1. Spirit Fanfics >
  2. Flores do Sol Contam uma História >
  3. Capítulo único: O sol que cativa pétalas de ouro.

História Flores do Sol Contam uma História - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá gente linda! E aqui estamos mais uma vez com uma nova fanfic! Ok, eu juro que tentei escrever o mais lindo e triste possível, esse plot apenas veio hoje com uma música que eu escutei. I Wish You Were Here nunca passa de moda e sempre nos faz chorar ao final. Bem, espero que vocês gostem muito dessa sope com Yoongi centric, beijinhos e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo único: O sol que cativa pétalas de ouro.


Como todo ser humano, tenho sentimentos que florescem a medida em que passa o tempo; já seja lento demais ou rápido demais, sempre haverá uma vivência nova que irá trazer mais do que podemos imaginar a nossas vidas. E, poderia se dizer que foi o que aconteceu comigo, receber o golpe final que ficaria marcado em minhas memórias que levaria à velhice.

Sempre soube que fui um completo adolescente insuportável quando se tratava de estar ao seu lado, incontáveis vezes atuando como se não me importasse tudo o que estava falando, mas meus ouvidos estariam apreciando o som de sua vez. Agindo como se não me importasse suas expressões, mas meus olhos gravando cada detalhe do teu belo rosto; e afastando-me fingindo não querer estar perto de ti, quando por dentro sabia que necessitava de tua presença.

O laço que nos une nunca foi fácil de descrever ou conhecer, nunca foi fácil de acreditar e ver sua vermelhidão entorno de nossos mindinhos, porque nossos corpos foram feitos perfeitamente, para encaixar e fusionar, não havia um destino diferente. Ou isso pensei.

Foi em uma tarde de outono em que finalmente saímos do ensino-médio, você estava feliz e contente de continuar sua vida e estudar a carreira de seus sonhos, lembro muito bem como você corria até mim e falava que faltava tão pouco para cursar veterinária e assim ajudar a todos os animais possíveis. Por dentro, achava aquilo tão adorável e puro, tão lindo e considerado, mas como sempre, meu exterior apenas mostrou indiferença e meus lábios soltaram um “Boa sorte”. Esse momento me odeie, porque foi a causa de seu sorriso ter desaparecido de seus lábios e o brilho em teus olhos ter dissipado.

Qualquer pessoa me gritaria para assumir que estava tão cativado por você, mas quando se vive em um mundo como o meu, não há maneira de assumir algo tão puro, quando estou parado em algo tão sujo. Cada vez que você se voluntariava para acompanhar-me até em casa, sempre falava que não era necessário, e como tudo, foi uma mentira, mas essa mentira foi branca. Não queria que grandes portões abraçassem sua humilde presença; que olhares superiores escondessem sua divertida personalidade, não queria que meu mundo tocasse o seu, porque esse meu mundo iria te afastar de mim antes de que eu afastasse você.

Porém, por mais que tentasse, sempre iria acabar ao teu lado, parecendo um cachorro procurando por alguma atenção, parado à distância observando como você sorria facilmente a outras pessoas, e como todo um egoísta, desejei que eu fosse o causante desse belo sorriso que expandia seus lábios e iluminava tuas íris de mel.

A melancolia era uma típica companheira todas as noites desde que sei o que é minha existência, lembrando-me que não posso estar contigo quando os cobertores não consigam enfrentar mais o frio. Quando começamos a faculdade foi um inicio muito importante em nossas vidas, porque foi a época que marcou o que aconteceria no futuro. No primeiro dia você fez muitas amizades, não era algo estranho vindo de ti, mas de alguma maneira, sentia-me mais solitário, e talvez esquecido.

Cursava direito porque não havia nada mais em minha vida que me chamasse a atenção, talvez porque nenhuma dessas carreiras era você. Na primavera, quem era o afastado era eu, enquanto observava como você divertia-se com seus novos amigos, rindo alto, fazendo piadas, coisas que provavelmente nunca fiz contigo, e isso, lembrou-me que apesar do que sentia, nada que eu fizesse faria você tão feliz. E como o vento, apenas segui seus passos, convencendo a mim próprio de que era para proteger-te, embora a verdade era que não podia estar um dia sem ser iluminado por seu brilho.

Dias se passavam e você não parecia ter a vontade de olhar em minha cara; nenhuma mensagem, nenhuma chamada, apenas o silêncio que criou uma distância que pisava em meu coração e mostrava-me o quão covarde posso ser quando se trata de ti. Uma noite, me cansei. Não suportava mais aquele mundo no qual estava preso por tantos anos, não conseguia ver como me afastava de ti, por primeira vez, tinha medo de que alguém me esquecesse, não qualquer alguém, e sim você.

