1. Spirit Fanfics >
  2. Flawed Love >
  3. Você é lésbica?

História Flawed Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Ola manas como que tá a quarentena de vocês? Bem mais um capítulo pra vocês, matarem o tempo. Espero que gostem.
Boa leitura

Capítulo 3 - Você é lésbica?


Fanfic / Fanfiction Flawed Love - Capítulo 3 - Você é lésbica?

Pov's Jeon Jungkook 

Estava em uma festa com os meninos, não sou muito disso mas como eles insistiram me deixei levar, então estava sentado em uma mesa mais afastada de olho nas pessoas, alguém me chamou atenção, alguém não, ela, a pessoa que assombrou meus sonhos com seus olhos azuis e seus sorriso doce e misterioso. Ela estava linda, linda não, ela estava sexy, mas mesmo com uma roupa que  a deixava quente como e inferno e rebolando de forma que me fazia imaginar como seria ter ela na cama, ela ainda contia em seus olhos um olhar ingênuo e inocente. 

Hope olhou diretamente pra mim e depois de sorrir e tomar um gole do que havia em seus copo veio em minha direção, se fosse um tempo atrás eu ia pirar pois não podia ficar perto de mulheres, não que eu tivesse medo, eu só não sabia como me aproximar delas então sempre que alguma garota que não fosse army viesse falar comigo eu fugia.

-Oi, você estava no dia do meu aniversário né? - ela fala mostrando aquele seu sorriso de lado que ficava ainda mais bonito com seu batom vermelho

- O dia que você jogou um vibrador no bolo do meu amigo, como esquecer - falo me lembrando do vibrador cor de rosa que ficou cravado no bolo de aniversário do Hoseok

- Jungkook não é? - apenas assisto com acabeça mas fico contente por ela lembrar meu nome - e os seus amigos? - Ela pergunta olhando em volta sem encontrar nenhum deles perto de mim 

- Devem estar dançando com alguém por aí - olho ao redor na tentativa de encontrar algum deles mas é totalmente falha 

- E você não quer vir dançar comigo? - Hope sorri e se levanta esticando a mão para mim, demoro um pouco pensando em que desculpa dar para não ter que dançar porém ao olhar em seus olhos desisto de tudo e pego em sua mão sendo guiado para a pista de dança 

Começa a tocar uma música animada a qual eu desconheço mas começo a me mexer assim como Hope, a música é meio sensual e Hope da umas reboladas quase encostando em mim. Depois de uma três músicas seguidas meus pés doem, meu corpo está cansado mas eu não quero sair de perto dessa menina.

- Eu tô com fome! - ela vira e fala assim que a música termina e tem um tempo até a próxima começar - vamos sair pra comer?

- Vamos - falo alto já que a música já tinha começado 

- Eu vou avisar meus amigos e já vamos - ela fala e some no meio das pessoa, eu volto para a mesa onde eu estava para pegar meu casaco e meu bone para não ser reconhecido na rua.

Não demora muito e ela aparece novamente agora com uma bolsa, saímos empurrando algumas pessoas, mas conseguimos sair, como ela estava sem carro e eu também andamos pelas ruas escuras de Seattle até um restaurante com janelas grandes e luzes penduradas por todos lados dando um estilo retrô pro ambiente, nos sentamos no fundo e pedimos uma torre de batatas fritas com muito queijo e dois copos enormes de milkshake de banana com nutella

-Então você fez xixi na frente de todo mundo? - falei rindo enquanto comia uma batata

- Sim a professora disse que eu só podia ir no banheiro depois que terminasse a história mas estava na primeira página ainda então eu peguei e fiz xixi na cadeira mesmo - ela falou enquanto ria me fazendo rir também 

- Tu era uma criança nem um pouco afrontosa né - me divirto com suas histórias de quando era criança

- Eu sim, minha mãe sempre me defendia - ela dá de ombros e continua comendo 

- Então você é mimada? 

