História Filhos dos youtubers 2.0 (Interativa) - Capítulo 11


Escrita por:

Visualizações 70
Palavras 1.853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não se esqueça do comentário e aproveite, o link da música do começo ta nas notas finais

Capítulo 11 - VX - O medo nos seus olhos


Fanfic / Fanfiction Filhos dos youtubers 2.0 (Interativa) - Capítulo 11 - VX - O medo nos seus olhos

Cellbit 20 anos...

Você disse que queria cantar uma música e eu acho que isso vai te fazer se sentir melhor *Da um vilão pra ele* Hoje foi bem tenso ~ Pk

O parasita está cada vez mais bravo e sedento por sangue não acho que temos tempo pra isso... ~ Cellbit

Vamos, você vai se sentir melhor ~ Pk

Certo... ~ Cellbit

*E ele começa...*

Há um segredo em mim

Que eu não te deixo ver

O enjaulei

Mas não tenho controle

Se afaste de mim

A fera é brava

Eu sinto a fúria

e não posso evitá-la

Paredes arranhou

na sala e no armário

Quando ela acorda

Não há controle

Se escondendo em mim

No meu corpo e na mente

Por que ninguém vem me salvar do que eu

me tornei?

Está dentro de mim

Debaixo da pele

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Odeio o que virei

Um pesadelo, eu sei,

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Eu, eu me sinto um monstro!

Eu, eu me sinto um monstro!

Esse segredo em mim

chaveei e escondi

O enjaulei

Mas não tenho controle

Porque se ele sair

vai me rasgar, destruir,

Por que ninguém vem me salvar do que eu me tornei?

Está dentro de mim

Debaixo da pele

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Odeio o que virei

Um pesadelo, eu sei,

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Está dentro de mim

Debaixo da pele

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Eu, eu me sinto um monstro!

Eu, eu me sinto um monstro!

Seus dentes são brutais

Vive na escuridão

Não me deixa escapar

Quer minha alma e coração

Ninguém me ouviu gritar

É um sonho, será?

Ou talvez esteja em mim

Pare o monstro!

Está dentro de mim

Debaixo da pele

Te confesso que eu me sinto um monstro

Odeio o que virei

Um pesadelo, eu sei,

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Está dentro de mim

Debaixo da pele

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Não me controlo mais, é insano demais!

Eu te confesso que eu me sinto um monstro

Eu, eu me sinto um monstro!

Eu, eu me sinto um monstro!

Eu, eu me sinto um monstro!

Eu, eu me sinto um monstro!

Tempos atuais...

*Chegando em Tóquio em um aeroporto é possível ver que é uma cidade fantasma, não tem uma única alma viva por perto além das pessoas que estavam no avião e ninguém além das três desceu e o avião decolou de novo*

Que estranho... ~ Sofia

Chegamos... Então aqui é Tóquio mesmo? ~ Gabi

Por que ta parecendo uma cidade fantasma? ~ Verônica

*Andando um pouco é possível perceber que as únicas coisas que se mostram vivas ali são as plantas e os animais, elas andam por uns bons minutos e não sem sinal de humano até que elas escutam alguém fazer “Psiu”, elas procuram ao redor e veem o que parece ser um garotinho loiro dentro de uma possível loja de eletrodomésticos abandonada do outro lado da rua que está iluminada apenas pela vela que o garotinho está segurando*

Gente ali está ele! *Apontando pra loja* ~ Gabi

Rápido vamos ajudar ele! ~ Veronica

*Elas vão correndo lá e quando entram tem no mínimo 10 pessoas adultas e algumas crianças*

Vocês são turistas? Como é possível? ~ Pessoa

Eu não sei... A gente veio de avião sem nenhum problema, o que está acontecendo aqui? ~ Sofia

Bom, vocês estão praticamente agora então acho que devemos contar... Não faz muito mais que um dia e só isso foi suficiente pra destruir a cidade, um garoto loiro de olhos coloridos apareceu no céu dizendo que ele era o anjo dos olhos poderosos e iria ficar mais forte às nossas custas e então os olhos dele mudaram de cor e todo mundo que estava olhando pra ele desmaiou então em questão de segundos todos os que estavam desmaiados sumiram e só sobrou a gente, pelo menos nessa região não sabemos se tem mais sobreviventes em outros lugares ~ Pessoa