Então peguei minhas roupas, as coloquei em várias malas e comecei meu caminho, sem família, sem alguma obrigação, apenas eu e meu coração. Não consegui ir para a faculdade por estar demasiado ocupado com a mudança, mas isso não me impedia de ver meu celular às 00:00 e esperar que tenha alguma mensagem ou chamada, mas não havia nada.

Provavelmente foi a semana mais lamentável que passei, e os demônios dentro de mim diziam que finalmente, você me esqueceu. Até que no domingo às 00:11 decidi olhar meu celular e uma mensagem estava lá.

Hoseok: Sinto sua falta.

Talvez nunca sorri tanto como consegui sorrir naquele momento, mas a alegria inundava meu peito e criava um maremoto de sentimentos que batiam em mim, desta vez não recuaria, não teria motivos para afastar-me. Diferente do que fiz durante muitos anos, agora estou indo até você.

Yoongi: Eu também sinto sua falta.

Apenas duas mensagens e nossa historia começou; como uma flor nascendo e florescendo com o tempo, alimentada de água e luz solar, ficando mais bela, sua essência incrementado e finalmente chegando a sua fase final, em toda sua beleza e esplendor. Você me impactou como um caminhão a toda velocidade e quando finalmente esteve em meus braços na manhã de segunda-feira, por primeira vez, você viu meu sorriso e ainda posso lembrar-me exatamente do que disse quando o viu.

Seus sorrisos são raros, mas isso os torna ainda mais especiais. – Meu coração guardou essa memória como a caixa de um tesouro no fundo do mar, tão difícil de encontrar, mas tão fácil de entender. Você me apresentou suas novas amizades e mostrei curiosidade pelo casal de dois garotos que não tinham medo em mostrar seu afeto e vi isso como uma entrada para o caminho de seu coração.

Jimin e Jeongguk foram uma ajuda em minhas tentativas para te conquistar, com pequenos e sinceros detalhes, com pequenas e significativas ações. Queria surpreender-te com um abraço como Jeongguk fazia com Jimin, queria roubar seus lábios em pequenos selinhos como Jimin fazia com Jeongguk, queria mostrar o amor que sinto por você de maneira livre e honesta.

E então, soube que gostava de como seus olhos brilhavam quando te abraçava de surpresa; quando estávamos sozinhos e podia apertar suas bochechas ou quando simplesmente sentava em tuas coxas e mostrava às pessoas que já tinha alguém, quando nem sequer tinha assumido meus sentimentos para você. O inverno chegou e com isso a tempestade de emoções caindo em forma de flocos de neve, mas o grande baile de inverno fora toda sua atenção quando foi anunciado, estava tão emocionado de ir e usei isso como uma oportunidade para finalmente mostrar a você o quanto me cativava desde que éramos adolescentes imaturos.

Esse dia chegou e mais uma vez me apaixonei por você. Você estava tão belo naquele terno branco que eu mal podia respirar enquanto via você anda seu caminho até mim, seus cabelos arrumados e não faltava o grande sorriso que decorava seu belo rosto; mais uma vez, senti-me o maior sortudo da galáxia. No momento em que finalmente decidiu dançar, tive problemas em concentrar-me sem antes perder-me no brilho de tuas íris, o mais belo e brilhante que havia naquele baile.

Como pensei, confessei meus medos, minhas alegrias, meus desejos e sentimentos. Ainda posso sentir o molhado que causaram suas lágrimas de felicidade e tristeza, felicidade por saber que era tão amado por mim, triste por saber as coisas que me impediam de gritar isso para seu mundo. Da mesma maneira que Jeongguk beijava Jimin com devoção, você o fez. Era mais doce, mais suave e esplêndido do que já imaginei, levantou o meu céu e o manteve erguido, como se a peça que faltava tinha finalmente chegado a seu lugar destinado.

O inverno se foi e mais uma vez o tempo transcorreu, rápido e cruel, porque o destino tinha para mim um dia em que o que consegui construir contigo desmoronou. A época na faculdade foi o suficiente para convencer-me de que posso ter tantas amizades como tu se eu quisesse, achamos e conhecemos pessoas tão incríveis que tinham tanta fé em nós como nós tínhamos fé em eles. Eles não ficaram atrás como outras pessoas, eles ficaram mesmo que passaram os anos e o último dia da faculdade chegou.