- Só um pouco - ela sorri de leve tomado seu milkshake 

- Nunca vi ninguém como você - falo simples, mas era verdade, ela era diferente de todas as garotas que eu conheci até hoje, as garotas coreanas são muito cheia de mimimi, Hope não, ela comia batata frita e milkshake e nem dava bola fingindo não gostar ou pedir uma salada 

- Como assim? Eu sou tão estranha assim? - ela fala divertida 

- Não - sorrio de leve - você é tão você quando está comigo sabe, não tenta ser diferente por estar comigo 

- Você quer eu aja diferente por você ser famoso? Tipo tenho que me ajoelhar e fazer alguma referência? - ela fala em tom divertido 

- Não, o que eu quero dizer é que você me trata como se eu fosse normal 

- Mas você não é normal? Tipo tem milhares de fãs e tals mas é normal - ela dá de ombros 

- Você realmente é diferente de todas - sorrio pra ela que dá um sorriso tímido 

Nós comemos e conversamos bastante, Hope é muito divertida, minha barriga dois de tanto que eu ri de suas histórias, ela realmente teve uma infância diferenciada. Depois de um tempo chamo um táxi para Hope e a mando para casa e vou andando até o hotel em que estava ficando. 

Ao entrar no meu quarto dou de cara com o Jimin com uma morena cacheada na minha cama.

-Jiminnn - fecho meus olhos

- Desculpa cara, achei que você ia demorar mais - ele fala se cobrindo

- Eu vou pagar outro quarto - saio de lá para a recepção do hotel


 Pov's Hope

Depois que o táxi que Jungkook pediu me deixou em casa me atiro na cama com roupa e tudo e logo adormeci. 

Eu nem tinha bebido muito na noite anterior mas acordei com uma ressaca horrível, assim que levanto vou em direção a cozinha onde pego na terceira gaveta da pia um analgésico na esperança de que minha dor de cabeça passe. Como hoje era sábado e eu queria ficar em casa de pijama fazendo vários nada, enchi minha banheira e peguei um pijama para vestir depois do banho. Tomar banho pra mim é algo maravilhoso e quando é banho de banheira por Deus eu saio parecendo uma uva passa. Depois de horas na banheira saio e visto meu pijama xadrezinho preto com vermelho e um cropped de algodão preto, deixo meu cabelo preso e vou fazer uma chá pois iria estudar e pra estudar tem que comer um campo de camomila.

Assim que me sentei no sofá recebo uma ligação no meu celular, era Ana minha linda amiga louca


Ligação on

-Oi minha flor - falo assim que atendo o celular 

-A gente tá aqui na lanchonete perto da tua casa, vem aqui com nós - Ana fala do outro lado da linha e da pra ouvir que tem mais pessoas com ela 

-Eu to no  dia da preguiça, não quero sair de casa

-Vem ou eu faço o Luke ir aí te buscar - desgraçada 

-Ta, mas eu vou só pra comer - encerro a ligação 

Ligação off


Como o dia não estava nem quente nem frio coloquei uma vestido de manga comprida que ia até metade das coxas e nos pés um coturno preto que eu havia comprado na última vez que fui ao Brasil ver minha família. 

Peguei minha bolsa e sai, fui a pé pois a lanchonete ficava a três quadras de casa, chegando lá vi que estavam meus amigos e os meninos do bts, incluindo Jungkook

- Oi gente - falei assim que me sentei do lado do Namjoon e de Ray 

- Amiga a gente tava falando da viagem pra Bélgica pra Tomorrowland - América fala

- E daí? - pergunto enquanto olhava o cardápio, eles haviam escolhido uma lanchonete que eu amo de mais por ser brasileira e ter várias delícias do Brasil 

- Os meninos vão ir junto - paro de ler na hora e olho pra eles

- Por que? 

- Porque a gente convidou - Anna fala toda sorridente e da pra perceber que ela quer pegar um deles, como eu disse lá no começo, pirua né meninas

- Então tá, a gente só vai ter que achar uma casa maior - falo enquanto chamo o garçom - eu vou querer uma coxinha grande, três pães de queijo e me dá dois brigadeirão e pra beber um guaraná - falo em português para Marcos, ele era do Rio de Janeiro e veio morar aqui com o pai que é de Seattle e deixou a mãe no Brasil, Marcos abriu o restaurante para poder mandar dinheiro pra mãe já que o pai dele não se importava com ela, ele me contou isso na primeira vez que conversamos quando eu descobri esse lugar 

