História Fios de ouro -Jikook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 23
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi sweets!
Espero que gostem do capítulo, hoje senti-me muito inspirada.

Capítulo 8 - Cap 08 -"Eu quero mudar" Parte 1


Fanfic / Fanfiction Fios de ouro -Jikook - Capítulo 8 - Cap 08 -"Eu quero mudar" Parte 1

-Eu gosto da sua comida. -Jeon comenta enquanto punha a comida na boca.

-Isso é bom. -O loiro afirmava ao ver o brilho nos olhos do namorado enquanto saboreava a comida. -Hoseok estava começando a enjoar da minha comida.

-Você ainda faz o almoço dele? -O acastanhado indaga.

-Não mais. -Jimin diz. -Agora que o Tae terminou o curso de culinária, ele que faz as comidas do Jung e de Yoon também.

-Ótimo, agora você vai poder cozinhar apenas para mim. -O maior parecia contente com essa ideia.

-Se eu quiser Jeon, se eu quiser. -O Park disse levantando-se da mesa.

-Ah, perdão pelo comentário. -Jungkook fala percebendo o que havia falado para o namorado.

Jungkook sabia que Jimin odiava quando ele agia assim, como se o Park fosse dele, afinal o loiro não era de ninguém, e se precisasse ser, iria ser de si mesmo.

-O importante é que você corrigiu. -Jimin fala mostrando um sorriso carinhoso. -Não está com sono?

-Um pouco. -Jungkook responde coçando os olhos.

-Pode ir. -O loiro afirma lavando alguns pratos sujos e os deixando no escorredor.

-E você? -Jeon indaga.

Sempre que iam dormir na casa um do outro, ficavam juntos, na mesma cama. Mas era diferente agora, ainda namoravam, porém parecia ser algo "novo" e estranho a para os dois.

-Eu fico no sofá. -O mais baixo diz sentando-se do aconchegante sofá de couro que Jeon tinha.

-'Ta doido? -O acastanhado parecia idgnado com a afirmação do menor. -Se for assim eu durmo no chão.

-Jeon, o seu sofá é confortável, e tenho certeza de que consigo dormir bem. -Jimin explicava, mas parecia que Jungkook não o dava ouvidos.

-Vou pegar meu lençol e travesseiro, se você vai dormir no sofá, o chão é meu. -Ele afirmou novamente enquanto caminhava até o quarto.

-Aish! -O Park irritou-se. -E l que sugere?

-Bem, a cama é grande você sabe disso. -O mais alto dizia. O Park já sabia onde o mais nove queria chegar.

-Nós dois, na cama? -Jimin indagou.

-Sim, não tem problema não é? -Jeon o respondeu com outra pergunta.

-Não... Eu acho. -Ele comenta.

[...]

-Por que ages assim? -Jeon pergunta.

-Assim como? -Jimin sequer virou na cama para olhar o namorado.

-Nós já dividimos uma cama, já fomos muito além do que apenas dividir e você sabe disso. -Jungkook explicava.

-Eu sei. -Jimin respondia. -Mas é diferente, você sabe disso mais do que eu.

Depois do Park falar uma chuva forte começou com relâmpagos e trovões, fazendo assim com que o loiro arregalasse deus olhos, que antes eram apenas "risquinhos."

-Quer segurar minha mão? -Jungkook indaga, afinal, ele sabia que o Park odiava e temia tempestades.

-Não, eu n -Antes que o loiro terminasse de negar um forte raio atingiu o para-raios do apartamento, fazendo Jimin tremer e apertar fortemente a mão do acastanhado.

-Aperto forte. -Jeon ria do susto que Jimin havia levado.

-Cala a boca. -O baixinho brigou com Jungkook.

Jimin até cogitou a ideia de soltar a mão do namorado, mas uma forte tempestade não era uma das suas coisas preferidas.

-Obrigado. -Jeon agradece com um sorriso amigável.

-Por? -O loiro parecia não entender o motivo do "obrigado."

