1. Spirit Fanfics >
  2. First Love >
  3. Tired of the fight

História First Love - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Hello baby´s! Boa leitura...

Capítulo 7 - Tired of the fight



|Katherine|
Pela segunda vez essa semana. Nós somos obrigados a dormir nos dormitórios que a faculdade obtém para alguns dos estudantes. Na verdade [Luna, Allan, Ramón e eu] temos moradia aqui perto, mas a diretora liberou dois quartos pra nós. Um pra Ramón, porque as vezes tem dificuldade pra sair daqui e ir até em casa. Aí fica aqui mesmo. E outro pra mim, já que sou presidente do conselho da faculdade. 
Faz quase 2 anos que eu fui eleita a esse cargo, pra mim é importante, mesmo sendo trabalhoso. Já que algumas vezes tenho que ficar depois do horário, ajudar resolver assuntos dos alunos e até dos professores. Mas é algo que me ajuda a manter minha mente ocupada. Luna me auxilia algumas vezes, por isso ela fica no mesmo dormitório que eu. 
"Katherine, chega de beber. Faltam menos de 15 minutos pra reunião de supervisores e você ainda não tomou banho" Luna diz, puxando o copo de whisky e tirando-o da minha mão. 
"Me deixa, eu quero ficar quietinha aqui" Peço retirando o cabelo do meu rosto, que por sinal, estava uma verdadeira zona. 
"Levanta, você sabe que a presença de todos veteranos é obrigatória. Eu também não estou animada, mas tenho que ir" Exclamou Luna, e isso faz com que minha paciência evapore. 
Não há nada que eu deteste mais do ser obrigada a algo. E acho que todos a minha volta desejam que eu o faça. 
Me levanto enchendo mais um copo de tequila.
"EU. NÃO. ESTOU. AFIM" Respondo secamente, e bebo o líquido que desceu queimando minha garganta. Luna bufa frustada e sai pisando duro. 
Ignoro-a e volto a me deitar. Agora encarando o teto, fico alguns segundos tentando entender onde foi que minha vida virou esse mar de miséria.
"Fiquei sabendo que 'minha' boneca está dando trabalho pra Luna" Comenta Ramón sorridente, enquanto entrava no quarto com dificuldade. 
"Não venha encher minha cabeça com sua psicologia barata, eu não vou mais cair na sua" Atiro revirando os olhos e ele para bem ao lado da minha cama. 
"Eu não vim falar nada demais." Ele diz, dando risada. "Vamos ficar aqui. Juntos. Olhando para o nada. Enquanto a diretora soca a porta. Até que sua cabeça exploda! Por estar enchendo a cara e ficar de ressaca. E também, eu poderia me deitar ao seu lado, com um copo na mão, e começando a encher a sua cabeça com um monte de informações..." Resmunga enumerando com os dedos e eu o interrompo. 
"Tá, já vou! Chega! Mas cale o inferno da boca que eu não aguento mais" Imploro enquanto levantava já sentindo minha cabeça doer, e ele riu murmurando "Você tem 10 minutos".
Tomo uma ducha rápida apenas pra tirar o odor do álcool, e visto uma calça preta de couro, com um blusa de renda cinza, uma jaqueta preta e por fim, meu coturno. 
Ponho a gargantilha, e ajeito meu cabelo num coque desajeitado. 
"Vamos" Murmuro pegando meu celular. Saímos do quarto, e no caminho até a sala ia vendo algumas anotações que eu tinha feito no bloco de notas.
"Até que enfim, Senhorita Suárez. Estávamos esperando por você" Samara resmunga assim qu eu entro na sala ao lado de Ramón. O seu comentário fez com que todos olhassem pra nós e vejo Luna sorrir pra mim. Vaca. 
Samara é uma cabrita mal comida. Tudo porque chegou primeiro aqui e não se conforma em ser EU a presidente e ela não. Coitada. Mais uma fã revoltada. 
"Muita obrigada por aguardarem" Respondo irônica, até porquê essa reunião conta com a Minha presença e eu sabia disto. 
"Sem problemas, Kath" Responde a diretora com um sorriso. "Vamos dar início a essa reunião".


