yoongi tão rápido que por um breve momento minha visão ficou escura — pensei que ia desmaiar ou morrer mesmo —, mas as mãos dele se entrelaçando nas minhas foram sinais de que eu não estava sonhando e nem poderia bater as botas agora. Logo em seguida, o sorriso maravilhoso de Yoongi surgiu, e nele possuía uma mensagem não-dita de que aquilo não era brincadeira e que ele me ama muito.

Quando ele me deixa sem palavras, minha saída é selar nossos lábios para que eu possa transmitir um pouco do que estou sentindo, por isso foi o que fiz no momento seguinte. Assim que nos separamos, sorrimos cúmplices, feito dois adolescentes apaixonados que acabaram de ter o primeiro beijo. 

Parece que eu descobri a verdadeira razão para nossos filhos de quatro patas terem entrado em nossas vidas; eles despertaram em Yoongi o sentimento paterno que estava guardado a sete chaves no fundo do coração, mas que agora finalmente foi aberto para que nossa família cresça ainda mais.

Nessa situação, só pude ter ainda mais certeza que havia escolhido o homem certo para construir uma família comigo.



Notas Finais


🗣 Fiz essa fanfic para um projeto que eu participava e nunca entendi o motivo dela não ter sido postada, afinal está tudo pronto e até mesmo foi enviada para postagem. De qualquer modo, aqui está! Espero que tenham curtido essa leitura leve e cheia de amor.

Obrigado @BearUnicor pela betagem incrível e @httpsbaekhyun por esse espetáculo de capa! Obrigado pelo trabalho duro 💜


Até logo,
1xêro 💋
– ʟҡ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...