1. Spirit Fanfics >
  2. Fique longe dele. - Kim Taehyung >
  3. Ao ar livre.

História Fique longe dele. - Kim Taehyung - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui estou eu novamente, com um capítulo provavelmente enorme, e fiquem atentos pois provavelmente sai outro mais tarde, vou pensar no caso 🤭

Boa leitura.

Capítulo 14 - Ao ar livre.


Fanfic / Fanfiction Fique longe dele. - Kim Taehyung - Capítulo 14 - Ao ar livre.

|| Cha Yu-ri ||


16:15.


— Posso ir? Diz que sim! — Fiz bico, pedindo para que minha mãe deixasse eu ir ao acampamento.


Minha mãe me olhou, suspirando.


— E seu irmão vai ficar com quem? Eu deixaria você ir, mas fico preocupada de não conseguir ficar de folga nesses dias, ele ainda é muito pequeno para ficar sozinho.


Fiz uma careta, lembrando que ainda tenho um irmão pequeno… 


— Mas… — Tentei falar.


— Eu já sei me virar sozinho mamãe! Eu não choro mais, quando a Yu se trancou no quarto com o… — Yong-sun se aproximou falando.


Arregalei meus olhos, sentindo meu corpo gelar, me agachei rapidamente para tampar a boca de Yong-sun com a mão antes que ele se tornasse o cúmplice de um homicídio.


Minha mãe franziu o cenho.


— Se trancou no quarto com quem? — Ela olhou para mim.


Cristo, o que eu faço?


— Com ninguém, eu só estava com meu celular em uma chamada de vídeo com a Min-Ji e me tranquei no quarto por causa do barulho da televisão. — Forcei um sorriso, fingindo ser natural, mas estou quase tendo um surto de nervoso.


— Eles estavam com as bocas vermelhas igual eu quando tiro pelinhas! — Yong-sun disse abafado por causa da minha mão.


Aí meu Deus! 


Olhei para Yong-sun, implorando com expressões faciais para que ele parasse.


— Yu-ri, está me escondendo alguma coisa? — Ouço a voz séria da minha mãe.


Me levantei, gesticulando rapidamente para que Yong-sun ficasse de boca fechada.


— Não senhora, não estou escondendo nada… — Neguei com a cabeça.


Ela me lançou um olhar desconfiado.


— Espero mesmo que não. — Voltou sua atenção para a folha de autorização.


— Mas então, a senhora vai me deixar ir? Qualquer coisa o Yong-sun fica com a vovó, faz tempo que ele não vê ela, já que o papai só chega no mês que vem de viagem. — Sugeri.


— Yu-ri, como você vai acampar? Tirando o fato do seu irmão, você nem tem uma barraca ou algo assim, nunca acampou na vida querida. — Minha mãe riu.


Cruzei os braços.


— Para tudo tem uma primeira vez, certo? Não se preocupe em relação às outras coisas, eu dou um jeito nisso, só preciso da sua autorização. — Apontei para a folha. — Por favor, isso vai contar na nota do semestre sabia? Não vai querer ver uma nota vermelha no meu boletim certo? 


— Está me chantageando? Não foi assim que eu te criei. — Riu de mim. — Ok, vou assinar, mas por favor tome cuidado, e não saia de perto dos seus colegas e professores, florestas são traiçoeiras quando você se dá conta já está perdida, então já deixo avisado caso não esteja em casa para me despedir de você.


A abracei.


— Obrigada, a senhora é a melhor mãe do mundo. — Falei.


Ela me entregou a folha assinada e fui correndo para o meu quarto a guardar na mochila para que não esquecesse.


Peguei o meu celular e liguei para Min-Ji.


Algumas chamadas e ela finalmente me atendeu.


Alô?


— Ji! Sou eu, Yu-ri! — Falei.


Yu-ri? Não acredito que me ligou… — Sua voz subiu um pouco o tom.


— E por que eu não ligaria? — Franzi meu cenho.


