1. Spirit Fanfics >
  2. Filho do Coringa - Hot Kim Taehyung >
  3. Filho do Coringa - Parte 1

História Filho do Coringa - Hot Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Postando NOVAMENTE pois minha outra conta foi banida injustamente, alguém denunciou ou foi próprio Spirit, só sei que estou cjoeando demais pois perdi todas minhas histórias e leitores que eu tanto amo.

Capítulo 1 - Filho do Coringa - Parte 1


Mais um dia em Gotham City, eu estava me vestindo para ir ao colégio, estou terminando o ensino médio finalmente e já estou de olho na faculdade principal de Gotham, meu pai Bruce Wayne é dono da corporação Wayne Enterprises, ou seja, eu sou herdeira do império dele. Eu vivo junto com meu pai e Alfred, porque eu nunca conheci a minha mãe, ela me abandonou na frente dos portões da mansão de Bruce junto com uma carta, meu pai nunca precisou fazer exame de DNA em mim porque quando fui crescendo foi notado de maneira visível minha semelhança com o mesmo. Alfred sempre fica surpreso em como eu me pareço com meu pai, tanto fisicamente como na maneira de agir.

Eu sei que meu pai é o Batman, descobri isso quando ele chegou extremamente machucado depois de uma luta terrível com o Joker e o filho desse palhaço psicopata. Ele chegou vestido ainda com a roupa do Batman, confesso que não fiquei tão surpresa, meu pai vivia saindo durante a noite e voltava sempre com algum machucado e isso me levou a ter dúvidas do que ele fazia. O que me deixava preocupada era se um dia o Joker e o filho dele matarem o meu pai, eu ficaria sem chão. O filho desse psicopata já aprontou muito em Gotham, igual o pai dele, o que sabemos que ele é conhecido por seu nome Dealer, que significa traficante, uma das coisas que ele faz pro pai dele. Ninguém sabe o seu nome verdadeiro, só se sabe que ele tem 23 anos, e já matou metade da polícia de Gotham, já entrou em luta com meu pai, fez as pessoas do Banco de Gotham de reféns por quase um dia, causou uma chacina em parque público.

Ele tem a pele branca como papel, seu cabelo é verde apenas nas pontas, diferente do seu pai, sua boca não é tão vermelha, mas é mais vermelha que o natural, seu corpo é cheio de tatuagens e é esguio e magro, mas dá para perceber certos músculos, e eu tenho medo porque Dealer sabe que o Batman vive atrás de me proteger, porque certa vez ele e o Joker atacaram minha escola e o Batman ficou louco quando o próprio Joker apontou a arma para mim, eu tinha apenas 14 anos na época.

Desço as escadas e chego à sala, Alfred me esperava com uma maçã na mão.

- Você está atrasada, terá que ir comendo no caminho – Ele diz e me entrega a maçã.

- Desculpa, eu fiquei pensando em muitas coisas e acabei me atrasando – Digo e ele me dá um beijo na testa e eu saio correndo pelas ruas e me recuso a ir com o motorista e escuto os gritos de Alfred, ele está com raiva porque irei a pé pro colégio, mas eu preciso pensar sobre o que está acontecendo ao meu redor.

Enquanto andava eu comia a minha maçã com calma, meu colégio é próximo da minha casa, ou melhor, mansão. Estava indo atravessar a rua quando vejo uma Lamborghini roxa vindo na minha direção em alta velocidade, eu não estava preocupada se ela ia me atropelar, eu estava preocupada com quem estava dirigindo o carro, só sei de uma coisa, eu estava muito ferrada.

O carro para a pouquíssimos centímetros de mim cantando pneus, eu respiro fundo, pelo menos não fui atropelada, a porta se abre devagar e vejo Dealer sair de dentro do carro, ele está usando um robe de couro roxo que chega até seus calcanhares e não usa blusa nenhuma o que deixa suas tatuagens amostra, ele está com uma calça preta e vejo que tem uma arma em sua cintura. Ergo meu olhar para seu rosto e vejo um sorriso imenso psicótico estampado na sua cara e seus cabelos estão penteados para trás, mas eu consigo ver o verde nas pontas. Algo que eu não posso negar é que Dealer é lindo, ele é muito bonito mas o que tem de bonito tem de louco psicopata, acho que foi a convivência com o pai e com a mãe dele, Harley Quinn.

- Olha o que temos aqui – Ele diz caminhando calmamente na minha direção com os braços abertos – A protegida do Batman – Ele agora está na minha frente, meu rosto bate em seu pescoço de tão alto que ele é, ergo meu olhar e encaro os olhos deles.

- Não sou protegida de ninguém – Digo com a voz firme e me surpreendo por isso.

- Ah não… – Dealer diz fazendo um bico e sorrindo quadrado depois, ele toma a maçã da minha mão mordendo um pedaço e joga fora e anda até ficar atrás de mim – Então ele não vai se importar se eu levar você comigo – Dealer diz e em seguida me dá uma coronhada na cabeça e eu caio desmaiada.

