História Floco de Neve - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouji Akimichi, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Fanficsnaruhina, Fnh, Naruhina, Naruhina4ever, Naruto, Revolução Naruhina
Visualizações 117
Palavras 1.644
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá! Novo capítulo!
Espero que gostem!
Boa leitura!
Desculpem os erros que tiver!
Bjs Mi_namikaze

Capítulo 12 - Décimo segundo passo...


Fanfic / Fanfiction Floco de Neve - Capítulo 12 - Décimo segundo passo...

Hinata estava abraçada a Naruto quando recebeu um beijo na cabeça dado por ele. Sabem aquela magia que um porto seguro traz? Era assim que Hinata se sentia, segura e feliz apenas por estar com Naruto. Procurou ainda mais conforto naquele abraço, mas sentiu-se como o pai quando alguém bateu à porta. Era Jiraiya, o padrinho de Naruto. Hinata tinha a breve ideia que o conhecia mas não tinha a certeza. Separou-se corada do abraço de Naruto. Definitivamente, sofria do mesmo problema do que o pai. Riu com o pensamento.

-Naruto, Hinata, venham lanchar. - Jiraiya entrou pela porta e sorriu ao ver que o afilhado tinha trazido a pequena Hyuuga ali.

-Já vamos, padrinho. - Respondeu o loiro um pouco corado. - Que tal está a correr a partida de bingo?

-Eu e Hiashi estamos empatados. Deviam ver a cara dele. O homem está determinado a ganhar! - Jiraiya gargalhou e Hinata soltou um pequeno riso. Era mesmo a cara do seu pai!

Jiraiya sair e deixou os dois ali. Não falavam apenas se encaravam sérios. O silêncio não era desconfortável e as pérolas cruzavam-se com as safiras.

-Tens uns olhos muito bonitos. - Elogiou o Uzumaki.

-Tu também, Naruto. - E realmente era verdade. Os olhos azuis eram tão bonitos, a cor azul lembrava o céu, o mar. Uma tempestade de calmaria. Eram incógnitos.

-Vamos? - Hinata assentiu e viu a sua mão ser puxada pelo loiro. Percorreram os longos corredores da casa e Hinata continuava a olhar admirada para o castelo em que o amigo vivia. Seguiram por um corredor diferente, o que Hinata estranhou, até ver Naruto abrir uma porta de madeira com uma janela de vidro. Estavam na sala de estar e lá também estavam várias pessoas. Ao total eram seis.

Jiraiya, Hiromi, Hiashi, o senhor e a senhora Katsuki e a senhora Tanakika.

-Senhora Tanakika? - Perguntou Hinata com os olhos arregalados.

-Hinata, meu doce, há quanto tempo, minha menina. - Cumprimentou a Hyuuga que tinha lágrimas nos olhos.

Hinata correu até à senhora já de idade e abraçou-a. Não tinha mudado quase nada, excepto os óculos que tinham mais graduação e os cabelos que estavam mais curtos e mais brancos.

-Vejo que se conhecem. - Apontou Jiraiya.

-Sim. A senhora Tanakika é como se fosse da nossa família. - Respondeu Hiromi emocionada ao ver a filha ao reaver a dona Tanakika. Quando viu a velhinha também não se segurou e abraçou-a com forte, eram muitas saudades e sabia perfeitamente que Hinata iria ficar feliz de ver a senhora.

Todos sentaram-se à mesa. Um lanche preparado por Jiraiya. Hinata estava tão feliz por voltar a ver a sua querida senhora que não contia o sorriso, o que provocou uma sensação de felicidade em Naruto por ver Hinata assim tão feliz.

Estavam animados com a conversa que quando começou a chover intensamente e a trovejar que se assustaram com o tempo. Naruto ligou a TV e todos se surpreenderam com as notícias. Devido a uma chegada de mau tempo não era seguro sair de casa, pois iria piorar.

-Peço-vos que passem aqui a noite, temo que o tempo não irá melhorar pelas próximas horas. - Jiraiya pediu, encarando todos seriamente.

Todos concordaram e decidiram pernoitar naquela noite na casa dos Uzumaki-Namikaze.

O bingo continuou durante o resto da tarde e Naruto e Hinata assistiram à partida, rindo-se quando Jiraiya perdeu, o senhor Hiashi já a cantar vitória e a senhora Tanakika com os seus oitenta anos ganhar a todos. Aquilo provocou a risada a todos até à Hiashi que se sentia frustrado por não conseguir recuperar o seu título. Pelo menos não perdera para Jiraiya! Pensava ele. E como a senhora Tanakika é da família era como se a vitória fosse dele.

Jiraiya com a ajuda da senhora Hiromi preparam uma bela refeição. Ramén caseiro! Os olhos de Naruto brilharam quando sentiu o cheiro e Hinata riu com a reação do loiro.

Jantaram calmamente, sentindo o sabor da comida quente. O tempo lá fora parecia piorar e a cada trovão estremecia as janelas. Jiraiya acabou por fechar as cortinas, pois as luzes dos raios estavam sempre a aparecer.

A refeição continuou. E Naruto sentiu pela primeira vez, algo que já não sentia há muito tempo. A sua casa estava cheia e barulhenta como gostava. Havia o calor de uma família como se fossem todos uma. Olhou para o lado e quase pôde sentir como se os seus pais estivessem ali também a curtir aquela noite.

Quando tudo estava limpr e devidamente arrumado. Jiraiya entregou à vencedora o seu prémio. Era uma viagem de um fim de semana inteiro até Suna. A senhora Tanakika ficou feliz, anunciando que iria visitar uns parentes que tinha lá.

