1. Spirit Fanfics >
  2. Flores para Afrodite >
  3. Capítulo Único

História Flores para Afrodite - Capítulo 1


Escrita por: e Projeto_Hatake


Notas do Autor


Olá! Finalmente consegui postar a fic do ciclo 02, que é mitologia. Eu resolvi me focar na grega para fazer uma Kakarin bem leve e romântica.

Aviso de altos níveis de fofura, e agradecimentos nas notas finais ♡

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Flores para Afrodite - Capítulo 1 - Capítulo Único

Capítulo Único

***

Ele era um idiota, e tinha plena ciência disso.

Hades — ou como preferia ser chamado, Kakashi — estava apaixonado. Apaixonado por Afrodite — ou Rin, como era chamada por alguns.

E esse era o problema. O deus do submundo nunca poderia se apaixonar por alguém, jamais. 

Porém, Kakashi nunca foi de seguir regras.

O único obstáculo, era que ele sabia que não tinha chances com Rin. É claro, todos conhecem como o deus da morte.

Dono de uma personalidade impiedosa, Hades era repugnante, insensível, monstruoso e poucos tinham coragem de pronunciar seu nome.

— No que tanto pensas senhor? — perguntou Hanare, ou Perséfone, começando a massagear os ombros dele.

— Hana… achas que Rin sente algo por mim? — questionou e ouviu ela trincar os dentes.

— Eu não sei, provavelmente não. Aquela ali só passa o dia todo conversando com o vento, duvido que tenha olhos para um homem fantástico como o senhor — respondeu em um tom cínico. 

Sentiu uma vontade enorme de xingá-la por estar falando assim da mulher que ele amava, mas achou melhor ficar quieto. Se descobrissem que estava encantado, e ainda por cima pela deusa da beleza e do amor, estaria completamente ferrado — como dizem os humanos.

Cérbero de repente começou a ficar agitado, e Kakashi estranhou o comportamento de seu cão. Até que o animal começou a correr para fora do castelo, e Hades correu atrás.

[...]

Depois de algumas horas de perseguição — muitas horas mesmo, pois os dois já tinham até cruzado a barreira do submundo —, Kakashi parou ofegante, e ao longe pode ver Cérbero entrando na vegetação do local.

Foi atrás dele, na esperança de finalmente o pegar e levar de volta para o Tártaro, porém, imediatamente parou ao ver quem estava ali.

O lugar era parecido com um jardim, porém muito mais belo que qualquer jardim que já vira. Repleto de árvores, grama verde escura e flores coloridas espalhadas por todo o lugar. 

O que chamou a atenção do deus na verdade, foi a pessoa que estava naquele jardim.

Rin. Rin estava lá.

Cérbero tinha o trazido para o jardim de Afrodite. E para piorar a situação, pulou em cima da morena feito um animal de estimação. Rin sorriu com isso e começou acariciá-lo enquanto conversava.

— Olá Cérbero. Seu dono não veio? — riu docemente, o que fez o coração de Kakashi errar uma batida.

— R-Rin, oi! E-Eu sinto muito pelo Cérbero, não sei o que deu nele hoje! — Afrodite riu um pouco ao ver o deus do submundo gaguejar.

— Não é nada. E que raro ver você fora do submundo, Hades — ouvir seu nome de uma forma tão doce foi inebriante.

Sim. Ela era uma das poucas que pronunciava seu nome sem medo ou hesitação alguma.

Kakashi juntou toda a coragem que lhe restava, e sentou ao lado da linda mulher.

Sim, Rin era linda, gentil, romântica, sabia e admirável. 

— Nunca vi seu jardim de perto. És realmente lindo — comentou, após um período de silêncio.

— Obrigada. As flores que eu planto aqui tem o poder de apaixonar as pessoas, por isso são tão lindas. O amor é lindo — sorriu com a afirmação. Kakashi a encarou, reparando todos seus lindos detalhes e o quanto ela era perfeita — Já se apaixonou alguma vez?

— Ah, eu? — Hades saiu de seu transe — Bom… podemos dizer que sim.

— É perfeito, não é? Quando você cruza o olhar da pessoa amada e borboletas dançam no seu estômago, quando você sente o toque amoroso daquela pessoa, quando você entra em transe reparando todos os detalhes magníficos dela — Kakashi e Rin disseram a última frase em uníssono. 

Os dois riram um pouco. A essa altura, Cérbero dormia calmamente no colo de Rin enquanto conversavam.

— Sim. A mulher que eu amo és a mais bonita desse universo. Gentil, dócil, amável, carinhosa e simplesmente perfeita. Ela me faz conhecer uma parte de mim que eu nem sabia que existia. Meus dias eram tão monocromáticos antes de conhecê-la.... — citou tudo que sentia, como se Rin nem estivesse ali — e tu? A deusa do amor ama alguém? — brincou.

— Digamos que sim — brincou também. — Embora não tenha certeza se ele realmente é capaz de amar alguém. Eu sei que no fundo, ele é alguém dócil e frágil, que precisa de carinho e atenção — olhou para o céu — Sabe, é um pouco difícil ajudar as pessoas a encontrarem suas almas gêmeas e não ter tempo para seu próprio romance.

Kakashi suspirou, reunindo mais um pouco de coragem, antes de começar a pegar as flores do jardim e fazer um buquê improvisado.

— Afrodite — disse seu nome real, chamando a atenção da mesma. 

Ergueu o buquê na frente de Rin, a entregando. O pequeno presente tinha em sua composição apenas rosas vermelhas, que representavam todo o profundo amor que sentia por aquela mulher.

— Estás me dando um buquê de flores do meu próprio jardim? — a mulher riu antes de aceitar o presente.

— Nada melhor do que dar flores do amor, para a mulher que amo — disse em alto e bom som, e Rin arregalou os olhos.

— Hã? — piscou uma ou duas vezes, pensando ter ouvido errado.

— Rin, eu via o amor como um sentimento tão inútil e ridículo, mas aí eu conheci você. Você transformou minha vida, coloriu meus dias, me deu um motivo para continuar vivendo. Seu sorriso me alucina, teu jeito doce me conquista cada vez mais. Todos os dias eu sonho em provar do teu beijo e mais nada. Amo você mais do que amo minha própria vida, e te quero. Não só por prazer carnal, eu te quero por completo. Eu amo você, Rin. Ou melhor: eu amo você, Afrodite — disse tudo que estava entalado em seu peito, e sentiu um alívio enorme.

— Hades — os olhos de Rin se encheram de lágrimas, lágrimas de emoção — Eu não sei se é feito das flores mas — Não ia perder a oportunidade de brincar —, eu também te amo muito, Hades. 

Kakashi nunca se sentiu tão feliz em toda a sua vida. Se sentia completo, com esperança, transbordando de amor e carinho. Abaixou a máscara que vivia sobre seu rosto, e se aproximou delicadamente de Rin, tocando seu rosto e a puxando para um beijo romântico.

Nesse momento, o mundo ao seu redor pareceu sumir. Ninguém para os incomodar, ninguém para separá-los. Só ele e Rin.

E tudo que Kakashi podia pensar nesse momento, era o quando sua mulher era perfeita e o quanto a amava.


Notas Finais


Muito obrigado a @ConfusedGirl_ pela capa maravilhosa, e ao @Tio_Puppy por essa betagem simplesmente perfeita <3 sem vocês não ia conseguir postar ♡
Linguagem mais formal obviamente usada por serem deuses antigos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...