Não sei, eu achava que não gostasse tanto de mim…


Revirei os olhos ao ouvir aquilo.


— Sua boba, é óbvio que eu gosto de você, aliás, por que não foi a escola hoje? Senti sua falta e as meninas também… — Perguntei.


O silêncio se instalou do outro lado da linha por alguns segundos.


Eu… tive só uma crise alérgica, só isso…


— Sério? Mas você já está melhor? — Perguntei preocupada.


Sim, já estou bem melhor. — Respondeu.


— Ah, Ji, o professor de biologia vai nos levar para acampar por três dias para uma aula de campo, vai ser nessa sexta e voltamos na segunda de manhã, pedi para que o Namjoon te entregasse a folha de autorização. — Informei a ela. — Ele te entregou?


O silêncio novamente.


— Min-Ji? — Chamei por ela para ver se ainda estava na linha.


Sim


— Sim? Então ele foi na sua casa? Ótimo! Seus pais já assinaram? — Soltei empolgada.


Eu realmente não achei que o Namjoon fosse entregar a folha a ela, será que ele entregou pessoalmente ou deixou no correio?


Já, mal posso esperar para que chegue sexta. — Seu tom soou animado.


Sorri largo, sentindo a ansiedade me tomar.


— Isso é demais! — Falei animada. — É o seguinte, se já estiver mesmo se sentindo melhor, quer ir ao shopping comigo comprar uma barraca e outras coisas que se levam para acampar?


Quero! Vou me arrumar. — Ela disse.


— Perfeito, me encontra na estação de metrô, eu te mando mensagem quando estiver saindo de casa. — Falei.


Ela assentiu, encerrei a ligação e fui em direção ao banheiro tomar um banho para me arrumar.


                                •••


— O que acha dessa barraca aqui? E se levarmos aquelas coisas também? — Apontei uma caixa gigante para Min-Ji.


Já havíamos passado por duas lojas que vendiam utensílios para acampamento, mas ainda estávamos indecisas.


Min-Ji bufou.


— Yu-ri, só vamos passar duas noites, não morar na floresta, pra que tudo isso? — Riu.


Fiz bico.


— Ah me dê um crédito vai, nunca acampei, aliás nunca se sabe, tudo é necessário! Estaremos longe de casa. — Cruzei os braços.


— Sua bobinha, olha, vamos levar essa barraca aqui, ela é grande o suficiente para caber você e mais uma pessoa caso seja necessário dividir, vou levar a do meu pai que já tem em casa, então não preciso comprar outra. — Me entregou uma grande embalagem de barraca.


Assenti.


— Acho que vou comprar um casaco de frio mais grosso também. — Falei.


— É uma boa ideia, mas acho que não vou precisar comprar um também, ainda devo ter o que o Namjoon me deu ano passado. — Disse enquanto estava distraída olhando as prateleiras.


Inclinei a cabeça para o lado, essa poderia ser uma boa oportunidade para eu conversar sobre isso com ela.


— Min-Ji… falando nisso… — Suspirei. — Você e o Namjoon já voltaram a se falar?


Ela se virou para mim, abrindo um leve sorriso.


— Ele foi até a minha casa me entregar a folha de autorização… eu lembrei do seu conselho e tomei coragem para conversar com ele… — Estalou a língua, andando pelos corredores da loja acompanhada por mim.


Minhas sobrancelhas se ergueram.


— E aí? O que aconteceu? — Eu estava tão curiosa.


— Você estava certa. — Falou, cessando os passos.


— C-Como assim? Não me diga que…


— Sim, ele admitiu que gostava de mim, e que não fez aquilo só por estar bêbado, e bom… talvez tenha sido o mesmo comigo, mas ainda não tenho tanta certeza… — Deu de ombros.


Entreabri os lábios surpresa…


— Então o que isso significa? — Perguntei já imaginando a resposta.


Ela riu, suas bochechas começaram a corar.


