História Fillie - Dez coisas que eu odeio em você - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você, Stranger Things
Tags Fillie
Visualizações 393
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Saga
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem meninas, essa é uma fanfic fillie, e eu espero que vocês gostem de todo o meu coração...boa leitura📚❤

Capítulo 1 - Lute !


indiana hawkins, 2017

Era início de mais um ano letivo e

Caleb McLaughlin, que iniciava o segundo ano na escola hawkins se encontrava no mesmo lugar que ocupava no refeitório nos últimos anos: qualquer um em que pudesse ficar à uma certa distância admirando Sadie Brown, que neste ano, ao lado de sua melhor amiga, mary, estava sentada na mesa dos populares, formados por líderes de torcidas e jogadores do time de futebol americano, liderados por Romeu Donner.

Eles eram do último ano, se formariam no fim do período letivo e não costumavam se “misturar” com alunos de anos anteriores, então ver sua linda ruivazinha perto do cara que já tinha ficado com grande parte do público feminino da escola, e o olhar de predador com o qual ele olhava para ela, Romeu teve certeza de uma coisa: ele estava muito ferrado!

Caleb deu um suspiro desanimado. Seu único consolo era saber que o senhor Brown não iria facilitar a vida do Donner. Afinal na casa de Sadie havia uma regra: ela não poderia sair com qualquer cara antes que sua irmã mais velha Millie também arrumasse um namorado. O que era uma missão impossível.

Afinal quem iria querer namorar a nerd mal humorada e esquisita que era a irmã de sua musa? Caleb ainda se dividia em “babar” em Sadie a distância e sofrer por não conseguir chegar perto dela quando escutou uma voz falando com ele, o que o assustou.

— Quando você vai parar de ficar apenas admirando a gatinha à distância e vai tomar alguma atitude antes que o lobo mau roube ela de você? – Gaten, seu melhor amigo, sentou-se ao seu lado perguntando e olhando para mesma mesa dos populares, mas seu foco estava em outra pessoa.

— Para ele “roubá-la” de mim, seria preciso que ela fosse minha e acho que ela nunca será de ninguém. – ele respondeu em um misto de ironia e desânimo.

— Você está falando isso por causa da Milliezila? – Gaten perguntou se referindo a Millie, irmã de Sadie, com o apelido pelo qual as pessoas costumavam a chamá-la por suas costas.

— E pelo que mais seria? – Caleb perguntou arqueando uma sobrancelha.

— Talvez por você estar aqui enquanto ela está lá cheia de sorrisos para o Romeu e você não está fazendo nada para mudar isso. – Gaten respondeu revirando os olhos para o amigo.

— Então me diz, mestre das idéias incríveis, o que eu posso fazer para me aproximar da Sadie e tirar a Millie do nosso caminho. – Caleb perguntou chamando àquela que esperava que fosse sua futura cunhada pelo nome.

Ele não tinha nada contra Millie e não achava justo que ela precisasse se envolver com alguém para que Sadie pudesse fazer o mesmo. Ou seja, ele era apenas contra a regra criada pelo pai das meninas.

Para ele, Millie só respondia as provocações recebidas. No restante do tempo era apenas uma garota reclusa que preferia seus livros à pessoas.

— Para a sua sorte eu tenho mesmo uma idéia incrível. – Gaten afirmou estufando o peito. – Nós vamos arrumar um namorado para a Milliezila. – ele explicou sua idéia fantástica, fazendo o amigo cair na gargalhada.

— Nós? – Caleb perguntou ainda rindo sem parar. – E aonde vamos achar um cara que aceite essa missão impossível?

— Em algum lugar deve haver um cara e senão existir sempre podemos comprar um. – Gaten respondeu com o olhar fixo em Finn Wolfhard, que acabava de entrar no refeitório vestido com suas roupas de sempre: botas e jaqueta de couro, jeans e óculos escuros estilo aviador. 

Como sempre, passou por todos com sua postura de bad boy, ignorando os suspiros à sua volta e os cochichos de quem afirmava saber em quais delitos ele andou envolvido durante as férias de verão.

Alguns afirmavam que ele tinha sido preso acusado de roubo, outros afirmavam que esteve ele envolvido em briga entre gangues e outros afirmavam que ele esteve envolvido com corridas clandestinas.

