1. Spirit Fanfics >
  2. First Sight X-Men >
  3. Verdade

História First Sight X-Men - Capítulo 27


Escrita por:


Capítulo 27 - Verdade


Acordei antes dela, como sempre acontecia. Abri os olhos e ela estava deitada com um braço e uma perna em cima de mim, como se nos abraçássemos enquanto dormíamos. Percebi como sentia falta de momentos assim.

Ela acordou e olhou para mim, pude sentir que não estava totalmente segura em estar comigo novamente.

Não acredito que passamos a noite juntos, eu amei ouvir o que ele disse ontem, mas parecia injusto comigo mesma simplesmente ignorar tudo que aconteceu e ficar com ele como se nada tivesse me magoado no passado.

-Sentiu minha falta? –Ele perguntou mexendo no meu cabelo

-Talvez –Não quis dizer sim, embora fosse a resposta mais sincera

-Eu sei –Ele me disse olhando pra mim e me beijou

-ErikEla começou a se levantar – isso foi... eu...

-Foi especial –Ele completou levantando meu rosto

Ele estava certo. Eu não havia tido ninguém depois dele, em nenhum sentido. Normalmente, era ele ou não era ninguém. Mas agora eu tinha responsabilidades, e tinha algo a ser construído com James, como faria isso agora?

-Foi. Mas eu gostaria de poder pensar mais sobre isso...

Ele tentou não ficar decepcionado com a resposta

-Eu ainda não sei como superar tudo, fingir que nada aconteceu no passado. Não me parece justo comigo...

Acho que havia mais do que ela me contava sobre o período que passamos separados.

-Tudo bem... eu vou... para casa antes que alguém perceba que eu fiquei aqui ontem à noite.

-Eu queria que fosse mais fácil. Mas agora é... não é tão simples. Temos tantas coisas a considerar...

-Não conte ao Magnus que eu voltei, vou aproveitar e ficar um pouco em casa hoje, não quero que ele pense que eu não quis ficar com ele. Eu só... quero ficar um pouco sozinho, tudo bem?

-Claro... eu vou... busca-lo com Pietro

Ele beijou meu rosto e foi embora. Não sei se me sentia culpada por ter estragado nossa primeira manhã juntos depois de tanto tempo separados, ou se achava que fui justa comigo mesma.

Fechei a porta do telhado pensando em quantas coisas haviam sido ditas ali e que nunca seriam ouvidas por ninguém além de nós dois.

 

-Ki? –Bati na porta deles sem resposta

-Tá procurando isso? - Logan apareceu de mãos dadas com Magnus enquanto eu bati na porta de Pietro

-Oi filho, por que não está com tio Pietro? –Perguntei enquanto o abraçava

-Porque ele e Akirah tiveram um compromisso cedo –Logan me respondeu –e MISTERIOSAMENTE você não estava não quarto – Ele completou com um tom de quem sabia onde eu estava

Eu o olhei tentando não parecer culpada.

-Mamãe, Apache tava te procurando.

Fechei os olhos culpada

-Vou falar com ele já já, filho, pode ir adianto seu dever de casa que eu vou te ajudar.

Enquanto ele ia pro meu quarto eu e Logan estávamos parados e eu tentava não olhar nos olhos dele.

-Você dormiu com ele não foi? –Ele perguntou sabendo da resposta

-QUE? EU... N-NÃO SEI DO QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO

-Se te faz sentir melhor, você parece melhor do que nos últimos tempos. –Ele falou baixo e saiu me deixando sozinha no corredor

 

-Aqui vamos pensar, filho, se você tem 10 balas e vai comer 4, quantas vão sobrar?

Ele contava nos dedos

-6?

-ISSO, VIUUUU, você é um gênio, melhor do que a mamãe.

James entrou no quarto enquanto comemorávamos

-Olha só, parece que está melhorando, Magnus, bate aqui –Eles se cumprimentaram.

Ele deu um beijo na minha cabeça, mas eu só pensava em como aquilo era injusto com ele

-Ei, já escolheu a roupa que vai usar hoje?

HOJE? EU ESQUECI COMPLETAMENTE QUE IAMOS SAIR. COMO EU PODERIA SAIR COM ELE DEPOIS DE PASSAR A NOITE COM ERIK?

-James... eu sinto muito, mas... Charles pediu que eu cuidasse da documentação de um caso em que os X-Men ajudaram a salvar trabalhadores num incêndio há uns meses... Vou ficar enrolada hoje para sairmos. Desculpa –Menti, mas ele era tão especial para mim, não podia magoa-lo.

-Ah não tem problema –Ele tentou não transparecer a decepção

-Mas amanhã vamos ter um tempo livre, Xavier quer levar os alunos para conhecer alguns marcos históricos e eu não vou...

-Fechado –Ele sorriu.

