1. Spirit Fanfics >
  2. Floquinhos de felicidade >
  3. Você mentiu para mim ...

História Floquinhos de felicidade - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Não tive tempo de ler e corrigir, ent os errinhos ortográficos serão corrigidos amanhã (tentarei)
Caps finais mores
Boa leitura e me desculpem a demora ( ◜‿◝ )♡

Capítulo 38 - Você mentiu para mim ...


Fanfic / Fanfiction Floquinhos de felicidade - Capítulo 38 - Você mentiu para mim ...

Com toda a claridade do sol dificultando, eu admiro seus pequenos cabelos loiros voando para frente de seu sorriso travesso

- relaxa, eu não vou te estrupar - ela ri, se abaixando e dando continuidade ao beijo

Não sabia exatamente o que fazer, as palavras e ações que eu poderia fazer no momento se afastaram

Enquanto nos beijávamos, eu só conseguia pensar no caio, no que ele faria caso descobrisse. Não temos um exato relacionamento, mais isso ainda sim é errado e agora eu não sei o que fazer

Não sei como consegui levar, mais o beijo pareceu ficar mais intenso a cada segundo , até que por nervosismo meu e um pouco de falta de ar nos afastamos

- por que tão nervosa Milly ? Parece que está cometendo algum pecado - ela ri , ainda sentada em cima de mim

- Vic, eu e caio estamos juntos...

O sorriso travesso dela logo se desmancha , e meu nervosismo só aumenta mais

Ela saiu de cima de mim e voltou a se sentar na varanda

- por que não me disse antes ? - ela encara o chão, séria

- E-eu não sabia como te contar - me sentei ao seu lado - eu... Nem sabia se deveria te contar - susurrei para mim mesma

- não me contar ? Se vocês estão juntos, por que me deixou dar em cima de você ? Por que me deixou te beijar ? - ela aumenta a voz

- se eu dissesse que sou comprometida você iria querer sabe com quem e eu iria me enrolar mais ainda em uma mentira, e eu não sei mentir - abaixei a cabeça

- que porra Millena, faremos assim então, eu não conto se você não contar , só nunca toque nesse assunto com o Caio , ok?

Assustada, eu assenti com a cabeça

- Acho melhor eu ir Milly, se cuida , e não fique com raiva de mim , eu não sabia do seu relacionamento

- mais está cedo pra você ir agora

- eu preciso por uns pensamentos em ordem - ela sorri de lado - você vai ficar bem até todos chegarem - ela se levanta

Vou até a porta da frente com ela e a abraço , ela caminha sozinha do portão pra fora

Subo correndo para o quarto do caio, me sento em sua cama, respiro fundo e logo me jogo de vez , começo a lacrimejar, aperto o travesseiro do caio

Não por ter a sensação de estragar a minha amizade com ela , acho que apenas precisamos de um tempo pra levar tudo que aconteceu como algo "normal"

Mais por sentir que fiz algo errado com o Caio, eles são melhores amigos por anos e foi por mim que ela soube, tenho certeza que vão ficar mal , posso ter destruído uma amizade de tempos

Se eu contar ao caio que ela descobriu de nós, ele vai perguntar como isso aconteceu e automáticamente descobrir sobre o beijo

Me sinto perdida na minha própria mente, acho que por enquanto eu só preciso chorar e depois tentar ver qual vai ser a menor consequência desses acontecimentos...

~ 5 da tarde

P.O.V ~ caio Victor

- até que o inferno não é tão ruim - disse me esticando após ter passado pelo portal do espelho

- bom, já tem um pouco do seu sangue lá , não tem muita coisa que possamos fazer - meu pai dizia indo até a cozinha

- foi no dia que eu tive uma luta com a Mariana , eu acho, é o mais provável - digo indo pra escada, e meu pai diz algo na cozinha, mas não escuto - falando na Mariana, fiquei de ir beber com ela hoje. Talvez isso me tire um pouco dessa sensação ruim que estou sentindo , já que esse bate papo com meu tio parece não ter adiantado muito pra isso - digo a mim mesmo subindo as escadas

- Milly ? - abro a porta, com três batidas antes

- o que você quer ? - ela vira pro outro lado

- hmm, entrar no meu quarto talvez ? - eu ri - aconteceu algo ? Está melhor ?

- nada demais - dizia sonolenta - tô sim

- cadê a Vic ?

- surgiu um imprevisto na casa dela e ela foi em bora mais cedo

- ela está bem ?

- está caio , ela está bem

- credo, mau humorada. - ela abana as mãos fazendo um "ok" - estou indo beber hoje , quer vir comigo ?

