História Fim de Tarde - One Shot - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Jihyo, Sana, Tzuyu
Tags Jitzu, Sahyo, Sajitzu, Satzu
Visualizações 123
Palavras 803
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Fluffy, LGBT

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, galerinha! Essa é uma oneshot bem curtinha que fiz em especial ao aniversário a uma das minhas crias "cachaceiras", Camila.

Espero que goste, bebê!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Jihyo estaria mentindo se dissesse que não possuía uma certa insegurança quando se tratava de seu relacionamento com Tzuyu e Sana. Afinal, ambas já namoravam há 2 anos quando ela foi incluída àquele namoro, formando um trio. Sana quem deu a ideia, porém fora Tzuyu a fazer o pedido, e a coreana não poderia ter ficado mais feliz com aquilo.

Mesmo feliz, completa e bem-amada, a forma que Sana e Tzuyu se completavam tão bem, se conheciam até nos pequenos detalhes, os olhares e abraços, tudo aquilo a fazia pensar se de fato fazia parte daquela relação, se elas sentiam por ela o que ela sentia por elas, se eram três ao invés de dois mais um.

Fora num fim de tarde, porém, enquanto passeavam pela rua da casa que viviam, que algo inesperado por ela aconteceu. Enquanto raios laranjas de sol escapavam do céu levemente nublado, Sana parou bruscamente de andar, parando na frente de ambas com seu típico largo sorriso. Sana era uma vitamina viva, sempre animada e carinhosa, e isso só aquecia ainda mais o coração da coreana e da taiwanesa.

- Adivinhem que dia é hoje? – perguntou balançando seu corpo para frente e para trás. A japonesa transmitia uma animação serena que encantava suas namoradas.

- Uma tarde de quinta – Jihyo checou seu relógio de pulso – ás cinco e vinte nove.

- Obrigada pela hora, estava com medo de ter perdido o começo do meu dorama – Tzuyu agradeceu, enquanto Sana encarava a coreana com um bico nos lábios.

- É sério, neném? Você não lembra que dia é hoje?

Sana parecia levemente chateada com a falta de memória da coreana, o que só a deixou confusa e preocupada com o que de tão importante ela poderia ter esquecido para deixar a mais velha daquele jeito. O que teria tanta importância para Sana naquela data que Jihyo era obrigada a lembrar?

- Jihyo tem muita coisa na cabeça, unnie, se preocupa com os mínimos detalhes de nossa casa – a maknae abraçou a coreana de lado, um sorriso gentil em seus lábios – Ela não fez por mal.

- Gente, o que está acontecendo? – Jihyo perguntou, ainda perdida com o que estava acontecendo.

Sana se aproximou da mais baixa, pegando sua mão na sua e lhe olhando nos olhos. Sua feição era séria, algo raro vindo da japonesa. Jihyo estaria contemplando seu rosto perfeito, os mínimos detalhes daqueles traços tão bem desenhados a sua frente, isso se a mesma não estivesse preocupada com a pergunta de sua unnie. O que de tão importante ela poderia ter esquecido?

- Hoje faz um ano do nosso perfeito encaixe – Sana respondeu num murmúrio, pegando, com sua outra mão, a mão de Tzuyu – O dia que o pedaço que faltava em nossos corações, aceitou se juntar a nós.

Jihyo ficou sem reação, seu coração perdeu a batida ao entender o que a mais velha se referia. Fazia um ano que elas haviam a pedido em namoro, fazia um ano que o sim mais sincero que ela havia dito foi proferido por sua boca. Fazia um ano que ela morava com os dois seres que ela era mais apaixonada na vida. Duas belas sereias que lhe permitiram participar do mar que compartilhavam.

- Unnie... – o fio de voz, os olhos marejados, o coração acelerado... Tudo aquilo era o efeito que aquelas duas a causava. Uma sensação única, que Jihyo queria ter para o resto da vida.

- Unnie – fora a vez de Tzuyu dizer, tomando o lado de Sana, e com um largo sorriso, se ajoelhando.

Sana acompanhou os lábios curvados da mais nova, assim como espelhou seu joelho tocando no chão ladrilhado da rua. Bem, ao menos tentou, já que num desequilíbrio, quase caia se Jihyo não houvesse sido rápida o suficiente e a segurado.

- Me segure assim pelo o resto da vida? – perguntou Sana, seus olhinhos brilhando num sorriso discreto. Ela não havia soltado o braço de Jihyo, e de cabeça levantada, esperava a resposta da coreana.

- Cuide de nós por uma vida, como cuidaremos de você? – fora a vez de Tzuyu perguntar, um olhar doce naqueles olhos bem esculpidos.

- O que...? – Jihyo não sabia ao certo o que dizer, não estava entendendo muito bem o que estava acontecendo.

- Aceita casar com a gente, unnie? – perguntaram as duas garotas em uma só voz.

Era a vez de Jihyo quase cair, porém foi segurada por Sana, enquanto Tzuyu tirava de bolso uma caixinha de veludo, e a lentava em sua mão, logo revelando três alianças douradas.

Naquele fim de tarde, Jihyo entendeu que suas inseguranças eram surreais, que não eram duas mais uma, eram três, um único três, uma única relação, dividida em três corações. Uma só batida ecoando em três órgãos singulares.

A verdade era essa, e essa era a verdade.

 


Notas Finais


Obrigada a todo mundo que leu! Quem quiser deixar um comentário, ficarei agradecida hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...