1. Spirit Fanfics >
  2. Filho de um demônio indeciso! >
  3. O assassino.

História Filho de um demônio indeciso! - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Valeu por lerem, cara vcs são demais.

daniel3000 me deu uma sugestão boa de colocar a Kagura num FLASHBACK, mas as outras duas eu vou colocar em outro Cap no momento certo.

BEIJOS: AUTORA-CHAN!!!

Capítulo 5 - O assassino.


Bom agora Tanjirou tem um ano.

Os Heróis foram presentes em alguns momentos importantes da vida de Tanjirou e se apegaram ao lindo sorriso dele, claro que Muzan acompanhou algumas partes mais importantes.......

*COM MUZAN*

Tanjirou estava aprendendo a andar, era um pouco difícil e é claro Kie chamou o Rei Demônio para ajudá-lo (ou seja ela deixou Tanjirou com Muzan).

Muzan fica encarando Tanjirou por alguns minutos.

-Realmente não entendo ele. Tanjirou ainda estava sentado e esperando Muzan dizer alguma coisa.

A sala continua em silêncio. 

Tanjirou já perdeu a paciência e tentou ficar de pé sozinho. 

Ele colocou as pequenas mãos no Chão e tentou se equilibrar ao ficar de pé pela primeira vez.

O Rei Demônio olha e não fala nada.

- Por que eu tenho sempre que dar o primeiro passo? Tanjirou coloca um pé na frente do outro tentando andar.

Ele sorri e tenta com dificuldade andar até seu Pai.

Quando Tanjirou está quase perto de chegar até Muzan, ele abre os braço como se fosse para o pequeno ir até ele.

Tanjirou chega até seu Pai e da um sorriso, Muzan o pega e Tanjirou encosta sua testa na do Rei Demônio. 

FLASHBACK

Em um campo cheio de flores, tem alguém no meio das diversas flores de vários tipos.

Uma garota de uns quinze anos com um vestido vermelho carmesim e cabelos ruivos longos.

A garota se vira e sorri, com seu lindo sorriso gentil.

PRESENTE

Tanjirou toca a bochecha de Muzan vendo que ele estava perdido em seus pensamentos.

-Baba! Tanjirou tentou falar papai e como deu para perceber saiu meio ruim.

Os bebes começam a falar com dez ou doze meses mas aqui eu mudei isso.

Muzan sai de seus pensamentos e olha Tanjirou. 

-O que disse? Pergunta o Rei Demônio olhando Tanjirou sem expressão. 

- Você é surdo? Tanjirou ficou irritado por dentro mas ele tinha que repetir se não quem sabe o que ele faria.

-baba! Tanjirou da um sorriso para Muzan. 

-Kie! Chama Muzan pela babá. 

- Sim, majestade? Diz Kie ao entrar no quarto.

-O que ele disse? Pergunta Muzan.

-Você não entendeu que eu quis dizer papai? Tanjirou fica em choque, como ele o próprio pai não entendeu o que ele tentou dizer?

-O que ele disse, majestade? Pergunta Kie.

-baba. Responde o Rei Demônio. 

Kie dá uma risada. 

-Acho que ele queria dizer papai. Responde Kie sorrindo.

-Papai? Pergunta Muzan olhando para o pequeno.

Tanjirou dá uma risadinha enquanto levanta seus braços. 

Muzan arregala os olhos.

E lembra de já ter visto esse sorriso em algum lugar.... era o sorriso daquela mulher. 

A única.

Bom Muzan tinha uma reunião importante então saiu do quarto deixando o pequeno no berço. 

Kie teve que fazer outras coisas então colocou alguns brinquedos no berço para distrair Tanjirou durante sua ausência. 

- Que chato. Tanjirou pega um dos blocos e o joga para fora do berço. 

-Será que um dos Heróis vai vir me ver? Tanjirou olha para a janela.

-Quero que seja o Rengoku! Tanjirou aperta o punho e o levanta.