- E como que fica os shows de vocês? - Luke pergunta, ele claramente não estava feliz com aquilo, pois pra ele nossas viagens entre amigos sempre foi sagradas

- Vai pegar um pedaço das nossas férias então não vai atrapalhar nossa agenda - Nam fala

- Tá mas o que ninguém pensou é que vocês são figuras públicas e eu não sei vocês mas eu não quero estar na cara de uma revista com a fofoca de que estou namorando um de vocês - falo enquanto me delicio com minha coxinha 

- Tu tem quase um milhão de seguidores no Instagram mas não quer ser uma figura pública? - América fala

- Eu não quero ter um monte de gente me odiando e as fãs deles são loucas 

- Eii - os meninos falaram todos ao mesmo tempo 

- O que? - perguntei 

- Elas não são loucas só nos amam muito - Jimin falou

- Tá bom - dei de ombros e terminei de comer quieta só ouvindo a conversa deles 

Estavam todos alegres conversando sobre a viagem e formas de podermos curtir o festival sem sermos fotografados com os meninos, eu é claro que estava comendo bem quietinha pois o momento de comer é sagrado, ouço meu nome  ser chamado e olho para todos na mesa e não era ninguém até que vejo Dylan, um garoto novo de quem eu era monitora nas quintas 

- Oi Hope - ele fala com um sorriso de lado que eu já o vi usando para se aproximar de outras garotas 

- Oi Dylan - paro de comer e olho pra ele 

- Eu tenho ingressos pra um jogo do time que eu jogava na escola e pensei que você pudesse ir comigo - ah tá! Só que me falta as crianças dar em cima de mim agora 

- Dylan tu sabe né que eu sou lésbica - falei séria e dei uma rápida olhada pra Ana que era pra ela me acompanhar na mentira deslavada que eu estava prestes a contar -Essa é minha namorada - entrelaço os dedos com o de Anna que estava uma cadeira depois da de Ray e levando para ele ver

- Eu já vi vocês juntas mas achei que fossem só amigas - Dylan fala meio chocado 

- Pensou errado, e eu agradeceria se você não desse em cima da minha mulher - Anna fala série e eu agradeço mentalmente 

- Tá me desculpa - Dylan sai e os meninos do bts ficam olhando pra nós duas como uma cara de taxo 

- Que foi? - perguntamos ao mesmo tempo

- Vocês são lésbicas? - Jimin pergunta com uma carinha de criança 

- Não - respondemos juntas 

- Mas no primeiro dia que vimos vocês, as duas deram um selinho - agora é a vez de Tae falar 

- Ah tá, vou até pra casa depois dessa - peguei minha bolsa  e paguei minha conta, dei um tchau geral e na Anna eu dei um selinho e sai de lá com um sorriso debochado na cara

Estava virando a esquina da lanchonete quando alguém acham meu nome, era Jungkook

-An oi - ele fala meio tímido e passa a mão no cabelo 

- Oi - sorrio pra ele 

- Posso te acompanhar até em casa? - ele dá um sorriso de leve 

- Claro, vamos? - começo a caminhar com ele ao meu lado

- Amm, eu estava pensando se podíamos ir naquele parque de diversões que tem no centro da cidade - ele fala do nada e eu paro de andar 

- Tá me chamando pra sair? - pergunto 

- Não posso? - ele sorri

- Claro - falo sem pensar - quer dizer - respiro fundo - Vai ser legal - falo por fim 

- Tá então pode me passar seu número para combinarmos um dia? - ele pergunta meio receoso

- Posso sim - ele me entrega o celular e eu anoto meu número e salvo 

Andamos em silêncio o resto do caminho, assim que chegamos em frente ao meu prédio eu viro pra dar tchau mas sinto seus lábios macios e doces nos meus em um rápido selinho, assim que ele faz isso sai correndo e rindo, qual o problema deles… Eu em. Entro no prédio meio desnorteada com o que aconteceu a pouco mas com um sorrisinho bobo no rosto


Notas Finais


Então foi isso, espero que tenham gostando, foi um capítulo mais simples porque eu estou trancada dentro de casa e assim é difícil ter inspiração


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...