1. Spirit Fanfics >
  2. Flashes do Passado (KTHxKNJ) >
  3. 7.Preocupações

História Flashes do Passado (KTHxKNJ) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - 7.Preocupações


Fanfic / Fanfiction Flashes do Passado (KTHxKNJ) - Capítulo 7 - 7.Preocupações

Cap 7



Desde que Tae começou a faculdade e Namjoon o conheceu, sentia algo estranho.
Namjoon sempre foi o professor legal, que todos gostavam e ao mesmo tempo mantinha sua vida privada fora dos corredores do Instituto. Mesmo que os boatos sobre namorar seu melhor amigo e professor de fisioterapia, Jeon Jungkook, Namjoon não se importava com as especulações.

Todos os dias ao encontrar Tae, sempre foi como uma escavação em seu terreno bem construído, como se os muros e todas suas seguranças fossem destruídas aos poucos.

Ele se sentia curioso por Tae, aquele aluno complexo e diferente de todos os outros. Ele com certeza era um destaque em suas aulas. Suas roupas largas, sorriso retangular, cabelos desgrenhados de modo bonito e muitas vezes com os pés descalços ao fazer pinturas e esculturas em classe.
Namjoon sempre ficava anestesiado observando o mais novo.

Jungkook e Yoongi já estavam cheios de ouvi-lo falar do aluno, e sempre diziam que o amigo estava apaixonado mesmo que ele não quisesse aceitar.

Quando Namjoon soube do assassinato na TV, estava na sala dos professores e não estava sozinho. A diretora estava fazendo sua parada para o almoço e, como esta se mostrou em tremendo alarde com a notícia, não deixou de perguntar sobre o assunto.

A mais velha no momento da preocupação esqueceu completamente que Tae havia lhe pedido para manter em total sigilo, quando se deu conta já havia dito tudo a Namjoon. Embora a mais velha não soubesse do caso, sabia onde Tae estava toda manhã.

Namjoon não conseguiu deixar de se preocupar, mas não sabia o que fazer ou falar para mostrar ao mais novo que se preocupava, sem colocar seus desejos pra fora.

Muitas vezes se sentia sujo em imaginar um romance com o mais novo, mas, mesmo sendo dez anos mais velho, não se sentia tão velho assim.
Ele sabia que era loucura, mas muitas vezes sonhava em andar de mãos dadas com ele, afagar seus cabelos, beijar seus lábios e ficar em casa vendo filmes ou cozinhando juntos, ou dormindo juntos. Mas para Namjoon essas possibilidade sempre foram nulas, fora que, se ele fosse pego namorando um aluno, sua carreira já era.


-Você tem certeza que não quer ir para o hospital? -questiona Siyeon.

Tae acordou em menos de dois minutos após o desmaio. Os paramédicos nem tiveram tempo de fazer algo. A polícia havia acabado de chegar ao local quando ele desmaiou.

-Estou bem... eu só preciso sair daqui... -diz se sentindo tonto. Jin que está próximo o ajuda a levantar.

-Eu posso dar uma carona pra casa! -um policial se aproxima, chamando atenção para si.
-Policial Wang! -se apresenta.

-Kim Taehyung... você não é coreano.. -Tae murmura pensativo pelo sobrenome incomum.

O policial sorri e nega a pergunta do mais novo.

-Sou chinês, moro aqui quinze anos, sou casado com uma coreana. -explica dando de ombros, não devia satisfação.
-Algum problema pra você?

-Não, só fiquei curioso. Desculpe! -pede Tae sem graça. O policial ri apenas se divertindo.

-A carona está de pé, vamos? -Tae assente.

-Quer que eu vá com você? -pergunta Jin.

Os outros membros do grupo vão se retirando com o restante da equipe médica, ficando apenas os policiais no local.

-Não precisa, a gente se ver na faculdade mais tarde... -avisa Tae totalmente disperso.

O policial loiro o acompanha até o carro. E mesmo Tae estando com receio, pois é um estranho, ele vai.

°

-Está entregue! -o policial avisa assim que para o carro em frente ao apartamento. Tae assente. Vieram o trajeto todo sem conversar.

-Foi assassinato? -Tae questiona. O policial sente que ele está abalado pelo tom de sua voz.

-Não é uma boa hora..

-Foi assassinato, policial Wang? -questiona novamente com um suspiro no final.

