1. Spirit Fanfics >
  2. Fire meet gasoline >
  3. One

História Fire meet gasoline - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal!
Aqui estou eu repostando uma história novamente e dessa vez eu troquei o nome/enredo dela inteiro ><(se alguém se lembrar ela chamava Back to home) Eu gostava da ideia dela, mas não do desenrolar, então troquei algumas coisas e atingi o que queria.
Antes de ler já vou deixar um aviso de que é uma fanfic curta divida em quatro partes e bastante leve hahaha bebendo da água do clichê puro, porque eu gosto não vou negar :v
As imagens da capa não me pertencem! Apenas peguei no google e montei no paint hahaha (sim só sei editar por lá e até que gostei do resultado)
Então eu espero que gostem e desculpe qualquer erro <3

Capítulo 1 - One


Stiles dirigia tranquilamente deixando seus pensamentos soltos enquanto olhava com atenção para o caminho a sua frente. O vento frio que vinha das árvores ao redor passavam por entre os fios de seus cabelos os bagunçando com leveza.

O castanho esperava estar mais triste, porém no fundo o que ele sentia era uma paz por sua tia. Cameron Stilinski uma mulher guerreira de meia idade havia sido abatida pela pior doença que ele podia imaginar; O câncer.

A tia vaidosa e alegre que tinha longos e belos cabelos loiros em menos de dois meses sumiu. Ao saber da doença Cameron afundou em uma tristeza profunda que acabou por acelerar o fim de sua vida.

Stiles sentiu um aperto no coração ao se lembrar da tão querida mulher, ele desde pequeno costumava vir para a sua casa e ficar as férias inteira e o costume permaneceu até mesmo ao atingir a sua vida adulta. Não foi atoa que no testamente que Cameron havia feito uma semana antes de partir estava colocando Stiles como único herdeiro de sua casa e terreno.

Enquanto alguns de seus familiares olhavam com certa inveja e descrença o rapaz ficou emocionado e triste, porque sabia que aquele lugar não seria mais o mesmo sem ela.

Sentindo seus olhos ficarem marejados o rapaz abriu mais a janela do jeep fazendo o vento entra com mais força bagunçando ainda mais seus cabelos e o cheiro de mato fresco da floresta alastrar por sua volta.

Cheiro de infância.

A casa de sua tia ficava perto de uma cidadezinha chamada Florest Hills, um local afastado no interior de Beacon Hills. Da qual ele não teve muito contato por acabar vivendo e ficando ao redor da casa de sua tia. Porém, após pedir férias no escritório do jornal local ele iria ficar por ali, curtindo e se reconectando com toda aquele  universo e com ele mesmo.

Stiles saiu de seus devaneios quando começou a perceber que a estrada rodeada de árvores foi dando lugar a algumas casas antigas e pessoas. Ele logo se lembrou que tinha que comprar algumas coisas para comer, afinal não sabia como estava dispensa de sua tia.

Em seguida já notou um mercadinho perto de uma esquina e que para sua surpresa parecia ser nova, então decidiu que iria parar e ir fazer algumas compras.

Naturalmente algumas pessoas da rua olharam para ele tentando ver se conheciam o tal forasteiro e Stiles conseguia compreender tudo isso.

“Cumprimente a todos!” Ele pensou sempre se lembrando de ser mais receptível.

Ele então sorriu para uma idosa e balançou a cabeça para dois senhores que estavam na porta da loja.

Por dentro o mercadinho tinha apenas quatro fileiras de mantimentos  e no fundo algumas coisas sortidas como uma loja. Eram mais que o suficiente para que ele fizesse compras pelo menos para as semanas que ele passaria ali.

Stiles pegou exatamente o que mais precisaria e algumas besteiras como doces para beliscar durante as horas vagas. Quando já achou que tinha o suficiente foi se direcionando para pagar no caixa que no momento estava sem ninguém.

“Como que alguém deixa vazio um mercadinho sem ter medo de ser assaltado” O castanho se pegou questionando em pensamento.

E depois de dois segundos surgiu por  uma porta atrás do balcão um homem limpando as mãos em um pano branco. Stiles logo notou que na verdade era um belo rapaz que escondia cabelos cheios bem escuros por detrás de um boné surrado. Os olhos claros chamavam atenção no rosto largo onde uma barba rala cobria seu maxilar e se concentrava mais no queixo.

-Desculpe a ausência! Estava comendo alguma coisinha – Respondeu o outro enquanto limpava os dentes com a língua e abrindo um sorriso em seguida.

O rapaz usava roupas simples, como uma camiseta de flanela e jeans o que fazia todo aquele lugar parecer ainda mais aconchegante.

Stiles achou contagiante a alegria que ele estava transmitindo com tanto brilho nos olhos.

-Que isso – Respondeu também sorrindo  – Não estou com pressa!

O rapaz parou e ficou encarando o outro sem dizer nada, Stiles achou um pouco estranho e o encarou de volta sem entender o que aquilo significava.

"Ele esta flertando?" Pensou.

-Você não se lembra de mim? – O outro rapaz questionou com o sorriso inabalável.

Stiles balançou a cabeça negativamente com um sorriso sem graça no rosto.

-Sou eu Derek Hale – Ele estendeu a mão e retirou o boné mostrando os cabelos revoltos e negros.

Stiles ao ouvir o nome acabou por clarear as coisas em sua cabeça  e  ele logo lembrou da onde conhecia aqueles olhos azuis esverdeados. Era Derek Hale o seu antigo amigo de infância.

