História Fire and Blood - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brandon "Bran" Stark, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Davos Seaworth, Euron Greyjoy, Gendry, Jaime Lannister, Jon Snow, Jorah Mormont, Lyanna Stark, Petyr Baelish, Podrick Pyne, Rhaegar Targaryen, Samwell Tarly, Sandor Clegane, Sansa Stark, Theon Greyjoy, Tyrion Lannister, Yara Greyjoy
Tags Daenerys Targaryen, Emilia Clarke, Fire And Blood, Game Of Thrones, Jon Snow, Jonerys, Kit Harington, Rhaegar Targaryen
Visualizações 148
Palavras 2.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


I'm so sorry...

Oi, pessoal!

Desculpem, era pra ter postado sábado passado, mais eu enrolei um pouco durante a semana pra termina kkkk e não terminei, mas como eu gosto de fazer da melhor maneira pra vocês, esperei um pouco mais a inspiração vim e terminei agorinha finalmente! Espero que gostem!

É isso, boa leitura e até as notas finais pessoal!

Capítulo 6 - O Regresso


Fanfic / Fanfiction Fire and Blood - Capítulo 6 - O Regresso

Sansa     

Até agora eu estava conseguindo administra tudo da melhor maneira possível, as provisões, os problemas que aconteciam aqui e ali, mas eu sentia os olhares pesados dos Lordes sobre mim, Jon não havia mandado um Corvo até agora, e já fazia dias que ele havia ido para Pedra do Dragão. Eu não podia mais espera, talvez algo estivesse acontecendo ou tenha acontecido. Eu não devia ter esperado tanto tempo para manda um Corvo, mas eu não podia mudar o que já estava feito. Talvez se estivesse tudo bem ele voltaria logo, eu pretendia contar que Arya estava em casa, em Winterfell novamente. Então tomei minha decisão, mandaria um Corvo hoje mesmo a Pedra do Dragão.      

E eu estava agora mesmo em minha sala fazendo isso, escrevendo um Corvo para Jon. Ele tinha que está vivo, tinha que voltar para o Norte, para Winterfell logo. Eu estava sentada em minha mesa pensado em como começar...           

"Jon       

Mando-lhe está mensagem porque não poderia mais esperar..."      

De repente ouvi batidas na porta de minha sala e parei de escrever. Quem poderia ser? 

 - Pode entra. - respondi ainda de minha mesa. - Lady Sansa. - disse Brienne ao entra. 

 - Brienne aconteceu alguma coisa? - falei me levantando. Ela se aproximou e me entregou o que parecia ser uma mensagem. 

 - Um Corvo de Pedra do Dragão para a Lady de Winterfell... - disse ela com uma expressão temerosa, isso parecia um bom sinal, mas eu não podia saber o estava escrito ali.      

Peguei o Corvo de sua mão e me afastei, olhei para a janela e ainda estava nevando lá fora, então comecei a lê a mensagem do Corvo.           

"Sansa      

Estou mandando está mensagem para dizer que estou bem, não se preocupe, ocorreu tudo como deveria ser em Pedra do Dragão. Mas não poderei volta agora..."      

Como? Ele estava dizendo que não voltaria? O que está acontecendo? Nesse mesmo momento minha mente se encheu de perguntas.     

"...ouvi um imprevisto. Bran, pode está vivo, eu sei parece loucura, mas acredito que seja verdade. Recentemente eu recebi uma Corvo da Muralha e nele o Lorde Comandante garantia que seus homens havia visto um garoto aleijado com as características de Bran além da Muralha. Me desculpe, mais eu precisava ir até lá, talvez agora que você já esteja lendo essa mensagem eu já tenha chegado a Muralha com Davos. Me desculpe novamente, mais eu precisava tenta. Se realmente for Bran eu o trarei de volta para casa, para Winterfell novamente.           

De seu irmão, Jon Snow."      

Depois de termina de lê não sabia o dizer ou até mesmo o que pensar. Bran poderia está vivo assim como nós, pelos deuses! Eu já podia senti minha visão nublada pelas lágrimas que queria cai então respirei fundo. Brienne ainda estava na sala, ela devia está esperando alguma resposta de mim. Me virei e fui até ela, que estava séria agora. 

 - Jon... está bem, ele já saiu de Pedra do Dragão. Mas ele ainda não voltará... - dei uma pausa para respira um pouco. - "Ainda não voltará"?... - perguntou. 

