História Fique ao meu lado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Chihiro Mayuzumi, Eikichi Nebuya, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kotarou Hayama, Kuroko Tetsuya, Midorima Shintarou, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Reo Mibuchi
Tags Akashi Seijurou, Drama, Esportes, Knb, Personagemxreader, Romance
Visualizações 48
Palavras 1.630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Esporte, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capítulo postado..
Esse eu resolvi fazer o Akashi mostrando o seu ponto de vista,nem sempre o que uma pessoa demonstra ser é a verdade!!
Fica a dica,mas espero que gostem fiz com todo o carinho e suor,pois tá uma calor dos infernos e eu postando capítulo...

Kris ,Marquinho vão ler...bando de curiosos.

Bom que começem os jogos...pera não é isso...

A que sejá ,começando em 1,2,3....

Capítulo 2 - When I realized that you were important


Fanfic / Fanfiction Fique ao meu lado - Capítulo 2 - When I realized that you were important


Seijuro ainda estava parado no mesmo lugar,estava chocado demais para sequer se mover,não acreditava no que tinha acontecido,ela havia terminado com ele ...não podia nem mesmo raciocinar ,ela falou tantas coisas sobre si,mas era a pura verdade.Ele nunca pensou em alguém além de dele próprio,além disso ele a ignorou ,não pensava que ela ficava tão magoada,nunca chegou a demonstrar nenhum resquício de tal sentimento ,mas pelo que a mesma disse tinha muito mais a qual ele nem imaginava,angústia,sofrimento,dor,mágoa tudo isso porque ele não  lhe deu a devida atenção que ela merecia,não a deu carinho.Mas como fazer isso se o único que recebeu foi o de sua mãe,a qual já tinha falecido há anos.

Apesar de tudo ele não sabia conviver sem ela,sem os lanches depois de seus treinos ,sem toda a animação da mesma,sem as conversas - que podia não parecer - mas prestava atenção,sem poder olhar para ela - mesmo que pelo canto de olho - sentiria falta de [Nome].Saiu desses pensamentos com os seus companheiros de time aproximando de si,o primeiro a se pronunciar foi Reo.

---Sei-chan você está bem?---pergunta visivelmente preocupado

Vendo que provavelmente estava em um estado deplorável,tratou logo de se recompor e voltar a ser o indiferente Akashi,O Imperador,como sempre foi conhecido depois dos tempos da Teiko.

---Estou bem Mibuchi---respondeu com sua normal indiferença

---Tem certeza Akashi?você me parece abalado---falou preocupado Hayama, por incrível que pareça.

---Sim,estou bem---digo já um pouco incomodado pelas repentinas perguntas

---Mas Akashi nós vimos o que acon…---interrompo Nebuya, já sabendo o rumo de sua fala

---Vamos voltar ao jogo---digo me dirigindo a quadra em minha casa

Os outros parecem me obedecer e compreender pelo menos um pouco,pois não tocaram mais no assunto.Quando chegamos na quadra ,Nebuya ficou fora do jogo para poder arremessar a bola,com a mesma no alto Mibuchi toma posse da bola passando ela para Chihiro que com ela começou a ir em direção a cesta de meu lado e de Hayama.Mas antes de conseguir chegar na mesma,Hayama o marca e assim se inicia um mano a mano entre os dois , a qual o Raiju saiu vitorioso com a bola em suas mãos .Quando o mesmo estava indo para a cesta adversária ,Chihiro aparece em sua frente,fazendo o mesmo dar um drible e passar por ele ,indo em direção a cesta e enterrando,assim marcando 2 pontos para o nosso lado.

