História .first child - Imagine Jeon Jungkook (BTS) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Tags Bts, Cryprinss, Jungkook
Visualizações 158
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Música do capítulo: Perfect Girl - Monsta X.

Capítulo 2 - .perfect - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction .first child - Imagine Jeon Jungkook (BTS) - Capítulo 2 - .perfect - Capítulo II

.first child - Capítulo II

 

Porque você é tão perfeita.

Sim, eu quero você do meu lado.

- Monsta X.

Seis meses depois, Busan.

Dez de agosto de 2018, quatro e meia da tarde.

 

Passaram meses e cá estou com um menininho saudável e grande em meu ventre. Nesses dias que se foram, eu fazia sempre a mesma coisa, ir ao doutor e dormir, essa gravidez está me deixando exausta.

Jeongguk vem se mostrando uma ótima pessoa e um bom pai, mesmo tendo bastante coisa para fazer, sempre consegue um tempo para me visitar. Finalmente pude conhecer o outros membros do Bangtan Boys, eles são uns amores. O Hoseok também vem me visitar diariamente, diz ele que vai ser o padrinho da criança. O amor dele pelo meu menino é enorme.

-O que achou do quarto? - Jungkook interroga olhando para cada canto do quarto bege com detalhes pretos.

-Está perfeito, Jungkook. Nosso filho ficará muito confortável aqui, obrigada. - O homem soltou um sorriso e balançou a cabeça.

-Tenho que mostrar-lhe uma coisa. - Ele segurou minha mão esquerda e puxou-me para a última porta do corredor reformado.

Quando ele abriu a porta, me surpreendi com o que vi, um belo quarto vermelho e branco junto a detalhes pretos. - Eu resolvi fazer para nós dois, já que vamos morar juntos futuramente. - Revela o homem, sorri boba.

-Você tem bom gosto. - Digo tocando em um jarro de vidro que havia em cima do criado mudo branco.

-Fico feliz que tenha gostado. - Dá uma pequena pausa. - (S/n), tenho que fazer-lhe um pedido. - Ele se aproximou de um pequeno sofá branco e tirou algo de baixo da almofada.  - Depois desses seis meses, tenho certeza que já lhe conheço o suficiente para perguntar-lhe isto. - Jungkook segurava uma caixinha de veludo preta. - Antes não pude te perguntar pelo simples motivo: por me achar um belo irresponsável e um bobo por ter vergonha. - Ajoelhou-se. - (S/n), case-se comigo, vamos criar essa criança juntos, como marido e mulher. Aceita?

Eu não conseguia sentir minhas pernas, eu tremia e lágrimas saiam dos meus olhos, mais um sonho realizado. - É claro que eu aceito, Jeongguk.

O homem levantou-se do chão e tirou um belo anel da caixinha, colocando no meu dedo. Jungkook segurou meu rosto e deu-me um selinho demorado, agradecendo por eu aceitá-lo e por dar-lhe um filho. Minutos depois, ouvimos o celular do cantor tocar, era o Yoongi.

 

[Ligação]

 

-Já pediu, seu frouxo?

- Já sim, ela aceitou, Yoongi.

-Finalmente. - Podíamos ouvir alguém gritar.

-Calem a boca, vão assustar meu bebê e minha noiva.

-Olha, já se acha, tudo bom machão? E com você, (S/n)?

-Estamos bem, Hoseok.

-Se ele não cuidar bem de vocês, me avisa que eu mato ele.

-Temos que desligar agora, até mais tarde. Beijo no olho.

[...]

Ao desligar, rimos da atitude dos meninos, são tão adoráveis. - Quero comer uva com leite condensado, aqui tem? - Jungkook me olhou e soltou um sorrisinho.

Segurei seu braço e puxei-o para descermos degraus abaixo. Procurei o leite condensado e as uvas e depois coloquei em uma vasilha de plástico. Como havia morangos, resolvi juntar. - Abra a boca. - Pedi e Jungkook o fez. Coloquei uma uva melada de leite condensado em sua boca, vendo sua expressão de prazer por comer algo bom.

-Você faz eu me sentir mais jovem. Você é perfeita de todas as formas. - Diz olhando meu rosto e limpando o canto da minha boca com o dedo. - Está tão linda com essa barriguinha. - Jungkook me beijou e alisou meu ventre, podendo sentir o bebê chutar. - Que nome daremos a ele?

-Eu já havia pensado em alguns. - Jeon me olhou esperando que eu continuasse. - Nomes americanos eu pensei: Thomas e Nathan, já coreanos eu pensei em Dong-yul e Dak-ho. Qual gostou mais? - Olho-o.

-Thomas é um nome bonito, mas sabe que aqui na Coreia o sobrenome do pai vem antes do nome, não é? - Assenti. - Jeon Thomas, o que acha? Vamos mostrar o lado ocidental e oriental dele. - Sorri e assenti novamente, estava feliz com tudo o que estava acontecendo.

-Você realmente tem um bom gosto. - Dei-lhe um selinho rápido.

 

Todos sabem que a partir de hoje tudo irá mudar, essa criança só vai trazer mais felicidade para nós dois.

 

Três meses depois.

Estava no hospital, deitada em uma maca e na sala de espera. Há pouco tempo atrás, meu bebê nasceu. Jungkook acompanhou tudo e agora deve está dando banho nele para trazer até mim.

-Amor. - Jeongguk chegou junto ao grupo, que estava a esperar na recepção. - Trouxe nosso bebê. - Ele me ajudou a colocar o Thomas em meus braços e beijou-me.

-Tão lindo. -Disse meu homem com os olhos marejado.

-Sim, ele é lindo. Parece com você, Jungkook. - Falei também emocionada.

-Meu Deus, é o meu sobrinho.! - Ouvimos um dos menos falar.

-Que menino mais fofo! -Berrou o Taehyung. - Posso segurar? - Perguntou.

-Pode, tome cuidado para não o acordar ou derrubá-lo. - Responde meu noivo.

-Oi Thomas, aqui é o tio TaeTae.

-Nem parece que é filho do Jungkook. - Disse o Yoongi, fazendo todos rirem, menos o pai do bebê.

-Minha vez de segurar! - Diz Hoseok estendendo os braços.

-Assim vocês vão acordá-lo. - Falei. - Ele não é brinquedo.

-Calma. - Seokjin e Jimin começaram a rir do meu jeito preocupado.

-Qual o nome dele? - Interroga o Namjoon, segurando a mão do bebê.

-Jeon Thomas. - Respondeu o pai da criança.

-Gente. - Chamei a atenção de todos. - Já contaram as suas fãs? Se elas tentarem alguma coisa? - Pergunto e vejo que meu marido pareceu também ficar preocupado. - Eu sei que não são todas, mas há aquelas que não gostaram da ideia de Jungkook ser pai.

-Vamos aumentar o número de seguranças. - O manager falou entrando no quarto.

-Obrigado, hyung. - Jeongguk agradeceu, logo depois dando-me um selinho e podemos ouvir os meninos falando o quanto éramos fofos, bem baixo para não acordar a criança, agora nos braços do pai.

 

Se alguém estiver que estar ao seu lado.

É melhor que seja eu, querida.

- Monsta X.

 


Notas Finais


Eai, turo bom?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...