1. Spirit Fanfics >
  2. Flor que se cheira >
  3. Capítulo Único

História Flor que se cheira - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa qualquer erro! Não sei ainda escrever hot, então não vai ter na one shot :( mas espero que vocês gostem!!

Capítulo 1 - Capítulo Único


“Não sei como a Mills não tem vergonha” 

“Sai com homens, sai com mulheres, essa Emma Swan não presta”

“Essa morena já iludiu tanta gente!"

Regina Mills 

 Morar em uma cidade pequena como Storybrooke era horrível. Eu sabia que as pessoas comentavam a meu respeito. Mas o que eu podia fazer. Eu era uma mulher solteira e livre. Já namorei muitos, fiquei com uma grande parte dos solteiros e uma quantidade razoável de mulheres na cidade, não via motivos para me apegar em ninguém, nunca me apaixonei. Para mim era simples, teve química, rolou o clima vamos para um motel e depois volto para minha casa, satisfeita e sozinha. 

Era sexta-feira, quando entrei no pub “Toca do coelho” e logo encontrei minhas amigas, Ruby, Tinker, Lily e Mary Margaret. Que assim como eu vestiam um vestido, Ruby estava com vermelho tomara que caia, já Tinker com um azul, aberto nas costas, Mary com um nude com um decote discreto em formato de “V” e Lily com um preto com o decote reto e eu vestia um preto também, só que de veludo com um decote “V” e aberto nas costas. Estavam sentadas em uma mesa, logo me juntei a elas e pedi uma cerveja ao garçom. 

- Vocês viram quem acabou de entrar no pub? – Lily cochichou e se viramos para ver quem era. Era uma loira eu não a reconheci, mas logo vi Ruby arregalar os olhos e disse -Eu não acredito que Emma Swan voltou para Storybrooke!

- Quem é Emma Swan? – eu perguntei com o cenho franzido.

- Aa minha amiga nem queira saber! – Tinker falou e sorriu de forma maliciosa para mim.

- Ela é uma galinha Gina – disse Mary soltando uma risadinha.

- Perfeita para ti Gina! Não gosta de compromisso, gosta de pegar a mulherada e tchau. – disse Ruby, logo fiquei curiosa, afinal nunca tinha visto ela na cidade. – Como conhece ela Rubs? 

- Estudávamos juntas e depois ela foi fazer faculdade em Boston mas nunca perdemos o contato. 

- E lá vem ela! – disse Lily e logo me virei para analisar melhor a famosa Emma Swan, era loira,  tinha olhos azuis, era bonita mas não era tudo isso! Tentei me convencer, mas meu Deus, quem eu queria enganar! Ela era maravilhosa, um corpo lindo, intenso olhos azuis e um ar sedutor. Eu tinha que ter essa mulher! Ela parou em frente a nossa mesa e sorriu, analisando cada uma de nós e até seu olhar encontar o meu, e o que eu mais temia aconteceu, rolou um clima, química, acendeu uma chama entre nós, seja lá o que for, só sei que foi intenso.

"Nem chega tão perto, vai ser perigoso eu e você, se o beijo der certo"

- Meninas! – falou em tom galanteador – Ruby, sua loba safada, não vai me dar um abraço? – disse abrindo os abraços, logo escutei uma gargalhada de Ruby e a mesma foi até a loira para o tal abraço. Depois que separaram, ela disse – Não vai me apresentar suas amigas? 

- Emma essa são Lily – a loira deu uma piscadinha para a outra morena, fazendo ela corar. – Mary Margaret – Mary? Ex do David, não? – Emma perguntou em tom de duvida. – Infelizmente, essa mesmo – Mary falou dando risadinha.  – Essa é a fadinha, Tinker! – “Prazer” Swan sussurrou. 

- E essa minha amiga, é a deusa Regina! – revirei os olhos para Ruby e completei – Mills, Regina Mills. – Vi os olhos da loira me analisando de cima a baixo, até seus olhos azuis travarem com os meus. Estendi minha mão para ela que beijou a mesma, surrando – Prazer, Emma Swan! - aquele beijo na minha mão, fez com que uma onda de calor percorre meu corpo até o meio das minhas pernas. Será que ela sabia o efeito que tinha sobre as pessoas? Deveria saber e usava isso a seu favor.

