1. Spirit Fanfics >
  2. Fire meet gasoline >
  3. Three

História Fire meet gasoline - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal!!! Desculpe a demora era para esse capítulo ter sido postado ontem, mas aconteceu um imprevisto e não consegui arrumar algumas coisas e editar hahaha mas aqui estou eu!
Bom, esse capítulo é romance puro então espero que gostem ^^
Fiz o meu melhor para que ficasse algo bonito e verdadeiro (de certo modo)
Já peço desculpas caso tenha muito erros de português e uma ótima leitura!!!

Capítulo 3 - Three


- O jantar demorou, mas eu posso afirmar que foi a melhor macarronada com frango que eu já provei! – Derek elogiou enquanto observava Stiles se levantar para pegar seu prato e poder levar até a cozinha.

-Não era bem isso que eu tinha planejado... – Stiles respondeu em tom de desculpa ainda se sentindo sem graça por no final acabar fazendo um macarrão com o molho secreto de sua tia.

Era uma receita que a mesma havia inventado para fazer quando se estar com muita fome e não quer demorar no preparo. Stiles se viu sem saída quando percebeu que haviam poucos ingredientes para conseguir fazer outra coisa mais sofisticada e tentar impressionar o Hale.

-Para com isso! Estava uma delícia e eu juro que estou sendo sincero! – Derek levantou a mão direita dando sua palavra.

O castanho deixou um sorriso tomar conta de seu rosto enquanto se virava de costas caminhando até a pia para que pudesse se livrar dos pratos que mais tarde seriam lavados. Ele aproveitou para checar mais uma vez se estava bem arrumado com a sua melhor camisa branca e sua calça jeans mesmo que estivessem um pouco amarrotadas. 

Por mais que os imprevistos tenham o pegado de jeito parecia que a noite estava correndo muito bem com ambos conversando sobre diversas coisas e relembrando do tempo em que eram crianças. O coração de Stiles parecia ficar em uma maresia de emoções ao mudar várias vezes como se estivesse em uma montanha russa.

Fazia tempo que ele não sentia aquela emoção ao conversar com alguém. Derek exercia uma força gravitacional poderosa da qual não conseguia ficar muito tempo sem o admirar.

-Que tal a gente beber um pouco do vinho? – O moreno se pronunciou ainda sentado  – Precisamos brindar esse momento único!

Stiles se virou concordando com a cabeça ao se lembrar da garrafa que ele havia deixado na dispensa quando foram preparar o jantar.

-Pode ir indo para sala que eu já levo para gente, ok? – Respondeu enquanto se movia para procurar nos armários algum copo ou taça para passar uma água antes de usarem.

Derek não conseguiu controlar a vontade de ficar admirando por alguns segundos o Stilinski de costas, examinando o corpo esguio e belo do mesmo.

"Lindo..." Esse pensamento passou pela cabeça do moreno que logo tratou de se esquivar mentalmente.

 Sem fazer muito barulho ele se levantou da cadeira e foi se movendo para sala sentindo todo um sentimento de nostalgia ao fazer aquilo, porque por um momento ele se sentiu a oito anos atrás principalmente pelo fato dos moveis serem os mesmos daquela época.

O moreno sentou no sofá de estofado cinza que até hoje havia uma marca escura no apoio de mão da qual foi causada por ele mesmo mais jovem quando derrubou xarope de groselha sem querer de seu sorvete. Derek sorriu ao se lembrar daquilo sentindo todo seu coração revestido por uma aura morna e reconfortante.

Ao fundo o som da chuva tímida se fez presente com pingos grossos sobre o telhado atraindo minimamente a atenção do Hale.

-Por que você está rindo? – A voz do castanho soou atrás dele claramente curioso.

-Estava aqui me lembrando das nossas travessuras quando criança – Derek respondeu se virando e vendo que Stiles segurava dois copos de vidro em uma das mãos e a garrafa de vinho tinto na outra.

O castanho então se sentou ao lado do moreno aproveitando para o entregar o copo pequeno que no passado havia sido um pote de extrato de tomate.

- Nossa agora você desenterrou uma relíquia! – Comentou o moreno impressionado.

-Eu achei no fundo do armário – Respondeu Stiles sorrindo – Lembra quando a gente tentou pintar eles com aquela ideia de personalizar? 

-Foi ótimo nossa cara quando na primeira lavada a tinta saiu – Completou o outro deixando uma risada gostosa preencher a sala.

