História Floco de Neve - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouji Akimichi, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Fanficsnaruhina, Fnh, Naruhina, Naruhina4ever, Naruto, Revolução Naruhina
Visualizações 198
Palavras 1.826
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal!
Novo capítulo!
Desculpem os erros que tiver!
Boa leitura!
Bjs Mi_namikaze

Capítulo 4 - Quarto passo...


Fanfic / Fanfiction Floco de Neve - Capítulo 4 - Quarto passo...

O motor do carro era o tema de conversa entre Naruto e Jiraiya. Desde que saíram do cemitério, mais nenhuma palavra fora trocada entre eles. Isso deixava Jiraiya nervoso, não gostava quando Naruto se calava por muito tempo, e bem, já estavam naquele silêncio mortal há uns vinte minutos. Olhou-o de relance, os olhos azuis estavam vidrados na paisagem que passava pela janela do carro. Tinha de quebrar o silêncio.

-Naruto, está tudo bem? - o loiro suspirou e virou-se calmamente em direção ao padrinho, notava-se que ele estava triste - Olha, eu sei que tu querias ajudar a menina, mas não poderíamos fazer nada. Nem a conhecíamos.

-Eu sei, eu sei. Mas é que, não sei porquê, eu não a queria ver a chorar daquela maneira, era como se a dor dela fosse a minha e isso afligia-me. Afligia-me só de vê-la chorar. - as palavras que Naruto dissera tocaram em Jiraiya de uma forma tão profunda que ele não pode deixar de ver o quanto o afilhado se parecia com Minato em questão de se ver no outro. Uma pequena lágrima escorreu-lhe pelo rosto. Não queria soltá-la, mas era inevitável.-Ei, porque está a chorar? Disse alguma coisa de mal? - aquela ingenuidade deixava Jiraiya comovido.

-Não é nada, só entrou-me  o cisco para o olho! - riu alto, amenizando o clima tenso que ainda há pouco estava instalado. - Então estás preparado para conhecer essa rapariga ?

O sorriso que ele dera comprovara que sim. Nunca o tinha visto tão feliz e contente. Ela devia ser mesmo importante.

-Naruto, eu quero que saibas que se ela não for alguém bom, eu estarei lá. - o padrinho do garoto continuava com um pouco de receio, a Internet podia ser muito perigosa, ainda mais com a ingenuidade do rapaz.

-Ela existe. Eu sei que existe. - o semblante do loiro era fechado, não queria crer que o seu próprio padrinho não acreditava nele. Mas bem, percebia um pouco o lado dele.- Padrinho, ela existe eu tenho a certeza! - o rapaz olhava fixamente nos olhos escuros de Jiraiya, tinha de passar a sua confiança para o homem.

-OK, pronto vamos lá conhecer a garota! Mas já sabes, eu estarei a vigiar-te  ao longe! - houve uma curta pausa entre a conversa, até Jiraiya retomar a palavra - Mas ao menos sabes o  nome dela?

O sorriso de Naruto voltara como quem dissesse que sim.

-Eu descobri-o hoje! O nome dela é mesmo bonito! Quando ela me disse, fiquei a pensar se não poderia haver nome mais lindo! - aquele enrolamento todo, já estava a chatear Jiraiya. Por amor de Deus, porque ele demora tanto tempo para dizer um simples nome!? Pensava.

Decidiu interrompê-lo, já estava farto.

-Qual é o nome da moça, Naruto? - a forma como ele disparou a pergunta assustou um pouco o rapaz.

-O nome dela é - calou-se um bocadinho e com o olhar distraído, suspirou- é Hinata. - O que se passava com o afilhado? Nunca se lembrara de o ter visto assim. Mas pensando bem, o nome Hinata era lhe familiar, já o tinha ouvido em algum lugar, mas onde? Enquanto estava perdido nos seus pensamentos, Naruto falava de como Hinata era incrível e de como gostava muito dela. Mas Jiraiya não ouvira nada, o seu olhar estava fixo na estrada e a sua mente perdida em pensamentos, procurando alguma coisa que ligasse à menina.

