1. Spirit Fanfics >
  2. Flor >
  3. Capítulo Único

História Flor - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey, esse conto já tinha sido postado aqui no site, mas depois de um tempo, eu percebi alguns erros de digitação e coerência, então resolvi editar, mas não obtive sucesso, então, optei por repostar
Boa leitura <3

AVISO : GATILHO, homofobia e violência

Capítulo 1 - Capítulo Único


Flor
Ela era como uma flor. Tão delicada e bonita quanto uma, o cheiro doce que se desprendia de seus cabelos rosados toda vez que ela falava ou ria era a minha perdição. A saia rodada até os joelhos, os óculos redondos como do Harry Potter, a camisa de Sailor Moon e a mochila cheia de botons só serviam para completar seu perfil nerd, tornando-a uma espécie de estereótipo ambulante, uma Wikipédia de quadrinhos e qualquer coisa nerd que você possa imaginar, mesmo assim, a cada passo ela parecia flutuar, andava majestosamente, como um membro da realeza, uma verdadeira princesa, por mais brega que essa afirmação possa soar. Ela era minha flor, e meu inferno estava coberto por elas, flores, que me inundavam de felicidade, e deixavam meus dias, antes tão sombrios e tediosos, mais cor de rosa, essa era Bonibel, a pessoa que me fez sentir as tão famosas borboletas no estomago, que me fez, e ainda faz diariamente perder a compostura, com um sorriso, com um olhar, o jeito de se vestir e de falar, tudo nela era apaixonante
Eram 20:00 horas, estávamos andando lado a lado, havíamos acabado de sair do cinema, rumo a minha casa, ela comentava animadamente sobre o filme de super-heróis que acabamos de ver, eu, mera mortal que não sei a diferença entre Marvel e DC apenas assentia, meu maior prazer era vê-la falar, e como falava, falava sobre quadrinhos, sobre animações japonesas, sobre ciências, eu não entendia absolutamente nada, mas tudo que saia de sua boca era interessante ao meu ver 
Viramos a esquina numa rua deserta, ela subitamente para de falar, nos entreolhamos e ela sorri, seu sorriso, sou suspeita para opinar, mas certamente era o sorriso mais lindo e radiante desse mundo, capaz de parar guerras, tornar-se a oitava maravilha do mundo, e claro, foder totalmente com o meu psicológico, ela entrelaça seus dedos nos meus, estamos de mãos dadas, e sinto um arrepio, a minha imagem séria, e de pessoa que não liga para nada cai totalmente nessa hora, porque mesmo após 8 meses de namoro, só o simples toque de sua mão na minha é capaz de me fazer sentir um choque, sentir um nervosismo nunca antes sentido, acho que isso é a tal da paixão. Então eu a beijo, e me perco totalmente em seus lábios, no seu gosto, no seu cheiro ,achávamos que estávamos sozinhas nesse momento, erro nosso.
Um casal se beijando deveria ser algo normal certo? Ainda não consigo compreender como sua imagem tão doce e amorosa consegue causar um sentimento de tamanha violência e revolta.
O empurrão não doía tanto quando ver seus óculos do Harry Potter caindo no chão e sendo esmagados, os chutes no estomago não doíam tanto quanto ver seus cabelos rosados sujos de sangue, os xingamentos diferidos a nós não me atingiam tanto quanto vê-la sofrer por eles.
Fomos violentadas por um mundo que é incapaz de reconhecer o amor, permaneço a me questionar, como alguém foi capaz de machucar uma flor



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...