-Por cuidar de mim, amar-me, fazer-me sorrir... Essas coisas... Obrigado. -Jungkook explica.

-Tanto faz. -O loiro afirma enquanto fechava os olhos.

Jimin poderia não demonstrar, mas estava contente com a fala do namorado.

[...]

-Jeon. -Jimin o chamava enquanto acariciava os fios castanhos do maior. -Acorde, não pode passar o dia inteiro dormindo.

-Posso sim. -Jungkook diz pondo um travesseiro em seu rosto.

-Acorda! -O Park grita enquanto jogava-se em cima do corpo de Jeon.

-Mesmo se você pedir, isso não vai ocorrer. -O acastanhado comenta com a voz abafada.

-Não estou pedindo, e sim, mandando. -O loiro afirma fazendo uma careta. -Serei forçado a gritar na tua orelha?

-Tenta. -Jungkook duvida do menor.

Ah, se tinha uma coisa que Jimin odiava era quem duvidava dele. Aquele loirinho era capaz de tudo, bastava colocar uma coisa que queria muito em sua cabeça que se tornava realidade. E Jungkook sabia disso, mas decidiu "testar" o namorado.

Logo, Jimin, chegou bem perto da orelha do mais novo, deu um sorriso sacana, tomou fôlego e abriu a boca. Porém nada saiu, afinal, Jungkook foi mais rápido e calou o mais baixo com um beijo quente, deixando o menor por baixo de si, completamente indefeso.

-Tenho a leve impressão de que você falhou. -O acastanhado comenta, mostrando um sorriso vitorioso no rosto.

-Não duvide de mim. -O Park diz com as bochechas levemente coradas.

-Diz isso mesmo completamente indefeso? -Jeon o questiona.

-Indefeso? -Jimin ria do questionamento do namorado. -Me poupe Jungkook, se eu quisesse poderia te derrubar da cama.

-É mesmo? -Jungkook indaga aproximando seu rosto do loiro.

-O-O que estas fazendo? -O Park diz desviando seu rosto.

-Apenas checando algo. -O mais novo afirma sorrindo. -É eu tenho um namorado lindo.

-Certeza que você bebeu. -O Park diz pondo as mãos no rosto.

-Estou completamente sóbrio Baby. -Jeon diz com uma voz arrastada no ouvido do loirinho. -E mesmo que estivesse bêbado, falaria isso, afinal, quando estamos bêbados tendemos a falar verdades.

-Idiota. -O loiro fala.

Quando Jimin dizia isso significava que estava sem palavras, ou melhor, sem barreiras de defesa.

-Deixe-me ver... Seu rosto. -Jungkook pede carente.

O Park nega.

-Por favor. -Ele pede novamente, porém, dessa vez distribuindo pequeninos selares pelas mãos gordinhas do loiro.

Jimin sede e logo deixa seu rosto exposto aos selares e carícias do namorado.

-N-Não. -Jimin adverte pondo a mão na boca do maior. -Não escovei os dentes ainda, não é bom fazer isso.

-Eu não ligo. -Jungkook afirma lambendo a palma da mão do Park, fazendo-o soltar a boca avermelhada de Jeon.

Ele aproxima seus lábios dos do loiro e os sela. Era um beijo repleto de luxuria e volúpia. Mãos bobas corriam pelos corpos dos dois. Sorriso em meio aos lábios mal tratados eram vistos.

Não demora e Jungkook faz com que o menor ficasse em cima de si, sem deixar de beija-lo. As mãos alheias de Jungkook apertavam as nádegas fartas de um Jimin ofegante.

-N-Não... -O loiro geme baixinho.

-Senti tanto a sua falta Baby boy. -O acastanhado diz enquanto beija a pele exposta do pescoço do Park. -Você sentiu a minha?

-K-Kook. -O menor geme.

-Não, não. -Jungkook diz dando uma forte palmada na bunda ainda coberta do Park, mas que pelo grito do menor, havia doido. -Você sabe como gosto de ser chamado.

-D-Daddy... -Jimin gemia ao senti o membro desperto do namorado roçando no seu.