O carro travou profundamente, levando o loiro a ser projetado para a frente e se não fosse o cinto de segurança, neste momento estaria lá em cima com os anjinhos. Olhou para Jiraiya perguntando se ele estava maluco, mas este parecia sorridente e disperso.

-Padrinho, padrinho, PADRINHO!!! O SENHOR ESTÁ MALUCO, QUER MATAR-NOS?  - o rapaz dizia, quer dizer, gritava com o homem que tinha acordado de repente com os gritos nos seus ouvidos.

-Qual é a tua  Naruto? Queres pôr-me surdo por acaso? -o homem de cabelos grisalhos olhava para Naruto repreendendo-o.

-Eu? O senhor é que travou do nada! Posso saber o motivo?

-Não é nada! Eu apenas lembrei-me de uma coisa! - sorriu amarelo e começou a acelerar deixando Naruto com uma gota na cabeça.

O resto da viagem seguiu tranquila e quando Jiraiya estacionou o carro, o cheiro da doce infância de Naruto percorreu-lhe a boca. A água já se formava, o seu precioso ramén feito no melhor restaurante de toda Konoha: Ichiraku Ramén! Não tardou muito e ambos já estavam sentados fazendo os pedidos. Jiraiya olhou para o rapaz  e sorriu, já Naruto olhava para Jiraiya sem entender, sorrindo de volta. Continuaram naquele silêncio confortável e só o cessaram quando as grandes tigelas repousaram na mesa.

-Vamos fazer uma competição, padrinho? - o loiro arqueava as sobrancelhas de modo desafiador.

-Mas é claro! Prepara-te para perder! Aos três! Um... Três já! - Jiraiya começou a comer deixando Naruto irritado, estava a fazer batota. Mas também não tardou muito e Naruto já começara a levar rapidamente à boca o seu ramén. Quem estava a ganhar? Quem iria vencer? A boca de ambos pareciam estar ao mesmo nível enquanto comiam, mas no momento final Naruto deu um avanço e lançou a tigela em cima da mesa afirmando a sua posição como vencedor.

-Hahaha! Afinal quem perdeu foi o senhor! Nem a fazer batota! - Naruto ria-se, conseguira ganhar apesar de ter começado mais tarde.

-Que mentira, eu é que o deixei ganhar! - Jiraiya sorria brincalhão, adorava fazer este tipo de competições ainda mais com o afilhado - Tu  só venceste  porque estavas a pensar- parou e fazendo uma voz de criança suspirou - na Hinata!

O loiro atingira três tons de vermelho pelo rosto, estava encabulado, não acreditava que o padrinho estivesse a gozar com ele.

-Pare com isso! Não estava nada! - envergonhado virou a cara ao lado e levantou o olhar para o relógio que estava na parede. Eram 14h59m. 14h59m? Não, não, não! Ele combinou com Hinata às 15h00m! Arrastou a cadeira muito rápido e pegando o padrinho pelo braço tentava a todo custo tirá-lo do Ichiraku.

-Vamos, vamos, eu estou atrasado! - Naruto beirava pra lá de desesperado, mas Jiraiya mantinha uma expressão tranquila.

-Calma, calma. Tu  ainda tens tempo!

-Calma, como assim calma? São 14h59m, eu marquei às 15h00m!!!

-Espera disseste 15h00m! Tu  não sabias dizer que estávamos assim tão atrasados? - a cara do loiro era de irritação, mas antes que pudesse dizer alguma coisa, já Jiraiya tinha pago a conta e pegado na sua mão correndo em direção ao parque que era mesmo ao lado. Passaram a passadeira que separava os dois lados da rua e entraram pelo grande portão do Parque de Konoha.

Os passos começaram a acalmar e Jiraiya decidiu perguntar:

-Onde combinaste  com ela? - sendo o parque muito grande deviam ter marcado algum lugar. O silêncio vindo de Naruto era de estranhar, virando-se para ele deparou-se com um sorriso amarelo. Não acreditava, ele não marcara nenhum lugar? - Diz-me  que tu combinaste  algum sítio!

-Bem, eu acho que esqueci-me! - Naruto estava nervoso e não se tinha lembrado na hora então esqueceu-se.

