1. Spirit Fanfics >
  2. First class father >
  3. A Difficult Past

História First class father - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é a minha primeira história, então espero que gostem...

Ela estará no Wattpad também.




Beijinhos, fiquem com a história

Capítulo 1 - A Difficult Past


(Luccas)                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     Flashback            

3 anos atrás...

Eu tinha apenas 13 anos quando isso tudo aconteceu. Eu era um criança irresponsável e sem pais, que dizer, eu tinha, só que eles trabalhavam muito então eu não falava muito com eles, por isso eles nunca me ensinaram a ter responsabilidade. Bom, o que aconteceu foi que por, eles não me ensinarem isso, eu cometi um erro que fez com que eu tivesse uma filha antes de crescer...

Eu não tinha mãe, só uma madrasta, que logo que soube, fez questão de me expulsar de casa. Pensa, você com um bebê e sem casa para morar, é foi o que aconteceu, só que por sorte ou destino, eu tinha um amigo, ele me apoiou e deixou eu morar lá com ele. 

Ele tinha a mesma idade do que eu, só que seus pais viajavam muito, o que já tinha o deixado independente. Seus pais já o deixaram 1 ano sozinho, e eles sempre depositavam um dinheiro para ele conseguir se manter. Eles eram ricos. O Adam sempre quis saber exatamente o que era ter pais, pois diferente de mim eles quase nunca se viam, e quando se viam era rápido, ou seja ele sempre tinha uma dificuldade para fazer trabalhos que envolviam os pais, o que o deixava além de triste com a nota baixa nesses quesitos. Ninguém nunca o viu com o seus pais, sempre achavam que ele tinha sido abandonado, o que é mentira. Ele tem uma irmã a Andy, que quando era mais nova, os pais sempre tentavam parecer, sempre presentes o que a deixava revoltada por nunca ter ninguém exatamente com ela. Quando ela tinha apenas 10 anos, ela ganhou o Adam, o que a deixou feliz, por agora finalmente ter alguém para ficar com ela. Quando cresceu fez a faculdade e foi morar sozinha mas sempre visitou, e ainda visita o Adam.

Voltando, seus pais me deixaram ficar aqui com a minha filha Naomi. (é um nome de origem japonesa, que dei a ela por eu gostar muito de animes) Após 3 anos e a minha 2° filha ainda moro aqui. Sim, já não contente em ter feito isso uma vez fiz uma segunda. O que faz com que eu pareça meio idiota em ter cometido o mesmo erro um ano depois. O que resultou na Harumi, que é apenas um ano mais nova do que a Naomi.

Mas finalmente eu e o Adam conseguimos aprender a ser  "pais" na verdade ele seria o tio, se a gente fosse irmão, mas somos irmãos de coração. Quando eu tive a Harumi ele me apoiou bem mais, e seus pais ainda não se importam de eu ficar, já que disseram que eu ia fazer companhia para ele, e disseram que ele estava precisando já que sua irmã vem de vez em quando...

(Atualmente)  

 Eu tinha acabado de acordar com os choros da Harumi, ela já tinha 2 anos mais ainda sim parecia ter apenas alguns meses já que chorava sem motivos. Me levantei e fui para o banheiro, fazer minhas higienes pessoais. Depois que eu terminei fui pra sala ver o que estava acontecendo.

(eu)- O que aconteceu Harumi?- Olhei para as meninas que estavam sentadas no sofá. Quando fiz a pergunta a Harumi logo se levantou e abraçou as minhas perna, com o bico na boca e com a voz de choro ficou difícil de entender o que tinha acontecido. Olhei para a Naomi, que logo que viu, tentou explicar.

(Naomi)- Ela não queia deixa eu titi i ai eu peguei o contoli da teve e botei no desenhio das tatalugas ninjas mais ai ela começo a chola e eu não intendi puque ela tava cholando- Ela me olhou com uma carinha de inocente como se não tivesse feito nada de mais. Peguei a Harumi no colo e fui até o quarto das meninas. Tinha uma TV lá, peguei e botei ela na cama dela e liguei a TV, que depois deixei ela escolher o que queria. Não é como se eu quisesse mimar elas, eu só não tinha visto isso como um ato errado da parte de nenhuma, tudo bem que a Naomi podia ter deixado a Harumi assistir, mas seria um assunto que eu ia falar com elas depois. Saí do quarto delas e indo para o quarto do Adam que não ficava muito longe dali. Bati na porta pra ver se ele estava acordado. Quando vi que ninguém tinha respondido entrei para acorda-lo.