-hehehehehe. Uma risada nada agradável pode ser escutada pelo pequeno.

Os olhar na direção da risada  que vinha da porta, Tanjirou vê um homem todo encapuzado da cabeça aos pés e com uma faca na mão. 

-Q-quem é você? Tanjirou não esperava por isso, se ele não vai morrer pelas mãos de seu pai então ele seria morto por um assassino. 

-Não me entenda mal mas, faço isso por ela. Fala o assassino levantando a faca e se aproximando do berço. 

Tanjirou começou a tremer e lágrimas começaram a sair de seus olhos, ele estava com medo, muito medo.

Diante aquela situação ele só pensou em uma coisa.

-PAPAI! Tanjirou fecha seus olhos esperando o pior.

-ARGH!! O assassino caiu no chão mas ainda estava vivo.

-O que um merda como você faz aqui? Pergunta Muzan com um olhar neutro.

- Eu vim em nome dela! Fala o homem ainda deitado.

-Dela?

-Um merda como você não tem o direito de usar ela como pretexto para matar. Diz Muzan que o decapita ali mesmo.

Muzan olha Tanjirou que estava com um pouco de sangue no rosto e de olhos fechados.

Muzan limpa o sangue que estava na bochecha direita de Tanjirou e o pequeno abre os olhos.

-Baba. Fala Tanjirou quase chorando esticando os braços. 

Muzan o pega.

-Se acostume, isso vai acontecer de novo. Fala Muzan com o pequeno encolhido em seu colo.

-Majestade, o que aconteceu? Pergunta Kie preocupada. 

Muzan entrega Tanjirou para Kie. 

-Aquele imundo voltou. Diz kibutsuji e Kie entende imediatamente.

Bom um homem tinha começado a seguir Kagura e chegou a sequestra-la uma vez, ele soube que ela morreu ao dar a luz e ficou com ódio do Tanjirou mesmo não o conhecendo, por isso ele queria mata-lo. 

-Aquele maldito. Fala Kie abraçando Tanjirou. 

Tanjirou não parava de tremer, Kie não conseguia o acalmar.

-baba. Fala Tanjirou e Kie vai até Muzan. 

-Majestade... Chama Kie. 

Muzan olha e Kie estende Tanjirou para ele pegar, mas Muzan se vira e começa a caminhar.

Tanjirou vendo seu Pai se afastar começa a chorar.

-Wuaaaaaaaaa.

-Babaaaaaaaaaa! Tanjirou não iria se acalmar, ele estava com muito medo e queria seu Pai. 

Muzan congela ao ouvir Tanjirou chorar pela primeira vez.

*FLASHBACK*

Muzan arromba a porta bem trancada de uma cabana no meio da floresta. 

-KAGURA! Chama Muzan olhando dento da cabana.

-MUZAN! Kagura sai de onde estava e dá um abraço em Muzan. 

- Obrigada. 

- Eu estava com muito medo.Fala Kagura entre as lágrimas e o abraçando fortemente.

-Está tudo bem agora. Fala Muzan a abraçando de volta.

Naquela noite eu também fiquei com medo, medo de perde-lá e de nunca a encontrar.

Depois daquele dia aquele maldito havia sumido e nunca pensei que ele iria voltar para matar meu filho.

PRESENTE....

Tanjirou se chaqualha e cai do colo de Kie, Tanjirou se levanta e corre sem medo de cair até seu Pai.

O pequeno escorrega e rapidamente Muzan o pega antes de cair no Chão. 

Muzan abraça o pequeno.

-Está tudo bem. Fala Muzan que se agacha e começa a chorar junto de Tanjirou.

-Wuaaaaaa. Tanjirou chora até cair no sono e não saiu do colo de Muzan um segundo.

Realmente Muzan não sabia mas ele no fundo amava Tanjirou seu único filho e faria de tudo para o proteger.


Continuaaaaaa......



Notas Finais


Valeu por lerem e desculpe os erros ortográficos.

Uhuuuuuuu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...