-Não acredito – Stiles abriu um sorriso agora de felicidade genuína – Derek a quanto tempo!

Ambos trocaram um aperto de mão animado e firme.

-Te reconheci de cara quando entrou, você não mudou quase nada! – Disse recolocando o boné.

-Você por outro lado já mudou e muito!

-Graças a Deus – Brincou e ambos riram.

-Cara o que aconteceu? A gente era muito amigo e então em um verão você tinha ido embora, eu cheguei a perguntar varias vezes para a minha tia se você não era um amigo invisível ou um fantasma- Stiles falou sem ao menos respirar – Já estava esperando encontrar uma lápide com o seu nome do século 19.

O moreno soltou uma risada alta e forte que chamou atenção até mesmo dos senhores da rua.

-Você continua o mesmo tagarela com a imaginação fértil – Comentou apoiando os braços na bancada.

Stiles de cara notou que nos pulsos do outro haviam cicatrizes finas que se destacavam na pele mais bronzeada. Ele logo desviou os olhos para que o outro não ficasse incomodado com aquilo.

 – Eu senti muito sua falta naquela época – Stiles respondeu mantendo o mesmo nível da conversa.

A expressão de Derek também suavizou e agora seu semblante era calmo e terno.

-Eu senti muito também – Confessou – Foi uma mudança brusca, nem eu entendia o motivo naquela época.

-O que aconteceu?- Stiles não conteve a sua curiosidade nata de jornalista e se aproximou mais da bancada.

O castanho conseguiu ver nos olhos azulados do outro uma tristeza clara e de imediato se arrependeu de ter feito a pergunta.

-Desculpe! Não precisa responder eu acabo não controlando minha língua as vezes!

-Não se desculpe – Derek balançou a mão para descontrair o momento –Foi um divorcio complicado Stiles, acarretou em muitas dores para todos – Ele contou e o outro sentiu uma sensação diferente ao ouvir seu nome sair da boca do moreno – Principalmente para mim e minha mãe.

-É muito complicado – Comentou tentando passar a sua compreensão – Mas ainda bem que você voltou mais forte.

-Eu sentia muita falta daqui, dessa tranquilidade e depois de um tempo vivendo uma vida conturbada decidi me mudar para me reencontrar – Derek respondeu voltando a sorrir – Sempre têm um lado bom, então eu investi nesse mercadinho e agora vivo minha vida tranquilo e leve.

-Isso é incrível Derek! – Acrescentou animado para mudar o clima da conversa - Agora eu também estou aqui para me reencontrar... – Sorriu ao usar as mesmas palavras – Engraçado esse lugar trazer tantas coisas boas.

Naquele momento o moreno sentiu a  ficha cair e se lembrou que a dona Cameron havia falecido após lutar contra o câncer.

-Oh meu Deus Stiles! Eu sinto muito por sua tia – Falou sem jeito e se sentindo sem graça – Eu acabei me esquecendo, me perdoe!

-Calma eu entendo! Eu também acabei até me esquecendo desse fato nesses minuto de conversa- Stiles confessou com um sorriso triste – Ela descansou Derek, essa doença devastou ela de uma forma horrível.

O moreno concordou com a cabeça, pois não se lembrava da ultima vez em que Cameron havia passado por aquele mercado.

-Deve ter sido duro – Comentou.

-E foi... – Stiles disse mergulhando em uma memoria da tia sorrindo – Mas ela esta em um lugar melhor agora!

Derek sorriu ao perceber como o outro era otimista e se alegrou por ele ainda ser  o mesmo garoto alegre de antes.

Stiles ouviu o som de seu relógio apitar, informando que já era cinco e meia da tarde e ele queria chegar na casa antes que escurecesse muito.

-Preciso ir andando Derek!– Stiles falou já se despedindo e pegando a carteira - Eu vou levar tudo isso aqui – Sorriu.

Derek com agilidade colocou tudo em algumas sacolas para facilitar do outro carregar.

-Não precisa pagar, fica como meus presentes de boas vindas! – Disse com um sorriso.

Stiles pego de surpresa se negou a aceitar sabendo que ali havia muita coisa.

-Fica assim então, você leva como forma de presente e  me chama para jantar – O moreno propôs - Que tal?

Stiles ia argumentar contra, mas não seria ruim ter companhia naquela casa e ainda botar o papo em dia, então bem devagar concordou com a cabeça deixando que um sorriso permanecesse em seu rosto. 

-Te espero então lá as nove horas, tudo certo ? – Perguntou enquanto já se afastava do balcão com as sacolas penduradas em seu braço.

-Então até as nove! – Respondeu e balançou a cabeça colocando o pano sobre o ombro esquerdo.

-Até daqui a pouco– Se despediu virando em direção a saída.

Enquanto andava ele sentia o olhar de Derek sobre ele e seu coração batia forte contra seu peito com uma felicidade a dias esquecida. Ele nem havia chegado direito onde sua tia vivia e tudo já estava melhorando. Não era atoa que ela gostava de morar naquele local, parecia que ali era mágico.

Stiles entrou dentro do jeep e acomodou as sacolas no banco do carona, quando deu a partida ele decidiu que iria ligar na rádio para ir ouvindo uma música tranquila enquanto dirigia para a casa de sua tia.

Ou melhor dizendo, sua casa agora.

 


Notas Finais


Gostaram?
Um super beijo do Canário e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...