História Filho do Coringa - Hot Kim Taehyung - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Filho do Coringa - Parte 4


Olho para Taehyung, lágrimas escorrem sem parar. Eu o amo, e ver o quão descartável eu sou para ele, me machuca imensamente.

Coringa sorri abertamente e de maneira bizarra. Ele vai até um certo armário e abre as portas, lá consigo ver muitas ferramentas, assim como dois baldes com algum tipo de líquido dentro, ele pega um desses baldes, um alicate e por fim uma corda.

Ele volta com essas coisas na mão e caminha na minha direção. Quando chega próximo ele joga a corda por cima de uma coluna de concreto, a corda cai do meu lado. Ele amarra a corda no meu pescoço de maneira folgada e desamarra meus pés.

- Suba na cadeira - Ele manda e eu faço. Percebo que a partir do momento que ele chutar a cadeira que está embaixo de meus pés, eu irei cair e ser enforcada. Meu olhar vai direto para onde Taehyung está. Ele está encarando tudo com o maxilar trincado, os olhos acompanham todos os movimentos do pai.

- Tome cuidado, querida, qualquer movimento que você fizer a cadeira pode cair e você infelizmente será sufocada, e não queremos isso, não é? - Coringa diz com ironia e com um sorriso terrível.

- O que você quer de mim? - Pergunto séria, tentando controlar meu choro.

- Meus passarinhos me contaram que viram você saindo com o meu filho, isso me deixou bastante confuso, ele só sai com prostitutas e mulheres do pior tipo - Ele diz sorrindo enquanto limpa o alicate.

- E eu tenho culpa de ter saído com ele? talvez eu só seja mais uma prostituta - Falo e o Coringa dá uma risada bastante alta.

- A filha de Bruce Wayne sendo uma prostituta? Garota você não precisa fazer essas coisas por dinheiro, talvez faça isso porque é uma verdadeira putinha que adora ser fodida por um psicopata não é? ou por um traficante como é o caso de Taehyung - Ele diz e passa as suas mãos pelas minhas pernas - Será que você é tão boa assim? tão boa ao ponto de fazer com que o MEU FILHO ter se tornado um cachorrinho cio que vive atrás de você? - Ele diz e me encara profundamente nos olhos.

- Pai... - Escuto Taehyung falar.

- Cala a sua boca, seu vira-lata - Coringa fala bruscamente.

Nesse momento um grupo de homens vestidos com máscaras de vários rostos de palhaços entra na sala.

- A Harley Quinn fugiu de Gotham City junto com a Hera venenosa, ela foi vista na saída da cidade - Um deles fala enquanto segura uma arma imensa.

- Não me importa, será bem melhor com ela longe de mim - Coringa diz e rasga minha blusa, fico apenas de sutiã e calça na frente de todos, escuto um rosnado raivoso e sei que foi Taehyung que fez.

- Mas senhor, ela fugiu com seu armamento junto com vários cilindros do Gás do Riso e também com a nossa última pista de onde fica o buraco que o Batman se esconde - Ele diz alarmado sabendo que seu patrão irá ter um surto.

- O QUÊ? MAS COMO QUE AQUELA VADIA CONSEGUIU PEGAR ISSO? Eu mesmo vou atrás dela, fiquem aqui e levem essa garota até a fábrica de produtos químicos, vocês sabem aonde fica - Ele diz sorrindo perigosamente para mim e sai com a outra metade do grupo. Escuto carros cantando os pneus e por fim o silêncio. Respiro fundo e um dos membros da gangue se aproxima e me desamarra, e me joga por cima de seus ombros como se eu fosse um saco de batatas.

- Eu levo ela - Taehyung diz e ele me segura nos braços - Tira a sua blusa e dê para ela - Taehyung manda para um dos comparsas, o cara acha estranho, mas ele não é louco para não acatar a ordem do Dealer. Visto a blusa do homem.

Taehyung caminha comigo até o estacionamento e me joga no banco de trás de uma van, o membros da gangue entram e um dele se próxima e coloca uma venda sob meus olhos.

Não sei ao certo quantos tempo se passou, mas para mim pareceram horas. Quando paramos senti um cheiro fortíssimo de produtos químicos que faziam meu nariz arder.

