História Flames of the brothers - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Monkey D. Luffy, Portgas D. Ace, Sabo
Tags Ace, Irmandade, Luffy, Sabo
Visualizações 12
Palavras 6.649
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mias um capitulo bora lá.

Capítulo 3 - Sacrifício.


Fanfic / Fanfiction Flames of the brothers - Capítulo 3 - Sacrifício.

Autor Zeifer ON

Eles estavam na proa da ilha se despedindo do jovem que acaba por completar seus 17 anos, ele simplesmente chegou tudo mais uma ve e olhou pra trás para encarar seu irmão.

Ace: - Bom eu já vou indo.

Luffy: - Tudo bem.

Ace: - Não vai fazer burrada em quanto eu estiver fora não é?

Luffy: - Se eu fizer eu é quem vou ter que resolver com você fora daqui, ta levando toda a responsabilidade.

Eles riram e depois bateram os punhos.

Ace: - Lembre-se Luffy, da próxima ver que nos encontrarmos será dentro da Grand Line.

Luffy: - Até lá eu vou ficar muito mais forte, mais forte do que você!

Ace: - Hahahahaha, vai sonhando eu sendo um humano sem Akuma No Mi venci você em todas as nossas lutas até hoje.

Luffy: - Pode ter certeza que eu viro o placar.

Ace: - Quero ver, bom se cuida Luffy

Luffy: - Até mais Ace.

Ace finalmente saiu com seu barco pra fora da ilha, ele via Luffy acenando pra si e o mesmo acenava até que ambos se perde-sem de vista pelo horizonte.

Ace voltou a encarar o mar ele sentia que estava indo pro caminho certo.

-----------------------------------------------------

3 Anos depois.

Explosões, tiros, barulhos de espadas, gritos de guerra e inúmeros outros sons.

Ace estava acorrentado a uma plataforma de execução.

Em Marineford.

Ace apenas via aquela que era a sua tripulação, ele não era o capitão dela, ele era o comandante da 2º divisão dos piratas do Barba Brancae nesse exato momento essa mesma tripulação com seus aliados enfrentavam os mais fortes da marinha cara a cara em guerra declarada.

Tudo isso para apenas salvar uma única pessoa, Ace.

O punhos de fogo se odiava, se lamentava, tudo aquilo era sua culpa, foi ele quem foi atrás de Barba Negra sozinho, foi ele quem perdeu a luta e foi entregue a marinha, e ainda ele é o filho de um demônio, Ele encostou sua testa na plataforma e tremia de raiva.

Garp: - Sei o que está pensando, mas saiba de uma coisa, isso não dói apenas em si.

O vice almirante estava do seu lado, Ace nem sequer falava nada apenas continuava ali naquela pose com raiva de si mesmo, por muito tempo ele sentiu ódio de seu pai e agora ele também sentia ódio se si mesmo.

Mas esse ódio virou preocupação, ele encarou um navio que caia do céu, e era possível escutar inúmeros gritos e ver inúmeras pessoas caindo.

O navio finalmente acertou o chão subterrando vários marinheiros e piratas, depois de alguns minutos em silêncio todos os que estavam abordo naquele navio ficaram de pé.

E o que juntou aquele time também estava em pé encarando o prisioneiro a distância, ele gritou para que o irmão o escuta-se.

Luffy: - ACE!!! EU VIM TE TIRAR DAQUI!!!

Luffy estava agachado com suas pernas abertas e seu punho tocando no chão, ele procurava alguma rota para chegar até seu irmão rápido.

-------------------------------------------------------------

Sengoku: - GARP, MAIS UM DA SUA FAMÍLIA?!

Falando nele o próprio Garp estava apertando a própria cabeça com suas mãos.

Garp: - AAAAH!!! LUFFY SEU IDIOTA!!!

Mais a frente em cima do muro que separava a praça da execução do campo de batalha os 3 almirantes o encaravam, o almirante de gelo foi o primeiro a se pronunciar.

Aoakiji: - Eu não esperava ve-lo tão cedo.

O almirante de luz se aproximou.

Kizaru: - Nem eu, ele trouxe um time bem estranho hein?

E por fim, ele se aproximava com seu tom de superioridade, o almirante de lava.

Akainu: - Então ele que é o neto do herói Garp e...Filho do revolucionário Dragon.

Ele o encarava em quanto a brisa feita pelo vento batia sobre si sem mudar sua temperatura aumentada pela lava.

Akainu: - Vou dar um fim na jornada dele aqui mesmo.

---------------------------------------------------

Ivankov: - Ei Mugiwara-boy você já encontrou uma rota boa?

Luffy: - Ainda não...Na verdade...Estou preocupado com outra coisa.

Ele reparou na falta de presença de um do time, ele simplesmente virou o olhar para onde o navio com aproa de uma baleia branca estava e ele via areia se aproximando do homem cujo estava lá.

---------------------------------------------------

Ele chegou com seu gancho pronto para um ataque letal.

Crocodile: - A quanto tempo Barba Branca.

Barba Branca: - Você nunca aprende sua lição inseto?

Crocodile fez o movimento para o ataque e o Yonkou nem se mexeu, afinal alguém parou o ataque primeiro.

Crocodile via seu inimigo que havia bloqueado o ataque,  Luffy o encarava com raiva, e tentou desferir um chute de aviso, mas Crocdile aproveitou que estava em vantagem área e desviou.

Luffy caiu em pé ele estava com sua pele rosada e com fumaça saindo do corpo, seu estagio de Gear Second.

Crocodile: - Nosso acordo já acabou, por que protege o barba branca?!

Luffy: - Então esse é realmente o Barba branca? Então não toque nele! O Ace gosta desse cara!