A memória de você chorando feliz por finalmente ser o que sempre sonhou ainda está vívida no profundo das águas das memórias de minha vida, como você me abraçou e apertou tão forte porque tremias de felicidade e eu não podia ficar mais orgulhoso, porque o mundo ficaria sem sentido. Então, nossa vida juntos em um apartamento começou, foi tão divertido ver como se queixava apenas por levantar algumas caixas e arrumar, algumas vezes você fingia chutar e mostrar-se verdadeiramente chateado, mas sabia que você estava tentando arrancar risadas de mim, como sempre, você conseguiu.

Dias, semanas, meses passaram-se em um curto tempo, mas estava demasiado encantado e focado em sua existência que não vi chegar o dia em que teria você me levando a um lugar desconhecido e com um tecido cobrindo meus olhos, escondendo a visão do que havia ao redor e diante de mim. Queixei-me numerosas vezes e você só conseguia rir ao meu lado, dizendo-me para manter a calma e que logo chegaríamos a nosso amado destino, no meu coração, eu desejei que fosse assim verdadeiramente.

Quando meus olhos por fim poderiam enxergar, estava paralisado com a essência de terra molhado e flores, era o campo mais lindo de girassóis, embora não fosse o único que podia olhar. O girassol era o significado do sol, a alegria, calidez e sinceridade, tudo estava em você, e queria que o tempo parasse e finalmente iriamos viver um feliz para sempre como nos contos de fadas.

Esse dia no campo de girassóis você me pediu em casamento, não poderia estar mais feliz. E foi a primeira vez que você me viu chorar de felicidade, como o encantador que você era, beijou cada uma de minhas lágrimas e incentivou-me para fazer daquele momento nosso momento. Quando o entardecer chegou, fez do campo de girassóis mágico, com as cores laranja, amarelo, rosa, vermelho e o verde das folhas misturar-se em um ambiente etéreo.

Nossos amigos estavam felizes por nosso noivado e foi a época mais movimentada de minha vida, era como se a quaisquer momento iria enlouquecer, não sabia o quanto custava organizar uma ceremonia de casamento e, agradeci de que fosse o único casamento em minha vida, porque você sempre foi meu primeiro e único.

O grande dia chegou e poderia dizer que foi o dia mais lindo que houve com você ao meu lado, nunca poderíamos esquecer daquele amor que pairava no ar de verão, mas não percebi que havia uma tempestade aproximando-se e levaria consigo minha felicidade, levaria você.

Lembro-me muito bem aquele dia, meses depois de nosso casamento. Era 21 de outubro quando eu recebi uma chamada às 00:11, e foi o único para meu coração despedaçar e que estivesse correndo freneticamente pelas ruas, esquecendo do cadillac que estava em nossa garagem. Tinha se passado duas semanas desde que compramos uma casa e planejamos adotar, mas aquele sonho se foi.

Foi quase impossível aceitar que você estava na em plena cirurgia quando cheguei, você teve um acidente quando estava de caminho a casa, odiei-me por eu ser a causa de ter abandonado seu turno noturno no hospital veterinário, me arrependi de ter chamado mais cedo e dizer que estava com saudades de você e que não conseguia dormir bem todas as noites que ficava fora, preocupado, coberto por lençóis que nunca seriam o calor do seu corpo.

Não sabia a quem chamar e era uma luta imensa estar sentado na sala de espera sem fazer nada, então chamei a Jeongguk, ele não tinha nenhuma coisa haver na área de medicina, mas seu esposo Jimin era um médico. Foram os dezoito minutos mais longos e dolorosos de minha vida, até que vi ao esposo do Jeon chegar com os olhos molhados em lágrimas de preocupação, não hesitou em me tomar em seus braços e dizer em um sussurro que tudo estaria bem.

Era tudo o que eu precisava para desabar em lágrimas que percorriam furiosamente por meu rosto, meus soluços altos que clamavam por você estar bem. Jeongguk apenas observava de longe e podia ver a dor brilhar em suas íris marrons, mas ainda assim mantinha-se sereno e tranquilo, admirei o quanto ele era devoto a Jimin, agia como se fosse o herói de Jimin, mas o meu estava lutando por sua vida em uma cirurgia. O tempo foi cruel, brincava com minha paciência e o cheiro estéril do hospital era demais, saber que poderia perder o amor que fez-me sentir vivo era assustador.

Horas passaram e ainda estava sem notícias de você, não estava determinado a descansar, esperaria até que o doutor encarregado saísse daquela sala e me falasse que sobreviveu e estaria bem. E quando esse momento chegou, eu não podia entender mais nada do que ele falava, estava cansado, mas pude entender que você foi bem na cirurgia e que sua recuperação diria o diagnóstico final.

