História First Love - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Drama, Lemon, Namjin, Vhope, Yaoi, Yoonkook, Yoonmin, Yoonminkook
Visualizações 75
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Já fazem 84 anos, tô de volta.

(perdoem qualquer erro, não tive tempo de revisar)



Boa leitura 📖

Capítulo 33 - You became a monster


Fanfic / Fanfiction First Love - Capítulo 33 - You became a monster

|Jimin|

Duas semanas já se passaram desde que vi Yoongi com o Jeon no parque, diria que essas duas semanas, foram as mais sofridas de toda a minha vida.

Quando não estava no trabalho, estava trancado no meu quarto chorando em meio a bilhões de formulários que sou obrigado a preencher.

Tenho um certo medo de sair de casa e ver  acabar vendo outra cena como essa, você não tem noção de como isso me machuca, já tentei de tudo, mas nada faz essa dor desgraçada sumir do meu peito.

Como estava completamente atolado de serviço, pensei que assim conseguiria ao menos ocupar toda a minha cabeça com o trabalho e tentar esquecer um pouco Yoongi, mas não deu muito certo...

Na verdade, não deu nada certo.

Fracassei fortemente.

Todo o meu ambiente de trabalho me lembrava Yoongi, e o foda, é que agora que estou o substituindo, fico a maior parte do  expediente em sua sala, o que acaba dificultando ainda mais meu serviço, sempre acabava por me perder, sua sala estava empregnada com seu doce cheiro.

Por muitas vezes me flagrei criando uma fantasia, onde em nós dois ficávamos  juntos...

Sou um completo idiota.

Desde que Yoongi tomou uma "folga" do serviço, minha rotina ficou uma loucura, entro às sete da manhã saio quase às dez da noite, madrugo preenchendo formulários... desconheço a palavra descanso.

Essas duas semanas, pareciam anos de tortura.

Estou acabado, mas mesmo assim tento esconder isso das pessoas ao meu redor, pois se tem uma coisa que detesto, é ver as pessoas me julgando com olhar de dó.

Acordei cedo, hoje é dia de entregar todo o serviço que fiz nessas duas semanas.

Tomo um banho rápido, logo depois me vestindo com uma calça preta e um suéter bege.

Depois de me arrumar, vou até a cozinha.

Tae e Hoseok estão preparando o café da manhã.

"Bom dia" Digo simplista enquanto abro a geladeira em busca leite.

"Bom dia flor do dia" Responde Hoseok sorridente.

"Bom dia..." Responde Tae, que estava concentrado tentando não queimar as panquecas e tacar fogo na casa.

"Como pode permitir esse demônio cozinhar algo?" Pergunto para Hobi.

"Ei, eu ainda não queimei nada..." Reivindica Tae.

"Ainda..." Resmungo baixo.

"Ele insistiu..." Hoseok dá de ombros, deixando escapar um sorriso bobo.

"Se você queimar minha casa, taco fogo no seu cabelo sua praga" Digo em um tom ameaçador, porém divertido.

"Pra que tacar fogo na casa, sendo que posso primeiro tacar fogo em você? " Tae brinca.

"Tô com fomeeee" Hobi resmunga.

"Calma caralho" Tae briga.

"Não fala assim... vai assustar o bebê..." Hobi responde tímido.

"Que bebê??" perguntamos  assustados.

"Eu" Hoseok ri alto.

"Ai que trouxa" Tae ri.

"Que susto" coloco a mão no peito. "Eita porra, to atrasado..." digo olhando para o relógio de parede da cozinha.

"Corre" Hobi diz.

Pego minha pasta e minha bolsa, me dirigindo até a porta, enquanto visto  meu sobretudo bege.

"Tchau gente, não taquem fogo na casa viu..." Grito da porta.

"Okay" Ouço os dois responderem.

Saio de casa e olho o ambiente, o céu  está escuro, nuvens pretas preenchem todo o céu, a brisa gelada bate em meu rosto.

"Mais um dia..." Suspiro forte.

Pego um táxi e vou para a empresa.

><><><◇><><><

Estou entrando na empresa, pontual no meu novo horário, exatamente às sete da manhã.

Meu peito dói, sinto essa dor frequentemente...

Dor de um amor não correspondido. 