Eles ficaram se encarando com raiva, e logo o Yonkou se virou e viu o chapéu de palha nas costas de Luffy e imediatamente se lembrou de uma pessoa.

Barba Branca: - Ei garoto, esse chapéu era do ruivo.

Luffy: - Velhote você conhecia o Shanks? Ele me emprestou o chapéu.

Luffy já havia voltado a sua forma normal, Barba branca  não estava tão certo sobre o garoto a sua frente.

Barba Branca: - Você veio aqui salvar o seu irmão certo?

Luffy: - Certo!

 Barba Branca: - Você por acaso sabe contra o que esta lutando?!

O tom do pirata mudou e agora era agressivo, intimidador e superior, como se fosse um rei dando ordens a um subordinado, o mair pegou sua lança e a bateu na proa do navio que causou um grande tremor.

Barba Branca: - AQUI VOCÊ SÓ ESTARÁ PERDENDO SUA VIDA!!!

A maioria das pessoas os encaravam conversando, Luffy abaixou a cabeça, apertou os punhos e se enfureceu, ele levantou o rosto e voltou a encarar o Yonkou cara a cara.

Luffy: - CALA A BOCA! ISSO NÃO É VOCÊ QUEM DECIDE!

Barba branca se surpreendeu com a resposta que ganhou porem sua cara de mau continuava ali.

Luffy: - EU SEI BEM, VOCÊ QUER SER O REI DOS PIRATAS NÃO É?!

Todos que conheciam o chapéu de palha faziam sinais pra ele calar a boca, porem eles se esqueceram de uma coisa Luffy nunca escutava os outros.

Luffy: - Mas fique sabendo que quem se tornará o Rei dos Piratas, SOU EU!

Ele gritou ao ponto de todos do campo de batalha o ouvirem, Barba branca se irritou, ambos Luffy e Edward se encaravam sem o mínimo de medo, como se estive-se no mesmo patamar, Barba branca pegou sua lança e a girou inúmeras vezes até que abateu no chão mais uma vez.

A onda de vento e o impacto causaram um grande tremor na ilha que fez várias pessoas até mesmo caírem no chão, Barba branca encarava Luffy e começou a sorrir.

Barba Branca: - Como você é atrevido...Se você me atrapalhar não vou ter piedade inseto!

Luffy: - Eu vou fazer o que eu quiser!

Ele ficou em pose de seu Gear Second, ninguém ali acreditava nisso.

Ivankov: - Ele está competindo...

Buggy: - Com o Barba Branca?!

Luffy encarava Ace a uma enorme distância de si, mas isso não o abalou, Luffy simplesmente saltou ao campo de batalha e começou a correr em direção ao seu irmão.

Luffy: - EU TO INDO ACE!!!

Embora ele só tive-se entrado na luta agora, já haviam vários marinheiros vindo em sua reta, ele esticou os braços para trás.

Luffy: - Gomu Gomu No...

Parou de esticar para trás e os puxou de volta ganhando grande força nos mesmos e os esticou para frente.

Luffy: - Bazooka!

Ele derrubou todos de uma vez e continuou correndo sem parar, mas logo alguém apareceu andando calmamente em sua reta, ele apertou os punhos.

Kizaru: - Eu fiquei com uma péssima fama em Sabaody por sua causa, chapéu de palha.

Kizarou entrou na velocidade da luz e disparou uma esfera de energia contra Luffy, mas por sorte o garoto foi salvo por um empurrão amigo.

Luffy: - Valeu Iva!

Ivankov: - Sem problemas, agora vá salvar seu irmão.

Luffy saiu correndo em direção a Ace mais uma vez, e nessa corrida mais uma vez vários inimigos, ele nem pensou duas vezes preparou os punhos e em quanto corria começou a socar o ar várias e vezes cada vez mais rápido e quanto mais rápido ele socava mais imagens de seus punhos apareciam.

Luffy: - Gomu Gomu No...Gatalingun!

Ele "disparava" cerca de 216 socos por segundo contra os marinheiros, e quando os braços ainda estavam carregados ele os puxou pra trás mais uma vez e os jogou pra frente porem com mais força.

Luffy: - Canon!

Seus braços voltaram ao normal e ele continuou a correr, ele apertava ainda mais o passo, e então vários ataques seguidos eram feitos e o número de marinheiros aumentavam.

Luffy nem viu quando bateram com uma clava em sua cara, o homem borracha revidou com um Gomu Gomu no Muchi na cara do individuo e voltou a correr.

Ele usou dois inimigos como apoio e saltou e então juntou os pés como uma ponta de uma lança.

Luffy: - Gomu Gomu No...Yari!

Luffy desferiu o chute no meio do chão desequilibrando alguns dos marinheiros dando mais espaço para si, ele deu um soco na cara de outro marinheiro e continuou a se aproximar.

"FIQUE LONGE LUFFY!!!"

Luffy encarava seu irmão mais velho que gritava pra si.

---------------------------------------------------------------

Ace apertou os punhos que estavam algemados, ele continuou a gritar.

Ace: - EU SEI QUE VOCÊ SABE DISSO! NÓS DOIS SOMOS PIRATAS! NAVEGAMOS PELOS MARES COMO QUISERMOS E TEMOS NOSSAS PRÓPRIAS AVENTURAS!

---------------------------------------------------------------

Marco se transformou em uma Phoenix e deu um chute em um dos grupos da marinha.

"NÓS TEMOS NOSSOS PRÓPRIOS COMPANHEIROS!"

---------------------------------------------------------------

Ace: - EU QUERO QUE VOCÊ FIQUE LONGE DE TUDO ISSO!

Garp e Sengoku nem interferiam apenas deixavam.

