1. Spirit Fanfics >
  2. Flores exóticas (Happy Birthday Nepenthes - Imagine) >
  3. Capítulo Único;como nós

História Flores exóticas (Happy Birthday Nepenthes - Imagine) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu precisa escrever para este homem!!!
Hoje é aniversário de Nepenthes, um príncipe que é inspirado na planta carnívora Nepenthes. Eu sou completamente apaixonada por plantas carnívoras, tanto que até tenho :3 por conta disso, precisava escrever para esse garoto perfeito >.<
Como uma pessoa apaixonada por plantas carnívoras e exóticas, fiz diversas referências em meio ao texto e explorei um pouco mais do mundo do jogo.

Eu gostei muito de escrever essa história, então espero que gostem também

Boa leitura!

P.S: Imagem da capa pertencente ao jogo, este que não tem categoria no site, por isso está nos originais

Capítulo 1 - Capítulo Único;como nós


O homem alto de compridos cabelos esverdeados com as pontas opacas e de pequenos olhos claros, vestindo um traje típico de seu país de cor roxa com detalhes em verde, assim como calças roxas e botas de mesma cor, junto de um chapéu de inverno preto e um colar com pingente de flor, uma bem exótica. O príncipe chegou à estufa de flores que possuía em seu castelo em Virastin no país das Fadas das Flores, caminhando em direção a sua típica bancada de trabalho. 

 

A mesa de trabalho de Nepenthes possuía todo tipo de flor exótica que poderia se imaginar, contendo as favoritas do príncipe: plantas carnívoras. Era a diversão e o passatempo dele, possuía todas as espécies existentes e adorava estudar elas, pois se considerava semelhantes a elas. De repente, quando se aproximou da bancada, encontrou ao lado de um dos vasos um cartão branco de aparência simples, porém com um brasão marcada em sua superfície. 

 

O príncipe de Virastin se aproximou do cartão e assim que seus longos dedos pegaram o firme papel, sentiu um aroma extremamente familiar invadir suas narinas, fazendo-o franzir o sonho enquanto identificava o conhecido cheiro. Enquanto tentava lembrar onde havia sentido aquele aroma, abriu o cartão para ler seu conteúdo e assim que viu a caligrafia, rapidamente identificou o remetente, este que também era a pessoa por trás do familiar odor. 

 

Assim que o rapaz terminou de ler o conteúdo do cartão, deixou o objeto exatamente no lugar onde havia pego, sorrindo largamente enquanto dava meia volta, rumo a saída de sua estufa pessoal. Enquanto caminhava pelos corredores de seu castelo, Nepenthes pegou a si mesmo rindo para si próprio ao se lembrar de você, a estranha princesa de Traumere que ele jamais esqueceria, o que explicava como achava o aroma do cartão tão familiar. 

 

O homem nunca se esqueceria de você, uma das poucas pessoas que o aceitou exatamente como era e não o acusou como as demais pessoas, uma garota tão estranha quanto ele. Sabia que você tinha um certo medo e ficava assustada na presença dele no início, mas conforme foram se aproximando, tudo mudou, foi uma das poucas que o aceitou. 

 

O príncipe de Virastin pertencia ao país das Fadas das Flores junto com dois outros príncipes, Gerber e Lyon, o primeiro sendo representante das belas flores de primavera, como a gérbera e o segundo, as flores mais delicadas, como o dente de leão. Enquanto isso, Nepenthes representava as plantas carnívoras que por mais estranho que parecesse, também davam flores e por isso surgiam no belo país das flores, e exatamente por isso que o príncipe não era muito apreciado. 

 

Todos achavam a personalidade de Nepenthes estranha, porém o que mais incomodava era a planta qual representava, as estranhas e exóticas plantas carnívoras, única espécie de planta que devorava outros insetos. Mesmo assim, você o aceitou como era e para a grande surpresa do príncipe, sabia apreciar a beleza e fascínio das interessantes plantas carnívoras, ajudando-o em seu passatempo pessoal da estufa. 