O fato de ele nunca falar nada a seu respeito e sempre se sentar em um canto isolado sem dar oportunidade para ninguém se aproximar só deixava um clima ainda maior de mistério a seu respeito no ar, o que atraía a curiosidade de todos.

Caleb olhou para a direção do olhar de Gaten, não acreditando por quais caminhos os pensamentos de seu amigo andavam.

— O quê? Você pirou? Quer contratar um marginal para dar em cima de Millie? – ele perguntou assustado. – Não! Não! Não! De jeito nenhum. Até mesmo porque a Sadie iria me matar de soubesse que joguei a irmã dela nas mãos de um cara como o wolfhard.

— Em primeiro lugar não tem nenhuma prova a respeito de ele ser chefe de uma gangue. Só porque ele sumiu o verão inteiro não quer dizer que ele esteve realmente preso. – Gaten argumentou.

— Em segundo lugar não queremos alguém para “dar em cima” dela, precisamos de alguém que faça ela se apaixonar e quem sabe não estaremos fazendo um favor para esses dois juntando seus corações solitários? – ele perguntou com ironia.

— E por último e mais importante. – Gaten acrescento sem dar chances do amigo retrucar. – Nós não pagaremos nenhum centavo para ele, ou seja, mesmo que sua doce Sadie soubesse da verdade, o culpado não seria você.

— Mas senão vamos pagar ele como conseguiríamos convencer finn wolfhard a nos ajudar? – Tony perguntou sem acreditar que estava considerando aceitar tal idéia maluca.

— Nós não daríamos nenhum centavo para ele. – Gaten explicou passando o braço em torno do pescoço do amigo. – Porque quem vai pagar será o nosso amigo Romeu Donner.

— Eu não sei porque ainda dou ouvido para as coisas que você diz. – Caleb afirmou revoltado tirando o braço do amigo de seu pescoço e já se encaminhava para fora do refeitório, enquanto o amigo gritava por ele.

No meio do caminho acabou esbarrando em Millie que entrava visivelmente transtornada. Ele tentou se desculpar pelo acontecido, mas ela pareceu nem perceber sua presença.

Em passos firmes caminhou até onde Sadie estava sentada com Romeu falando algo a seu ouvido e fazendo-a sorrir. Millie puxou a irmã pelo braço para que saísse de onde estava.

Donner tentou impedi-la de levar a irmã, mas tudo que conseguiu foi uma joelhada de Millie em suas partes íntimas, enquanto ela gritava que ele nunca mais se aproximasse de sua irmã, antes de arrastar Sadie para fora do refeitório.

— Depois dessa cena você duvida que nosso amigo Donner se importaria de pagar o quanto fosse para tirar essa megera do seu caminho e não acha que a Sadie merece ficar livre dessa irmã que mais merece a madrasta má dos contos de fadas? – Gaten perguntou para um Caleb que observava tudo de forma estática.

— Eu ainda não sei o que você ganharia com isso. – Caleb perguntou indiretamente. – Pois duvido que você simplesmente esteja pensando em mim.

— Estou sim pensando em você e também estou pensando em mim porque não agüento mais você suspirando sem esperanças por essa garota e claro, se você começar a namorar a Sadie, como seu melhor amigo vou ter a chance de chegar perto da Mary e fazê-la perceber que sou tudo o que ela sempre desejou e ainda não sabe. – Gaten respondeu com honestidade fazendo Caleb rir.

— Mary? Quem diria! Meu amigo revolucionário apaixonado por uma líder de torcida. – ele repetiu mais para si enquanto balançava a cabeça negativamente.

— Como se a sua paixão pela “miss perfeitinha” fizesse muito sentido, “senhor nerd”. – Gaten o ironizou. – Então temos um acordo? – ele perguntou estendendo a mão para o amigo.

— Se estamos no inferno... – Caleb apertou a mão estendida.

— Então vamos abraçar o diabo. – Gaten acrescentou enquanto já se encaminhava em direção a Finn Wolfhard e Caleb rezava em silêncio para não sair queimado dessa história.

Continua....


Notas Finais


Continua ? 🤔❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...