História Flor de cerejeira - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato, Azusa, Carla, Kanato, Kou, Laito, Personagens Originais, Reiji, Ruki, Shin, Shu, Subaru, Yuma
Visualizações 677
Palavras 1.949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii gente, trago hoje uma fanfic para vocês sobre Diabolik lovers, ela será sobre Sakura, uma personagem nova e irmã do Subaru, porém apenas dele.
A aparência do Haru está acima.
Espero que gostem !!!

Capítulo 1 - A Origem de Sakura.


Fanfic / Fanfiction Flor de cerejeira - Capítulo 1 - A Origem de Sakura.

Christa POV ' s on

Acordei com um pouco de dor de cabeça, tinha ido dormir tarde, pois estava cuidando das orquídeas. Meu nome é Christa e eu trabalho como florista, o que muitos não sabem é que eu sou uma vampira, os únicos que sabem são : Meu primo Karlheinz e meu namorado Haru, ambos também são vampiros.

Despertei dos meus pensamentos e me levantei, após me arrumar, comecei a fazer os arranjos florais, pois hoje teríamos muitas entregas, já que estavam ocorrendo casamentos frequentes. Eu já havia deixado tudo pronto, exceto o buquê da noiva que optei por fazer por último haja vista que sempre estou mais inspirada durante o dia, assim que acordo principalmente.

A noiva quis um buquê de rosas brancas, eu estava particularmente ansiosa para trabalhar nesse, já que rosas brancas sempre foram as minhas preferidas e eu amo fazer buquês com elas. Estava completamente concentrada no buquê, quando sou despertada dos meus pensamentos por Haru :

- Bom dia, minha rosa branca - ele me cumprimenta com um beijo doce e senta - se ao meu lado.

- Bom dia amor

-  Gostaria de dizer que adoraria te sequestrar para fazermos algo juntos hoje, você aceita?

- Acho difícil, hoje teremos muitas entregas. - aquilo me machucou por dentro, odiava quando não tinha tempo para ele.

- Vai ser mais fácil se eu te ajudar.

- Tudo bem então, mas é para ajudar, nada de me distrair, entendeu?m

- Sim, senhora ! - disse isso prestando continência e com uma falsa cara séria, o que me fez rir.

~~~~ Quebra de tempo~~~~~

Haru na maior parte do tempo me fez rir, ou me distrair com suas frequentes declarações, o que eu mais amava nele é que além de ser prestativo, ele não perdia sequer uma oportunidade de demonstrar seu amor por mim.

 Depois que finalmente terminamos o trabalho ele selou seus lábios aos meus e me guiou pela mão até um local onde custumávamos nos encontrar no começo do nosso namoro, amávamos observar as letras, daquele jardim, quando finalmente terminamos de andar, ele pegou minha mão se ajoelhou, pegou uma caixa com um lindo anel e disse :

- Christa, eu não sei exatamente o que dizer, apesar da sua opinião, eu nunca fui bom com declarações. Só quero dizer que desde que te conheci a minha vida mudou, antes ela não tinha sentido e era muito monótona, mas você me mostrou a verdadeira felicidade, e me apresentou o amor, eu te amo, Christa e eu nunca na minha infinita existência, deixarei de te amar ou amarei outra pessoa, jamais. Você quer me dar a honra de passar a minha fatídica existência infinita com você do meu lado para  sempre?

-  Eu não sei o dizer, eu te amo muito. Nunca vou amar ninguém como eu te amo ou amarei alguém que não seja você. Sim, eu aceito me casar com você.

Dito isso, ele me puxou pela cintura para um longo e apaixonado beijo, eu nunca fui tão feliz, eu não sabia que minha felicidade iria durar pouco.

~~~~ 1 ano depois ~~~~

Eu e Haru estávamos extremamente felizes, eu estava grávida dele, nós dois estávamos cada vez mais ansiosos para o nascimento do nosso filho ou da nossa filha, eu tenho a sensação de que será um menino, Haru jura de pés juntos que será uma menina, mas não importa, amaremos do mesmo jeito.

- Querida, Cheguei! - Disse depositando um beijo suave em meus lábios.

- Como foi no trabalho?

- Seu primo Karlheinz é impulsivo e inconsequente, mas não há nada que se possa fazer.

- Algo errado?

- Não quero preocupá-la. Diga - me como anda nossa pequena? - disse acariciando minha barriga, estava grávida de 4 meses.