Cada dia que se passa vou sendo sufocado ainda mais por essa angústia de não ter o meu amor em meus braços.

Sufocado pela dor me afundo ainda mais nessa escuridão sem saída.

Isso nunca vai passar?

Terei de conviver com essa dor?

Parece que estou preso em um filme de terror, vivendo meu pior pesadelo dia por dia.

Quando isso vai acabar?

Me sinto completamente traído pelo Yoongi, como ele é capaz de me trocar assim? tão na cara dura.

Fiz o possível e o impossível pra tentar fazê-lo sorrir quando estava triste, dei o meu máximo.

E o que ele faz?

Fica comigo?

Me agradece?

Não, ele simplismente me troca na sua primeira oportunidade.

Acha que vou desistir?

Se achou que sim, está completamente enganado, vou lutar até o fim por seu amor, se Jeon JungKook quer disputa, é isso que ele terá.

Talvez esteja sendo trouxa por pensar assim?

Provável.

Mas somos todos vítimas de um amor não compreendido.

Devo toda essa dor ao paraplégico estúpido que deveria estar morto, seria bem melhor assim, ele não merece o Yoongi, as vezes penso que nem eu o mereco...

Mas Jeon JungKook só serve para ferir os sentimentos do meu amor, mas não importa a quantia de vezes que eu o alerto sobre isso, ele está completamente apaixonado por ele, parece que esta enfeitiçado, como se fosse um fantoche.

Fui trocado.

Jogado fora, como se fosse algo descartável, depois que tem sua serventia é jogado no lixo, completamente esquecido.

Como Min Yoongi pode ser tão cruel com meus sentimentos? Depois de tudo que fiz por ele...

Eu sei que estou sendo covarde, mas mesmo que você ria de mim por causa disso, eu não me importo.

Irei persistir.

Entro no elevador olhando para meus pés, aperto o botão do meu andar e me encosto no canto da parede, vendo as portas se fecharem lentamente, porém alguém as impede de fechar.

Para a minha infelicidade, é o Min Yoongi.

O que ele está fazendo aqui? Ele não deveria estar com o bastardo do Jungkook?

Eu mereço.

Ele apenas me encara, e sem dizer uma palavra se quer, se fecha completamente.

Meus olhos já começam a marejar, não vou conseguir...

Já faz um tempo e parece que você está indo melhor desde a ultima vez que te vi.

Você está mais bonito também, apesar de você sempre ter sido lindo aos meus olhos, mas você parece um pouco diferente hoje, você parece excepcionalmente frio...

Você apenas se vira, olhando para mim, como se fosse um completo desconhecido.

A maneira como olhou pra mim é cheia de dó e misericórdia, na sua frente eu pareço pequeno.

Você se vira e deixa assim mesmo, eu iria parecer ridículo se eu tentasse te impedir?

Por mais que eu me esforce, não consigo ir falar com você, todas as vezes que tentei expressar o que sentia, você sempre me dava as mesmas respostas "vida que segue", "desculpa, mas não posso fazer nada à respeito"...

Você entende o que estou sentindo?

Por que cada passo que tento dar em sua direção parecem me levar ao inferno?

Não faz sentido.

Fui eu que te consolei quando você estava solitário.

Vamos... Por favor me diga que não há nada entre vocês dois...

Por que não pode ser eu?

Por favor, diga alguma coisa...

Eu estou te olhando em choque agora, mas você não se importa.

Me diga as palavras que quero ouvir, me diga que essas palavras  "me desculpe".

Desde então, guardo sobejos de tristeza, não vou suportar ficar sem você.

Parece que não se importa nenhum pouco com minha presença...

O que eu fiz para merecer isso?

O mundo sem você é como uma pena de morte, ele não gira corretamente sem você.

Sua existência se tornou uma doença incurável para mim.

As pessoas podem olhar para mim e me julgar, mas o que realmente me destrói é o fato de que você se tornou uma parte dessas pessoas.

A porta do elevador se abre, chegou no meu andar.

A esse ponto as lágrimas já não conseguem ser mais contidas.

Nunca pensei que olhar para você novamente fosse algo tão doloroso.

Sem pensar duas vezes, ando o mais rápido que consigo, tentando me distanciar do monstro que Min Yoongi se tornou.


Notas Finais


Até o proximo capítulo chuchus ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...