--------------------------------------------------------------

Luffy desviou de espadas direcionadas a si e desferiu um chute na cara de quem atacava.

"UM FRACOTE COMO VOCÊ QUERENDO ME SALVAR?!"

---------------------------------------------------------------

Ace: - VOCÊ ACHA QUE EU VOU PERMITIR?! ISSO É MUITO HUMILHANTE!

Garp sabia muito bem aonde Ace queria chegar, ele ainda via os inúmeros soldados se aproximando de Luffy para tentar mata-lo.

Ace: - VAI EMBORA DAQUI LUFFY! POR QUE VOCÊ VEIO AFINAL?!

Todos o encaravam, Ace abaixou sua cabeça, tudo isso doía muito, pessoas morrendo por sua causa, ele sentia raiva de si mesmo pois essa guerra era sua culpa, ele não precisava que o irmão se mete-se nisso.

"Eu..."

Ace levantou sua cabeça e encarava Luffy que continuava a se aproximar.

-------------------------------------------------------------------

Luffy: - Eu...SOU SEU IRMÃO!!!

Luffy continuava a correr sem parar, ele ainda tinha mais pra botar pra fora.

Luffy: - Eu não to nem ai...Pras regras dos piratas!

Em quanto corria ele ouviu Ace dizer "SEU IDIOTA!", Luffy ignorou e saltou sobre outros marinheiros e socou e chutou os mesmos, mas logo teve que se preocupar em desviar assim que um gigante de 20 metros tentou lhe esmagar.

"Não sejam intimidados por ele! Esse novato também é uma ameça, ele cresceu como irmão de consideração de Ace, mas seu pai biológico é o líder do exército revolucionário Dragon!"

Um choque para todos, e o motivo era simples, tinham inúmeras pessoas no mundo que liberavam medo, mas haviam poucos que assim como Barba Branca poderiam ser considerados monstros e demônios, e esses eram Gol D. Roger e Monkey D. Dragon.

Luffy saltou para o lado desviando de outro ataque do gigante, e então Luffy usou suas pernas como molas e saltou até a altura do gigante.

Luffy mordeu seu polegar direito.

Luffy: - Gear Third.

Ele soprou o ar para os ossos de seu braço direito deixando seu braço do tamanho do corpo do gigante a sua frente, Luffy colocou seu braço para trás e o girou inúmeras vezes em quanto o gigante preparou sua clava.

Luffy: - Gomu Gomu No...

Ele parou de girar o braço e o mesmo começou a girar sozinho na direção oposta.

Luffy: - ...GIGANT...

Luffy desferiu o soco na fuça do gigante com tudo.

Luffy: - RIFLE!!!

Os piratas do barba branca começaram a comemorar pelo soco acertado, Luffy teve seu braço voltando ao normal e ele gritou mais uma vez para seu irmão.

Luffy: - ACE!!! VOCÊ PODE ME DIZER O QUE QUISER, MAS EU VOU SALVAR VOCÊ MESMO QUE EU TENHA QUE MORRER!!!

Todos ainda gritavam em guerra e continuavam avançando assim como Luffy que havia pousado no chão.

--------------------------------------------------------------------------------

Barba branca corria pelo campo de batalha ele via mais 5 inimigos em sua direção, ele simplesmente concentrou o poder de sua Gura Gura no Mi na lâmina de sua lança e disparou um corte que quebrou a parede da realidade e causou um tremendo terremoto.

Ainda correndo pelo campo de batalha com um sorriso confiante no rosto ele se depara com mais um obstáculo a sua frente, um gigante 15 metros maior que Luffy derrubou a alguns minutos atrás, sem problema.

Concentrou o poder de sua akuma no mi em seu punho e deu um poderoso soco na barriga do gigante, o gigante sentiu seu estomago sendo destruído, todo o seu interior se embaralhando fora a força do soco que não só criava um terremoto dentro do gigante como que destruía tudo atrás de si.

O gigante foi atirado pra longe, Barba branca novamente foi atrás de Ace.

---------------------------------------------------------------

Explosão.

Luffy caiu pra trás e se levantou mais uma vez, não dava para passar para a praça por causa das inúmeras explosões que aconteciam quando tentavam se aproximar.

E então o chapéu de palha teve uma ideia, ele pegou um pedaço de mastro que estava perto de si.

Luffy: - Jinbei, preciso de um favor.

Jinbei: - Certo!

-----------------------------------------------------------------

Akainu: - ?!

Ele junto de Aoakiji e Kizaru encaravam um míssil de água do mar sendo atirado até si, mas esse míssil parou apenas na frente deles e algo saiu de dentro da água.

Não foi a maior surpresa, era só questão de tempo.

Aoakiji: - Você não acha que é muito cedo para pisar nessa palco?

Kizaru: - Que garoto interessante...

Akainu: - Você realmente se tornou uma ameaça filho de Dragon.

Luffy ignorava totalmente o que eles diziam, ele apenas encarava a plataforma de execução e via Ace, ele apertou o punho.

Luffy: - Devolvam...O ACE!!!

Ele pulou girando o mastro e o jogou contra os almirantes, Aoakiji apenas estendeu sua mão e congelou o mastro o jogando de volta e então Luffy se preparou a mesma coisa que ele fez com os braços agora era com as pernas.

Luffy: - GOMU GOMU NO STAMP GATALINGUN!!!

Ele chutava o mastro congelado o partindo em vários pedaços de gelo que voavam contra os almirantes, porem por serem usuários logia aquilo não causava o mínimo dano a si.

Mas causar dano a eles não era a intensão de Luffy, mas sim distrair, em quanto o gelo iam até eles, Luffy ativou seu Gear Second e tentou passar por baixo com velocidade.