*Chorando* ELE LEVOU MINHA FILHA... DISSE QUE IA COMER OS OLHOS DELA E EU NÃO PUDE FAZER NADA EU SÓ CORRI QUANDO PERCEBI QUE ELE IA VER QUE EU NÃO DESMAIEI, EU PRATICAMENTE DEIXEI MINHA FILHA MORRER EU SOU UM MONSTRO ~ Mulher desesperada

Calma senhora não foi culpa sua ~ Gabi

Comer os olhos?... ~Sofia

Até parece ele vai conseguir _Os olhos dos japoneses tão bem escondidos demais_ *Segurando a risada* ~ Gabi

*Da um soco no ombro dela* ~ Sofia

AI! Foi mal era só brincadeira ~ Gabi

Não se preocupem, vamos acabar com esse tal anjo ~ Verônica

Tem uma coisa que vocês precisam saber, eu observei que ele luta usando uma espécie de ilusão na pessoa mas a su atenção diminui e ele não consegue prestar atenção ao redor, podem tirar vantagem disso ~ Garotinho loiro

Obrigada, essa informação é valiosa pra gente... Observou isso sozinho? ~ Gabi

Não duvide de mim... ~ Garotinho loiro

Pode me dizer seu nome? ~ Gabi

Meu nome... É Tweek... E acho bom não rir do meu nome... ~ Tweek

Tudo bem então... Vamos atrás dele agora, tenho certeza que vai ser muito fácil ~ Gabi

*Elas saem da loja e caminham por uns minutos... Até de repente um garoto loiro de olhos coloridos aparece voando no céu e encara elas com uma expressão esnobe mas esse garoto é bem familiar... Ele é o Zach?*

Z-Zach? O que está fazendo aqui? ~ Verônica

Eu deveria imaginar que a escola mandaria alguém... Pelo menos são só três, posso acabar com vocês em segundos e pegar seus olhos... Haha, conseguir poder nunca foi tão fácil ~ Zach

O-O que? ~ Verônica

*De repente a sombra que Zach estava fazendo no chão cresce e prende o corpo dele puxando com tudo pro chão*

VOU ESMAGAR VOCÊ *Ela se prepara pra fazer algum movimento mas...* ~ Sofia

Antes de fazer qualquer coisa você deveria dar uma boa olhada em si mesma ~ Zach

*De repente Sofia sente seu coração quase sair pela boca como se as palavras de Zach tivessem fortemente assustado ela, Sofia olha pro seu corpo e percebe que as sombras estão prendendo ela e não mais Zach percebendo que se ela tivesse dado o comando as sombras teriam esmagado ela, os olhos de Zach mudam completamente do nada (Capa do capítulo)*

Quem é o próximo idiota que acha que pode me parar? ~ Zach

*Verônica, em um momento de raiva vai pra cima de Zach e tenta dar um soco nele mas Zach bloqueia segurando a mão dela e eles ficam assim por alguns segundos*

POR QUE FEZ ISSO? ~ Verônica

Por que? Porque Tóquio é só o ponto de partida, assim que eu terminar de pegar os olhos das pessoas aqui passarei pra próxima cidade e nem aqueles professores da classe A vão conseguir me derrotar ~ Zach

EU CONFIEI EM VOCÊ DISSE QUE IA PROTEGER VOCÊ, COMO PODE SER TÃO EGOÍSTA? EU ODEIO VOCÊ ~ Verônica

NÃO TENHO CULPA SE VOCÊ É TÃO INGÊNUA *Chuta o estômago dela* ~ Zach

*Gabi fica metade raposa e metade humana e parte pra cima dele com suas garras afiadas pronta pra cortar o vagabundo no meio só que ele de repente desaparece e a realidade fica distorcida, ela começa a se sentir tonta e ela se vê dentro de um cubo colorido no meio do nada*

O-O QUE É ISSO?! E-EU NÃO CONSIGO RESPIRAR ~ Gabi

HAHAHAHA MEUS PODERES SÃO INCRÍVEIS ~ Zach

DESGRAÇADO *Enfia a mão nas costas dele dando uma enorme descarga elétrica mas ao fazer isso ela percebe que estava com a mão enfiada dentro de uma parede e havia quebrado todos os dedos com isso* ARGH.... MEUS DEDOS... G-GRR *Ela tenta tirar a mão da parede mas ta presa mesmo e quanto mais ela puxa mais dói* ~ Verônica