-Eu tenho pra mim que sim, é impossível alguém conseguir se pendurar de uma altura daquelas sem uma escada ou alguém pra pendura-lo... -cita os fatos. Tae sente seu corpo estremecer.
-Olha, esse é o meu cartão. Qualquer coisa, hora, dia, se algo acontecer a você ou você precisar de algo, pode me ligar, okay?

Tae encara o rosto do outro, notando as feições leves e amigáveis do policial. Então pega o cartão em suas mãos.
"Jackson Wang"

-Obrigado pela ajuda! -pede saindo do carro.

-Se cuida! -Jackson fala dando partida no carro.


-Tae, você está bem??? -Jimin exclama logo que o mais novo abre a porta. Hoseok entra na casa observando todos os cantos, está tão nervoso que apenas segue para cozinha para tomar água.

-Ele tá bem? -Tae pergunta fechando a porta.

Jimin nega suspirando, tentando acalmar seu coração.

-Ele viu o noticiário, viu sobre o suposto suicídio onde você faz o grupo de apoio, então ele surtou, liguei pra você e você não atendeu então...

-Ele tirou as próprias conclusões! -Tae completa a frase de Jimin, que assente.

-Devia ter nos ligado! -Jimin da um tapa no ombro de Tae antes de abraça-lo com força.
Tae sorri por se sentir seguro.

Quando chegou em casa não conseguiu ligar para os amigos. Estava entorpecido pela cena forte que viu mais cedo. Ele apenas chorou bastante sentindo algo doer em seu peito, antes de acabar dormindo.
Seu celular estava no silencioso, por isso não ouviu as chamadas.

-Você me deixou preocupado.. sabia? Tem noção disso? Eu não sabia o que fazer, eu fiquei tão desesperado... você... -Hoseok não consegue terminar, só em pensar que aquela pessoa morta era o amigo, o fez chorar todo o caminho até a casa do mais novo, pedindo aos céus que não fosse ele na notícia.

-Me perdoa hyung, eu sinto muito, mas estou bem! -avisa se soltando de Jimin para abraçar o mais velho.


-Então podem me dizer o que aconteceu para brigarem ontem? -questiona Tae tentando focar sua mente em outra coisa que não seja a cena de seu colega morto mais cedo.

Hoseok e Jimin se entreolham sem jeito.
Eles raramente brigavam, mas quando acontecia geralmente era algo sério.

-Eu entrei numa briga com o professor Min, e o Jimin vai pagar por isso, ele deu mais coisas pra ele fazer de atividade... -comenta Hoseok com a voz baixa.

Tae fica surpreso. Hoseok nunca foi violento.

-Mas.. como foi isso?

-Ele encontrou o professor no supermercado, e o retardado fez uma brincadeira sobre mim, o Hoseok não gostou e bateu nele... -Jimin comenta se virando para olhar Tae, com os olhos brilhantes.

-O que ele disse exatamente? -Tae pergunta curioso. Hoseok não era esse tipo de pessoa.

Hoseok fica sem graça e Jimin ri.

-Ele disse "a você é namorado do Park, aquele aluno mimadinho.".. -Hoseok imita a voz de Yoongi fazendo Tae sorrir um pouco.

-Então ele levou um soco, foi parar no hospital e quando voltou disse que eu teria que me esforçar muito pra finalizar o ano... então a gente brigou, porque meu futuro depende disso..

-Ele defendeu o loirinho! -reclama Hoseok tristonho. Jimin afaga sua bochecha e beija o local como um pedido de desculpas silencioso.

-Eu não o suporto, mas não é motivo pra você bater nele... eu não ligo pro que ele fala de mim...

-Mas você ficou com raiva de mim e eu só queria te defender... -murmura Hoseok falando rápido com um bico se formando em seus lábios. Tae apenas observa a expressão do amigo mais velho pelo retrovisor.

-Não vou mais brigar! -exclama Jimin interrompendo outro.
-Eu agradeço você meu amor, eu so fiquei com medo... me perdoa! -pede com um sorriso leve, deixando um beijo no pescoço de Hoseok, que sorri e assente, enquanto presta atenção na estrada.

-Fico feliz que se entenderam... -murmura Tae voltando o olhar para faculdade que está próxima.
Jimin segura a mão do amigo por estar aliviado, o fazendo se sentir confortável.

°

-Você está bem... ainda bem!! -Jungkook pega Tae de surpresa ao segura-lo no meio do corredor.

Namjoon já havia falado com Jungkook quando soube do suposto suicídio e ficou alarmado, com o coração na mão.