- não , quero só dormi, não demora pra voltar, quero carinho também

- não vou - eu ri - Milly

- se for sua blusa ela tá no cabide do banheiro - ela se senta na cama

- não - eu apoio a palma da minha mão em seu rosto, o segurando - você foi a melhor coisa que já me aconteceu - eu dizia com um sorriso bobo, e ela também

- idiota - ela me puxou mais para perto e me beijou

A abracei, trazendo seu corpo para perto do meu

- melhor pararmos, meu pai está acordado e eu não quero ficar de pau duro - disse, ainda com ela nos meus braços

- eu não tô fazendo nada - ela se jogou pra trás com um sorriso inocente

- sei bem, tão santa ... - disse me levantando pra ir me arrumar

Fui tomar banho, mais essa sensação ainda estava comigo, uma sensação de perda, um sentindo fundo, inexplicável

Já pronto, desci com a carteira, já havia dado um último beijo na Milly , e ia avisar prós meus pais

- todo arrumadinho - minha mãe ri - aonde vai ?

- vou ir beber com uma amiga

- por que não leva a Milly ? Hoje vai ter um jantar com um amigo de negócios meu aqui em casa

- a Milly ainda não está se sentindo muito bem pra sair, então decidiu ficar em casa , ela não vai atrapalhar nada pai, prometo

- ok, leve sua chave , não vamos te esperar acordados

- tá bom, tô indo, beijão

Peguei a chave em cima do criado mundo ao lado da porta e sai

Fui caminhando até a casa da Mariana, ainda não havia totalmente escurecido e havia movimentação na rua

Assim que cheguei,mandei uma mensagem pra ela, rapidamente me atendeu , com um sorriso de orelha a orelha

- bem vindo - ela ri

- que milagre você me chamar pra beber

- só queria conversar um pouco

- então por que não chama suas amigas ? - nos abraçamos

- por que.. você me escuta - ela ri de lado

- e suas amigas são surdas ?

- vai se foder arrombado - ela ri

- UE

Nós estávamos caminhando na varanda para a casa dela

- sabe caio - ela diz e eu me sento no sofá - tem grande diferença, entre alguém estar com você, e alguém ouvir você

Realmente, parando pra pensar, ela é alguem rodada de pessoas, mais no fundo não tem quase ninguém ao seu lado

- sei como se sente

- não sabe, você é cheio de amigos

- sobre o que queria conversar?? - eu pergunto e ela volta da cozinha com dois copinhos minúsculos e uma garrafa de 51

- jogar conversa fora, acho que você é a melhor pessoa pra isso - ela diz colocando uma pequena doze em cada copo - aguenta ??

- a mocinha tá me desafiando ??

- imagina... Se a criança preferir tem vodka também - ela ri

Nesse mesmo instante, peguei o copinho e virei de uma vez

Senti o álcool quente descendo e rasgando minha garganta, fazendo uma careta ao senti que aquilo enfim desceu

- hmmm, está querendo se achar o fodão? - ela pega e também vira o copinho , fazendo uma careta mais engraçada ainda

Eu ria, e ria alto, e ela puta querendo me atacar

- afinal, cadê a Milly ?

- você vai ter que descer mais um gole se quiser que eu fale

- a é, então vai ser assim ?

- sim, eu ri, e deitei de lado olhando pra ela

- que assim seja

Ela pôs mais um gole, o engolindo em seguida

- GAROTA VOCÊ VAI VOMITAR KKKKKKKK - eu me acabava de rir com suas caretas

- só por enquanto ... Eu quero isso

- querer ficar bêbada ?

- sim ué, você não sabe controlar seu nível de álcool por dentro ?

- não exatamente

- é simples, você se concentra em estar dentro do seu subconsciente, lá , através da sua mente você controla seu nível de álcool no corpo , como se ele simplesmente tivesse evaporado do seu corpo

- cara isso é foda

- poder de demônio surpresa - ela olha pra mim piscando

- ser um demônio é incrível - eu ri

- sei lá, ainda tem muita coisa pra mim descobrir, mesmo sendo classe alta

- classe alta ? Mais só pessoas da realeza do inferno , ou que veio deles são classe alta , você não fugiu pelo espelho na rebelião do inferno ?

- eu nunca disse isso - ela riu

- que ? - minha visão embaça - acho que estou tonto

- que pena, se pegar no sono eu vou pintar sua cara

- eu prometi a Milly que ia dormir em casa hoje - disse ainda me sentindo tonto

- afinal, cadê ela ?