Kizaru: - O plano foi bom eu admito, mas...

Kizaru entrou novamente na velocidade da luz e antes mesmo que Luffy pude-se pensar ou piscar o almirante já estava em sua frente.

Kizaru: - Você é tão lento que até parece que está em câmera lenta.

E um chute naquela incrível velocidade foi dado na cara de Luffy, o chapéu de palha voaria longe se não fosse pelo Yonkou que finalmente chegou no local.

Kizaru: - Barba Branca, cuidar desse garoto vai trazer sua derrota, você está mesmo apostando nele?

Barba Branca levantou Luffy pela perna e encarou o mesmo quase que completamente caído no chão exausto.

Barba Branca: - Eu não me importo com ele, mas ele é o irmão mais novo do meu filho, por isso não posso deixa-lo morrer.

Filho era assim que ele chamava todos os membros da sua tripulação, ele então jogou Luffy para um médico que estava perto de si, e então os 3 almirantes se prepararam, agora era Barba Branca e 2 capitães de divisões contra eles.

Barba Branca partiu pra ciam de Akainu o mesmo tentou um chute, mas foi parado pela lança do pirata, Barba branca então deu um soco que foi defendido por uma parede de magma.

Pelo tremor que espalhou a lava pra longe sua mão não se queimou.

Akainu tentou uma distração e saiu disparando inúmeros punhos de lava, Barba branca passa por eles com ose não fosse nada, e então um ataque surpresa um soco de lava que entrou dentro do peito do pirata.

--------------------------------------------------------

Luffy: - Iva...Por favor me escute...Eu preciso...Dos Hormônios de tensão..

Isso assustou revolucionário, Iva entrou em desespero.

Ivankov: - Eu non posso fazer isso, você ficou maluco?! Essess hormônios reduzzem seu tempo de vvida, só sservem para ser usados como tratamento médico, se você usar assim você vai morrer!

Luffy esticou seu braço e segurou na gola da roupa de Ivankov e o encarou nos olhos.

Luffy: - Se eu não puder lutar...Se o Ace morrer por que eu não lutei...ENTÃO EU PREFIRO MORRER DEPOIS!!!

Ambos os dois se encaravam, Ivankov se surpreendeu Luffy já estava lutando a mais de 10 horas seguidas, foi envenenado e escapou da morte sentindo dor por horas e horas seguidas e com apenas um intervalo de 1 hora de descanso e mesmo assim tinha força o bastante para se segurar e ainda se manter consciente.

Ivankov: - NÃO SEJA IDIOTA, SE VOCÊ MORRER COMO VOU ENCARAR O DRAGON DEPOIS?!?!

Luffy: - Por favor...Me dê...Me dê a força para lutar...ME DEIXE SALVAR O MEU IRMÃO!!!

Luffy o encarava, Ivankov perdeu nessa discussão.

Ivankov: - Tudo bem! Faça como quiser, mas não diga que eu te avisei!

Ele injetou os hormônios em Luffy, o chapéu de palha se levantou, agora com adrenalina, ele já não se sentia cansado, se sentia cansado e sim energético e pilhado.

Luffy: - AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHH!!!!

Ele foi correndo em direção a plataforma, correu e correu sem parar.

---------------------------------------------------------------

Sengoku: - Perdemos tempo demais, executem o Ace!

Os marinheiros entenderam, eles cruzaram as lâminas abaixo do pescoço do pirata que já havia desistido a tempo.

Ace: - Eu não vou fazer nada, se meu destino é ser decapitado então ande logo com isso.

Eles subiram as lâminas.

----------------------------------------------------------------

Luffy: - PAREM!! ACE!!!

Ele tentava se aproximar dando inúmeros golpes desesperados nos inimigos tentando se aproximar de seu irmão.

----------------------------------------------------------------

Barba Branca: - SENGOKU!!! VOCÊ ACHA QUE EU NÃO IREI PARAR ISSO?!?!

Antes que ele pude-se tentar algo, ele recebeu um tiro de luz em suas costas o fazendo quase cair, e quando se virou pra trás, ele viu o responsável.

Kizaru: - Não, não, não, é feio atrapalhar a morte dos outros.

Barba Branca: - Mizeravel...

------------------------------------------------------------------

As lâminas começaram a descer.

-----------------------------------------------------------------

Marco: - ACE!!!

----------------------------------------------------------------

Jinbei: - ACE!!!

---------------------------------------------------------------

Barba Branca: - ACE!!!

---------------------------------------------------------------

As lâminas a centímetros de distância do pescoço de Ace.

Luffy: - PAREM!!!!

Iris ocular roxa.

Assim como a aura que saia de seu corpo e se expandia cobrindo todos a sua volta.

E então quando todos que estavam dentro de aura perceberam alguns começaram a cair.

A aura finalmente sumiu e ao fazer isso, todos que foram pegos desmaiaram ou nem ao menos podiam se mexer.

Luffy voltou a correr sem parar.

Ivankov: - Espera isso de agora pouco foi?!

-----------------------------------------------------------------

O almirante de gelo suava.

Aoakiji: - Ei, ei , ei, isso é brincadeira não é?!

----------------------------------------------------------------

Kizaru: - Isso foi inesperado.

---------------------------------------------------------------

Akainu: - Esse bastardo...

---------------------------------------------------------------

Garp: - Eu deveria ter imaginado que você seria capaz de usar esse poder.

--------------------------------------------------------------

Ace: - Então ele também pode usar o...

---------------------------------------------------------------

Barba Branca: - Esse foi o Haki do Rei.

Nesse exato momento o Yonkou se lembrou de uma coisa que um amigo pirata lhe disse.

---------------------------------------------------------------

Meses atrás.

