1. Spirit Fanfics >
  2. Flor do deserto >
  3. Um ciclo vicioso

História Flor do deserto - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Um ciclo vicioso


A  face antes coberta, agora estava tomado pelo calor dos raios de sol que compunham aquela intrigante  manhã .A visão deste rosto estava de acordo com as espectativas do ruivo ,no entanto a reação  tida não  era bem o que podiasse chamar de "esperado",o corpo foi tomado por um sutil amargor ,como se tivesse esperimentado de uma fruta ainda verde,a temperatura do cômodo esfriara e já  não sentia confiança  em suas pernas.

-Bom te ver  também!-Disse a pessoa com voz um tanto enrrouquecida ,diferente da que conhecia, após  um curto período  de silêncio  costrangedor. Deu um paço a frente, o garoto sentiu um impulso forte tentando-o puxar para trás, mas relutantemente ,não cedeu.

 A tentativa de esconder o espanto foi em vão. De olhos arregalados tateava a superfície  da mesa buscando apoio, talvez ,por mais que tentasse ,ainda não  consequira extinguir os recentimentos residentes em si,  logo retornou a consciência ,espremeu os olhos e recompôs seu antigo semblante, as palavras levaram um tempo para sair de sua boca:

- Há quanto tempo ,Catsuno!-Disse ,na tentativa de se acalmar-Não imaginava que você viria a fazer parte dessa organização. 

-Pois é, eu também  não!-Deu um singelo sorriso ,por um breve instante desviou o olhar.

-Ah! E esse novo corte de cabelo ?Ficou muito bom!- Descontrair nunca foi uma coisa que soubera fazer bem ,aquilo estava sendo meio vergonhoso, mas realmente, a garota nunca estivera mais bela.

-Obrigada,acho mais facil de cuidar.- Admitiu.Olhou para a estrutura física  dela ,aquela era a prova de que o tempo exercia modificações, belas modificações, assim atrevia-se a notar ,o que não  mudara ,mesmo após muito tempo e fora do alcance da luz ,era sua pele corada que lhe transmitia ar de saúde. 

-Você fala dessas coisas, mas olha pra só  isso:Você  se tornou Kasekage! Isso sim é  incrível!

-As vezes nem eu mesmo acredito.- É  estranho pensar que alguém  como ele podia alcançar  esse nível  ,lembrou de quantos já  se foram por sua culpa, uma dúvida  surgiu ,ele queria perguntar  ,mas ...talvez fosse muito atrevimento.- Na confraternização da turma...alguém sobrevivel?

-Na verdade sim, alguns  ficaram só  com ferimentos graves ,esses conseguiram ser salvos .

-Entendo

-Mas e aí ?Como é  a sensação de liderar a vila , tipo, deve ser dificil, né ?- Ela era otima para encontrar assuntos nada a ver.

-Nem me fala!Faz um tempão que não saio pra fazer algo!Não  é  tão  diferente da sua ,você  tá  liderando a Anbu,seria meio que a "Kage das sombras"-Ela riu .

-Nao foi você  que tinha acabado de falar que meu trabalho não  é  "algo de se orgulhar"?-Ele não  tinha como refutar, dissera isso mesmo .A forma seca e ao mesmo tempo sarcastica com que ela pronunciava adicionou-lhe um toque de imponência nunca presenciado antes pelo rapaz, isso espantouo um pouco, da boca da jovem surgiu  um sorriso maroto, começou a andar pela sala - Nao se preucupe ,também  penso assim ,mas tenho um bônus que vocês  da "luz" não têm: Não preciso ser "ela "o tempo todo, já que teoricamente ninguém sabe quem é  o comandante dessa corporação.

Deu paços lentos em direção  do antigo conhecido:

-Pretendo que continue assim.-Aquilo foi uma ameaça?Não  ,ninguém  seria louco o suficiente a ponto ameaçar o Kasekage ,né? Seja o que for ,aquilo foi arrepiante:

- Não  se preucupe ,não  direi nada.

(Toc-toc-toc)Ouviram-se batidas da porta

-Kasekage sama,posso entrar?

