História Flagrante - Vkookmin - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Eu não sei oq dizer vey, mas eu amo vcs ain <3

Boa leitura ♥♥

Capítulo 5 - Jimin é um bundão!


Fanfic / Fanfiction Flagrante - Vkookmin - Capítulo 5 - Jimin é um bundão!

Gostar de duas pessoas ao mesmo tempo tem seu lado bom e ruim. Eu não sei definir se isso também é bom ou ruim.

Pois, pelo o que eu saiba, meus sentimentos são recíprocos de ambos os lados; eu amo Jungkook, Jungkook me ama, eu amo Jimin, Jimin me ama. A parte ruim é que o amor que Jungkook sente por Jimin é de amigos, irmãos e eu não sei como fazer com que esse amor fraternal cresça. Mas a esperança é a última que morre, já que eu tinha esse mesmo sentimento fraternal por Jimin e ele se transformou em paixão avassaladora.

Jimin voltou para o seu apartamento faz uma semana, agora me sinto solitário, pois Jungkook está ocupado com a faculdade e trabalho, Jimin também e eu? Eu também. A pessoa que vejo com mais frequência é Jungkook, já que somos namorados e ele sempre dá um jeitinho de me ver.

Mas eu gosto de dois garotos, sinto falta dos dois, nada mais normal que eu sinta saudades de Jimin também. Desde o dia em que eu lhe causei um ataque de pânico, nós não demos nem um beijinho.

Sinto falta dos seus lábios grossos e seus toques carinhosos e atrevidos, além de seu cheiro e calor.

Hoje estou na faculdade, cabulei uma aula e estou escondido em uma das cabines do banheiro. Mandei uma mensagem para Jimin, dizendo que estava passando mal. Mas na verdade eu só quero matar a saudade dele do jeito certo, vê-lo todos os dias na faculdade não é o suficiente.

- Taehyung? — escuto Jimin me chamar.

- Aqui — abro a porta da cabine e Jimin entra preocupado, fechando a porta atrás de si.

- O que houve? Está com dor de barriga? Febre? — disse colocando a mão em minha testa e eu me sentei na privada soltando um suspiro exagerado.

- Estou doente Jiminie — fiz uma careta dramática e assisti seus olhinhos arregalarem.

- Meu Deus Tae, o que está sentindo? — suas mãos pequenas seguraram as minhas e eu sorri sapeca.

- Estou doente de amor — mexi repetidamente minhas sobrancelhas puxando Jimin para o meu colo.

- Taehyung! — deu um tapa em meu ombro bufando — eu fiquei preocupado, idiota!

- Eu só queria ficar um pouquinho com você — fiz um biquinho e a expressão irritada de Jimin suavizou.

O mesmo desviou o olhar se levantando do meu colo, lhe encarei confuso e Jimin colocou as mãos no bolso de sua calça. A mesma calça que não passa pelo seu traseiro.

Eu só consigo pensar em três coisas agora, a primeira é; como o Jimin consegue passar seu traseiro gordo naquilo. A segunda é; como eu adoraria apertar esse traseiro gordo e terceira é; por que Jimin está me impedindo de fazer isso, quando saiu da cabine do banheiro de cabeça baixa.

- O que aconteceu Jimin?

- Nada Tae, é que... — mordeu o lábio desviando o olhar novamente — eu estou cansado, só isso.

- Cansado de quê? — espero que não seja de mim. Comecei a ficar ansioso.

- Da faculdade, trabalho — suspirou jogando a franja para trás — não estou com cabeça para sexo.

- Aish Jimin, eu só queria dar uns beijinhos — cruzei os braços emburrado.

- Eu sei, mas-

Jimin é interrompido pelo toque de seu celular, assisti o garoto atender a ligação e fiz questão de prestar atenção na conversa. Não me julguem, eu em.

- Estou no banheiro com o Tae, não vou demorar... — Jimin revirou os olhos — ele estava passando mal... Não sei Jungkook, pergunta pra ele... — suspirou revirando os olhos novamente — ok, certo... Até mais.