*Sofia se recupera do que aconteceu e faz movimentos discretos com as mãos, as sobras dos prédios vão até Zach e o agarram de novo só que dessa vez tampam os olhos dele para que não seja capaz de realizar nenhum de seus truques e Sofia da o comando e as sombras o esmagam e sai sangue pra todo lado*

EU CONSIGUI! FINALMENTE CONSEGUI ~ Sofia

*Ou pelo menos é o que ela achava, sua expressão de alívio se vai quando o suposto Zach vira um monte de tijolos esmagados... Não era possível, foi enganada mais uma vez? Zach aparece na frente dela são e salvo*

Eu disse que era forte não disse? *Ele chuta o joelho dela e quando ela vai cair no chão ele a puxa pra cima pelos cabelos e a faz olhar bem pra ele* Se eu já sou incrível assim imagine o que vai acontecer quando eu pegar todos os olhos e beber o sangue do professor Cellbit ou da filha dele? Vou ser invencível ~ Zach

*Ele parecia estar tão distraído tentando segurar a ilusão que havia colocado na Gabi que não viu um caco de vidro voando diretamente no seu olho, saiu sangue pra todo lado e seu olhos praticamente estourou e ele começou a gritar parece que aquele era o verdadeiro, uma faca atravessou seu pescoço e seu corpo caiu no chão ao lado de Sofia, revelando quem estava atrás dele*

Eu falei pra não duvidarem de mim não foi? ~ Tweek

Quebra de tempo

*Algum tempo depois aquelas pessoas sobreviventes enfaixaram os dedos de Verônica e o joelho de Sofia, felizmente Gabi estava bem só ficou um pouco paranóica*

Estou feliz que tudo tenha acabado ~ Sofia

É eu também, o que fazeremos com o corpo dele? ~ Gabi

Vamos fazer o relatório da missão e levar o corpo também, parece o mais certo a fazer, o que você acha Verônica? ~ Sofia

Eu não... Eu... Só vamos logo por favor... ~ Verônica

Ahn... Ta tudo bem? ~ Gabi

Eu não acredito que eu tava gostando dele... ~ Verônica

Ei você não teve culpa de nada ta? Só esquece ele que tudo vai voltar ao normal... ~ Sofia

Quero agradecer você Tweek, nós estaríamos mortas se não fosse por você ~ Gabi

É só vão embora logo... Mas eu admito que espero ver vocês de novo ~ Tweek

Na sala do Ezic...

Bom, vocês fizeram um bom trabalho e merecem meus elogios mas foi mesmo uma pena que a pessoa causando tantos problemas era um de nossos alunos... A perda dele vai deixar o diretor maluco mas vou pedir para pegar leve vom vocês... Quem vocês disseram que o matou mesmo? ~ Ezic

Um garotinho chamado Tweek ~ Sofia

Entendo... Tweek... Obrigado por completar essa missão, devem estar cansados não é? Podem ir pros dormitórios agora ~ Ezic

Quarto 2...

*Entra no quarto* Ei Alice o que você ta fazendo? ~ Skylet

Nada, por que? ~ Alice

Ótimo, olha só o que eu trouxe *Coloca um copo com água em cima da mesinha de madeira que tinha no quarto* ~ Skylet

Um... Copo de água? ~ Alice

Não é só isso, essa água é especial por que ela reage a DNA demônios então quando cuspir dentro do copo vai começar a soltar faíscas e quanto mais faíscas saírem maior é o poder do demônio a qual você está ligado olha só *Cospe no copo e nada acontece* Viu só isso significa que eu não tenho parentesco nenhum com demônios agora tenta você ~ Skylet

Isso parece ridículo mas... *Cospe dentro do copo e começa a sair faísca pra caralho até que o copo explode e a mesa pega fogo* Essa água ta com defeito ~ Alice

W-Wow... Cara... Até a mesa pegou fogo... Um fogo que saiu de um copo de água... Isso ta muito errado... ~ Skylet


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...