— Significa que vamos devagar com isso, foi a melhor opção. — Min-Ji suspirou.


Não pude conter o meu "discreto" grito de empolgação com aquela notícia, fazendo Min-Ji ficar muito mais vermelha que já estava e vir até mim pedir silêncio.


— Desculpa! Isso é demais para o meu coração, não acredito que vocês dois vão tentar namorar, isso é tão fofo! Ele é tão lindo e você tem tudo a ver com ele… — Soltei de uma vez.


— Ok Yu-ri, será que pode falar um pouco mais baixo? — Sorriu sem graça.


E só então eu percebi que estava um pouco alterada, haviam algumas pessoas olhando para nós duas.


Disfarcei e caminhamos para longe dali como se nada tivesse acontecido.


Já havíamos comprado tudo que precisávamos, na verdade compramos mais coisas para mim, Min-Ji já havia acampado várias vezes com a família, então já tinha muitas coisas em casa, enquanto eu - 0 experiente - tive de comprar tudo.


Estávamos voltando para casa, queríamos ficar mais, porém tínhamos muitas sacolas pesadas em mãos, seria bem complicado desse jeito.


E de qualquer forma, ela sugeriu ficar um pouco na minha casa e o pai dela a buscaria lá quando voltasse do trabalho.


— Aliás Yu-ri, ainda não tinha parado para te perguntar mais a fundo, mas… você tem interesse em algum garoto da escola? — Perguntou, puxando assunto.


Opa… essa pergunta era um pouco complicada para mim no momento.


Dei de ombros.


— Sinceramente, eu não sei dizer se tenho de fato interesse em alguém, aqueles rapazes são tão bonitos que fica difícil se apaixonar somente por um. — Brinquei.


— Entendo você, porém não é para tanto, eles são lindos mas cada um tem uma personalidade e jeito único, ou seja, com algum deles você vai sentir mais afinidade. — Passamos pela grande porta de vidro automática do shopping.


Afinidade? Em que sentido? Sexual? Porque é tudo que eu consigo sentir emanar daquele bando de marmanjos, feromônios a flor da pele.


Mas de fato ela estava certa, quanto mais vou os conhecendo, percebo que cada um tem o seu jeito peculiar, isso também se aplica para as garotas, nem todas são chatas e patricinhas como eu achei que seriam por serem de uma escola de classe alta.


— Quem sabe… no momento ainda não estou pensando muito nisso. — Dei de ombros.


— Se eu fosse você, investiria no Jin. — Falou.


Arregalei os olhos.


— O Jin? Kim Seokjin? 


— Ele mesmo, ele parece gostar de você, desde o dia da festa, e posso te contar um segredo? — Sorriu sapeca.


Assenti com a cabeça.


— Me conta… — Pedi curiosa.


Ela se aproximou mais um pouco de mim enquanto andava.


— Ele só topou sair com a gente para aquele restaurante naquele dia porque o Namjoon disse que chamaria você. — Disse rindo abobada.


Senti minhas bochechas esquentarem.


Isso não podia ser verdade, por que um rapaz tão rico e bonito como ele teria interesse em mim? 


— Nossa… não sabia disso… — Falei surpresa. — Acho o Jin muito legal, mas não o conheço direito, então…


— Ainda temos um longo ano pela frente, vocês ainda podem ter muitas oportunidades, quem sabe no acampamento mesmo? — Disse maliciosa.


— Ji! — A repreendi envergonhada.


Ela começou a rir de mim.


— Ah vamos Yu-ri, o Jin é especialista em nado de peito, imagine só como deve ser aquele peitoral alvo totalmente definido… minha nossa… — Gargalhou.


— Min-Ji! — Exclamei mais uma vez, estava ficando cada vez mais desconcertada.


— Ok, vou parar, mas devia ser mais esperta, e pelo amor de Deus, não inclua o Taehyung na sua lista de pretendentes.