Jimin desligou a ligação e eu continuei lhe encarando com os braços cruzados e sobrancelha arqueada.

- Era o Jungkook? — Jimin assentiu e eu fiquei curioso — o que ele queria?

- Saber onde você estava.

- Hm... — estreitei meus olhos e Jimin mordeu o lábio, olhando para qualquer canto, menos para mim — por que está agindo estranho?

- Não estou não — se fez de desentendido. Ah, mas eu te conheço Park Jimin.

- Claro que está! Está distante...

- Claro que não, eu só... Ando ocupado.

- Tudo bem, se não quer me contar eu não vou insistir — descruzei os braços e comecei a caminhar em direção a saída, sendo seguido por Jimin.

- Espera Taehyung-

- Eu pensei que fosse seu melhor amigo e que você confiasse em mim — parei de andar, me virando para lhe encarar. Jimin engoliu seco.

- É justamente isso Tae — seu olhar ficou cabisbaixo — somos apenas melhores amigos.

Dessa vez foi Jimin que saiu andando na frente, me deixando parado no corredor nadando em pensamentos.

Deve estar sendo difícil para ele ter que se contentar em seu meu "amante" e melhor amigo, eu preciso resolver as coisas logo. Jungkook precisa se apaixonar por Jimin.

Logo me lembrei das palavras que Jungkook disse a Jimin na cozinha:

"- Se afaste dele!"

Um bolo se formou na minha garganta quando pensei na possibilidade de Jungkook nunca aceitar um namoro triplo, ou de me julgar e me querer longe quando descobrir meu caso com Jimin. E se Jimin esteja fazendo o que Jungkook pediu? E está se afastando?

Deixei uma lágrima escapar, quando pensei na possibilidade de me afastar do meu namorado, para que assim, ele passasse mais tempo com Jimin, e quem sabe assim, desenvolver uma paixão por ele.

Mas eu sinto que esse sacrifício não vale apena. Ou talvez seja meu egoísmo; eu não quero abrir mão de nenhum dos dois, eu os quero só pra mim.

...

- Cadê a pipoca bundão?

Jungkook falou alto para que Jimin ouvisse da cozinha. Estamos todos no apartamento de Jimin para uma noite de jogos e pipoca, além de bebidas e outras porcarias para comer.

- Calma, eu não sou seu criado — Jimin voltou da cozinha com um balde grande de pipoca, o qual colocou sobre o colo de Jungkook com agressividade, deixando que algumas caíssem no chão — toma! Engole isso!

- Grosso! — Jungkook disse emburrado, enchendo a boca de pipoca. Comecei a rir da briguinha dos dois e das bochechas cheias de pipoca de Jungkook.

- Tá, o que vamos jogar? — disse ainda risonho.

Estamos os três sentados no chão, em volta da mesinha de centro toda de madeira de Jimin. As garrafas de cerveja e embalagens de jujubas estão todas espalhadas pelo carpete felpudo cinza.

- Que tal baralho? — Jimin sugeriu.

- Pra mim qualquer coisa está bom, eu sempre acabo com vocês — Jungkook disse convencido e acabou recebendo dois tapas no ombro. Um meu e um de Jimin — Aí! Vocês estão agressivos hoje!

Disse massageando os ombros estapeados e Jimin e eu rimos de seu drama. Ah Jungkookie, eu gostaria de ser agressivo de outra forma, em outra situação, e é claro, com o Jimin junto.

Comecei a pensar na possibilidade de nós três se pegando nesse carpete cinza, e senti uma fisgada em meu membro só de imaginar a cena. Logo tive a ideia de um jogo, um jogo clichê no qual eu perdi meu BV.

- Vamos brincar de verdade ou consequência — sugeri e ambos me encararam com as testas franzidas.

- Sério? Não tem jogo melhor Tae.

- Não Jimin, não tem — enchi a boca de pipoca.