-Espere um ...pouco-Para onde ela foi?Ela sumiu ,como assim?

-kasekage-sama?

-P-pode entrar.-Falou ainda confusso.

O homem ,cujo rosto estava atrás  da imensa pilha de documentos ,entrou meio cambaleante e colocou a papelada sobre a mesa,em seguida saiu do escritório deixando-o só.

Não  conseguiu consentrar-se no resto do dia ,o acontecimento da manhã tomou conta de sua mente.Pouco mais de três anos ,como ela mudara tanto?Sua aparência, voz ,até  mesmo o modo de se portar.Sempre foi um pouco irônica  ,todavia nunca a ponto de chantagea-lo dessa forma, todas essas mudanças a faziam parecer mais...sensual.Do que estava falando, essa menina o odiava, muito provavelmente nunca conhecera a verdadeira face de Catsuno , muito provavelmente ela só  estava esperando para fazer-lhe novamente vitima de suas seduções.

Muitas coisas não  estavam iguais ,mas o que fazia-no lembrar da imagem daquela antiga menina a qual ele pensava que ela fosse era a maneira brincalhona e leve que sempre tivera. 

É  estranho pensar nela assim ,não  sabia ao certo o que sentir .Suas memorias não  permitiam ama-la ,porêm devia admitir que sentira uma leve atração  pela moça.Nao podia olhar para ela e não  enxergar o passado. É  estranho que a mesma tenha simplesmente ignorado tudo o que acontecera antes e tratar aquele momento como uma simples conversa. Essa garota era mesmo um mistério,um mistério  do qual já  estava cansado de tentar desvenda-lo!Por que ela sempre voltava ?Ela não  podia só  sumir da sua mente de uma vez por todas ?

Aquilo o torturava :Sentir algo tão  bom e logo em seguida dúvidas. Era típico dela :confundi-lo até  que sua cabeça  não  aguentasse mais perguntas.

Via o sol nascer ao longe quando terminou de assinar os papeis ,foi ai que notou um pequeno bilhete:

"Foi muito bom reve-lo hoje!Sabe o que  eu lembrei ?Amanhã  é  sabado .Se você tiver tempo anoite,eu estarei no lugar de sempre."

Olhou para os lados .Quando ela deixou isso? Deve ter sido na manhã  passada. Aquilo como tudo o que lhe acontecera no dia anterior o fazia lembrar do período  escolar ,era nostálgico .Debrusou-se sobre a mesa de trabalho e caiu em um sono pesado.

* * *

Sábado  as coisas eram um pouco mais tranquilas já  que a maioria das atividades econômicas estavam paradas ,mesmo assim exigia-se constante vigilância e trabalho,além  disso as preparações  para o exame chunin não podiam ser deixadas para mais tarde.Talvez desse conta de ir ao encontro da morena ,não  sabia o porque ,mas algo o fazia quere-la por perto enquanto implorava para te-la distante .Isso era outra coisa que permanecia inalterada.

            *  *  *

Meia-noite, foi quando acabou o que precisava ser feito no dia .Mais cedo do que o abtual , provavelmente ela não  estaria mais o esperando ,não  sabia porque estava indo pra lá. 

Ao se aproximar da entrada do esconderijo desenhou um simbolo no chão com sangue, hesitou por um instante ,e meio contrariado, precionou a palma da mão  em uma rocha ao lado ,tirou a mão  e a rocha se abriu. Há  quanto tempo não  entrava naquela caverna. 

Estava tudo escuro, estranhou, passou-se muito tempo desde que não o frequentava e ainda não  encontrara uma teia de aranha sequer, será  que ela ainda o visitava ? Seja como fose ,era óbvio  que ela já  tinha saído,de repente ouviu:

-Dia longo ,hein!?-Tomou um susto, escaneou o local tentando  encontrar a origem da voz, achou-a, perto das paredes .Como sempre executava uma seção de exercícios   e a julgar pelos alongamentos já  estava no final.

-Você  ainda tá  aqui?

-Cheguei a pouco tempo,e já  ia ficar treinando mesmo!