Eles me levam para algum lugar, e o cheiro se torna cada vez mais forte, estou ficando completamente enjoada e meu estômago se revira de maneira estranha.

- Taehyung... - Chamo por ele e uma mão vem para minha cintura. Sinto a respiração dele bater em meu pescoço.

- Eu não vou deixar nada de ruim acontecer com você, confie em mim, Baby - Ele diz com a voz baixa e rouca, respiro aliviada.

- Taehyung... eu te amo - Falo baixo e seu aperto fica mais forte em minha cintura.

- Eu sei, querida - Ele diz e eu dou meu primeiro sorriso sincero do dia.

Sinto que sou colocada em uma cadeira e amarrada novamente. Estou cansada e sinto que a qualquer momento irei dormir, penso em como meu pai deve estar preocupado e talvez esteja me procurando já em sua forma de Batman.

Quando estou quase pegando no sono escuto um carro freiando alto e vários passos se aproximando.

- Ah essa Harley Quinn me paga, onde ela arrumou tanta inteligência para me passar a perna? com certeza aquela mulher planta ajudou, os dias das duas estão contados - Ele diz.

- Senhor fizemos o que mandou e trouxemos a garota para cá - Ele diz.

- Ótimo - Coringa apenas diz isso e se aproxima cada vez mais - AH QUE CENA MARAVILHOSA, essa fábrica me trás tantos flashbacks - Ele diz e arranca a venda de meus olhos.

A fábrica está abandonada, olho além de Coringa e vejo que estamos na parte superior, consigo enxergar uma iluminação esverdeada lá embaixo. Taehyung se encontra atrás de mim, a poucos metros de distância, sua expressão é extremamente séria.

- Não se preocupe querida, não tenho a intenção de te matar, só acho que foi um grande erro você ter aparecido na vida do meu filho, não criei ele para ter emoções por outra pessoa, ainda mais uma pessoa normal e bem de vida como você é, ele não irá ganhar nada com essa relação de vocês, só vai o tornar um FRACO, e eu não quero ter um filho fraco - Coringa diz segurando meu rosto com as duas mãos e me forçando a encarar seus olhos. Vejo loucura e confusão neles, meu deus, o que aconteceu com esse homem?

- No momento em que o coraçãozinho dele se apaixonou por você, ele agora tem um ponto fraco que nossos inimigos poderiam usá-la para chantagear e derrotar o meu filho, você está me entendendo? - Ele pergunta e suas mãos balançam minha cabeça de cima pra baixo me forçando a assentir e mostrar que entendi o que ele falou.

- Pois bem, você também é fraca, (s/n) muito fraca para ser alguém que mereça estar do lado do Dealer - Ele diz e solta meu rosto bruscamente e começa a me desamarrar - Então que tal a tornar forte?

Coringa me faz levantar da cadeira e caminha comigo até uma parte do andar de cima onde não tem parede, vejo a altura que estamos e logo abaixo tem um tonel de ácido esverdeado enorme. Pensei que isso aqui estivesse abandonado.

- Olhe, (S/n), olha como é lindo, foi aqui que provavelmente o Batman me transformou NISSO - Ele diz apontando pro próprio rosto, sinto a presença de Taehyung do meu lado.

Coringa segura meus dois braços com força, suas unhas perfuram minha carne e eu fico em choque com a sua mudança de humor.

- Foi aqui que SEU PAI me transformou nessa aberração e será aqui onde irei me vingar da melhor maneira, pois é neste lugar que eu irei transformar a filhinha dele em um MONSTRO como eu - Ele por fim me joga lá de cima, tudo parece estar em câmera lenta, escuto o grito furioso e cheio de preocupação de Taehyung, e milésimos depois meu corpo é envolto por braços quentes, vejo Taehyung me abraçando.

Nós nos encaramos enquanto caímos juntos em câmera lenta em um tonel de ácido puro.

E só então lembro que Taehyung nunca caiu no ácido como seu pai, assim como eu, ele também irá sofrer as consequências do alto índice químico em contato com a pele e mudanças no nosso psicológico.


Notas Finais


Esse foi o último capítulo que consegui escrever ao saber que minha conta tinha sido apagada sem mais nem menos, por favor me apóiem deixando favs e comentários 😘😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...