||♢♢||
"Então está decido, a partir de amanhã eu quero esse lugar funcionando corretamente...Katherine, receba os novatos do jeito que você sempre faz, com direito a festa de iniciantes" Ordena e eu assinto sorridente. Festa. "Ahh! E vê se peguem leve com os trotes, semestre passado tive reclamações da turma de Engenharia." Reclama a Diretora. 
"Tudo bem, Fique tranquila! Não mandaremos ninguém para o hospital novamente." Allan brinca, causando risos de todos ali presentes. 
"Enfim, mãos a obra e espero que se divirtam, Boa tarde" Despede-se saindo da sala. 
"Vamos começar" Exclama Samara. 
"Luna, vou ali pegar a lista dos novatos encontro vocês na turma de medicina" Aviso e ela assente. Saio dali, e vou pegar as fichas dos alunos na sala da diretora, que estava aberta. 
"Veio pegar as fichas, Darkness?" Questiona Deyse, agente pessoal da diretora. 
"Yeah! Tenho que começar agora mesmo, pra não ficar muito em cima" Explico dando de ombros e ela concorda. 
"Melhor coisa! Dessa vez, tem apenas 5 dias pra preparar tudo." Reclama negando com a cabeça, e eu pego as fichas. 
Pelo menos as pastas eram pretas. O problema são a quantidades de nomes e de turmas pra verificar. 
"Né, hoje ainda eu volto aqui pra verificar a segurança dos portões." Aviso abrindo a porta e a encaro. "Até mais, Deyse" Despeço-me e saio da sala. 
Corro por entre os corredores, e dirigo-me até a turma de Medicina. Hoje começou a 1° etapa do trote no Campus inteiro. 
"Bom dia, Cambada" Cumprimento, recebendo resmungos animados em troca. 
Vários rostinhos novos, e eu sorrio maliciosa ao lembrar de possíveis novos crushs. 
"Eii Dark? Falta só você pra votar na decoração da sala. E claro, iniciar o trote nesse momento" Julia Diz, e eu assinto colocando as pastas na mesa. 
"Primeiramente quero parabenizar aos veteranos por mais um semestre concluído." Resmungo e gritos de euforia são ecoados na sala. 
"FALTA POUCO SEUS PUTOS" Grita Luna enquanto batia palminhas e eu gargalho. 
"Segundo, quero dizer as nossas crias do momento{novatos} Sejam Bem Vindos ao Campus. Espero que vocês aproveitem bastante e saiam daqui completamente orgulhosos dos seus próprios esforços, Parabéns" Parabenizo ouvindo ainda mais gritos, e batidas nas mesas. 
"Tudo o que precisarem saber, podem procurar o corpo de veteranos. Qualquer dúvida não hesitem em questionar, estaremos aqui pra ajudar, sabemos como é difícil estar no lugar de vocês" Allan diz e eu assinto. 
"E a questão do trote?" Questiona um garoto de cabelo meio loiro, e seus olhos, castanhos escuros que obtiam um certo brilho. Curiosidade estampada em seu rosto. 
"Iniciaremos agora" Respondeu Ramón, com seus lábios curvados num sorriso sacana. 
"Iniciantes...quero avisar que as atividades propostas no trote não são coisas absurdas. Avisando que quem quiser desistir terá que cumprir um desafio. Esse sim é obrigatório. O trote é uma forma de interagimos uns com os outros e claro, quem não quiser participar só irá perder a oportunidade de se inturmar com todos, Boa sorte!" Comunico e os veteranos começam a interrogá-los. 
Pela primeira vez, desde que cheguei aqui, todos quiseram participar. Eu só assisto tudo, enquando organizo os nomes de cada um em sua respectiva turma. 
Alguns Minutes Depois:
"Darkness, temos alguns que desistiram" Resmunga Larissa sarcástica e eu arqueio as sombrancelhas. 
Reparo que a sala já estava toda suja, trigo e tinta por todo o lado, além de bexigas estouradas. No quadro estava escrito '4° etapa'. 