Jimin estava inquieto ao meu lado, seus olhos esverdados transmitiam mais que mil palavras e sabia que algo não estava bem, ele claramente entendeu mais do que eu quando o doutor explicou sua situação.

Mantive-me perto de você, esperando que você acordasse, os curativos em teu corpo me machucavam como lâminas atravessando meu peito. O dia em que você abriu os olhos foi maravilhoso, estava tão feliz de que você estivesse recuperando suas forças e então seus olhos me olharam, o frio que senti foi inevitável ao ver o que havia dentro do marrom de teus olhos.

Tudo o que vivemos, tudo o que você me sentir, você esqueceu. Não lembrava-se de que eu era seu esposo, não lembrava-se de nossos afetos e momentos em que fomos felizes, para você, nesse momento, era o mesmo de anos atrás. Silencioso, frio, distante, cortante. Eu era apenas isso para você e a confusão que você mostrava ao ver-me sorrir não era como a primeira vez que tinha-me visto sorrir.

Estava machucado, desesperado, a vida estava novamente jogando suas cartas em minha cara, brincando com meus sentimentos e o mais precioso que havia em minha vida. Foi difícil convencer-te de que em verdade eu era seu esposo e que éramos um casal, custou álbuns de fotos, custou na honestidade de Jimin e Jeongguk, vídeos e você ainda não conseguia assumir que vivemos um grande caminho ao amor.

Antes de acordar provavelmente éramos felizes, mas agora é distinto e não consigo te ver como meu esposo. – Para você, aquelas minhas memórias eram estranhas em tua órbita, meu coração gritava para enfrentar aquilo, para lutar, mas na minha cabeça apenas via que tinha que afastar-me e dar a você seu tempo.

E foi exatamente o que você me pediu, um longo tempo. Por muitas vezes não conseguia dormir sem você ao meu lado, não conseguia ter um sonho tranquilo e minhas manhãs não eram mais felizes. Não era acordado por seus beijos, não era surpreendido por um café de manhã na cama, não podia ver seu sorriso em nossa casa, não podia ver seus olhos estudando-me e gravando cada detalhe de mim. Não havia mais você e isso foi a minha ruína.

Foi doloroso, e o tempo tomou o desejo de passar-se lento, como se estivesse mostrando cada memória em meu rosto.

Dez anos se passaram desde a última vez que te vi e sentia-me desgastado aos meus trinta e nove anos. Decidi tomar coragem de onde não havia para voltar ao lugar onde nosso caminho começou oficialmente, era como se o passado estivesse tomando vida, a mesma essência de terra molhada e girassóis, o mesmo lugar onde ainda há um grande campo de girassóis que estavam em todo seu esplendor.

Olhei para o anel de noivado que você tinha me dado esse dia, era maravilhoso vivenciar essas memórias, mas como sempre faltava você. Eu passei todo esse tempo indo a lugares que lembrava-me, os lugares onde nos apaixonamos e criamos um momento que era nosso, e meu último lugar seria aqui, no lugar onde oficialmente selamos nossa promessa de amor sempiterno.

As cores de laranja, amarelo e vermelho tingiram o céu como belas olas que acariciavam a beleza do campo de girassóis, a hora de ir embora chegando cada vez mais perto. E foi enquanto caminhava entre o caminho de girassóis que te vi depois de tantos anos; meu corpo paralisou e meu coração pulou de emoção por ver-te depois de tanto tempo desaparecido do nosso mundo.

Continuava tão belo, e quase podia sentir a essência amadeirada do seu perfume que sempre embriagou minhas narinas, estava na beira de perder o controle e abraçar-te, talvez assim nunca sairia do meu entorno e ficaria, mas tinha medo de que mais uma vez, virasse as costas e fosse embora, desta vez, para sempre.

Desde o dia em que me pediu em casamento o chamei carinhosamente de girassol, e como um jardineiro, tinha medo de que algum dia murcharas. Você sorriu para mim e suas palavras foram um bálsamo em minha alma, incentivando às lagrimas que não eram derramadas a muito tempo. Lágrimas de felicidade, não podia controlar meus soluços altos, apenas ouvir seus passos enquanto traçavas teu caminho até mim e me envolvia em seu abraço cálido que tanto senti falta por numerosos anos, foram suas palavras que trouxeram nosso mundo em pé novamente.

Seria muito tarde para te pedir em casamento da mesma maneira que há quinze anos? 


Notas Finais


Estou em uma poça de lágrimas de amor e tristeza, que ódio ksksksks. Bem, gostaram piticos? Espero que sim! E como sempre agradeço e mando muitos beijinhos, até a próxima fanfic!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...