***

Quando acordo vejo que estou deitada em uma cama de casal bastante limpa, na verdade o quarto todo é muito bonito e arrumado, acho estranho pois afinal eu fui sequestrada pelo filho do Joker e estou em um lugar que não parece que estou sendo mantida em cativeiro.

Me levanto rápido e sinto minha nuca doer, maldito psicopata.

Ando até a porta e abro a mesma e vejo que tem um cara guardando a porta.

- Ei, você, volte para dentro agora, o chefe mandou eu ficar de olho em você, putinha – O homem diz rude e eu o encaro com raiva.

- Foda-se você – Digo e no minuto seguinte recebo um tapa na cara, o homem me bateu.

- Oh, não acredito no que meus olhos viram – Escuto a voz rouca do Dealer – Eu vi você batendo nela? Ele bateu nela, Jimin? – Ele pergunta pro segundo cara que está do lado dele.

- Sim, chefe, ele bateu na (S/n) – Jimin responde.

- Sabia que eu não estava enganado – Dealer retira a arma da cintura e vejo o homem que me bateu tremer de medo ao meu lado.

- Por favor, chefe, não me mate, ela mandou eu ir me foder eu fiquei com raiva foi instintivo – Ele diz suplicando e escuto a risada psicopata do Dealer.

- Parece que minha menina tem a boca suja, eu gosto disso – Ele diz sorrindo largo e no segundo seguinte atira na cabeça do homem e ele cai morto ao meus pés, eu encaro o cadáver e não consigo digerir aquilo, o sangue dele se aproxima dos meus pés e eu me afasto e encaro o psicopata.

- O que você quer comigo? – Pergunto séria e ele abre um sorriso quadrado e vai se aproximando de mim e me puxa para dentro do quarto.

- Garanta que ninguém nos incomode, Jimin – Ele manda e o tal de Jimin assente. Dealer fecha a porta e a tranca. – O que eu quero de você? Bom, eu quero muitas coisas, Sweet, eu quero seu corpo, quero você inteira, mas também quero pegar o Batman, sabe? Eu sei que vocês tem uma ligação e espero que não seja uma ligação romântica porque eu sou bastante ciumento com as coisas que me pertencem – Ele diz próximo ao meu ouvido e eu me arrepio.

- Eca não, eu não tenho nada com o Batman, não o conheço e nunca falei com ele, e quem te disse que eu vou me entregar para você? Eu não sou sua, você nunca terá meu corpo – Falo e ele ri alto do meu lado, e anda até ficar próximo a mim.

- Sim, você vai ser minha – Ele diz e me joga na cama e sobe e fica por cima de mim – Eu venho te observando desde os seus 14 anos, (S/n), sei que é filha do Bruce Wayne, mora em uma mansão foda, conheço todos os seus amigos e sei onde eles moram, sei onde seu pai trabalha e sei também que o Alfred sai todo dia para comprar mantimentos para a casa, seria uma pena se as pessoas que você ama morressem em um trágico acidente não é mesmo? Que pena seria, mas você pode mudar tudo isso apenas parando de mentir e me falando o que você e o Batman tem juntos… – Ele diz quase colando sua boca na minha, minha respiração fica acelerada.

- Eu já falei que não conheço o Batman, nunca mais o vi desde quando o seu pai apontou a arma na minha cabeça, ele nunca fez contato comigo, Dealer – Digo o encarando com raiva.

- Ah, você falando o meu nome me deixa arrepiado, mas prefiro que me chame de Taehyung – Ele diz e o encaro surpresa – O que? Achou estranho alguém como eu ter um nome comum? Foi ideia da minha mãe – Taehyung diz – Tudo bem, entendo que não tenha nada com o Batman, mas será que você resiste a mim? Sua boca parece tão macia, me deixa com vontade de prová-la – Ele diz e no segundo seguinte está me beijando de maneira selvagem, eu solto todo o ar de meus pulmões e tento me livrar dele, mas acabo cedendo ao seu beijo e o retribuo com vigor. Passo minhas mãos pelo seu cabelo meio verde o desarrumando e arranho o couro cabeludo dele que solta um gemido na minha boca – Se você continuar assim eu irei tirar sua preciosa virgindade e acredite, eu quero muito fazer isso, quero estar dentro de você, mas agora quero testar o meu plano, quero saber se o Batman realmente se importa com você – Taehyung se levanta e me puxa, eu percebo a sua ereção e ele sorri malicioso pra mim – Vamos, Sweet.

Ele me puxa com força e me dá mais uma coronhada e eu apago.

                              ****


Notas Finais


É chorando muito que eu escrevo, irei postar todas minhas fanfics aqui novamente, por isso POR FAVOR me dêem muito apoio, hj (15/01) é meu aniversário e o Spirit me "presenteia" banindo minha antiga conta que eu tinha desde 2014.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...