- Está bem. Não entendo porque cisma tanto que será uma menina e se for um menino?

- Eu sinto e quero que ela se chame Sakura, em homenagem  a minha falecida mãe, mas não me importo se for um menino, amaremos do mesmo jeito, não importa.

- É um belo nome. Ele ou ela ainda é tão pequeno mas já o amo tanto.

- Eu também, querida.

- Infelizmente tenho que cuidar de alguns assuntos graças a seu primo.

- Tudo bem, mas tome cuidado. Eu te amo.

-  Tomarei, eu também te amo. - Dito isso, ele me beijou e saiu.


Naquele dia , eu não fazia idéia de que aquela seria a última vez que o veria, o tocaria, o beijaria. No meio da noite, meu primo Karlheinz, veio á minha casa e me deu á fatídica notícia de que meu marido havia morrido em um ataque de lobisomens, eu não aguentei e fiquei em prantos.

Após isso, Karlheinz passou a vir todos os dias á minha casa, prestar suas condolências e oferecer sua ajuda. Sua bondade me comovia a cada dia mais, porém eu não conseguia sorrir, sempre pque olhava para  a minha barriga lembrava de Haru, não sabia se conseguiria cuidar desse bebê, quando ele nascesse, então decidi falar a verdade a meu primo.

- Karlheinz, eu sei que você me ama muito, como uma irmã, assim como eu te amo, porém não pode ficar vindo aqui as pessoas irão comentar, mesmo você sendo meu primo e suas esposas certamente não irão gostar, além do mais... - hesite

- Está certa,  peço que me perdoe por lhe causar problemas, certo que te amo, mas há muito não é como prima.

- O que quer dizer?

- Quero que se case comigo, Christa.

- O que? Só pode ter enlouquecido, somos primos, além do mais... Eu estou grávida de Haru.

- Não me importo com isso, Christa, eu assumo essa criança, eu te amo, só case comigo, pense no seu filho, como vai sustentar essa criança?

- Eu tenho um emprego.

- Não vai dar uma boa vida á ela com isso.

- Eu...

- Só case comigo, eu darei uma boa vida a vocês, cuidarei dela como se fosse minha e respeitarei o seu tempo.

- Tudo bem, mas só estou fazendo isso por ela,eu escolherei o nome, ela não pode saber que você não é pai dela e respeite o meu tempo.

- Sim, farei o que me pede, estou muito feliz, eu te amo, Christa.

~~~~ Quebra de tempo~~~~

Após me casar com Karlheinz, finalmente cheguei  à mansão Sakamaki, observei os olhares reprovadores de uma mulher que supus ser uma das esposas dele, ela era muito bonita, possuía cabelos roxos e olhos verdes, mas seu olhar era extremamente mortal, logo notei outra mulher de cabelos loiros com um tom de laranja claro e olhos azuis, ela já me direcionava um olhar mais passivo, curioso eu diria.

- Você deve ser o novo brinquedo de nosso marido, pois bem, me chamo Cordelia, logo verá que você não é especial, porque é a nova esposa dele,  então não tente dar uma de dona da casa. - disse a de cabelos roxos, não fui bem um pouco com a cara dela.

- Pare Cordelia, está assustando - a, meu nome é Beatrix, lhe explicarei as regras da casa enquanto lhe mostro seu quarto. - disse a de cabelos loiros laranja, ela me parece ser mais acessível, mas seu olhar também é de alguém com orgulho ferido, assim como Cordelia.

~~~~~ 5 meses depois~~~~

Já havia completado 9 meses, não faltava muito para meu bebê nascer, eu não via a hora. Acordei e logo desci para o café, logo vi Beatrix que me cumprimentou :

- Bom dia, Christa, como se sente?

- Bom dia Beatrix, bem e você? - Beatrix também estava grávida, apesar de já ter um filho de 1 ano chamado Shu, ele era reservado, tinha cabelos do mesmo tom da mãe e os mesmos olhos azuis.

- Bem, não deve demorar muito para meu bebê, nascer, visto que já completei todas as luas, pode nascer a qualquer momento.

- Ainda bem que o meu ainda vai demorar um tempo.

- Mentira, já faz 5 meses que você e Karlheinz se casaram e você está com uma barriga do tamanho da de Beatrix, fale a verdade, esse bebê não é dele. - disse Cordelia, venenosa, como sempre.

