História Find U Again (FUA) - Camren - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Fifth Harmony, Harry Styles, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 65
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tô tentando me desculpar aqui, então fiquem com um momento Caminah. E comentem!
Boa leitura e como sempre, já que eu me preocupo, bebam água. Melhor uma pedra no caminho do que uma no rim, e nós temos dois, mais chance ainda.
~~Notas Finais~~

Capítulo 21 - He is real.


New York, 6:39pm.

— Foi um sonho, Ally... eu acordei perdida. Por quê? Eu ainda consigo sentir ela, consigo sentir todas as emoções, estou sentindo dor no mesmo ponto em que bati a cabeça quando caí. Por quê?

Era terça, uma agradável terça.

— Nosso subconsciente é um oceano inexplorado, Mila.— Ally sorriu.— Não temos controle sobre ele, entende? Nossos sonhos não passam de fantasias que criamos, coisas que queremos mais do que tudo e muitas vezes usamos nossa memória para isso. Você saber tão bem sobre o que se tratava o sonho, e reconhecer todas as pessoas envolvidas... isso é algo... algo que você quer. Eu sei o quanto você quer Lauren, e como sua vida depende disso, mas ela não vai aparecer agora. Me diz, Arthur é real? Sara?

— Sim. Eu nunca falei com ela, a vi uma vez por meio de fotos espalhadas na casa dele... memória, como você disse.— Camila sorriu também.

A que ponto chegara?

Duas vezes na semana ela encontrava com alguém que logo saberia cada pedaço de sua vida e tudo para esquecer o sabor corrosivo da culpa e o desejo de ter seu amor, ou o que ela julgava ser o seu amor.

— Me conta mais sobre o sonho, estamos na parte onde ela te levou embora do jantar.— Ally pediu.

Camila havia feito uma lista de acontecimentos, na ordem que lembrou. Tudo a pedido de Ally.

— Ela disse que se culpou também, eu acho... depois fomos para o meu apartamento e Dinah estava lá brigando com o porteiro... Caleb? Eu acho que era esse o nome. Contamos a Dinah nesse dia, no elevador.

— E Caleb é real?

— Não.

— Tudo bem, prossiga.

— Nós entramos e fizemos algumas brincadeiras sobre ela querer apenas me levar pra cama.— Camila riu e piscou seguidas vezes para não chorar ali.— Desculpa, isso tudo...— suspirou.— É loucura demais, eu sei que nunca vou encontrá-la de novo. Não assim, tão fácil e amigável.

— Você não pode subestimar os sonhos. Vamos terminar por aqui. Na quinta você me conta como foi o pedido de namoro, certo?

— Certo... obrigada, Ally.

(...)

O caminho do consultório até o prédio poderia ser percorrido sem a necessidade de um transporte. Camila gostava de andar e observar a cidade linda a qual morava.

Assim que chegou, passou pela portaria e foi direto para o elevador.

— Desculpa, moça. Eu preciso da sua identificação...— um rapaz a chamou antes que entrasse naquela grande caixa metálica e Camila se virou.

Com certeza o rapaz percebeu que ela não estava bem. Ela sentia a boca seca e com certeza estava pálida.

— C-aleb?

— A gente se conhece?

— Nos meus sonhos, sim.— ela disse rindo e ele fez o mesmo.— Não, isso não foi uma cantada barata, embora pareça que sim... você é familiar, então acredite quando digo que te conheço nos meus sonhos.— ela quase sussurrou a última parte.— Eu sou moradora. Pode checar, Camila Cabello.

— Tudo bem... me desculpe, Srta.

Ele finalmente se afastou, ainda sorrindo.

Ninguém viu, mas Camila correu até estar dentro de seu apartamento. Ofegante. Pegou o celular e mandou uma mensagem a Ally.

"Caleb é real."
           "Uau! Isso é muito interessante!"— Ally.

Interessante...? Talvez fosse.

(...)

— Eu sou uma prisioneira da minha própria cabeça.— Camila riu.

— Então a Camila amarga voltou, que lindo!— Dinah fingiu que estava feliz e Camila suspirou.