Recomeça o jogo com a posse para o lado de Mibuchi , o mesmo passou para Chihiro fazendo com ele viesse a toda em minha direção quando ía usar o Emperor Eye ,ele passa a bola para Mibuchi fazer o mesmo avançar e marcar uma cesta de 3 pontos.Todos ,isso incluía Eikichi ,me olhavam surpresos,já que um passe como esse eu poderia interceptar até mesmo sem o uso do Emperor Eye. E assim continuou o jogo quanto mais o tempo corria ,mais jogadas passavam por mim sem eu sequer tocar na bola,ou seja foi quase um jogo unilateral ,se Hayama não interceptar-se e marcar-se uns pontos, em suas enterrados e seus Double Clutches .No final todos estavam exaustos e paramos para nos hidratarmos,não conseguia me concentrar nem depois desse fiasco de jogo,depois disse todos sem exceção, foram se trocar para irem a suas casas,não tocaram no assunto sobre o jogo ou [Nome] agradeci mentalmente eles por isso,quando todos já tinham ido ,entrei em minha casa passando por todas as empregadas,até que Haruna-san - a qual é a única que trato com respeito,por ter sido como uma segunda mãe para mim - me parar no meio do grande corredor daquela casa.

---Akashi-sama,posso falar com o senhor?---pergunta me tratando com formalidade como todos nessa casa.

---Sim Haruna-san podemos ,venha comigo---digo para a mesma dando um sorriso não muito grande.

Caminhamos até uma sala de visitas ,onde não é muito usada.Apesar de quando [Nome] vinha aqui, ficávamos a maioria do tempo aqui,seja ajudando ela a estudar quanto para ela me visitar e ficarmos em silência no mesmo lugar ,comigo pensando e a mesma só me observando,agora vejo o porque dela ter se incomodado tanto com o silêncio por minha parte.Saio outra vez de meus longos pensamentos quando vejo que Haruna-san está em minha frente me chamando.

---Sim Haruna-san,o que queria falar?- eu pergunto querendo saber para que fui chamado aquela sala que me trazia lembranças

---Aconteceu algo com [Sobrenome]-san,ela saiu daqui desolada,aos pratos e correndo---falou com uma voz preocupada

Quando ouvi isso senti meu coração apertar ,não imaginei que ela tinha saído daqui assim,fiquei um tempo parado pensando comigo mesmo,o quanto eu podia ter feito algo,ela não sairia daqui se eu fosse mais atencioso e não ter falado daquele jeito com ela .Haruna-san me olha e pela sua cara ela percebeu algo.

---Akashi-sama ,se me permitir perguntar, o senhor sabe de algo??---perguntou cautelosamente

 

---Eu…---paro ao ver que se fala-se poderia magoar Haruna-san que tanto gostava de [Nome]

Ela continuava me olhando esperando uma resposta significativa para tudo o que tinha visto e suposto.

 

---Eu e [Nome] terminamos---digo olhando para a parede atrás da mesma---Ela pelo que parece não me aguentou mais e decidiu terminar pelo meu bem e o dela---digo já com o olhar baixo,sem vida

 

Haruna-san arregalou os olhos pelo que tinha ouvido,imaginava até que os dois tinham brigado,mas não que tivesse chegado ao extremo, e o que Akashi-sama queria dizer com aquilo. ‘’Como assim não me aguentou’’ pensou ,mas não era hora para isso ,sabia que o mesmo estava triste depois de tantos anos de convivência, preferiu o consolar para depois entender o que ele quis dizer.

Sem dizer ou pensar mais nada ,a mesma o abraçou forte,fazendo o mesmo se surpreender,mas nem por isso deixar de corresponder à mesma altura.Ficaram assim durante um tempo até ela notar que o mesmo já estava mais calmo e o soltar lentamente.Depois disso se encararam até Seijuro quebrar o silêncio .

 

---Obrigado Haruna-san---digo dando um sorriso mais aberto dessa vez---bom eu já vou indo---falei me retirando do cômodo ouvindo um ‘Sim,Akashi-sama’.
 