 - Jon recebeu um Corvo da Muralha, eles acham que Bran pode está vivo. - disse a ela, que pareceu surpresa e eu podia entender. 

 - Isso é uma ótima notícia. 

 - É... - respondi olhando para o Corvo. Eu queria senti que aquilo poderia acontecer realmente, mas algo em mim me deixava insegura a ter esperanças em vão novamente.


      Jon      

Está aqui novamente me fazia sentir um turbilhão de emoções dentro de mim, eu podia senti as  lembranças me invadindo. Eu vivi tantos momento nesse lugar... Olhando ao redor pude vê que não havia mudando nada, eu e Davos tínhamos acabado de entra em Casterly Black. Havíamos chegado. 

 - Eu quase não acreditei quando me disseram que era você... Você está diferente cara. - disse Edd vindo em minha direção. Eu parei em sua frente, ele parecia que tinha visto um fantasma, então eu o abracei para mostra que eu ainda era real. 

 - Eu estou feliz em rever você também. - falei próximo ao seu ouvi e nós nos afastamos. 

 - Bem, vamos até minha sala. Aqui não é o melhor lugar... - disse ele sério e eu e Davos o acompanhamos.

Edd havia nos levado para a sala do Lorde Comandante, agora sua sala. Durante o caminho alguns homens me reconheceram e me cumprimentaram. Até que enfim chegamos aquela que já foi minha sala, quando Lorde Comandante.

 - E então, o que você disse no Corvo?... - fui direto. Edd estava sentado em sua mesa, eu em uma das cadeiras a sua frente e Davos estava em pé ao meu lado. 

 - Sim, é verdade. Se você quiser fala com os homens que encontraram seu irmão eu posso chamá-los. - disse Edd. 

 - Como ele poderia ter sobrevivido sozinho no meio do nada esse tempo tudo, Edd? - perguntei tendo entender tudo isso. - Não sei. Mas ele não deve está muito longe Jon, você conhece esse lugar. - disse ele. 

 - Eu posso te oferecer alguns homens para irem com você. Talvez assim seja mais fácil... - eu o olhei e desviei meu olhar para Davos. 

 - Obrigado. Eu partirei... - Talvez devêssemos espera um pouco Jon, parti ao amanhecer? Está nevando muito hoje para fazeres isso. - interrompê-me Davos, ele estava visivelmente preocupado. Talvez devêssemos espera até amanhã, estava nevando muito. 

 - O senhor Davos tem razão, parece que vamos te uma tempestade hoje. - disse Edd tentado me convencer.

 - Tudo bem, vamos espera até amanhã, partirei ao amanhecer. - disse sério. Não via a hora de encontra Bran novamente e poder cuidar do meu irmão.


 Daenerys     

Era tão bom ver Drogon, Rhaegal e Viserion juntos desbravando os céus de Pedra do Dragão, eles haviam se acostumado rápido com o clima local o que era bom, eles também podia caçar livremente pelas redondezas, o que me deixava mais tranquilo em relação a isso.     

 Eu estava no mirante como de costume, havia gostado desse lugar em especial desde que botei ao pés aqui, daqui podia observar boa parte do horizonte e ter uma visão privilegiada da praia, fora que o lugar ventava bastante, era um bom lugar para se estar.

 - É realmente uma visão privilegiada, majestade... - ouvi uma voz próxima e olhei de relance. 

 - Soube o que faz com a comitiva do exército Lannister... - disse Euron se aproximando. - As notícias correm rápido... - disse irônica. 

 - Sim. Vejo que a Rainha... ainda não tomou sua decisão em relação ao meu pedido. - disse ele mudando drasticamente de assunto. 

 - Não. - respondi ainda sem olhá-lo diretamente. - Acho que podemos fazer um acordo. - disse ele e eu o olhei. - Que tipo de acordo? 

 - Eu tenho algo que Sua Graça deseja e Vossa Graça é algo que eu... desejo. - disse ele, eu podia entender o rumo dessa conversa.

 - Você se refere a Yara Greyjoy? - perguntei. - Sim, a minha... amada e traidora sobrinha. - disse ele com um sorriso falso em seu rosto. 

 - Eu pode entrega-lá como mais uma demonstração de minha lealdade Sua Majestade, em troca... - disse ele se aproximando.

