História Flame of love (Thorki) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Loki, Natasha Romanoff, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Steve Rogers, Thor, Wade Willson (Deadpool)
Tags Gravidez Na Adolescência, Loki!trans, Mpreg, Spideypool, Stony, Superfamily, Thorki
Visualizações 437
Palavras 1.479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fic de capa nova!
Desculpem a demora.


Boa leitura!

Capítulo 3 - Cap. 2: A gravidez


— Loki! — Nat correu até o moreno e o apoiou quando ele desmaiou assustando os três.


A ruiva olhou para os outros dois pedindo ajuda. Steve se aproximou e ergueu Loki nos braços e o levou para cama onde o colocou.


— Ele está doente? — Tony questionou olhando com atenção para o moreninho.


— Como Odin tem coragem de fazer isso com o filho. — Nat estava indignada. Sentou ao lado de Loki. — Mandar o filho para um internato feminino?!


— Ele não parece estar doente. — Steve observou, tocou a testa de Loki. — Está pálido, mas não tem febre.


— Talvez não esteja se alimentando direito.


Tony opinou enquanto zanzava pelo quarto olhando tudo com atenção, e uma coisa dentro da mala aberta sobre a poltrona no canto chamou sua atenção.


— Deve ser isso. — Steve concordou.


— Ele vomitou e logo depois desmaiou.


— Nat… — Tony pegou a caixinha azul e se virou para a ruiva.


— O que foi Stark?


Tony mostrou a caixinha.


— Acho que sei o motivo pelo qual ele está passando mal. — falou.


Nat entendeu na hora o que Tony estava querendo dizer.


— Não, isso é impossível! — a ruiva se levantou e pegou a caixinha de absorvente das mãos do outro. Caixinha essa que estava fechada. — Não tem como…


— Esqueceu que ele e Thor estão namorando?


Steve ainda não tinha entendido do que os dois estavam falando. Ele também estava constrangido ao ver a caixinha de absorvente, uma coisa íntima de mulher, sendo manuseado assim, sem constrangimento por nenhum dos dois. Por isso achou melhor desviar sua atenção para outra coisa.


— Ele só tem 15 anos, Stark.


— Pensa, Nat. — Tony falou. — Loki vomitou, esta branco feito papel e acabou de desmaiar na nossa frente. Ele ainda não faz o tratamento hormonal, e parece que não usou os absorventes. Ele e Thor são namorados e ficam sozinhos naquela casa.


A ruiva ainda não conseguia imaginar aquilo.


— Ele não pode estar grávi…


— Thor... — Loki resmungou na cama antes de abrir os olhos.


Tony e Natasha pararam de conversar, a ruiva escondeu os absorventes atrás das costas. Deixaria para falar sobre aquilo depois.


— Como esta Loki? — Steve se aproximou e sentou aos pés da cama.


— Bem. — respondeu. Loki sentou e olhou para os três curioso. — O que fazem aqui? Como me acharam?


— Acredita que o Tony colocou rastreadores em todos nós? — Natasha se aproximou sorrindo.


Loki olhou para Tony.


— Agradeça, pois foi graças à isso que te encontramos. E viemos para te levar de volta.


— Obrigado. — agradeceu. E ouvir Tony dizer que vieram o buscar o fez ficar mais feliz. — Mas como entraram?


— Acha que muros altos, cercas elétricas e seguranças vão impedir que Tony Stark entre em algum lugar? — arqueou a sobrancelha.


— Ou seja, Tony subornou os seguranças. — Natasha revelou revirando os olhos. — Agora arrume suas coisas Loki. — falou já seguindo para a mala do mais novo. — Vamos sair desse lugar. Você não fica aqui nem mais um segundo.


— E pra onde vou? — levantou, estava se sentindo bem melhor.


— Para minha casa. — Tony ditou.


— Odin não vai permitir que eu fique na sua casa. Assim que ele descobrir que eu não estou mais no internato, ele vai me procurar.


— O meu pai tem os melhores advogados. — rebateu. — Ele não vai permitir que você saia lá de casa, especialmente se você contar sobre tudo que aconteceu.


** **


Sair do Internato sem que ninguém percebesse foi fácil e já tinha um carro os esperando do lado de fora. Tony sabia que tendo dinheiro quase tudo era possível, especialmente quando se podia subornar alguns seguranças. Os quatro foram levados para o aeroporto onde o jatinho particular da família Stark os esperava.


— E o Thor? — Loki perguntou ao entrar e não ver o loiro ali.


— Não falamos com Thor já faz uns dias. — Steve, que entrou atrás do mais novo, respondeu. — Não sabemos nem mesmo onde ele está.


— Odin deve ter o mandado para um internato também. — disse sentando-se na janela.


— Vamos deixar para pensar no Thor depois. — Tony se acomodou em uma das poltronas e puxou Steve para sentar ao seu lado.


— Loki… — Nat começou a falar ao sentar ao lado de Loki.


