História First Tree After the Trail - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 134
Palavras 822
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Twentieth


Fanfic / Fanfiction First Tree After the Trail - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 20 - Twentieth

                                     POV S/N

 

   Eu estava diante desta situação e não sabia o que fazer para pará-los. Eu estava sem saída alguma.

 

-Hyung o que..

 

-Eu te odeio tanto Jeon Jungkook.. Eu te odeio! 

 

     Jungkook me olhou rapidamente e entendi o que ele queria dizer..

 

-Tae, amor.. abaixa a arma por favor.. 

 

-Não S/N! Eu não vou, ele acabou com você, te machucou, traumatizou.. ele.. ele merece a morte!

 

-Ninguém merece amor.. pare..

 

-Deixa S/N, não vai adiantar, os pais de sua criança se odeiam faz tempo.. 

 

   Jimin disse debochado e riu logo em seguida. 

   Foi tudo muito rápido... em poucos segundos Jimin já estava ao chão enquanto eu gritava “não”.

    Jungkook atirou nele o matando. Quando Jimin caiu aos seus pés, um sorriso sinistro se instalou nos lábios de Jeon. Eu já chorava desesperada. Me ajoelhei no chão perto do corpo e fiquei estática o observando. 

  

-Sua vez Jeon.

 

   Tae se pronunciou. Me levantei rapidamente me pondo diante de Jungkook, impedindo Taehyung de atirar nele. 

 

-Pare Taehyung! Você esqueceu que ele pode ser o pai do meu filho? Hum? 

 

-Duvido que seu filho vá querer um pai como eu S/N.. deixa... deixa meu irmão atirar.

 

-É amor, sai da minha frente, me deixa atirar nesse desgraçado.

 

 -Não quero que meu filho tenha um futuro assim.. não mesmo! 

 

-Quem S/A? Quem é o pai? 

 

Taehyung falou firme. Eu não tive escolha, era agora ou nunca.

 

-Se eu contar.. prometa não atirar nele Tae.

 

-Tudo bem. 

 

-Jungkook.. 

 

Me virei para ele.

 

-Por que? Por que me fez sofrer tanto?

 

Vi o maior chorar e balançar a cabeça negativamente diversas vezes, ele nem sequer pronunciou uma palavra. 

    Suspirei me virando para Tae. Peguei levemente sua mão que segurava a arma e fui a baixando devagar.

 

-Você é o pai Taehyung.. é você. 

 

  Tae deu um sorriso mínimo e largou a arma no chão me puxando para um abraço. 

 

-Me desculpe pequena, por toda minha grosseria..

 

   Nos separamos e Tae deu um beijo rápido e delicado em meus lábios, logo encontrando seu olhar com o de Jungkook.

 

-Você tem muita sorte irmão.. muita mesmo.

 

-Sinto muito Hyung.. eu.. vou limpar esta sala, podem ir embora se quiserem.

 

  Tae assentiu e me levou até a sala de estar. 

 

-Aish, pequena.. tenho péssimas notícias, não podemos sair daqui. Por causa da chuva, uma árvore caiu na única rua que dava acesso para nossa casa.

 

  Lamentei e vi Jungkook -que já tinha levado o corpo de Park para sua “salinha privada” - vir em nossa direção.

 

-Podem ficar aqui. Já limpei a outra sala então.. tudo bem.

 

   Tae aceitou numa boa. Fiquei meio desconfortável mas acabei concordando também.

   Jungkook nos levou até um bonito quarto com detalhes em azul marinho. Ao entrarmos, Jungkook me chamou para fora e disse que queria me dizer uma coisa. Tae estava no banheiro então não iria ver.

 

-Pequena me desculpe por tudo que viu, sei que gostava do Jimin..

 

   Ele pegou de leve em meus braços e sorriu fraco.

 

-A partir do momento em que ele pensou em ter coisas a mais comigo já estava errado.

 

-Eu sei, você é difícil..

 

   Ele riu me fazendo rir também

 

-Seu idiota..

 

  Rimos mais ainda, ele foi nos aproximando fazendo com que nossos narizes se chocassem de leve.

 

-S/N eu.. quero tanto te beijar.

 

-Não Jeon, não pense nisso.

 

-Eu.. eu seria um bom pai S/N, eu amaria demais essa criança. Eu fui um idiota, eu sei. Te machuquei e te usei por vingança. Mas eu me arrependi e estou apaixonado por você. Eu gosto de você eu queria ser o pai, eu queria poder ter uma ligação com você. Mas eu não tenho.. Tae te tem, então, faça ele feliz pequena, pois ele te ama incondicionalmente.

 

   De meus olhos saiam demasiadas lágrimas, Jeon se afastou um pouco e as limpou calmamente. 

  Ele encostou nossas testas e segurou meu queixo.

   

-Jeon eu amo o Tae..

 

-Eu sei.. eu sei.

 

  Nossas vozes saíram em um sussurro. Ele nos afastou e percebi que de seus olhos também escorriam lágrimas.

 

-Me deixa te beijar.. por favor

 

-Não, para..

 

-Fecha os olhos, hum? Confia em mim

 

-Não Kook, eu não quero 

 

-Me chama de novo

 

-Kook.. 

 

-Fecha os olhos princesa..

 

  Ele passou seus dedos em meus olhos fechando-os. Me aproximou devagar com a mão em meu queixo e beijou demoradamente minha testa. 

  

-Eu disse para confiar. 

 

  Ele sorriu de leve me fazendo dar um mínimo sorriso também. 

 

-Pode entrar, Tae está te esperando. 

 

   Me virei para abrir a porta e Jungkook me segurou pelo braço me puxando e beijando meu nariz.

 

-Me desculpe pequena, me faça um favor, certo? Foda muito com Taehyung hoje. 

 

  O olhei incrédula e outra vez seus lábios encostaram em minha face, beijando minhas bochechas. Ele logo riu em seguida.

 

-Posso entrar agora Jeon Jungkook?

 

-Prefiro Kook, mas pode. 

 

  Demos uma risada e entrei no quarto. Acho que posso esquecer o que ele de certo modo fez.


Notas Finais


Último da noite, me desculpem os erros, bjinhos 🍓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...