Saiu da posição anterior ,para dar atenção ao ruivo.Sentou-se e convidou-o a fazer o mesmo .Eles conversaram sobre coisas que tinham acontecido depois de separarem-se até  o momento que se reencontraram ,a jovem falava como se nada demais tivesse se passado ,como se o dia da formatura nunca tivesse acontecido. 

Ele, pelo contrário ,não  conseguia enterrar esses fatos tão  marcantes ,aquilo doia ,será  que ainda não  superara o passado ?Será que dentro dele ainda existia o mesmo monstro de sempre? Falando nisso ,será  mesmo que que a morena o perdoara, talvez isso nunca tenha se concretizado ,talvez ela tenha entrado na Anbu pelo mesmo motivo que maioria dos outros :Para ve-lo morto.

**Subconsciente do Gaara**

"Não  está  cansado disso,Gaara?De fingir que acredita nessa baboseira ?"

-Você  de novo.-Fala meio desgastado- Saia daqui ,eu não  serei mais dominado por você!

"Está  dizendo  isso pra mim ou está  falando para tentar acreditar nisso?"

-D-do que você tá  falando?

"Admita moleque, todas aquelas pessoas estão  certas,você  sabe disso ,pare de tentar esconder!No fundo você  sabe que é  e sempre será  um monstro,e essa garota, ela nunca iria proteger um Jinchuuriki que arruinou a vida dela"

-Pare Sukaku!Saia daqui,saia daqui agora.-As suplicas agonizantes do rapaz foram abafadas pelos os risos da Bijuu.

***

-Gaara,você  tá ... chorando?- O menino levou ,lentamente, uma mão ao rosto.Droga ,que conveniente!Não  tinha hora melhor pra isso acontecer. Deixou-se levar pela pressão  do momento:

-E você se importa?-A garota inclinou-se na sua direção curvando as sombrancelhas em uma expressão perplexa. 

-Fale a verdade! Eu não  quero mais conviver em meio a tantas dúvidas,  você  se tornou membro da Anbu pra que ,hein?Sei que na época  estavam precisando recrutar mais gente pra me "controlar" e você adoraria causar a minha morte -As palavras calmamente vociferadas contrastavam com a maré  de emoções residentes em  sua alma. Proceguiu em um sussuro-Quem não  adoraria?

-Gaara..eu...- Não queria ouvi-la ,já  lhe dissera tantas mentiras essa seria apenas mais uma que o encheria de esperança e o perfuraria sem piedade deixando-o em um imenso vazio.

-Se você  for algum desses extremistas  que desejam tirar minha vida tudo bem ,mas eu te peço  para não  me iludir. Quero nada mais que a verdade.

A misteriosa garota ,após  um subto estado de choque ,levou sua única mão  ao ombro do jovem, observou-o fixamente por um tempo, como se arquitetasse algo para dizer-lhe, aqueles olhos que uma vez apreciara transmitiram-lhe uma sensação diferente,ele não  aguentou , desviou o olhar e levantou-se.Rle mudara ,por que ela não  podia mudar?:

-Desculpe ,eu ...eu não  sei o que deu em mim ,você  tem todo o direito de não  me aceitar , me desculpe pelo seu pai, me desculpe por ter tido que me aturar todo aquele tempo na academia, me desculpe pelo seu braço e, principalmente , me desculpe por não  conseguir perdoa-la.

Ao dizer essas palavras saiu o mais rápido que pode sem precisar correr.Ir até  lá   foi uma má  ideia, pelo visto iriam precisar de um novo guarda-costas.

*  *  *

No "outro dia" ele chegou na mesa do seu escritório  e viu um bilhete

"Kasekage-sama,

 Tudo o que posso dizer é que ,mesmo que não  pareça, sei ser profissional, nada me impedirá de protege-lo, o senhor pode ter certeza."

Ele olhou o verso,não havia  nada, era só  aquilo. Pelo menos sabia que ela cumpriria com sua função, não  que sua palavra valesse muito ,mas não  estava tão  preocupado assim com sua segurança ,seria uma oportunidade ótima para saber quem essa menina realmente era .





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...