Depois de todas as apresentações feitas, Emma se juntou com a gente na mesa, na qual todas nós engatamos em uma conversa animada. Descobri que Emma era jornalista, que tinha voltado para Storybrooke, pois tinha sido chamada em novo emprego, ela não deu muito detalhe sobre sua vida profissional. As cinco estavam em uma conversa sobre como Storybrooke mudou e cresceu, então pedi licença e sai em direção ao banheiro do pub, que graças a Deus estava vazio. Quando sai da cabine vi Emma Swan escorada na pia com os braços cruzadas. Fui até a mesma e comecei a lavar as mãos enquanto a mesma me olhava.

- Tudo bem Swan? 

- Namora Regina? – direta ela.

- Não e você?

- Não e nem pretendo! - falou convicta.

- O que você quer Emma? - eu via em seus olhos o que ela queria, tava escrito em negrito em sua cara o quanto me desejava, e eu não era de negar um boa transa, ainda mais que eu queria ela, desde o momento que a vi, seu desejo era mais do que recíproco.

- Quer ir tomar uma bebida no meu apartamento? – Emma Swan parentemente é uma mulher decidida, não é de fazer joguinhos e eu adorei isso!

- Não, prefiro um motel! – vi em seus olhos como ficou surpresa com a minha resposta. – Tudo bem então! – porém concordou.

- Vou avisar as meninas! 

Antes de alcançar a porta escutei Emma dizendo “Espera”, quando me virei Emma pegou em minha cintura e me puxou grudando meu corpo ao seu, tomando minha boca em um beijo avassalador, que pegada que aquela mulher tinha. Soltei alguns gemidos quando senti sua língua habilidosa acariciando a minha. Quando ela me soltou, eu estava com as pernas bambas, fui ao céu e voltei com aquele beijo. 

"Mas você chegou, o beijo rolou"

Quando finalmente cheguei até a mesa das minhas amigas, elas me encararam e já deduziram o que tinha acontecido. – Emma Swan, não foi Gina? – Ruby disse com o sorriso no rosto. Eu sorri e assenti pegando minha bolsa e dando um beijo na bochecha de cada uma delas.

Encontrei a loira no carro e fomos em direção ao motel. Quando chegamos ao quarto, joguei a bolsa em um canto qualquer e ataquei os lábios da loira, que retribuiu com fúria, passando suas mãos pelo meu corpo. Em meio aos beijos, fui direcionando a loira até a cama, que prontamente se deitou e começou a tirar a regata que vestia, eu logo subi em seu colo e tirei meu vestido, ficando com meu conjunto de lingerie vermelha, com detalhes de renda. 

Emma inverteu as nossas posições e começou a distribuir beijos e mordidas em meu pescoço. Eu era fogo e a loira gasolina e juntas incediamos aquele quarto, foi de longe a melhor e mais intensa transa que já tive. 

"A noite passou e a gente acordou

Olhando pro teto, o nosso reflexo sem roupa"

Quando o dia amanhceu e eu abri meus olhos e encontrei os olhos verdes de Emma no espelho do teto do quarto e eu entendi aquele olhar. Que uma noite só não seria suficiente, que o fogo que ardia entre nós não se apagaria tão fácil. Aquele olhar fez meu coração acelerar e só então eu senti o perigo. 

Então me levantei, peguei minhas roupas e fui para banheiro. Quando sai do banho, fui em direção a porta e antes de girar a maçaneta escutei a voz da loira dizendo "Já chamei o táxi", em nenhum momento me virei para olhar para ela, tinha medo de voltar para cama e exigir que ela tirasse minha roupa e me fizesse gozar igual horas atrás. Só consegui respirar aliviada quando cheguei no conforto de minha casa.

"Como é que faz

Quando nenhum dos dois é flor que se cheira?

Quando a malandra se apaixona na tranqueira?

Quando foi sério o que era pra ser brincadeira"


Notas Finais


Deixe seus comentários 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...