Os dois estavam adorando aquilo, mas é como dizem, "tudo que é bom, dura pouco."

Logo o som da campainha tocando faz com que Jimin empurre Jeon, fazendo assim o loiro cair da cama.

-E-Eu... Vou atender. -O Park diz saindo as pressas do quarto.

-Tão fofo. -Jeon comenta rindo do rosto rubro do namorado e olhando para sua calça. -É, parece que teremos que esperar mais um pouco.

-Quem é? -Jimin indaga pronto para abrir.

-Somos nós, abre logo. -Yoongi fala irritado.

-Você 'ta irritadinho hoje ou o que? -O Park pergunta cruzando os braços e rindo.

-Quando ele não 'ta? -Hoseok responde com outra pergunta, logo fazendo todos que estivessem na sala, menos Yoon, caírem na risada.

-Eita, o circo chegou e eu não sabia? -Yoongi fala arqueando uma sobrancelha. -Ou melhor, a graça passou pra deixar lembranças?

-Nossa, que grosso. -Taehyung comenta rindo da cara emburrada do namorado.

-Grosso, grande e mole, no momento. -O mais branco diz.

-Se é 'pra falar coisas pornográficas, falem na forma culta. -Jin adverte. -Porque ao menos vão parecer educados.

-Forma culta! -Yoongi grita rindo. -Adorei a piada.

-Mudando de assunto, como ele está? -Namjoon que se segurava para não rir indaga.

-Ah, bem, até demais. -Comenta vendo Jungkook aparecer.

-A gente já providenciou as coisas da universidade, vocês podem ficar tranquilos, iremos trazer todas as anotações. -Jin explica.

-Quase que a gente não conseguia a sua Jimin. -Hoseok afirma. -Você é o único que faz medicina dentre todos nós. Mas demos um jeito.

-Wendy? -Jimin pergunta animado, parecia que já sabia da resposta.

-Isso mesmo. -Taehyung concorda.

-Só podia ser a Wendy mesmo, essa garota me salva. -O Park comenta sorrindo. Mal sabia ele que um Jungkook furioso o encarava.

-Como vocês trabalham no mesmo canto, ficará mais fácil. -Namjoon fala.

-Obrigado, por tudo. -Jimin agradece.

-E você Jungkook. -Yoongi aponta para o mais novo. -Juízo.

-Não sou uma criança Hyung. -O acastanhado adverte.

-Mas as vezes pensa como uma. -Yoongi explica.

[...]

-Jimin. -Jungkook o chama.

-Sim? -O Park o encara enquanto cozinhava alguma coisa.

-Você acha que eu penso como criança? -Ele parecia inquieto.

-Você quer a verdade como amigo, ou namorado? -O loiro indaga.

-As duas. -Jeon afirma.

-Como amigo, bem, eu não diria que você age como criança ou pensa como um, na verdade você só não foca muito em assuntos sérios e coisas do gênero. Como você ainda é o mais novo eu tenho uma certa noção do que se passa na sua cabeça e entendo seus pensamentos "infantis". -O loiro fala. -Já como namorado, você tem muitos pensamentos infantis, mesmo não querendo você age como uma criança e isso acaba meio que irritando boa parte das pessoas ao seu redor, confesso que já me irritei contigo, porém consegui entender o seu lado... Mas, nem todos são como eu... Também entendo o que se passa contigo e gostaria de te ajudar a "superar" isso, mas não basta apenas eu querer, você também tem que me ajudar.

-Ok. -Jungkook fala.

-"Ok", o que? -O loiro pergunta.

-Eu quero mudar, sabe, deixar de ser tão "infantil." -O outro explica. -Você vai ajudar-me não é?

-Claro. -O Park responde com um sorriso nos lábios. -Mas saiba que não precisa mudar por completo, tem parte "infantis" suas que eu me acostumei e gosto delas.

Aquilo faria muito bem para os dois.


Notas Finais


Bye Sweets!
Foi isso por hoje... Até um proximo dia, eu acho...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...