 

No dia seguinte Magnus começava a criar expectativas de ver Erik novamente e eu não sabia como seria isso pra nós. Tentava ignorar a situação e focar nas outras coisas que precisava fazer.

-Kitty, tenta não quebrar nada hein, eu não vou estar lá para consertar a bagunça –Brinquei com ela

-Claro, vai ficar aqui com James –Vampira brincou enquanto entrava no carro

-Para informação de vocês que estavam apostando, teve um beijo já

-Antes ou depois daquela dança ultra romântica com Erik? –Tempestade provocou

-SOSSEGUEM COM ESSE ASSUNTO, MEU DEUS - Saí de perto delas e fui falar com Pietro

-Ei, tudo bem? Não tenho visto você e Akirah tocando o terror com os mais novos...

-Na verdade... existe uma chance de que nós não consigamos ter filhos... –Ele disse triste enquanto eu ajeitava alguns detalhes de sua roupa –Estamos tentando há algum tempo e nada. Temos algumas consultas essa semana para considerar novas opções

-Não deixe me contar sobre isso, somos irmãos. Se precisarem de alguma coisa podem falar comigo.

-Pietro, só falta você –Hank gritou

-Vai lá, quando voltar conversamos mais.

Ele me abraçou e foi. Me ocorreu que existiam problemas maiores no mundo do que minhas dúvidas quanto a Erik e James.

-Parece triste –James interrompeu meus pensamentos me abraçando por trás enquanto o carro deles deixava os muros do instituto.

-E você parece muito interessado nesse tempo com a casa vazia

Me virei e vi que tinha uma cesta no gramado

-O que seria isso? –Perguntei confusa

-Você me enrola muito para sair comigo, então pensei em sairmos, mas dentro de casa mesmo. Então vamos fazer um piquenique

-E que tipo de coisas tem nesse piquenique?

-Nada saudável, eu só pedi pizza e coloquei aí dentro –Ele disse envergonhado por não ter feito nada

-Se te faz sentir melhor, eu também não sou uma grande cozinheira –Respondi rindo, consolando ele

Ele sentou na grama e me puxou pela mão para sentar com ele.

 

Cheguei ao instituto para levar Magnus para minha casa, acho que ficar com ela agora seria uma má ideia depois daquela noite ter dado tão certo e errado ao mesmo tempo.

Atravessei a casa e percebi que estava mais vazia do que de costume.

*** (Someone You Loved -Lewis Capaldi)

Vi Anne sentada na grama com James. Enquanto eu observava de longe o quanto eles pareciam felizes juntos, Wolverine se aproximou de mim sem que eu percebesse. Ele não falou nada, só observou junto comigo. Em pé, olhando para o gramado.

-Como foi? –Não consegui mais não perguntar –Quando ficamos... longe

-Difícil. –Ele respondeu sem olhar para mim

-Ela ficou envergonhada por ter acontecido exatamente como todos previam –Agora ele olhava para mim enquanto contava – Nas primeiras semanas eu e Pietro dormíamos com ela, ela não aceitava mais ninguém. Não queria sair do quarto, achava que todos a julgariam por ter agido como uma adolescente apaixonada que desobedece aos pais e quebra a cara. Ela também achava que era culpada pela morte de Haskell já que ela que te levou para aquela missão, e para completar, ela foi afastada das atividades porque achavam que ela espionava para você. Ela passava mal porque não queria comer ou fazer nada.

Magnus se juntou a eles no jardim e agora eles brincavam juntos na grama

-E quando ela descobriu o Magnus... era como se ela fosse uma adolescente rebelde que cometeu um erro irreparável, já que ela era a mais velha da equipe principal (depois de Ororo) achava que precisava dar o exemplo para os mais jovens. Eu fui o primeiro a saber. Conforme os outros descobriram e ficaram alegres por ela, aí tudo mudou. Sem ele, teria sido muito mais difícil superar.

Abaixei a cabeça processando o que ele me dizia

-Você foi preso, Erik, perdeu a liberdade –Ele se afastou e começou a me deixar sozinho - Mas ela... perdeu tudo por apostar em você. Perdeu a credibilidade de ser uma X-Men, que era o que ela mais amava.

Que tipo de pessoa eu seria se causasse a ela toda aquela dor de novo, nem tudo havia mudado. James era um cara legal, isso era indiscutível, e provavelmente, se eu não estivesse aqui para confundi-la eles estariam juntos. E talvez, ele fosse a melhor opção pra ela. Não era por medo de lutar ou por algum tipo de orgulho, era justamente o contrário. Ela estava certa, como sempre. E eu não era a pessoa certa para ficar com ela. Eu era pai do Magnus, mas nunca seria o par dela. ***


Notas Finais


(Pessoal, alguém sabe do usuário ShrekMaximoff?? Ele comentava aqui sempre, mas a conta aparentemente foi excluída, queria que ele acompanhasse o andamento da história, sinto falta haha)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...