- Esse filho é do meu marido, você está apenas com orgulho ferido já que eu tenho pouco tempo de casada e já estou grávida, diferente de você,  que é a primeira esposa e ainda não concebeu.

- Cala a boca, sua meretriz! Queria saber de que homem aleatório é esse seu bebê -  disse isso já aumentando o tom de voz.

- Não sou como você, que até mesmo com o irmão do nosso marido tem caso, como eu já disse esse filho é do meu marido.

Me alterei demais e acabei por sentir contrações uterinas, estava na hora do bebê nascer! Gritei de dor, Beatrix me socorreu e logo pediu para que as criadas me levassem para meu quarto e pegassem água e panos quentes, mas Cordelia não perdeu a oportunidade de provocar :

- Viu que eu disse? É uma qualquer. 

 Não aguentei e dei um tapa na cara dela, não estava muito bem mesmo.

- Cala a boca, sua meretriz, você é uma perdida! - ela me olhava incrédula como se não acreditasse no que eu fiz.

Antes que ela protestasse, Beatrix interviu e me ajudou a ir para o meu quarto. O parto foi difícil, mas Beatrix me apoiou o tempo todo e por fim nasceu !

Como Haru disse, era uma menina e eu a nomeei Sakura para que pudesse ter pelo menos o nome escolhido pelo verdadeiro pai, ela era linda, extremamente parecida com ele, o que me deixou preocupada, olhos azuis e cabelos pretos, nada semelhante á Karlheinz.

- Porque ela não se parece com Tougo? - Karlheinz também era chamado assim, não soube como responder Beatrix.

- Ela se parece com minha mãe, meu irmão também era parecido com ela e ele era o mais velho, talvez seja isso.

- Hm... Talvez. Como elas se chama?

- Sakura.

- Belo nome, visto que nasceu na primavera lhe cai muito bem.

- Obrigada.

~~~~~  Um dia depois~~~~~

Karlheinz veio conhecer a" filha ", eu sempre serei grata pelo que ele fez, mas nunca vou me acostumar a vê-lo chamando Sakura de filha.

- Ela é linda, se parece muito com ele. Como se chama?

- Sakura, quanto a aparência eu disse que herdou de meu irmão, não é exatamente uma mentira.

- Tudo bem, não precisa de preocupar, para todos os efeitos, ela é minha filha, eu já a amo como se fosse, sempre será assim.

- Que bom. Obrigada Karlheinz, nunca poderei lhe agradecer pelo que fez por mim.

Dito isso, ele colocou Sakura no berço e se aproximou de mim, me puxando para um beijo, correspondi, porém não durou muito, logo ouvimos gritos vindos de Beatrix.

- Aiii ! Vai nascer!

Logo pedi que ele ficasse com Sakura enquanto eu ajudava no parto dela.

~~~~~Quebra de tempo~~~~~

Logo, o filho de Beatrix nasceu, era um menino, possuía cabelos roxos e olhos em tom de rosa,ela chamou - o de Reiji.

- Ele é muito bonito. - comentei.

- Sim,espero que seja responsável e não dê trabalho á Shu, que me ajudará a cuidar dele como é o mais velho.

- Certamente Shu dará conta.

- Não tenho dúvidas disso.

Reparamos o olhar de inveja de Cordelia em nós, mas logo ignoramos. Karlheinz entra com Sakura nos braços, vendo o bebê no colo de Beatrix, ele me deu Sakura e o pegou no colo :

- Lindo, será um rapaz responsável e centrado. Como iremos chamá-lo?

- Reiji.

- Ótimo nome. Christa traga Sakura vamos apresentá  -lo  á sua irmã.

 Eu a levei até perto de Karlheinzz senti um olhar um pouco desaprovador de Beatrix, porém ignorei- o.

- Isso, Reiji, essa é sua irmã, Sakura, apesar de ela ser mais velha você deve cuidar sempre dela, entendido? - disse Karlheinz.

Por incrível que pareça ouvi uma risada de Reiji, Sakura pegou sua mão de forma desajeitada, ele chorou um pouco, mas ao olhar para ela se acalmou, sinto que eles serão bons amigos, pelo menos isso.


Continua... 








Notas Finais


Oiii gente! Espero que vocês gostem dessa fanfic.
Até o próximo capítulo ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...