- Ele está com medo de perder pra mim no baralho — Jungkook apertou minha bochecha e eu dei um tapa em sua mão.

- Qual o problema em brincar disso, uh?

- Nenhum, só não tenho criatividade para os desafios — Jimin deu de ombros — e... Eu tenho medo dos desafios do Jungkook, ele é perverso.

Isso é porque você nem sabe minhas intenções Jimin, se não você veria quem é o perverso aqui.

- Prometo pegar leve — Jungkook sorriu sapeca e eu vi o medo passar pelos olhos de Jimin.

- Certo então vamos jogar!

Peguei minha garrafa de cerveja, bebendo o restante do líquido que havia ali e a coloquei em cima da mesinha. Girei a garrafa rezando para cair em mim, pra eu poder fazer um desafio.

Caiu em Jungkook e Jimin.

Bufei frustado e Jimin se encolheu com medo, Jungkook abriu um sorriso que deu medo até em mim.

- Verdade ou consequência?

- Verdade, não sou louco de pedir consequência — Jimin jogou a franja para trás e bebeu um gole de cerveja.

- Hm... — Jungkook se pôs a pensar. Sei que vai ser difícil fazer uma pergunta, já que conhecemos tudo um do outro — eu acho que esse jogo só deveria ter consequências. Eu sei tudo sobre vocês!

Jungkook disse indignado e eu engoli seco. Tudo, tudo... Ele não sabe.

- Concordo — disse e foi Jimin que se indignou.

- Nada haver gente, faz logo uma pergunta Jungkook.

- São dois votos contra um Jiminie, vamos jogar apenas com consequências — Jimin bufou derrotado e Jungkook abriu aquele sorriso novamente — eu já tenho um desafio em mente.

- Pega leve Jungkookie — Jimin disse manhoso e Jungkook colocou uma mão em seu ombro.

- Relaxa Jiminie, vai ser tranquilo.

- EU NÃO VOU FAZER ISSO!

- Ou é isso, ou você vai ficar dez minutos no seu armário. Você decide.

- Mas está frio Kookie — Jimin choramingou e eu revirei os olhos.

- Não está nada, anda logo bundão — sorri travesso ligando a câmera do celular — ou melhor... Corre!

Jimin engoliu seco respirando fundo uma última vez antes de tirar a camisa, tirando sua calça de moletom logo em seguida, ficando apenas com sua boxer azul marinho. O desafio de Jungkook foi que Jimin desse uma volta no quarteirão apenas de cueca. E eu estou rindo muito enquanto corro atrás dele, filmando tudo com o celular.

- Olha só pessoal, não percam a vista maravilhosa do traseiro de Jimin — Jungkook falava alto querendo chamar a atenção dos vizinhos, enquanto Jimin o xingava de todos os palavrões possíveis enquanto corria.

- Você me paga!

Foi a primeira coisa que Jimin disse quando voltamos para o apartamento. Jungkook e eu estávamos rindo enquanto assistíamos o vídeo do desafio.

- Olha só como a bunda dele balança enquanto corre — disse pausadamente por causa do riso. As vezes curvando meu corpo enquanto soltava uma gargalhada.

- Aí... Isso foi muito bom — disse Jungkook limpando algumas lágrimas que caíram por causa do riso.

- Tá, vamos voltar ao jogo. Quero vingança!

Jimin girou a garrafa e a mesma parou em nossa direção; Jimin deve me desafiar.

- Ah... Meu querido Taehyungie... Eu te desafio a...

Minha careta desgostosa foi aumentando ainda mais a medida que Jimin falava seu desafio.

Ah, qual é? Fala sério!


Notas Finais


Olha a autora parando na melhor parte. Não me julguem, eu em KKK

Esse capítulo foi inspirado em uma noite de jogos que tive com uns amigos, eu desafiei um amigo meu a correr apenas de cueca pelo quarteirão. Foi engraçado KKK

Então, o que acharam desse capítulo? ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...