Mordi o lábio inferior ao ouvir isso, mal sabia ela…


Mas não ia acontecer de novo, então não devo me preocupar, vai dar tudo certo se eu mantiver minha razão e autocontrole.


Pegamos finalmente o metrô e seguimos para a minha casa.


                             ••• 


Sexta-feira, 8:00.


— Alunos! Teremos três ônibus, um para cada turma de terceiro ano, então por favor, formem uma fila no seu determinado transporte e entreguem as autorizações para o professor que estiver no início da fila! Andem! — Informou a Diretora.


Todos os alunos estavam a flor da pele de tão ansiosos para esse dia, todos muito animados e afoitos, pegando suas coisas e correndo para os ônibus formar a fila.


Min-Ji e Namjoon finalmente chegaram e fui correndo até eles, desengonçada por estar carregando uma mochila gigante nas costas e outra no braço.


— Graças a Deus, achei que nunca chegariam, a diretora disse para formamos uma fila em cada ônibus, o da nossa sala é aquele Ji. — Me aproximei dela, apontando para o nosso ônibus.


— Então o ônibus que vai levar a turma do 3-C deve ser aquele. — Namjoon fala, se inclinando para enxergar a plaquinha de seu ônibus.


— Sim, vamos Yu-ri! — Min-Ji segurou o meu pulso e me puxou.


— Nos vemos lá Namjoon. — Acenei para ele.


— Sim! — Ele acenou de volta.


Min-Ji e eu fomos em direção a fila, esperando chegar a nossa vez para entrar no ônibus.


Encontramos Soo-won e Seo-li na nossa frente.


— Meninas vocês vieram! Fico feliz que vamos todas juntas, Haneul e Lee Wook já estão lá dentro. — Disse Seo-li abrindo um largo sorriso.


— Que maravilha, o Hoseok também vai para o acampamento Soo-won? — Min-Ji perguntou.


— Sim. — Disse ela. — Mas acho que ele ainda não chegou, disse que viria de carona com Taehyung e Yoongi.


Ergui o cenho, imediatamente sendo tomada por um desconforto interno. Então ele também vai? Não acredito.


— Meninas, suas autorizações. — Pediu o professor.


Entregamos nossas folhas e entramos no ônibus, que já estava consideravelmente cheio, nossa sala tinha bastante alunos, e pelo que eu estava notando, boa parte da classe iria nesse passeio.


Sentamos nos penúltimos acentos, eu e Min-Ji de um lado enquanto Seo-li e Soo-won se sentaram nos acentos do outro lado.


O motorista adentrou o veículo, ligando o motor do mesmo, logo iríamos deixar a escola.


O professor entrou, olhando redor.


— Todos estão aqui? — O professor perguntou, verificando os acentos. — Ainda falta alguém chegar? Já estamos de saída.


— Ah, o meu namorado e os amigos dele já estão chegando! — Disse Soo-won levantando a mão para chamar a atenção do mais velho.


— Eles tem que ser rápidos, os outros ônibus já estão saindo, temos que acompanhá-los.


Revirei os olhos, que eu lembre, Taehyung havia dito que o terceiro melhor talento dele era ser pontual, mas pelo visto dessa vez ele não foi tão pontual assim…


— Perdoem o atraso! — Hoseok adentra o ônibus ofegante, deve ter corrido para chegar aqui.


Min Yoongi e Kim Taehyung estavam logo atrás, também ofegantes.


— Glória! Só faltava vocês, me entreguem as autorizações e se sentem, vamos sair agora mesmo. — Exclamou o professor pegando as autorizações dos meninos e indo até o motorista.


Os três começaram a vir para o fundo do ônibus, haviam três acentos vazios na última fileira justamente para eles.


O ônibus começou a se movimentar, pela janela pudemos ver a escola se distanciando cada vez mais da nossa vista. Eu estava bastante feliz e ansiosa, além de estar rezando para ter trago todas as coisas necessárias para isso. 


— Hoseok seu idiota, quase atrasou todo mundo! — Soo-won se vira para trás, chamando a atenção do namorado.