- está meio mal em casa

- então por que não vamos lá ficar com ela ?

- melhor não

- por que ?

- além do meu pai estar com visita nesse exato momento a Milly tá bem mau humorada

- que merda mano, mais é sério, se você ainda não sabe controlar o álcool na sua mente e não pretende dormir em casa, é melhor irmos pra sua casa

- to com uma sensação estranha ...

Passamos algumas horas conversando , já eram 9 horas da noite

Até que decidimos ir pra minha casa , já que já estava ficando tarde pra mim e ainda tínhamos coisas a conversa

Fomos andando no caminho da minha casa quanto falávamos do pai dela

Algo horrível foi ver ela chorar, o filho da puta do Lucas chegava a ser desumano deixar alguém acreditar nele

Isso era o que mais me deixava ... Triste , e como estava com bebada ela se abriu mais ainda, e eu só sabia abraça-la de lado tentando conforta-la

Chegamos de frente pra minha porta, mas antes que eu pudesse abrir, ela me puxou

- Tente controlar seu nível de álcool primeiro, estou ouvindo barulho lá dentro, acho que estão aqui em baixo

- como faço isso ?

- feche os olhos - e assim eu fui seguindo suas ordens - agora, se imagine no centro da sua mente , seu subconsciente

Era um lugar preto, só havia eu , mas, eu estava de frente a um espelho

Em meu reflexo via meu corpo transbordar água pela boca e olhos , eu conseguia ver o meu interior, mais sem órgãos, era apenas uma metade de mim, com líquido rodando meu corpo

- se ainda está me ouvindo, tente respirar fundo, imagine esse líquido saindo por completo do seu corpo, respire ...fundo - ela falava , quanto fazia também

Eu assoprava, sentia meu corpo ficar mais leve quanto o líquido parecia Simplesmente desaparecer , esguichando dos meus olhos, eu já conseguia ver um fim

Senti mãos em meus ombros

- eu já consegui, vai demorar muito ai ? - as mãos me ajudavam relaxar meus músculos

Em um simples piscar de olhos eu estava de volta a frente da minha casa, e as mãos que estavam sentindo eram as da Mariana me fazendo massagem

- relaxante né ?

A sensação era esquisita, mais era inacreditável, como se eu não tivesse bebido uma gota de álcool

- demais - olho pra ela com os olhos ainda arregalados - por que a Milly nunca me ensinou isso ?

- eu sei lá

- enfim, vamos, deu vontade de mijar

Abri a porta

- boa noite pai - fui direto pro banheiro - entra ai Mariana

Passei pela sala, meu pai estava sentado na sala com seu amigo, pera... Que amigo ?

Andei algum passo pra trás, fodeu, cara

Com tantos fodidos por aí, O FILHO DA PUTA DA VEZ ERA QUEM ? QUEM ?

O LUCAS

Eu olhei para a porta já me impulsionando pra barrar a entrada da Mariana , mais ela já estava aqui dentro

Travada na porta, olhava seu pai dos pés a cabeça, e seu pai fazia o mesmo

Ele se levantou , uma lágrima caiu da Mariana, caindo em sua própria meia já que estava paralisada ali

Eu olhava para ela e seu pai, e ela olhava para mim e para ele. Mais uma lágrima caiu de seus olhos

Até que meu pai quebra esse silêncio, não entendendo porra nenhuma

- gente ?? Tá tudo bem

Mariana olhou pra mim, seus cabelos ruivos começaram a tomar uma tonalidade mais escura chegada no vinho, seus olhos azul eram como cristais

Outra lágrima caiu,ela parecia estar ficando vermelha como um próprio demônio

- Você sabia... Você me viu chorar - em sua mão rodava um feitiço ou sei como posso descrever aquilo, da mesma cor que sua pele estava naquele momento - você me viu chorar esse tempo todo ... E continuou alimentando essa mentira... VOCÊ MENTIU PARA MIM

Logo, ela me joga essa magia, eu estou ... Assustado demais pra conseguir reagir , logo, o feitiço me atinge

Caio no chão imediatamente, minha visão está começando a ficar escura

- me... desculpa - falo torcindo

Estou olhando pra porta, escuto Milly gritar lá de cima, e... A porta da rua está aberta, uma garota se aproxima, tento enxergar algo, mas, só consigo ter certeza que , parece a Juliana

No escuro da minha mente..eu .. não sinto mais meu corpo 


Notas Finais


Achei que teria mais tempo nas férias, iludida pakas
Continua... Para os caps finais ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...