 

Em poucos minutos, o rapaz chegou até o local indicado em seu cartão, procurando rapidamente e de forma ansiosa por você. Fazia um certo tempo desde a última vez que visitou Virastin e o rapaz estava com certa saudade, um sentimento que nunca pensou que sentiria algum dia, então ao identificar sua caligrafia, sentiu uma ansiedade preencher seu interior como jamais imaginou. 

 

O príncipe estava tendo sentimentos aflorados graças a você, uma pessoa que o aceitou apesar de tudo, alguém que via além, ele não podia ficar mais agitado para ver está pessoa. Assim que chegou, os olhos de Nepenthes rapidamente lhe encontraram, parada ao lado de uma mesa longa cheia de alimentos estranhos, porém de aparência apetitosa e com um aroma melhor ainda. 

 

— Nepenthes! — Bradou assim que seus olhos encontraram os dele, sorrindo de forma gentil e animada enquanto acenava com a mão, chamando o rapaz com gestos, querendo que ele se aproximasse enquanto escondia um sorriso travesso — A quanto tempo. 

 

— Posso dizer que foi uma surpresa muito agradável. — O príncipe pronunciou de forma lenta e preguiçosa, aproximando-se de você com um sorriso largo, mostrando todos os seus dentes afiados — Mesmo que sua presença seja a o que eu mais queria ver, essa mesa me chama atenção. 

 

— Eu ainda viajando um pouco e lembrei que seu aniversário estava próximo, então decidi trazer uns pratos novos para comemorar. — Explicou de forma sorridente, porém sutilmente tímida, virando o corpo em direção a mesa, porém olhando pelo canto do olho para o príncipe que olhava de forma admirável para a mesa — Feliz aniversário! 

 

Desde que chegou ao reino dos sonhos, entrou em uma jornada por todos os países do reino em busca de príncipes selados, pois desde que os comedores de sonhos surgiram, príncipes desapareceram e o caos surgiu entre as pessoas. Seu trabalho era salvar príncipes, porém no meio do caminho de sua jornada, conheceu muitos príncipes que a tornaram sua amiga e países lindos com paisagens de tirar o fôlego, culturas ricas e uma gastronomia deliciosa. 

 

Sabia melhor do que ninguém que Nepenthes amava comer tanto quanto Grad, demônio da gula representando do pecado em Votalia no país do Pecado, por conta disso, sabia que o melhor presente que alguém como ele poderia ganhar era comida. Desde que teve essa ideia, passou de país em país em busca de pratos novos que o rapaz jamais tivesse provado antes, queria fazer uma tarde de degustação com todo tipo de comida e os olhos brilhantes dele, mostravam que havia acertado no presente. 

 

— Tudo aqui é fantástico. — O príncipe das carnívoras bradou de forma animada e ansiosa, olhando a vasta mesa enquanto sorria, virando o corpo em sua direção para olhar diretamente nos seus olhos, sentindo o delicioso aroma encher sua boca de saliva — Parece tudo muito bom. 

 

— Fico feliz que tenha gostado. — Respondeu com um sorriso humilde, aliviada por ter conseguido agradar com um presente tão simples que nem ao menos poderia ser guardado para o futuro, mesmo que preferisse algo que pudesse ser guardado para sempre, sabia que provavelmente seria isso que ele preferiria —Eu também trouxe uma flor rara que encontrei no país do Veneno, pensei que fosse lhe interessar, Sakia deixou que eu trouxesse. 

 

— Eu notei a flor e está sendo muito apreciada. — Nepenthes respondeu com seu típico tom, notando pelo canto do olho a raflésia no centro da mesa em um vaso, está que seria guardada e cuidada por ele para sempre, enquanto o mesmo se aproximava de você, envolvendo sua cintura com os compridos braços em um abraço, enquanto o mesmo se inclinava para sussurrar em seu ouvido — Porém o melhor presente está sendo você, obrigado. 


Notas Finais


Plantas carnívoras também dão flores, isso ocorre uma vez ao ano, geralmente na primavera, uma flor delicada de cor branca que produz as sementes da flor :3 Só explicando quando chamei ele de flor ^^
Eu poderia ficar horas falando de carnívoras e raflésias ksks eu realmente amei escrever, espero que tenham gostado do meu menino >.<

Obrigada a quem leu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...