— Você não entende, Dinah. Estou confusa, mas não louca.

— Claro que entendo. Que tipo de amiga eu seria se não entendesse?— Dinah perguntou.— Vamos... me conte. Eu era linda nesse sonho?

Camila riu e concordou. Dinah não tinha jeito e isso era muito bom.

— Você estava com a Mani... sabe? Não assumiram nada mas nós sabíamos.

Dinah sorriu e suspirou.

— É, talvez seja um sonho mesmo. Normani e eu nunca vamos acontecer, eu estou saindo com alguém.

— O que?! E eu não sabia disso?— Camila fez sua melhor cara de chateada e Dinah riu.

— Você vive perambulando com esse ar de zumbi que perdeu o coração... nunca me ouve. Agora está ouvindo, o que é muito bom mesmo.

— Desculpa por estar ausente... Ally vai me ajudar, nós sabemos disso.

— Não se desculpe, meu amor. Não entendo como você se sente mas não posso te julgar por sentir, entende? Eu sou sua amiga, devo estar aqui sempre. Sua dor é a minha, eu entendendo ou não.

Camila não disse nada. Dinah a puxou para perto e começou uma sessão de carinho.

— Sempre estarei aqui. Seja para te escutar ou te levantar da cama... você sabe.— ela disse baixo e bebeu um gole do vinho que havia trazido.

— Sei... se não fosse você e a Keana eu nem sei onde estaria agora.— Camila confessou.— Viva, com certeza. Mas sei lá... trancafiada no quarto talvez.

— Jamais deixaria isso acontecer.— Dinah assegurou.— E... Mani mostrava sentir alguma coisa?

Camila riu e a olhou.

— Jura?

— Sim?

— Ta doidinha pra ter a chance de ficar com ela, né? Eu te conheço!— Dinah ficou quieta e Camila riu mais.— Tudo bem, tudo bem... como eu disse, vocês não tinham assumido nada mas a gente sabia. Mani estava quase morando com você.

— Tá bom...— Dinah riu em descrença.— Ela nunca me olhou assim.

— Tá bom!— Camila fez o mesmo.

— Ótimo estamos esperançosas com o seu sonho maligno... ótimo!— Dinah balançou a cabeça, repreendendo um sorriso.

Era bom ter Camila daquele jeito. Ela estava triste e isso era notável, mas parecia descontraída. Não feliz, mas no caminho.

Por sorte tinha Dinah. Ela sabia como pegar cada pedacinho que a latina ia deixando para trás e colava um a um até ter outra Camila novamente. Não antes de descer um belo sermão. Mas essa era Dinah. A amiga inseparável que enfrentaria o mundo por Camila, sem antes dar um belo sermão. Algumas -muitas- palavras.

— Não tinha nada diferente da realidade nesse sonho não? Sei lá... alguma coisa errada?— Dinah havia mudado de sofá para que tanto ela quanto Camila pudessem ficar deitadas confortavelmente, apenas aproveitando aquele belo vinho.

— Harry.— Camila a olhou.— Ele era muito sério.

Elas começaram a rir como se Camila tivesse contado a piada do século, até que Dinah finalmente parou.

— Essa foi boa... ele é profissional, mas sério? Ele não fica cinco minutos sem rir do vento.

— Deve ser um desejo meu que ele seja mais sério, então?— Camila questionou.— Cérebro?— ela fechou os olhos para se concentrar na conversar séria que teria com seu próprio órgão.— Eu não quero que ele seja sério, Harry é perfeito do jeito que é. Entendido?

— Com certeza ele entendeu...— ela viu a amiga rindo e acabou fazendo o mesmo.— Me conta mais, adoro essas coisas. Vai que tem uma mensagem? Vai que Lauren está voltando? Se prepara que o bicho vai pegar!

— Dinah? O bicho já pegou.


Notas Finais


Com certeza o bicho já pegou.
Nas próximas atualizações eu vou tentar postar dois capítulos então esperem um pouco. Melhor atualização dupla do que demorada, né?
Comentem 🙃🙃🌚
Até mais ❤ amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...