"Já, Ainda nem chegamos na melhor parte" Ironizo ao lembrar que na última etapa teria uma dancinha super sexy, e deixo uma risada escapar. "Quantos saíram?" Questiono e alguns levantam os braços. 
"6" Responde Ramón, e eu assinto me levantando. 
"Venham comigo..." Aviso abrindo a porta. 
Luna veio ao meu lado, e peço ela pra levá-los até a van que estava estacionada em frente aos portões do Campus. Pego as chaves da van e me dirijo ao estacionamento, já os encontrando parados ao lado do van. Abro a porta, e espero todos se acomodarem. Fecho a porta e vou até o banco do motorista, vendo Luna sentar ao meu lado. 
"Pra onde nós vamos?" Questiona uma garota baixinha, que aparenta ter seus 17 anos assustada. Me fazendo sorrir, enquanto dava partida. 
"Fique calma, nós não vamos matar vocês ou algo do tipo. Vocês só iram doar sangue para o hospital da Cidade". Esclareço e rio ao ouvir suspiros de alívio. 
"Jesus, obrigada meu Deus" Comenta ou garota, fazendo todos rirem. 
"Eii, porquê te chamam de Darkness?" Questiona a mesma garota, acho que já a considero a curiosa da turma. Sorrio ao lembrar do porquê desse apelido. 
"Foi um apelido bobo que acabou pegando. Algo relacionado a bagunça que é a minha mente, Escuridão." Respondo com convicção, tentando não deixar tão na cara que aquele apelido era bem a minha cara. 
"Misteriosa...Gostei" Comentou um garoto, não parecendo ter mais de 18, mas até que era pegavel. 
"Não se iluda, pra conseguir pegar essa daqui tem que ser muito foda. Acredite em mim." Retruca Luna dando risada e eu assinto. Logo escuto ele bufar, e os outros rirem. 
Enfim, chegamos no hospital e espero todos descerem pra trancar a van. Entro no Hospital com Luna ao meu lado, e sigo até ala de doação de sangue onde Rodrigo e Amanda já nos esperavam. 
"Demoraram" Resmunga Rodrigo impaciente e eu dou de ombros. 
"Esses são resistentes" Murmuro fazendo amanda rir. 
"Quem vai ser o primeiro?" Questiona Luna, e eu me sento numa poltrona pegando meu celular e vendo uma mensagem de Ramón. Mas deixo pra ver depois. 
Os enfermeiros começaram a fazer seu trabalho, e não demorou pra todos estarem livres. Minha cabeça pedia descanso, e mais do que tudo, eu quero ir pra casa. 
"Vamos, vou deixar vocês no Campus" Aviso, saindo do hospital após agradecer ao Rodrigo e a Amanda.
O caminho de volta foi feito em silêncio, estaciono na Faculdade e espero todos saírem. 
"Obrigada à todos, vocês ajudaram pessoas com sua doação. Podem ir pra casa, espero ver todos vocês amanhã" Digo forçando um sorriso, fazendo minha cabeça doer mais. "Luna, fique com as chaves, eu preciso ir pra casa. Qualquer coisa me manda mensagem" Peço e ela assente. 
Subo na minha moto, e ligo-a. Em Seguida dando partida. Faço um rápido percurso até minha casa, e ponho a moto na garagem. 
Eu preciso tanto da minha cama. E de minha geladeira. E do meu chuveiro. E da minha tequila. E de tudo nessa casa. 
Entro na cozinha, e bebo um copo d'água. Depois pego meu celular e vou até o quarto abrindo a mensagem de Ramón. 


@Baby_Ramón: Fico triste em não poder te ajudar como 'desejo'. Não quero te perder de novo mais sinto que você pode acabar desmoronando antes de mim. Saiba que seu sorriso, mesmo estando na escuridão, faz com que outros sorriam. Amo-te Lott. 
 


Notas Finais


Esse capitulo ficou meio estranho, mas prometo que o próximo vai ser melhor! Até domingo!


Little kisses, and thanks!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...