-Minha vontade era quebrar o meu copo!  Ainda bem que a tia Cameron guardou! – Stiles continuou a falar deixando que seus olhos passassem por toda a sala ficando sério no mesmo segundo – Ainda é estranho ter que se acostumar com a falta que ela faz.

Ao longe o som de um trovão ecoou trazendo consigo agora uma chuva ainda mais forte, mas que no momento acabou por não chamar total atenção do Hale que permanecia distraído olhando para o castanho a sua frente.

-Ela batalhou bastante... Agora está tendo o tão merecido descanso – Derek conseguiu apenas falar aquela frase de conforto para o outro.

Em silêncio o rapaz pegou a garrafa de vinho tinto já aberta e derramou um pouco do liquido roxo em seu copo e em seguida no de Derek.

-Eu sei – Concordou levando o copo  até a boca sentindo o sabor característico queimar em suas papilas gustativas.

O moreno sustentou seu olhar sobre o outro por mais um tempo deixando seu coração descompassado bater contra seu peito, um sentimento inquietante que se movimentava por todo seu torso subindo e descendo como se ele fosse um refrigerante cheio de gás.

-Stiles... – Chamou o outro engolindo em seco o vinho tinto procurando por mais coragem em seu interior - Eu...

De repente, os dois foram surpreendidos por um barulho estrondoso de um raio que caiu bem perto fazendo até mesmo as luzes da casa piscarem por um instante com o choque. Derek quase derramou um pouco de seu vinho no sofá com o susto que levou ouvindo em seguida o som da ventania ficar ainda mais forte do lado de fora.

-O que é isso?! – Stiles se levantou do sofá intrigado com o som diferente que fazia contra a janela, deixando o copo sobre a mesa de centro e se curvando um pouco para olhar atrás da cortina vendo que além da chuva forte caia junto pequenas pedrinhas de gelo que pulavam no chão em uma velocidade extrema – Tá chovendo granizo! – Falou surpreendido com aquele fato, pois fazia muito tempo desde da última vez em que viu esse fenômeno.

-Minha caminhonete! – Derek quase gritou sabendo que estava se esquecendo de algo se levantando no mesmo momento bebendo em apenas um gole o vinho, fazendo uma careta no processo.

-O que? - Stiles perguntou sem entender vendo o moreno começar a correr em direção a porta.

Derek sentia a garganta queimar após engolir o líquido de uma só vez, mas no momento era mais importante fechar a janela de sua caminhonete que já era um pouco ultrapassada para que não ficasse completamente encharcado e perdesse até mesmo os seus documentos que guardava  lá. Mesmo que tenha ouvido a pergunta do castanho ele não conseguiu responder vendo apenas pelo canto de seus olhos que o outro já o acompanhava.

Ao abrir a porta Derek ficou boquiaberto com a tempestade que caía, conseguindo ver apenas os contornos das árvores que se curvavam por causa do vento que fazia. A chuva e as pequenas pedras de gelo caiam na vertical molhando até mesmo a entrada da casa.

E no pequeno intervalo de tempo que levou até ele chegar ao seu automóvel já foi necessário para que sentisse a água gelada molhar toda sua camisa e seus cabelos negros. Inconscientemente o mesmo agradeceu a si por ter bebido o vinho, pois o frio atingiu em cheio provocando arrepios da ponta dos pés até a sua cabeça.

-Fecha de um lado que eu vou do outro! – A voz de Stiles o alcançou apesar do barulho forte da chuva que assolava sem dó.

Derek conseguiu ver o castanho completamente molhado correndo até o outro lado da caminhonete para que assim pudesse rodar a manivela para fechar o vidro. Enquanto fazia o mesmo o Hale aproveitou para avaliar se havia tido alguma perda, mas notando que apenas seu banco parecia ter sido atingido pela água.

Assim que foi resolvido esse problema ele conseguiu ouvir Stiles rindo do outro lado enquanto a chuva caia sobre eles sem nenhuma piedade tirando de Derek um sorriso genuíno por ver eles naquela situação.

-Você em pânico foi ótimo! -Comentou o Stilinski ainda rindo.

-Eu?! Você que gritou como se nunca tivesse visto granizo na vida – Contra atacou sentindo as pequenas pedras de gelo baterem contra sua cabeça.

Eram tão mínimas que não chegavam a causar nenhum tipo de incomodo, mas ainda assim o frio era implacável principalmente com a companhia do vento. Stiles continuou a rir fazendo um movimento com a cabeça para que saíssem da chuva em direção a entrada da casa. 