Ele estava dormindo enrolando numa coberta. Pensei em como acorda-lo, já que ele estava com um sono pesado. Fui até a janela e a abri deixando a luz entrar. Como hoje era Domingo a gente podia dormir até mais tarde,  só que existe duas pestinhas que não nos permitem fazer isso. Quando abri a janela o Adam, que, estava virado pra ela começou a virar para o outro lado como se não quisesse acordar. Bom não o culpo por não querer acordar já, que, ter que cuidar de duas crianças pequenas é um trabalho um tanto quanto difícil, principalmente quando só tem um ano de diferença. Ele se mexeu mais um pouco até desistir e se sentar na cama.

(Adam)- Que horas são?- Perguntou com uma voz sonolenta enquanto bocejava.

(eu)- São exatas... 8:15. Porque?- Fiz como se eu não soube-se a resposta.

(Adam) -HA HA, você fala como se não soube-se-  Ele falou, e me mostrou a língua, e eu também mostrei a língua pra ele.

(eu)- Levanta logo, que as meninas já aprontaram- falei enquanto me aproximava de sua cama, quando cheguei perto o suficiente me taquei, deitando me de costas e com os braços abertos.

(eu)- É tão difícil ser pai- Eu olhei para ele, que no mesmo instante me olhou com uma cara de debochado

(Adam)- Você fala como se eu não te ajuda-se, né?- Ele ficou me encarando esperando eu responder algo, mas, afinal ele estava certo eu não tinha que cuidar delas sozinho...

(eu)- Eu te odeio!!- Eu disse de forma brincalhona, o que fez com que nos dois, desemos uma risada.

(eu)- Se levanta, que eu tô com fome- Disse me levantando da cama, e vendo ele fazer o mesmo.

(Adam)- Hum, sabe as vezes você é tão chato. Não sei nem como eu consegui te aguentar esse tempo todo!!!- Ele disse depois de bocejar e se esticar, me olhando enquanto eu formulava uma resposta muito boa.

(eu)- É porque você é o meu melhor amigo, e me ama- Eu disse sorrindo e o olhando que logo fez uma careta e revirou os olhos me fazendo rir.

(Adam)- Tá muito legal ficar aqui, mas temos deveres a cumprir- Ele disse de uma forma sonolenta enquanto se direcionava ao banheiro.

Saí do quarto do Adam e fui diretamente a sala para falar com a Naomi... Essa menina me mata tem apenas dois anos e já é toda decidida, não vou negar, isso é algo que eu acho muito bom, já que ela vai criando a sua própria personalidade.

Cheguei na sala e ela estava muito concentrada assistindo as tartarugas ninjas. Eu não sei por quem essa menina puxou se foi a mim ou a sua mãe... Por falar na mãe dela, lembrei que ela ia vir hoje ver a Naomi.

A mãe dela apesar, de não conviver com a mesma fazia o possível e o impossível, para todos os finais de semana vir ver ela e passar um tempo com a mesma. Eu não a proibia, afinal, ela só não tinha ficado com a Naomi pelos estudos, pois ela queria ser alguém, e seu pais  confiaram em mim para cuidar da pequena... 

Saí do lado da entrada para a sala, e fui para o sofá onde me sentei e no mesmo momento a Naomi virou o rosto para me ver.

(Naomi)- Papai! Olha só as tatalugas ninjas vão pegar o vilão- Ela me sacudiu para eu ver, enquanto não tirava os olhos da TV.

(eu)- Filha! Tá com fome?- Disse olhando para ela que balançou a cabeça fazendo que sim. Me levantei e fui em direção a cozinha e fui preparar o café da manhã... Adam que tinha acabado de chegar se sentou ao lado da Naomi assistindo junto com ela.

(eu)- Adam! vem aqui- Disse um pouco mais auto para ele me escutar, ele virou a cabeça na minha direção e veio.

(eu)- Vai arrumar a mesa e chamar as meninas para comer- Disse olhando para ele que apenas assentiu com a cabeça e foi fazer o que eu tinha o pedido.

Depois de um certo tempo, nós já tínhamos terminado o café e já era quase dez horas quando a campainha tocou...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...