Passei pelas milhares de portas naquele extenso corredor,até chegar à última onde não sei se coincidentemente,mas era a de meu quarto.Adentrei o mesmo pronto para me jogar na cama e repensar o meu dia conturbado,mas algo me chamou a atenção,me dirigi até o meu criado mudo ao lado da minha cama ,onde nela tinha um retrato esquecido por mim onde estava eu ,[Nome] e o time da Rakuzan comemorando um dos jogos antes da Winter Cup,peguei aquele porta retrato olhando intensamente para ela,a pessoa que com uma declaração fez o meu coração pulsar mais do que quando estou na quadra,em jogo.Não sei quando ,nem como ,mas quando fui perceber o vidro do quadro já tinha múltiplas lágrimas que desciam incessantemente pelo meu rosto,fazendo com que eu não pudesse guardar mais,me debulhando em lágrimas ,fazendo assim eu finalmente soltar ,o que eu prendia .

Chorei por ser tão insensível e não ter percebido o quanto ela estava sentida com tudo,o quanto sofria pela minha falta de carinho,atenção ,iniciativa,chorei por tê-la perdido sem ao menos fazer nada,dizer o que queria,sem que esse maldito orgulho e indiferença me atrapalhasse ,chorei por não dizer que a queria do meu lado em todos os momentos e por ter a tratado mal em alguns momentos ,continuei assim até que uma lembrança veio em minha cabeça.A lembrança de ela se declarando para mim,nunca sairia de minha mente,Ela vinha junto de Hayama para sala conversando,não liguei e continuei no meu lugar,o professor chegou e deu a sua aula,quando o sinal para o intervalo tocou vi que os meninos do time já tinha saído,não que eu ligasse sempre ficava no terraço ,mas quando eu estava para sair da sala,uma menina mais baixa que eu ,olhos caramelos e cabelos castanhos me parou e pediu para me encontrar com ela atrás da escola perto da quadra de vôlei,eu fui por estar deveras curioso .Chegando lá encontro a mesma me esperando, sem me deixar dizer nada ,ela já dispara a falar ‘’Akashi-kun,eu venho notado você desde que eu cheguei na escola e percebi que o jeito que você joga é fantástico,eu acabei me apaixonando e queria saber se você não queria sair comigo no sábado’’ ,quando eu iria respondê-la fui interrompido - coisa que me irritou por acontecer com frequência na época - [Nome] chega abraça o meu braço,algo que me deixou constrangido mesmo sem eu demonstrar,e disse ‘’ Desculpa ,mas o Akashi-kun e eu estamos namorando ,então ele não poderá lhe corresponder, muito menos sair com você,desculpe’’, me lembro da garota ficar mais vermelha que meus cabelos e sair dali dizendo milhões de ‘desculpas’,quando olhei para a [Nome] a mesma se afastou ,eu sem perder tempo me apressei a dizer ‘’Por que fez isso?’’,com meu tom de indiferença ,ela me respondeu simplesmente com um ‘’Eu te salvei dessa menina e é assim que me agradece!?’’,ri de canto ,mas acho que ela não percebeu ,então continuei ‘’Não foi isso que eu lhe perguntei’’ ,ela pareceu se envergonhar e me responder - mas para gritar -  por impulso - na época nunca imaginaria que ela diria aquilo - ‘’É PORQUE EU TE AMO DROGA’’,fiquei parado raciocinando e vendo se aquilo realmente era verdade,quando vi que ela não diria o contrário ,me virei de costa ,sorri de canto e a respondi ‘’ Me encontre em frente a cafeteria perto da escola as 15:00’’ e sai a deixando confusa .

Essa lembrança me fez abrir um sorriso por um momento,também me lembro que apesar de confusa ela foi e me esperava lá 10 minutos antes do combinado,como pude ser tão burro e a ter deixado ir…,me levantei fui ao banheiro lavei meu rosto,voltei para o quarto deitei-me,me cobrindo logo em seguida,fechando os olhos esperando que o sono viesse para poder amanhã falar com ela e quem sabe a fazer mudar de ideia sobre o termino.


Notas Finais


To pensando em aumentar o número de capítulo,o que vocês acham??

Comentem se gostaram...e podem dar ideias.E me digam o que acharam da fic ter mais capítulos!!

Até...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...