 - "Em troca"...? - Euron não era o primeiro e nem seria o último homem com segundas intenções que lidaria em minha vida, mas mau sabia ele que eu já estava vacinada.

 - Vossa Graça me aceitará como seu aliado. - completou. Eu ainda não sabia o que fazer, mas precisava tomar uma decisão logo. 

 - O senhor é um homem inteligente, senhor Euron Greyjoy. Peço que me dei um pouco mais de tempo, eu preciso consulta a opinião de meus conselheiros antes. - disse firme. 

 - Como quiser, minha Rainha. - disse ele sorrindo novamente, eu me afastei e me retirei, fazendo meu caminho de volta até a fortaleza...    


Jon 

 - Não acredito no que meus olhos estão me dizem... É você mesmo Corvo? - disse Tormund se aproximando, nós estamos no refeitório. 

 - Acho que sim... - disse me levantando para abraçá-lo. - Pelo tamanho é, você mesmo. - respondeu me fazendo ri. 

 - O que faz aqui? - perguntou ele enquanto cumprimentava Davos. - Edd disse que alguns homens haviam visto meu irmão além da Muralha. 

 - "Além da Muralha"? - perguntou com uma expressão séria. - Sim. - respondi.

 -Humm bom, poucos conseguem sobrevive além da Muralha, você bem sabe disso Corvo... - disse Tormund. - Sim. - ele realmente estava certo.

- Você irá atrás dele então, vocês? - perguntou se referindo a mim e a Davos com uma expressão duvidosa. 

 - Bom, eu não irei. Só atrapalharia. - respondeu Davos. Eu já havíamos conversado, achávamos melhor que ele realmente ficasse. 

 - Você realmente irá, de novo? - perguntou a mim. - Eu preciso... e preciso da sua ajuda. - respondi.      

Expliquei toda a situação a Tormund, eu precisava achar Bran.  Ele aceitou ajudar. O que era ótimo, ele conhecia aquele lugar como ninguém, afinal era um Selvagem e viveu ali por anos. 

 - Você não é o único... - respondeu ele. Me deixando curioso, quem mais se arriscaria a ir além da Muralha?      

Tormund se levantou da mesa abrindo passagem. E eu e Davos o seguimos em silêncio. [...]     

Notei que ele nos levou até o local onde ficam os presos em Casterly Black. Olhando para uma cela próxima pude notar alguns homens. 

 - Eles também querem ir além da Muralha... - disse Tormund apontando para a cela.  

- Não queremos, mas precisamos. - manifestou-se um dos homens. Eram cerca de três homens. 

 - Vocês não querem saber o que vamos fazer? - perguntou Davos desconfiado. - É pior que estar numa cela gelada, preso? - Perguntou um dos homens. E pude trocar um breve olhar com Davos.


Tyrion 

 - E então? - perguntei a Daenerys. Ela havia convocado uma reunião, estávamos eu, ela, Theon e Varys na sala. Daenerys estava sentado e não havia se pronunciado até agora.

- Estamos reunidos aqui, porque recebi uma proposta de troca, de Euron Greyjoy. - respondeu ela deixando todos na sala surpresos. 

 - Sobre Yara? - perguntou Theon que estava sentado ao meu lado na grande mesa, da sala de reuniões. 

 - Sim, ele quer uma aliança em troca de Yara. - respondeu me fazendo ter um rápido flash de memória do dia que conhecemos os irmãos Greyjoy. 

 - E ele quer uma aliança por casamento... - afirmei. Só podia ser, não deu certo com minha irmã agora é claro ele tentaria com Daenerys, o mesmo joguinho. 

 - Sim, ele já havia me presenteado com 100 navios como 'prova' de sua 'lealdade'. - enfatizou Daenerys. 

 - Você não está pensando... em... - Por isso convoquei essa reunião Tyrion. - interrompê-me Daenerys. 

 - Precisamos de uma prova antes qualquer decisão, de que Yara está realmente viva. - disse Theon. - É o mais sensato a se fazer por agora... - completou Varys. 

 - Sim, faremos isso... - respondeu ela firmemente indo até a grande varanda da sala.      

Eu não estava gostando nem um pouco dessa alternativa, Euron Greyjoy já tinha se mostrado um homem muito perigoso ao lado de Cersei, eu não o deixaria fazer o mesmo com Daenerys.