-Agora eu preciso mesmo tomar um vinho para esquentar – Comentou o castanho ao passar a mão sobre os cabelos tirando o excesso de água – Havia esquecido como era bom tomar banho de chuva.

-No caso é de tempestade! – Corrigiu o outro observando como que o rapaz parecia mais vivaz mesmo debaixo daquele temporal – Vamos torcer para gente não lembrar de como é ficar doente...– Derek não conseguiu completar a frase, pois escorregou sobre o piso liso cambaleando para frente se preparando para cair de joelhos sobre o chão.

Porém, Stiles foi bem mais rápido amparando o moreno em seus braços firmes no momento certo. Derek sentiu todo seu corpo arrepiar ao se dar conta da forma que estava com o outro, erguendo o rosto com cuidado encontrando sobre si aqueles belos olhos castanhos iluminados por poucos segundos pelos brilhos dos trovões.

-Você está bem? – Perguntou o rapaz o puxando mais para seu corpo sem se dar conta de como aquele contato era íntimo.

O Hale balançou a cabeça confirmando deixando seu olhar cair sobre os lábios desenhado do outro ficando momentaneamente perdido antes de volta a encara-lo nos olhos.

-Bom, na verdade eu...- Hesitou - Eu vou ficar melhor depois de fazer isso! – Completou o moreno com um brilho diferente no olhar.

Stiles apenas teve tempo de absorver as palavras do outro, porque no segundo seguinte ele já sentiu as mãos firmes de Derek sobre os lados de seu rosto o puxando para um beijo profundo e quente fazendo com que o sabor marcante do vinho tinto explodisse em sua boca ao entrar em contato com a língua do Hale.

 

So come on now (Então venha agora)

Strike the match (Risque o fósforo)

Strike the match now (Risque o fósforo agora)

We’re a perfect match (Nós fomos feitos um para o outro)

 

Derek não se preocupou muito na hora se devia ou não continuar, sendo que ambos eram adultos e que Stiles não demonstrou nenhuma reação oposta... Muito pelo contrário ele conseguia sentir apenas por aquele contato físico como que o outro parecia estar gostando bastante de seu beijo.

E foi despindo de seus medos que o moreno deixou que suas mãos deslizassem até os cabelos castanhos de Stiles o beijando como se fosse um necessitado por sentir aquilo. O som da tempestade que caia a sua volta se tornou um simples murmúrio emoldurando todo aquele momento...

 

Perfect somehow (Perfeitos de algum jeito)

We were meant for one another (Fomos feitos um para o outro)

Come a little closer (Se aproxime um pouco mais)

 

Stiles sentia todo seu corpo em chamas desejando sentir muito mais que apenas o beijo encantador de Derek.

E assim ele foi deixando claro o seu desejo na medida em que suas mãos escorregavam pelo corpo do moreno o explorando e sentia as mãos do outro o convidando para algo a mais. Seus corpos conversam entre si, cada toque eram como pequenos choques que faziam certas partes  vibrarem em sintonia.

No breve momento em que se separaram para respirar Derek o empurrou com carinho para dentro da casa e fechou a porta atrás de si. Stiles aproveitou para retirar a própria blusa encharcada e voltou a se jogar contra o moreno em um beijo profundo enquanto suas mãos rápidas buscavam uma forma desesperada de despir o outro.

 

Flame, you came to me (Chama, você veio até mim)

Fire meet gasoline (Fogo encontra gasolina)

Fire meet gasoline (Fogo encontra gasolina) 

I’m burning alive (Estou queimando viva)

I can barely breathe (Eu mal posso respirar)

 

Os dois se amaram ali mesmo no meio da sala sobre o som da tempestade que permaneceu caindo do lado de fora, mas que nenhum deles conseguiram prestar atenção.

 

When you’re here loving me (Quando você esta aqui me amando)

Fire meet gasoline (Fogo encontra gasolina)

Fire meet gasoline (Fogo encontra gasolina)

I got all I need  (Tive tudo o que precisava)

When you came after me (Quando você veio até mim)

Fire meet gasoline (Fogo encontra gasolina)

 

E as únicas palavras trocadas foram sussurros desconexos e respirações ofegantes...


Notas Finais


Gostaram?
Eu gosto muito de fazer cenas de amor usando essa formula de intercalar com música, porque na minha cabeça sempre fica algo bonito e mais poético hahaha espero que tenham gostado ^^
Caso der deixe um comentário isso me faz ficar muito feliz.
Um super beijo do Canário e até o próximo (e último) capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...