— A culpa não foi minha, foi do Yoongi que esqueceu de abastecer a lata velha dele e tivemos de empurrar o carro para chegar até aqui pela falta de combustível suficiente. — Disse Hoseok olhando de olhos cerrados para Yoongi.


— Culpa minha? Eu avisei vocês que o combustível não daria para chegar até aqui! Mas ficaram de frescurinha com pena de sujar os pneus polidos dos carros de vocês, principalmente Taehyung! — Yoongi rebate.


— É sério? Então eu que vou ser o culpado? Seus hipócritas, assumam suas irresponsabilidades! Hoseok não sabe ser compreensivo, e Yoongi você tem que parar de fazer rachas na rua e abastecer a merda do seu carro! — Taehyung repreendeu os amigos em tom baixo. 


— E você a ser mais solidário e dar uma carona para os seus amigos pelo menos uma vez! — Disse Hoseok.


Seo-li soltou uma risada.


— Aí, vocês três são impossíveis. — Disse ela entre risos.


Não pude deixar de rir também, na verdade estava rindo mais por conta das outras garotas.


— Olha só o que temos aqui… — Ouço a voz de Taehyung, e um cutucar em meu ombro. — Então você também vai, Yu-ri?


Sorri de canto.


— Se está me vendo aqui, não é óbvio? — Soltei.


— Só queria ter certeza de que era mesmo você. — Debochou. — Espero que não tenha medo dos monstros da floresta.


— Uuuuuu. — Yoongi fez um som de fantasma.


— Hahaha, muito engraçado, não se preocupe Yu-ri, vou te manter bem protegida desses monstros. — Min-Ji fala, dando língua para eles.


— Ah é? E como vai proteger ela e a si mesma? — Yoongi ri.


— Tente mexer com a gente e vai descobrir, mas se eu fosse você eu não faria isso, para o seu próprio bem se ainda quiser ter filhos futuramente. — Min-Ji desafia.


O pessoal ao nosso lado começou a rir.


Seguimos a viagem toda rindo e falando besteiras, minha barriga já estava doendo de tanto rir, Hoseok tinha piadas muitos boas, e outras tão ruins que chegavam a ser engraçadas.


                              •••


Descemos do ônibus, finalmente havíamos chegado a reserva, e devo admitir como amante da natureza que esse lugar é muito lindo.


Havia um arvoredo bem extenso, as árvores eram tão lindas e verdes, a grama baixa e verdinha, além de um lindo lago azul que cercava todo o lugar, e ali era somente a entrada.


Todos os alunos começaram a se aglomerar ao redor, se juntando para ouvir as instruções dos professores responsáveis por nós.


— Ok, será o seguinte, peguem todas as coisas de vocês e nos sigam, vamos até a área onde ficaremos acampados e depois faremos uma trilha.  — Disse o Professor de Biologia, começando a nos guiar.


Todas as turmas de terceiro ano começaram a seguí-los.


— Puxa vida, esse lugar é tão lindo para fazer uma festa ao ar livre. — Disse Haneul ao se aproximar da gente.


— Também é um bom lugar para transar! — Min Yoongi passou por nós comentando, soltando uma gargalhada alta em seguida.


— Ele só pode ter problemas. — Min-Ji revirou os olhos.


Ok, esse comentário foi bastante desnecessário, mas não é como se muitos garotos aqui não estivessem pensando a mesma coisa.


Uma pequena caminhada depois e chegamos à um extenso espaço de grama, foi instruído que ficaríamos acampados ali pelas próximas duas noites, a paisagem era incrível, e o lago ficava bem de frente.


Mal podia esperar para que anoitecesse e eu pudesse ver as estrelas como Soo-won disse.


— Alunos, espero que estejam todos aqui! — Iniciou o professor mais uma vez ao conferir se todos estavam no espaço. — Nós acamparemos aqui, então desde já podem ir armando as suas devidas barracas. — Mandou. — E ah, quase esqueci, para não ficar um grande aglomerados de barracas espalhados, se agrupem em duplas ou trios, dependendo de quantos caberão nas barracas de vocês, a escolha dos parceiros fica a critério.