O chefe da casa Uzumaki-Namikaze levou cada casal a um quarto de hóspedes. A senhora e o senhor Hyuuga ficaram num e o casal Katsuki noutro. Hinata também teve um para si e calhou bem ao lado do de Naruto. Jiraiya pediu que Naruto emprestasse um dos seus pijamas a Hinata e o rapaz fez isso. Hinata estava a usar um pijama do Homem Aranha, um pouco grande para si, mas confortável. Deitou-se na sua cama e fechou os olhos. Não estava com sono, apenas queria descansá-los um pouco. Sentiu-se uma pequena brisa entrar pela porta. Devia ser a sua mãe, deduziu. Mas estava enganada. Quando abriu os olhos deparou-se com uma imensidão azul a encará-la. Ficou corada com a proximidade e estranhou a risada baixa de Naruto. 

-Desculpa, Hinata. - Naruto coçou a cabeça constrangido. - Não te queria assustar. Não consigo dormir e pensei que tu talvez quisesses conversar. 

-Também não estou com sono. - Hinata disse. - E eu quero falar contigo. 

-Sendo assim! - Naruto atirou-se pára cima da cama de Hinata e sentou-se aos pés da cama. A Hyuuga também se ergueu e puxou-se mais para a beira de Naruto com uma almofada à beira dos pés. 

-Sobre o que vamos falar? - Indagou o loiro curioso. 

-Os meus pais querem que eu volte à escola. Eles acham que eu já estou preparada. - Hinata mordeu o lábio e desviou o olhar para a porta de madeira. - Eu não sei se estou preparada, não me sinto pronta. Eu tenho medo que tudo corra mal. E se eu fizer alguma asneira? E se eu não me conseguir adaptar? E se... - A voz de Hinata foi cortada por Naruto. 

-Hinata, isso são apenas medos bobos. Eu também acho que tu estás preparada, não cem por cento, mas acredito que o suficiente para voltar à escola. Além disso, tu vais gostar. Tens a Sakura, o Sasuke, a Ino, o Shikamaru, o Chouji e a TenTen. - Falou Naruto, porém ficou surpreso ao ver Hinata petrificada. 

-TenTen? TenTen Mitsashi? - Questionou ela sem saber o que pensar. 

-Sim, tu conheces? - Perguntou confuso. 

-A TenTen é a minha amiga que eu deixei para trás depois do acidente. - Respondeu Hinata tristemente. 

-Tu és a Floquinho que a TenTen está sempre a falar? - questionou o loiro sem como reagir. Já era demasiada informação para uma só conversa. 

-Floquinho? - Hinata riu. Lembrava quando contara que o pai lhe chamava isso e TenTen também começara a fazer o mesmo. - Sim, sou eu. Ela ainda se lembra de mim? - De repente, as lágrimas vieram aos olhos de Hinata. 

-É claro que se lembra. Tu és impossível de esquecer! - Naruto abraçou-a, escondendo as lágrimas de Hinata no seu abraço apertado. Assim que se separaram, Naruto passou os dedos no rosto de Hinata, limpando-lhe as lágrimas que caíam. Sorriu para ela e afagou os cabelos dela. 

-Hina, acho que devias fazer uma coisa. Não sei se concordas. Mas devias voltar à escola e podias andar na mesma do que a minha! - Naruto sorriu desejoso com a ideia. - Mas não é isso a que eu me refiro. Quando perdi os meus pais, eu fiquei muito mal e quem me ajudou foi o psicólogo lá da escola. O nome dele é Obito Uchiha e é primo do Sasuke. Olha se tu aceitares voltar à escola, devias falar com ele. Tenho a certeza que te vai ajudar imenso. 

-Não sei, Naruto. Mas eu prometo que se voltar à escola eu vou falar com ele e ver no que dá. - Hinata disse seriamente. 

-Promessa de mindinho! - Naruto esticou o dedo mais pequeno da sua mão e riu quando Hinata revirou os olhos e acatou à promessa de mindinho de Naruto. 

-Agora não podes quebrar! - Naruto riu e olhou para a Hyuuga que parecia estar mais animada. - Agora que reparei o teu cabelo está maior. - Disse, mudando de assunto. 

-Pois está, não sei se devo cortá-lo o que não. O que achas? - Perguntou, procurando a opinião do Uzumaki. 

-Acho que ficas linda de qualquer maneira. - Naruto elogiou Hinata de forma tão natural que ambos coraram envergonhados. - Mas se queres saber, - Alisou a voz. - acho que o cabelo comprido iria-te ficar bem. 

-Obrigada. Então acho que vou deixá-lo crescer. - Hinata pegou no cabelo e analisou-o. Naruto tinha bom gosto, certamente, ficaria bem. 

Continuaram a falar banalidades pelo resto da noite e quando deram por si estavam ambos a dormir ao pé um do outro enquanto caía chuva na janela. 

Jiraiya que até então estava acordado, passou pelo corredor para ir para o seu quarto e deu com a porta de Hinata um pouco aberta. Olhou para dentro e contemplou os melhores amigos que já teve o prazer de conhecer, muito parecidos com uns que ele conhcera no passado. 

-Naruto tem uma grande amiga como Kushina, não achas, Minato? - O homem sussurrou para o céu. Fechou a porta devagar e saiu para o seu quarto. 

Numa cómodo que Naruto não fazia ideia que pertencia à casa, um fio em forma de floco de neve brilhava junto com o seu. O loiro não dera por nada, encontrava-se num sono profundo. 




Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Deixem a vossa opinião/comentário ou favorito! Desde já agradeço a quem leu até aqui. E muito obrigada pelos 75 favoritos e pelos comentários maravilhosos!
Até à próxima!
Bjs Mi_namikaze


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...