História Flor do deserto - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Sherlock
Personagens D.I. Greg Lestrade, Dr. John Watson, Mary Morstan, Molly Hooper, Mrs. Hudson, Mycroft Holmes, Personagens Originais, Rosamund Mary Watson, Sally Donovan, Sherlock Holmes
Visualizações 10
Palavras 286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente. Essa é minha primeira fic. Depois da inspiração necessária e vários livros devorados, tive coragem para começar minha carreira na escrita. Gostaria imensamente de um feedback de vocês quanto à esses dois primeiros capítulos.
Boa leitura, perdoem qualquer erro ortográfico.

Capítulo 1 - Prólogo


Gritos. Tiros. Carl estava deitado quando o barulho intenso do lado de fora da casa começou. Não estava dormindo. Não conseguira dormir desde que fora resgatado; pois cada vez que adormecia, seus torturadores voltavam através de seus sonhos. Resolveu levantar-se de sua cama no chão, embora as dores limitassem seus momentos. Pegou um rifle que estava encostado atrás da porta, verificou se estava carregado, e então abriu a porta velha de madeira. A poeira tinha se levantando no pátio da pequena vila, o calor era sufocante e o sol dava seu brilho máximo. Os homens que o resgataram corriam em direção as tropas britânicas, que já desciam de seus carros atirando naqueles homens. Vários deles caíram ensanguentados, aos avanços da tropa. O sol raiava cada vez mais forte, e um grande clarão desceu sobre aquele pátio, como se o próprio sol caísse sobre a terra. Carl então acordou. Estava em sua cama, no seu pequeno apartamento em Londres. Suava frio pelas lembranças que novamente o assaltaram em seus sonhos. Cada uma delas lhe trazia uma intensa raiva e indignação. Seu ódio só fazia aumentar. Ele só queria uma chance para poder colocar toda a sua fúria para fora, e assim agradaria a Allah ao vinga-lo das maldades daquela nação. Mas algo o alegrava, sabia que teria a sua chance. Sim...o homem que batera em sua porta, o convidando para algo especial. Ele disse que tudo o que aconteceu com Carl tinha um propósito maior, e que ele poderia canalizar toda a sua ira para os objetivos certos. Carl riu ainda deitado em sua cama, imaginava as coisas que haveriam de ocorrer; quanto sangue rolaria e quanto prazer ele sentiria nisso. Carl aos poucos perdia a sanidade.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...