Jon      

A tarde estava caindo, e Davos ainda estava conversando com Tormund sobre os homens que se ofereceram para ir além da Muralha comigo. Eu reconhecia um deles, era o Cão de Caça, eu já havia o visto antes.     

Eu estava caminhando um pouco por esse lugar do qual vivi e morei um bom tempo. E olhando ao redor podia ver alguns dos patrulheiros fazendo seus afazeres ainda antes do anoitecer, já estava bastante frio a essa altura, as noites eram sempre extremamente frias aqui.      

Andando mais um pouco pude notar um rapaz que estava em uma tenda parecia está trabalhando em um martelo, ele estava de costas pra mim mas parecia bastante concentrado em seu movimento de batidas no objeto. Me aproximei devagar e ele me olhou. 

 - É um bom martelo. - comentei, enquanto ele me olhava com curiosidade e desconfiança. - Eu mesmo fiz... - disse ele sério, voltando ao seu trabalho. 

 - Você é novo aqui?... - perguntei. E ele me olhou. Bom, eu já fui o Lorde Comandante desse lugar, conhecia todos aqui e com certeza ele era um recém-chegado. 

 - Sim. - disse olhando seu martelo. - Jon Snow. - disse me aproximando da mesa onde ele trabalhava avidamente e ele me olhou. 

 - Um bastardo do Norte? - perguntou parado as batidas em seu martelo e me olhando com curiosidade. Por mais que eu já estivesse acostumado, foi desconfortável o ouvi me chama assim. 

 - Sim. - respondi. - Eu também, só que não do Norte. Eu... - Majestade. - disse Davos sugindo ao meu lado, interrompendo. 

 - O que você faz aqui? - perguntou Davos surpreso. E eu o olhei. - Vocês se conhecem?... - perguntei. 

 - Sim. Majestade, este é... - disse Davos, porém o jovem interrompeu. - Gendry, majestade... Eu sou filho bastardo de Robert Baratheon. - vi que Davos o repreendeu com o olhar.  

- O que faz aqui na Muralha? - perguntou Davos novamente. - Eu... Bom... - gaguejou ele. - Isso não importa. - disse Davos o interrompendo novamente. 

 - Jon os homens já estão sendo alimentados, um não poderá aí, está sem condições devido ao tempo que passou na que cela fria, mas os outros dois estarão em condições de enfrentar o que tens pela frente além da Muralha.  - disse Davos. 

 - Você vão além da Muralha? - perguntou Gendry curioso, eu e Davos trocamos um olhar. - Eu posso ir? Bom, vocês ficaram com um homem a menos... - disse insistente. 

 - O Rei do Norte não irá fazer uma expedição e você não é um soldado. - Mais sou um guerreiro. E sei como usá-lo muito bem... - disse Gendry manuseando o martelo em sua mão. 

 - Precisamos de ajuda, não sabemos o que vamos encontra. - comentei só para Davos que não parecia gosta nem um pouco da idéia. Mas eu logo percebi que ele cedeu, eu sabia muito bem como lida com Davos.            


Bran     

"...Depois de tanto tempo correndo, só consegui ver uma poeira de neve... por todos os lados, o ar era gélido e o frio extremos, enquanto o vapor de minha respiração acelerada por tanto corre se confundia com o ar. Ele estava aqui, eu podia sentir...

Olhei para o lado e vi há metros de distância Jon, ele estava lutando com vários deles, vários. Jon e os outros lutavam mais já não tinham forças, eles os cercavam por todos os lado e sugiam de todos as direções fazendo um círculo ao redor. Eu vi quando vários vinham na direção de Jon e então comecei a caminhar em sua direção rapidamente, Jon desviou seu olhar em minha direção e me viu, daí só então pudi senti uma mão em meu braço o segurado firme, virei meu rosto em sua direção e o vi..."     

Abri os olhos assustado e suando frio, com mais uma de minhas visões. Olhei ao redor e me acalmei ainda estava na Caverna. Não encontrando Meera por perto e me senti melhor assim. Provavelmente ela faria muitas perguntas que eu não estaria disposto a responde agora. Agora eu podia ter certeza, depois de ter duas visões seguidas com Jon. Ele estava vindo atrás de mim e não era o único... 


Notas Finais


Ei aí? O que acharam? Tem muita coisa por vim aí...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...