Barba Branca: - Quando você voltou do East Blue todos se chocaram quando você perdeu um braço...Que tipo de inimigo seria capaz de fazer isso?

Ele virava um gole do seu saquê, em quanto o ruivo a sua frente colocava a mão aonde ficava seu braço.

Shanks: - Eu o apostei...

Barba Branca o encarou e o viu abrir um sorriso no rosto.

Shanks: - Eu o apostei na nova geração.

---------------------------------------------------------------------

Barba Branca: - Então era disso o que você estava falando naquele dia ruivo...

Ele pegou sua lança e bateu no chão com força.

Barba Branca: - PESSOAL!!! ABRAM CAMINHO PARA O CHAPÉU DE PALHA CHEGAR ATÉ O ACE!!!!

"SIM!!!"

Todos fizeram o que foi mandado.

--------------------------------------------------------

Ivankov: - Parece que você alcançou o respeito dele.

Luffy socou a cara de um marinheiro e depois chutou a cara de outro.

Luffy: - Eu não sei o que o Barba Branca fez, mas eu só vim aqui com um motivo...

Ele deu um chute no queixo de um outro marinheiro e levou seu olhar a Ace.

Luffy: - Salvar o Ace!

Eles continuaram correndo e então um pirata (Cujo eu esqueci o nome desculpa.) Cortou o chão fazendo uma rampa até a plataforma onde Ace estava.

Luffy: - Obrigado!

Luffy começou a subir a rampa com um sorriso no rosto, finalmente ele poderia acabar com isso.

Luffy: - EU CHEGUEI ACE!

BOOM!

Luffy sentiu um forte tremor e olhava pra frente, a rampa foi quebrada, ele encarava quem saiada fumaça era ele o encarando e preparado para atacar.

Luffy: - VOVÔ! SAI DA FRENTE!

Garp: - EU NÃO VOU SAIR! POR QUE EU SOU O VICE ALMIRANTE DO QUARTEL GENERAL DA MARINHA!

Ace e Luffy se surpreenderam com isso.

Ace: - Velhote!

Garp ainda tinha coisa pra falar.

Garp: - Eu combato piratas muito antes de você nascer moleque! Se quiser passar daqui...

Garp preparou seu punho.

Garp: - VOCÊ TERÁ QUE ME MATAR PRIMEIRO! LUFFY DO CHAPÉU DE PALHA!!!

Luffy corria indeciso sobre o que iria fazer, ele queria salvar Ace, mas não queria machucar seu avô.

Garp: - POR QUE ESSE FOI O CAMINHO QUE VOCÊS DOIS ESCOLHERAM!!!

Luffy corria na direção de Garp e se recordava do passado.

----------------------------------------------------------------------

10 anos atrás, mesmo antes de Luffy comer a Gomu Gomu no Mi.

Vários macacos atacavam Luffy sem parar de todas as direções, ele caiu de costas no chão de depois um soco que o fez cair de cara para o seu avô.

Luffy: - Que merda...

Ele se levantou e via os macacos lhe provocando sem parar.

Luffy: - Ei vovô por que eu tenho que lutar com eles?

Garp encarou seu neto.

Garp: - Treinamento.

Luffy: - Treinamento? Eu to com fome não quero mais lutar.

Garp suspirou.

Garp: - Seu idiota, para de ser um bebê chorão e treine, um dia você será um grande marinheiro!

Luffy: - Mas eu não quero ser marinheiro, quero ser um pirata.

Isso irritou Garp.

Garp: - SEU IDIOTA!

Ele deu um soco na cabeça de Luffy deixando um grande galo e o garoto se levantou segurando aonde doía.

Luffy: - Aí, aí, isso dói! Nada doí mais que o soco do vovô!

--------------------------------------------

Quase chegando.

Luffy apertou os punhos mais forte por raiva de si mesmo.

---------------------------------------------

Novamente no passado, Luffy agora tinha seu chapéu de palha e já havia comido sua akuma no mi.

Porem agora ele enfrentava um Gorila 3 vezes maior que si próprio.

Luffy tentou uma investida mais foi jogado pra trás, saltou e deu um soco, foi jogado no chão, mais um salto e chute, segurado ejogado pra cima.

Luffy: - GOMU GOMU NO...

Ele esticou o braço pra trás mas ficou preso em uma árvore, e ele ficou pendurado girando, Garp suspirou e se levantou para ajudar o neto preso.

Luffy: - Ei vovô tenho uma coisa pra te dizer.

Garp: - Pode dizer.

Ele a jeitou o chapéu na cabeça de Luffy.

Luffy: - Eu vou ser um pirata!

Garp riu dessa e segurou o garoto e o ajudou a soltar seu punho.

Luffy: - Mas não serei qualquer piratas, eu serei o Rei dos Piratas.

O mais velho arregalou os olhos e então deu um chute em Luffy.

-----------------------------------------------

Horas haviam se passado, estava ficando tarde,Garp carregava Luffy nas costas e então ouviu o som da barriga do neto, ele riu com isso.

Garp: - Mesmo estando cansado e dormindo seu estomago nunca sai da ativa...

Garp virou o rosto para ver a face de seu neto dorminhoco, ele sorriu e voltou a prestar atenção na estrada, no fim Luffy acordou e ouvia seu avô falando.

Garp: - Talvez no fundo você me odeie por eu ser um vovô horrível.

Luffy só escutava seu avô.

Garp: - Mas, Luffy, a razão pra eu te treinar tão severamente para ser marinheiro é por que...Que eu não quero que você se desvie do caminho da bondade não importa o que aconteça, esse é o meu desejo.

Luffy mais uma vez fechou os olhos, mas ainda estava acordado.