Jungkook não poderia estar mais feliz em ver Tae vivo.

-Como é? -Tae se afasta de Jungkook sem entender, achando o professor maluco.

Jungkook ri sem jeito, arrumando a camisa de linho branca, percebendo o modo abrupto em que chegou no mais novo.

-Desculpe, eu vi o noticiário... e o Namjoon... -Tae fecha os olhos e nega, fazendo o professor parar de falar. Tae não quer acreditar que Namjoon contou pra outra pessoa.
Jungkook não sabe o que está acontecendo, mas se cala e espera.

-Eu não sei o que ele tem haver com isso, nem sei porque ele contou sobre algo que eu queria sigilo... mas por favor, toma conta do seu namorado e me deixe em paz! -reclama baixo, sem encarar o rosto do mais velho.

Tae sabia que Namjoon lhe disserá que não namorava Jungkook, mas ele queria acreditar que sim, mesmo com sua declaração no outro dia, porque pra ele era mais normal e fácil aceitar ser magoado, como sempre acontecia.

Foi assim quando conheceu Hoseok e Jimin, teve crush em ambos, antes que esses começassem a namorar, e mesmo nunca contando aos amigos, sofreu calado, mas atualmente não existia nada além do sentimento de irmandade.

-Hey, de onde tirou que eu namoro meu amigo de infância? -Jungkook questiona tirando Tae de seus pensamentos.

O aluno se espanta ao ouvir tal declaração do professor.
"Amigos de infância"
Isso martela em sua mente em vários modos diferentes, até sua mente entender o que o outro acabará de dizer.

Tae está com os olhos perdidos no nada, enquanto o professor Jeon passa as mãos cuidadosamente nos cabelos castanhos, encarando o mais baixo com um sorriso nos lábios. Finalmente sentindo que a vida amorosa do amigo, pode quem sabe ir pra frente graças a sua pequena revelação.

-Vocês..

-Não Kim Taehyung, eu Jeon Jungkook não namoro seu professor Kim Namjoon. Somos amigos desde os seis anos de idade, crescemos juntos, nossas mães são amigas. E sou casado com uma moça linda e etc! -comenta ficando um pouco impaciente, ele só quer que o mais novo entenda que não há nada entre ele e Namjoon.

-Eu... preciso ir pra aula professor Jeon... -Tae baixa os olhos passando por Jungkook rapidamente, como se fugisse.

O mais velho observa o aluno quase correr para sala, se tocando que ele precisa dar aula e está quase atrasado.

.

Namjoon não poderia está mais agradecido ao ver Tae entrar meio atrasado em sua aula recém iniciada.

Tae segue para seu local de sempre.
A aula se segue até Namjoon aplicar uma atividade de pintura em tela. Todos haviam sido avisados, mas Tae estava passando por tantas coisas que não foi possível lembrar.

-Sinto muito por não ter trazido o material... -diz baixo a Namjoon. Estão lado a lado observando toda a sala espalhada com suas telas enormes e todas as cadeiras e mesas no fundo da mesma.

Namjoon sorri enquanto observa o perfil de Tae. Os olhos do aluno brilham vendo as telas e pincéis. Infelizmente Namjoon não havia trazido material a mais para sala, ficou tão preocupado com a notícia que apenas correu para faculdade, não queria aparecer na casa de Tae novamente sem ser convidado.

-Eu..

-Tae!! -Namjoon e o que foi chamado olham para a porta da sala e observam duas cabeças sorridentes. Jimin e Hoseok.

-Não deviam estar em aula? -pergunta Namjoon sério mudando sua postura. Tae observa os amigos sem entender a aparição.

-Viemos trazer sua tela! -avisa Jimin abrindo a porta.

Hoseok entra com a mesma e Jimin com a aquarela e pincéis.

-Você não lembra, mas eu disse que deixaria no meu carro pra hoje! -Hoseok sorri deixando a tela ao lado de Tae na parede.

-Aqui suas armas! -Jimin entrega o material de Tae e este se esforça pra não chorar, ele realmente não lembrava de ter falado com os amigos sobre o projeto e não poderia se sentir melhor por tê-los.

-Obrigado! -diz segurando as mãos de ambos.

Namjoon apenas observa, feliz em ver tal cena. A amizade entre eles era como a dele com Jungkook e Yoongi, que é primo do último citado. Embora a amizade entre ele e Jungkook fossem mais longa e Yoongi fosse mais novo, era bom ver que Tae tinha o apoio.