— O que? — o moreninho olhava para fora pela pequena janela do avião.


— Você passou mal… está doente?


— Não sei dizer, mas já faz uns dias que estou tendo enjoos, tonturas, não consigo comer direito... E eu fiquei enjoado ao sentir seu perfume.


— O meu perfume fez você enjoar?


— Sim. — fez uma careta ao sentir seu estômago embrulhar, Nat estava muito perto. — E esta fazendo mal outra vez.


Loki levou a mão em frente ao nariz.


— Desculpa.


A ruiva levantou e foi ao banheiro tentar retirar o perfume. Quando voltou Loki estava comendo sanduíches e tomando suco. Ela sentou longe dele, não queria ver o menor passando mal por sua causa.


** **


— Loki. — Steve chamou e tocou o ombro do moreninho o acordando. — Chegamos.


Loki espreguiçou ao levantar e depois seguiu o loiro para fora do jatinho. O mais novo só teve tempo de ver Natasha sair com sua moto.


— Aonde Natasha foi? — perguntou ao se aproximar de Tony.


— Ela tinha que resolver algumas coisas e vai nos encontrar em casa.


Os três entraram no carro que seguiu para a mansão Stark. Nenhum deles falou durante todo o caminho. Tony acabou dormindo com a cabeça apoiada no ombro de Steve, Loki pensava em Thor enquanto via a paisagem do lado fora. Queria muito encontrar o loiro, saber o motivo dele não tentar um contato. Onde Thor estava? Tinha muitas coisas que teria que resolver.

O senhor Stark não estava em casa como sempre, por isso Tony mandou que as coisas de Loki fossem levadas para o quarto de hóspedes. Steve subiu para o quarto do namorado para tomar um banho e dormir já que fazia horas que não dormia direito. O senhor Stark não ligava muito para os amigos de Tony estarem sempre na mansão, ele até gostava já que assim o filho não ficava sozinho.


— O quarto é o mesmo de sempre. — Tony avisou. — Estarei no escritório do meu pai se precisar de mim.


Loki assentiu e subiu as escadas seguindo pelo corredor até o quarto que sempre ficava quando dormia na casa de Tony. O moreninho respirou fundo e decidiu tomar um banho.


….


Tony entrou no escritório do pai pensando em ligar para ele avisando que já tinham voltado, mas encontrou sobre a mesa um bilhete do pai.


Eu queria estar em casa quando vocês chegassem, mas precisei sair. Mas aconteça o que acontecer não deixe que Loki saia de nossa casa. Acho que encontrei uma forma de ajudar o garoto.


Tony ficou olhando para o papel em suas mãos por um bom tempo pensando em algumas coisas. Todos sabiam que Loki e Thor não tinham uma relação muito boa com Odin. Primeiro que ele sempre implicou com a amizade de seus filhos com Tony e tentou os afastar de vários jeitos, mas nunca conseguiu. Depois foi a maior confusão quando Loki decidiu contar ser trans e o garoto passou uns dias na mansão Stark até poder voltar para sua própria casa, mas isso só aconteceu por causa que a mãe ainda era viva. Seu pai tinha sérias desconfianças à respeito de Odin, mas sem provas ele não podia fazer nada.


….


Quando Natasha chegou não encontrou ninguém na sala, então ela subiu direito para o quarto onde sabia que Loki estaria. Ao entrar no quarto encontrou o garoto deitado na cama usando apenas um roupão e assistindo um filme.


— Loki, temos que conversar.


— Sobre o que? — sentou na cama e a ruiva sentou ao seu lado.


— Isso. — tirou do bolso da jaqueta que estava usando uma caixinha rosa.


— O que é isso?


— Um teste de gravidez.


— Nat...


— Eu vou fazer umas perguntas e quero que fale a verdade. — interrompeu-o, Loki assentiu. — Sua menstruação está atrasada?


— Sim.


— Há quantos dias você está passando mal?


Loki pensou um pouco tentando lembrar quando os enjoos e tontura começaram.


— Umas quatro semanas. — respondeu sem ter certeza.


— Você e Thor usaram camisinha?


Loki corou e desviou o olhar.


— Sim… na primeira vez. — murmurou. — Depois não usamos mais.


Nat abaixou a cabeça esfregando o rosto.


— Eu quero que faça esse teste. — empurrou a caixinha nas mãos do garoto.


— Você acha que estou grávido?


— Só teremos certeza depois que você fizer o teste.


— E como eu faço?


Natasha explicou para o garoto o que ele tinha que fazer. Loki entrou no banheiro e Natasha ficou andando de um lado para o outro no quarto. Os minutos passaram e Loki saiu do banheiro com o teste na mão e entregou para a ruiva. Esperaram os minutos necessários.


— E então Natasha? — Loki estava ansioso.


— Positivo. — a ruiva disse. — Você está grávido, Loki.



Continua...



Notas Finais


Eu sempre sinto uma grande vergonha quando posto um novo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...