Garp: - Ei Luffy, quando chegarmos vamos comer um grande banquete por que eu venci na marinha, poderá comer assim quando for uma marinheiro HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Luffy apenas apertou a camisa de seu avô.

-------------------------------------------------------------------

Luffy: - Eu não posso...EU NÃO CONSIGO VOVÔ, POR FAVOR SAI DA FRENTE!

Garp: - SE VOCÊ NÃO CONSEGUIR O ACE MORRE!!!

Luffy: - NÃO!!!

A última carta na mangá de Garp.

Garp: - Luffy! Eu te considero...

Ele preparou o punho.

Garp: - O MEU INIMIGO!!!

O grito foi alto e claro o bastante para todos do campo de batalha escutar isso.

Luffy se agachou e ativou seu Gear Second, cerrou seu punho, por mais que doe-se, por mais que ele não quisesse, era preciso.

Garp fez o movimento pro soco, Luffy esticou seu braço.

Garp no último momento se lembrava de tudo o que fez com Luffy...Ele fraquejou.

Luffy: - Me desculpe vovô...

Luffy desferiu o soco na cara de Garp, forte o bastante para arremessa-lo do outro lado de Marineford, ele continuou a correr sentindo dor, mas ele não poderia parar.

E então Luffy finalmente chegou na plataforma de execução. 

Luffy: - Finalmente...Eu cheguei Ace!

Ace: - Luffy...Você...

Luffy: - Calma ai Ace, eu tenho a chave pra isso.

Mas antes que pude-se tentar algo eles viram uma sombra gigante.

Sengoku: - Acham mesmo que eu vou deixar?!

Ele estava com a pele dourada e estava 10 vezes maior que todo o local.

Luffy: - Aguenta só mais um pouco Ace, eu vou cuidar desse bastardo.

Luffy mordeu seu polegar, Sengoku desferiu o soco porem abarriga de Luffy encheu de ar e ficou maior que o punho do gigante dourado além de amortecer o dano.

 A plataforma se quebrou, Luffy acabou voltando ao normal.

---------------------------------------------------

Marinheiro: - ATIREM E MATEM OS DOIS AGORA!!!

Disparos e mais disparos.

Explosão.

Uma enorme cortina de fumaça foi criada aonde Ace e Luffy estavam por conta das balas de canhão.

De dentro da fumaça.

Fogo.

Esse fogo tomou o formato da bandeira dos piratas do Barba Branca.

Ace: - Você não mudou nada Luffy...Continua sempre fazendo as maiores bagunças!

Ace segurava Luffy em quanto o mesmo se ajeitava no ar sorrindo, eles iriam cair na praça cercada por marinheiros.

Ace: - Luffy, pegue distânica.

Luffy: - Tá!

Ace: - Pilar!

Ele jogou uma onda de chamas ao chão como se fosse um pilar de fogo, e quando o pilar sumiu os dois irmãos pousaram.

Ace: - Você me salvando, tenho que admitir que nunca esperei e nem imaginei isso.

Luffy apenas coçou o nariz.

Luffy: - Agora é luta para sairmos daqui.

Ace: - É...

Armas de fogo, disparos e mais disparos, as balas atravessavam Ace que era feito de fogo e quanto a Luffy...Elas ricochetearam e voltaram para os atiradores.

Espadachins tentaram o cortar, mas Ace entrou na frente e foi cortado no lugar de Luffy, mas por ser feito de fogo as lâminas o atravessaram.

Ace: - Ele é meu irmão mais novo tomem cuidado.

Ele disparou dois punhos de fogo neles, um outro tentou bater em Ace com uma clava,mas Luffy o chutou pra longe.

Ace: - Higan!

Ele fez as mãos como pistolas e das pontas dos dedos disparos de chamas que acertavam os inimigos, e pra finalizar.

Ace: - HIKEN!

Um imenso punho de fogo fez os marinheiros saírem voando pra longe, os irmãos começaram a correr pra longe dali.

Mias um grupo de marinheiros se aproximavam, agora era com o mais novo, punhos cerrados, Gear Second ativado.

Luffy: - Gomu Gomu No...

"SORU!"

Luffy os via se mexendo e então.

Luffy: - ...Jet Gatalingun!

Sua metralhadora ficou ainda mais rápida e ele derrubou todos os marinheiros que cercavam ele e Ace, eles voltaram a correr pra fora dali.

Mas isso não durou muito...  

Alguém se aproximava...

Akainu: - Os piratas do Barba Branca tentando salvar um companheiro sem achar que irão morrer, como são burros.

Ace: - Como é que é?!

Marco: - Calma Ace, ele só quer nos irritar, fica calmo.

Eles continuavam correndo em linha reta, mas o almirante foi insistente.

Akainu: - Bom não me surpreende afinal o capitão de vocês sempre foi...Um perdedor de uma era morta.

Fim de paciência.

Ace parou de correr.

Luffy: - Ace!

Ace: - Retire o que disse...

Ele se virou e seus punhos acenderam em chamas.

Akainu: - Eu só falei a verdade, seu verdadeiro pai, Gol D. Roger deu a vida para abrir as portas para essa nova era, mesmo sendo uma marinheiro eu admito ele sim mereceu o título de "Rei dos Piratas",e quanto ao Barba Branca? Ele só ficou se escondendo, mesmo após a morte de Roger ele nunca foi capaz de supera-lo, é só um perdedor.

Ace: - JÁ CHEGA!!!

Ace soltou um Hiken contra Akainu, mas o almirante devolveu com um imenso punho de lava.

Akainu: - Você terá o mesmo destino que o perdedor do Barba Branca.

Ace foi jogado pra trás com o braço queimado pelo magma.

Luffy: - Ace!