-Desculpe atrapalhar professor Kim! -pede o menor com uma reverência.

-Já estamos indo, até o almoço Tae! -Hoseok diz pegando a mão de Jimin enquanto correm para fora da sala.

Tae os observa, até uma mão se fazer presente em seu ombro e criar uma eletricidade que percorre todo seu corpo o fazendo arrepiar.

-Você ainda tem vinte minutos pra fazer, se quiser! -avisa o professor sorrindo. Tae sorri de volta e se atreve a tocar no rosto do mais velho.

-Vou começar! -diz com um afago rápido e imperceptível na bochecha alheia. Namjoon estremece com o toque surpreso e repentino do mais novo.
Os outros alunos estão muito concentrados na atividade para notar.

Tae se afasta com a tela, se posicionando em seu lugar de sempre, se preparando para começar a pintar.
O tema é amor e dança.

Namjoon paralisa os observando os mais novo começar a colorir a tela.

Não perde tempo ao começar traçar às linhas de seus dois amigos dançando juntos, valsa. Eles não faziam dança, mas amavam dançar, principalmente juntos.

.

Em menos de vinte minutos Tae tinha uma tela preciosa com muitas cores, sons e os rostos do seus melhores amigos dançando apaixonados.

Ao final da aula, após todos apresentarem suas obras. Tae mandou uma mensagem aos seus amigos avisando que precisava de ajuda com a tela, só pra ver a cara deles com sua singela homenagem.

°

-Não acredito que fez isso!! -exclama Hoseok eufórico e desacreditado. Jimin só sabe rir e se emocionar ao ver seus traços e de seu amado na tela.

-Sério mesmo que você fez isso?? -questiona Hoseok novamente. Tae assente rindo sem graça.

Namjoon se aproxima vendo a algazarra na sala.

-Ele fez cada traço, em dezoito minutos e em todos os meus anos de ensino, eu nunca tive um aluno tão talentoso quanto o amigo de vocês! -diz se virando para Tae, capturando o olhar alheio para si.

Jimin e Hoseok se entreolham sorridentes com o clima que sentem entre os dois.

-Ele é incrível! -Jimin complementa, piscando descaradamente para o amigo.

-Você tem razão Park, e não estou dizendo isso só porque gosto dele. -o professor paralisa e Tae petrifica.

O rosto de ambos muda de cor igualmente. Jimin e Hoseok os encaram antes de se encarar, os dois se segurando para não rir da situação toda.

Namjoon se vira para saída, pega as coisas e sai correndo da sala.

-O que foi isso??? -Jimin quase grita. Hoseok tampa sua boca com as mãos. Tae encara ambos e conta sobre a noite que o mais velho apareceu em sua casa.



-Não acredito que você não contou antes.... -Jimin diz pensativo enquanto come. Estão no refeitório da faculdade.

-Tem muita coisa acontecendo comigo... teve dois assassinatos no meu grupo de apoio, tem atividades da faculdade, terapia, tem o novato Jin falando coisas que parece flerte, o Namjoon falando coisas que parece paixão, o Jungkook me confirmando que não namoram... é muita coisa pra raciocinar... -exclama irritado, estava se sentindo pressionado de todos os lados.

Tae apoia os cotovelos na mesa e passa as mãos pelo cabelos os bagunçando.
Hoseok passa a mão nas costas de Tae e sorri para o mesmo.

-Desculpa, Tae... -Jimin segura em sua mão.

-Tudo bem... eu estou com medo... medo do assassino... medo de me apaixonar mais pelo meu professor ou me aproximar mais do Jin... eu só queria que minha vida voltasse ao normal... -expressa seus sentimentos encarando o prato vazio.


°

As aulas se seguiram e o trabalho também.
A noite, Jimin e Hoseok dormiram na casa de Tae pois este estava com medo de ficar só, mesmo que ele não tenha dito ou pedido para que os amigos ficassem em sua casa.

A madrugada não foi tranquila e Tae acordou os amigos diversas vezes por causa de seus pesadelos.

As lágrimas e pedidos de desculpas foram o cenário da madrugada. Jimin e Hoseok que estavam dormindo no chão, ficaram cada um de um lado do mais novo e dormiram todos juntos e aninhados, deixando o mais novo tão relaxar o que conseguiu dormir sem remédio algum, apenas com a segurança de ter seus amigos ao seu lado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...