-Como tu  te  esqueceste? Tens  noção do tamanho deste parque?

-Eu tenho. Desculpe, eu estava tão feliz de a conhecer que nunca mais me lembrei. - o loiro tinha a cabeça para baixo e isso entristeceu um pouco Jiraiya.

-Pronto não faz mal. Vamos ver se a encontramos, mas antes vamos comprar um docinho! - automaticamente a expressão de Naruto mudara, nada como um bom doce para ajudá-lo a encontrar Hinata.

Os dois correram em direção a uma barraquinha de doces que estava perto. A fila era pequena, mas ainda demorava um pouco para ser atendido. Jiraiya esperava pelo rapaz encostado a uma árvore. De repente o loiro lembrou-se de querer perguntar a Jiraiya o que ele queria, mas ao virar-se tombou em cima de alguém, caindo os dois. Imediatamente levantou-se e puxando uma mão macia ergueu a pessoa que caiu com ele.

-Desculpe, foi sem querer! - baixou a cabeça em sinal de respeito e de educação. Mas ao levantar o seu olhar ficou muito surpreso. Ela estava ali.

-Não faz mal, não tem problema.-a menina  estava envergonhada, não acreditava que aquilo estava a acontecer com ela. - Ei, tu  estás bem? - ela olhava para o loiro de maneira curiosa, ele estava de boca aberta e olhos arregalados.

-É tu... - Naruto olhava para a garota, era a rapariga que estava no cemitério a chorar. Pela primeira vez tinha ouvido a sua voz e tinha a certeza que aquela era a voz mais doce que já tivera o prazer de conhecer. - Eu  vi-te hoje lá no cemitério. Desculpa falar assim, mas é que eu gostava de ter ido falar contigo.  Eu não sei o que aconteceu, mas eu sei o que é viver sem alguém que nós amamos muito!

A fala do loiro tinha apanhado a rapariga de surpresa. Ele sabia o que era perder alguém? Mas ele parecia tão cheio de vida, como era possível? Antes que pudesse perguntar algo, fora interrompida pela voz da vendedora :

-Seguinte! Então o que vai ser?

-Quero dois mini queques de chocolate com recheio de morango! - o loiro pediu - E tu? Eu faço questão de pagar e não há cá insistir que pagas! - Naruto quase que ordenava à rapariga para ser ele a pagar.

-Está bem. Pode ser também um mini queque de chocolate. - a atendente prontamente pegou e entregou ao loiro os três pedidos. Ele deu à moça dos olhos pérolas o seu queque e numa mão segurava o seu e o de Jiraiya.

-Ainda não me apresentei! Eu sou Naruto e tu? - ele dissera Naruto? Será que ele era Naruto? Como não tinha a certeza apenas disse o seu nome.

-Eu chamo-me  Hinata. - a azulada falou simples, mas Naruto estava embasbacado,  ela era a Hinata?

-Tu és a Hinata? Tu és a ByakuganNoHime? - ele estava ansioso por uma resposta e Hinata estava perplexa ao saber que ele era o seu melhor amigo.

-Tu  és o UzuKitsune? - ela perguntou meio tímida.

-Sim! - Naruto estava tão contente, a garota mais bonita que já havia visto era a rapariga com quem falava. - Então não me apresentei direito! Eu sou Naruto, o teu amigo UzuKitsune! - sorriu abertamente, mostrando a intensidade do brilho luminoso do seu sorriso, mas antes que Hinata respondesse ele abraçou-a com muita força e carinho.

Ela batera recordes de tons vermelhos, chegando quase à cor de tomate e meio envergonhada ela disse :

-Prazer... Eu sou Hinata, a tua amiga ByakuganNoHime! - sorriu timidamente e acabou por retribuir o abraço.

Ambos estavam felizes e do nada começaram a cair vários flocos de neve, mas apenas um os atingira e como o sussurro da noite, este deixou-lhes uma mensagem :

Encontrem o vosso floco, Naruto e Hinata!

Ambos arregalaram os olhos, mas não se separaram, conheciam perfeitamente aquelas vozes. Minato e Kushina.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Deixem a vossa opinião/comentário ou o seu favorito!
Bjs Mi_namikaze


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...