Ele tentou se mexer,mas estava em seu limite, ele caiu de joelhos no chão.

Akainu: - O rei dos piratas, Gol D. Roger, e o Líder do exército Revolucionário Dragon, só de imaginar os filhos desses dois sendo meio-irmãos é assustador, todos podem fugir, mas eu juro que vocês dois irão morrer,observem...

Ele virou o olhar para Luffy.

Ace: - Ei, para!

Akainu pulou sobre Ace e foi socar Luffy...

Akainu: - Você deu sorte...Chapéu de Palha.

Na frente de Luffy.

O punho do almirante de lava.

Atravessando o peito de...

Portgas D. Ace.

Akainu tirou seu punho de dentro de Ace, e o punhos de fogo caiu ajoelhado sobre o chapéu de palha.

Luffy: - Ace...

Luffy segurou seu irmão.

Akainu: - Você é o próximo, filho do Dragon!

Ele iria tentar mais um soco, porem a água do mar apareceu e o impediu.

Jinbei: - Você não vai mais fazer mau a o Ace e o Luffy!

O cavaleiro do mar tentava o segurar.

-------------------------------------------------------------------------

Ao longe marinheiros viam tudo acontecer,e alguém se aproximava com ódio nos punhos.

Marinheiro: - Vice-Almirante Garp?

Garp andava em linha reta porem alguém entendeu suas intenções e por isso alguém o jogou de cara ao chão.

Sengoku: - Garp o que voc-

Garp: - É melhor...Que você me segure assim...

Sengoku não entendeu, mas só foi preciso a próxima frase.

Garp: - Se não, eu vou matar aquele desgraçado do Akainu.

Sengoku logo se lembrou o motivo de Garp fraquejar com Luffy, por mais que fossem lados opostos por mais que fossem inimigos, Garp ainda os via como seus netos.

Sengoku: - Seu idiota...

Eles apenas observavam.

-------------------------------------------------------------

Akainu: - Idiotas, não conseguem perceber que é o fim pro punhos de fogo? Vejam!

Todos olhavam na direção dos irmãos, eles estavam abraçados, Luffy tentava contar o sangramento nas costas com sua mão direita.

Luffy: - Ei, ei, Ace...Você vai ficar bem não vai?

Luffy encarou sua mão que tentava parar o sangramento, a palma da mesma estava somente vermelha com o sangue do irmão.

Luffy: - Ace...Temos que ir logo atrás de um médico e cuidar dos seus ferimentos...

Ace: - Me desculpe...Luffy...

Isso assustou o irmão mais novo, Ace nunca se arrependia de seus atos.

Ace: - Por minha causa...Você fez grandes loucuras...Mas ainda assim, não pude ser salvo...Eu não queria...Que você passa-se por essa dor de novo...Me desculpe.

Luffy tremia por completo os olhos estavam arregalados, sua esperança aos poucos morria.

Luffy: - O-o que você ta falando? Não seja idiota!

Ele virou o olhar para os aliados que estavam próximos, o desespero tomava conta de si, ele não queria aceitar.

Luffy: - Por favor alguém o ajude! Por favor salvem o Ace!

Ninguém se mexia, todos ali sabiam como isso iria doer.

Luffy: - Ei? ninguém?! Por favor! É o Ace!

Alguém finalmente se mexeu.

Pirata: - Por aqui rápido!

Médico: - Tá!

Ivankov apenas observava em choque.

Médico: - Ace, você está bem?!

Luffy: - Por favor...

Médico: - Me mostre a ferida!

Luffy: - Certo!

Talvez um pingo de esperança.

Ele tirou a mão e mostrou o ferimento, o médico abaixou a cabeça em tristeza.

Não era possível fazer nada.

O punho tinha atravessado o corpo de Acei fazendo um grande buraco que era possível até mesmo ver o corpo de Luffy do outro lado, sem contar as queimaduras internas.

Luffy: - Ei...O que foi? Ande logo e ajude ele!

Só foi preciso de poucas palavras.

Médico: - Me perdoem...

Luffy tinha seus corpo mais tremulo, sua esperança estava sumindo de novo, mais uma vez, seu mundo caía sobre si aos poucos.

Luffy: - O que?

Ele se irritou.

Luffy: - O que você ta falando?! Faça alguma coisa!

O médico tremia e tinha a sombra de seu chapéu em sua cara.

Luffy: - Ei, ei! Você é médico não é?!

Ace: - Não adianta Luffy...Ele não só fez o golpe me atravessar...Ele também me queimou por dentro...Não vou...Durar muito tempo...Sei bem quando...Chegou a minha hora...

Luffy fazia o máximo pra não chorar, ele tremia ainda mais, o medo lhe consumia, o desespero, a dor física não era nem mesmo cócegas ao que ele começava a sentir agora.

Luffy: - Não diga isso...

Sua última ideia, era a única coisa que ele podia pensar.

Luffy: - Iva! Por favor, seus hormônios podem o salvar não podem?

Ele virou o olhar para o homem que é amigo de seu pai, o revolucionário apenas fechou os olhos por não conseguir fazer nada.

Luffy: - Por favor, o Ace va-

Ele foi interrompido.

Ivankov: - Mugiwara-boy!

Ivankov infelizmente tinha que o fazer cair na real.

Ivankov: - O Ace-boy...Já não mais...

E agora aos poucos tudo em sua volta se quebrava.

Não era possível.

Não era verdade.

Ele tinha...

Luffy: - Você não me prometeu? 

A mão de Luffy continuava sobre o ferimento, sua voz estava fraca e era de choro, qualquer um sabia que ele tentava ser forte.

Luffy: - Você...Disse que nunca morreria...Não disse?!