Ótimo, vamos dividir as barracas.


— Vamos armar a sua barraca Yu-ri, ela é bem maior que a minha. Vou ficar com você. — Disse Min-Ji.


Assenti.


Todos começaram a escolher os seus lugares e armarem suas barracas.


Min-Ji e eu achamos um espaço vazio próximo a margem do lago, começamos a montar a minha barraca lá mesmo.


Tudo pronto, eu já estava quase chorando de tão agoniada, não imaginei que seria tão difícil armar esse troço, porém minha amiga era bastante experiente nisso, não podia ter uma parceira melhor que ela. 


— Adorei, espero que não desmonte encima da gente a noite. — Brinquei.


Min-Ji riu.


Olhei ao redor, já haviam várias barracas armadas, uma diferente da outra, algumas maiores e outras menores, muitos alunos já haviam estabelecido seus devidos parceiros para dividir.


O professor se aproximou de novo.


— Tudo pronto? Vamos fazer uma trilha rápida para conhecer a reserva e depois voltamos para almoçar, gostaria de avisar que algumas partes da trilha são escorregadias por conta da umidade, então… rapazes, fiquem de olho nas garotas. Vamos! — Gesticulou para que nós seguíssemos ele.


— Até parece que eu preciso de um macho para me segurar, sei muito bem aonde piso, eu não vo…


— Min-Ji! — Exclamei ao vê-la tropeçar em uma pedra ao começar a caminhar, mas por sorte Namjoon apareceu e a segurou pelo braço.


— Opa! Você está bem? — Perguntou a ela.


Min-Ji olhou ruborizada para Namjoon.


— Ótima! — Ela se afastou bufando, voltando a caminhar.


Namjoon olhou para mim confuso.


— Sabe como ela é… — Dei de ombros sorrindo.


— E como… — Retribuiu o sorriso. — Vem, vamos lá! — Gesticulou para que eu fosse, e assim fiz.


A trilha foi muito divertida, o professor explicou muitas coisas a respeito da natureza, sua fauna e flora, também sobre algumas plantas interessantes que encontramos pelo caminho, e a minha parte favorita foi quando apareceram alguns macaquinhos saltando pelos galhos, e insetos também, insetos que eu nunca tinha visto em toda a minha vida.


12:20.


Retornamos para a área onde estávamos acampados, agora iríamos almoçar.


Franzi o meu cenho ao notar que não havia nenhuma mesa montada ou um espaço para que pudéssemos comer. 


E então avistei uma aluna que provavelmente era de outra turma se aproximando do professor, ela disse alguma coisa a ele, e o mesmo chamou a atenção de todos outra vez.


Mas dessa vez quem se pronunciou foi a professora de química, ela veio junto no passeio para nos explicar sobre as plantas medicinais que tinham por aqui.


— Queridos, devem estar preocupados em como vamos comer, já que não há nenhum espaço propício para isso nesta reserva, e então como aqui é um lugar para acampamento façamos do jeito certo. — Ela riu. — Como excelentes sobreviventes que devem ser, preparem sua própria comida, o lago está logo a frente para pesca.


Todos se entreolharam confusos, essa professora só podia estar brincando, pescar? 


— Como assim pescar? Vamos ter que entrar no lago? — Haneul retruca.


— Isso mesmo, devem fazer isso se quiserem comer. — Disse a professora.


Minha nossa, estou ferrada.


Alguns alunos começaram a se preparar para entrar no lago, enquanto outros mais prevenidos tinham trago suas próprias marmitas.


Suspirei, indo até a minha mochila trocar de roupa para entrar no lago.


Já devidamente pronta, me aproximei da água, estava gelada, meu corpo inteiro tremeu quando pus o pé dentro.


