História Flor Vermelha - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Personagens Originais, Terror, Tokyo Ghoul, Touken
Visualizações 11
Palavras 273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura.

Capítulo 1 - Prólogo-Flor Vermelha (Arco 1-Entre dois mundos)


Me diga então, diga então, como fiquei assim?

-Monstros existem....

Se há um outro alguém preso dentro de mim? Estou perdido, bem perdido, no mundo onde acordei.

Embora a voz doce era evidente o sarcasmo usado na mesma, o sorriso bondoso no rosto da bela moça escondia suas reais intenções ao olhar o jovem de cabelos brancos que mantinha-se de cabeça baixa.

E só te vejo rir, mas porque? Eu não sei.

-E sabe onde eles vivem?

Estou sem forças para lutar, não posso respirar, nem libertar, nem me libertar e tudo aqui parou estou nem tão mortal, nem imortal, nem caindo, nem tão de pé. Mas, eu enfim pude te encontrar 

Indagou se aproximando do ouvido do rapaz, um sorriso macabro formou-se nos lábios da mulher que rir concluíndo.

E nesse mundo tão sujo, e distorcido estou transparente, e invisível. Não me procure, não procure olhar para mim.

-Eles vivem dentro das pessoas, mas acho que você já sabe não é, Kaneki-kun?

Ela se afastou um pouco rio e ergueu a mão no intuito de toca-lo, porém ele segurou seu pulso de forma brusca fazendo-a se assustar com tal ato, e sorriu ao ver o olhar frio do mesmo.

E aqui nesse mundo que entrei para ficar não posso ter machucar, só não vá.

-Eu tenho um monstro dentro de mim....

Não vá me esquecer 

-E talvez...-disse colocando mais pressão no pulso da mulher o quebrando em seguida arrancando um grito da mesma, e se aproximou de seu ouvido.

Não vá me esquecer....

-Eu tenha me tornado aquilo que ele sempre quis que eu fosse....  Um monstro

De como eu sempre foi....


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...