Ele apertava o punho, seu desespero aumentava mais.

Mesmo que tive-se 17 anos, Luffy ainda era como uma criança que nunca queria aceitar a dura verdade de que pessoas partem um dia.

Luffy: - ACE!

Luffy agora tinhas lágrimas nos cantos dos olhos.

Luffy: - Ace...Você me prometeu...

Ace encarava tudo oque tinha atrás de Luffy, mas na visão de Ace ele não via uma guerra.

Ele via um local escuro com uma chama acesa no centro de tudo.

Ele se lembrava dapergunta que fez a Garp a muito tempo atrás.

"Pra que eu nasci?"

Ace: - Eu...Provavelmente...Nem iria querer viver...Se não fosse o Sabo...E por ter tido você como um irmão mais novo.

Luffy não fazia mais nada.

Ace: - Ah é...Se você...Algum dia ver a Dadan, mande lembranças.

Luffy segurava o choro para não o interromper.

Ace: - Por alguma razão, agora que eu vou morrer...Até o nome dela me parece fazer chorar.

Luffy: - Por isso...Não morra!

Ele apertou o punho e enterrou o rosto no ombro de Ace.

Ace: - Só me arrependo...De uma coisa.

Ace estava com a mão sobre o chapéu de palha de Luffy.

Ace: - De não poder...Te ver realizando seu sonho...Mas...Eu tenho certeza que você consegue, você é meu irmão mais novo.

Ace se lembrava do passado.

--------------------------------------------------------

10 Anos atrás.

Ace: - Vamos viver uma vida sem arrependimentos!

O mais novo concordou.

Ace: - Nós vamos para o mar algum dia...Vamos viver como quisermos! Seremos os mais livres do mundo!

------------------------------------------------------

Ace: - Exatamente como prometemos...Eu vivi minha vida...

Ace mesmo que quase morto conseguia sorrir.

Ace: - Não tenho, nenhum arrependimento.

Novamente Luffy veio a falar.

Luffy: - Isso não é verdade! Mentiroso!

O sangue pingava pelas suas mãos.

Ace: - Não estou mentindo, oque eu realmente queria...Não era fama nem nada do tipo.

Ele ainda conseguia manter seu sorriso, mesmo que estando quase morrendo.

Igual a como seus pais fizeram.

Ace: - Eu só queria saber, o por que eu nasci...O que eu queria...Era essa resposta.

-------------------------------------------------

Quando o conheceu e o enfrentou.

Barba Branca: - Seja o meu filho.

-------------------------------------------------

No inicio da guerra.

Barba Branca: - Meu amado filho está bem?

-------------------------------------------------

Ainda correndo em sua direção.

Luffy: - Eu sou...O SEU IRMÃO!

-------------------------------------------------

Após derrubar o gigante.

Luffy: - DIGA O QUE QUISER, MAS EU VOU SALVAR VOCÊ MESMO QUE QUE MORRA!!!

-------------------------------------------------

No meio da guerra.

Barba Branca: - Homens! Salvem o Ace e destruam a marinha!

------------------------------------------------

De frente contra os 3 almirantes sozinho.

Luffy: - DEVOLVAM O ACE!!!

------------------------------------------------

Finalmente chegando a plataforma.

Luffy: - Finalmente...Eu consegui Ace!

Ele sorria igual uma criança.

------------------------------------------------

No meio das chamas, a última pergunta que ele iria lhe fazer em vida.

Barba Branca: - Eu fui um bom pai?

-----------------------------------------------

Para os irmãos estava tudo em câmera lenta.

Ace: - Eu...Não posso falar alto o bastante para todos meu ouvirem...

As lágrimas de Luffy tomavam conta de seus olhos.

Ace: - Por favor...Diga a eles...O que eu te disser agora...

Luffy segurava o choro ele sabia que essas próximas seriam as últimas palavras de Ace.

--------------------------------------------------

As costas de Barba Branca.

"Pai..."

------------------------------------------------

Jinbei, Marco e Vista encarando Akainu de frente.

"Pessoal..."

----------------------------------------------

Ace: - E você, Luffy...

Luffy tremia em choque mais ainda o ouvindo.

Ace: - Mesmo que com o sangue desse demônio nas minhas veias...

----------------------------------------------

Um mau pressentimento.

Barba Branca se virou e via Luffy segurando Ace.

"Obrigado..."

O Yonkou não aguentou e começou a derramar lágrimas.

--------------------------------------------------

Ace: - Por terem me amado.

Agora até mesmo Ace chorava junto de Luffy.

Com as últimas forças em seu corpo.

Ace sorriu.

E se entregou.

Olhos fechando.

Seu corpo pesou.

Ele caiu do apoio de Luffy.

E foi direto ao chão.

Na guerra dos melhores.

Em marineford.

O punhos de fogo.

Portgas D. Ace.

Morreu com um sorriso no rosto.

Luffy: - Ei...Ace...

Ele encarava o corpo de seu irmão.

Luffy: - Ace...

O sangue de Ace em suas mãos.

Luffy: - Ace...

As lágrimas tomaram conta.

Um grito em conjunto do choro para todos na ilha ouvir.

"ACE!!!"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Esse meu sacrifício não foi feito pra te fazer chorar..."

"Mas sacrifico o meu sonho."

"Para o seu se realizar."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Me desculpem, eu sei que eu resumi um arco que foi extremamente foda em poucas palavras, mas infelizmente não posso escrever o arco inteiro aqui né, levaria 1 ano pra fazer isso.

Sério eu me sinto meio fraco por não conseguir passar a emoção que esse anime consegue passar em todas as cenas que já apareceram aqui.

Em fim espero que tenham gostado, faltam 3 ou 4 capítulos pro fim da fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...