Olhei para o lado e vi os meninos, pareciam preocupados em como fariam isso, enquanto algumas outras garotas também se aproximavam para tentar fazer algo, o que eu acho difícil elas não faziam o tipo pescadoras, estavam até com nojo das algas, quem dirá pegar um peixe nas mãos.


— É o seguinte! — Ouço a voz alta de Seokjin. — Se eu pegar é meu e vocês que lutem! — Exclamou, andando pela água em busca de um ponto estratégico para pescar.


— Bobalhões, precisam de uma vara de pesca! — Gritou Jimin.


— Você disse uma vara? Tenho uma perfeita bem aqui. — Zombou Yoongi apontando para o seu…


Deus tenha misericórdia, ele é tão atrevido.


Jimin revirou os olhos.


— Tem varas de pesca aqui gente! — Um garoto de outra turma falou.


Todos foram na direção dele pegar as varas.


— Toma, deixa esses idiotas se virarem. — Min-Ji me entrega uma vara de pesca e adentra o lago.


A segui.


A água já estava na altura dos meus joelhos, acho que já está bom onde estou, coloquei a isca no anzol e o lancei, na esperança de que algum peixe solidário oferecesse seu corpinho para me alimentar. Mas acabei esperando por muito tempo e nada, alguns alunos já até haviam conseguido.


Eu já estava quase desistindo, ia dar um jeito de mendigar comida com o pessoal que havia trago marmitas.


Mas então quando eu estava prestes a puxar o anzol de volta…


Eu fui puxada, impulsionada para a frente, percebendo que meu anzol estava sendo puxado.


Eu peguei um peixe?


Arregalei meus olhos, parecia ser grande, pela proporção de força que fazia para se soltar do anzol, eu temia por ser arrastada a qualquer momento.


— EU PEGUEI, EU PEGUEI! — Gritei, fazendo esforço para me manter de pé enquanto segurava firme a vara de pesca.


Fui impulsionada para a frente novamente, não ia aguentar por muito tempo, precisava de ajuda. 


Ouvi um som agitado na água, e minha cintura foi segurada, me impedindo de ser puxada mais uma vez pelo peixe.


— Eu seguro e você gira a manivela, rápido! — Reconheci a voz de Jin, tomando a vara das minhas mãos.


Assenti, começando a girar a manivela, aos poucos o anzol ia sendo puxado e finalmente conseguimos pegar aquele…


Céus era um peixe enorme!


— Puta que pariu! — Jimin veio na nossa direção. 


— Ajuda aqui! — Jin pediu, tentando segurar aquele filhote de baleia nos braços.


Todos os outros rapazes se aproximaram, ajudando a tirar o animal da água, acho que aquela coisa daria para alimentar boa parte do pessoal.


— Nossa Yu-ri… você arrasou! — Min-Ji pulou na água, me abraçando. — Pescou um baiacu gigante!


Franzi o cenho.


— Aquilo não é um baiacu Min-Ji. — Sorri.


— Seja lá o que for, desde que mate a minha fome, vem! — Me puxou.


Graças a mim - podemos dizer assim, já que o peixe mordeu a isca do meu anzol - todos puderam finalmente almoçar.


Jin ajudou a preparar o peixe, mostrando suas incríveis habilidades como futuro gastrônomo que pretendia ser, fiquei impressionada.


— Você pegou um garotão ein… — Disse Taehyung, sentando ao meu lado com um prato de comida.


Olhei para ele.


— E você, onde estava? Não te vi durante a pesca. — Perguntei.


— Fui pescar do outro lado, a água aqui já estava bem agitada por vocês, então fui para um lugar mais calmo com Hoseok. — Falou, levando a colher a boca.


— Ah sim, e conseguiu algum peixe? 


— Estou comendo ele inclusive, não foi difícil. — Falou.


Assenti, terminando de comer.



















































Notas Finais


Huuuummmmmm kkkkkkkkkk se preparem para o próximo 😗✌🏻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...