1. Spirit Fanfics >
  2. Florescer - Taegi >
  3. Vem me tirar, Kim

História Florescer - Taegi - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá babies (isto é, se tem mais de um lendo kk), desculpa a demora para atualizar. As férias acabaram e digamos que esse capítulo deu muito trabalho para escrever.

O capítulo está bem grande, eu sei, mas espero que gostem.

Nesse capítulo vocês verão um pouco da forma como o Yoongi acaba lidando com o mundo. Terá interação Taegi também ahaha e claro, não podemos esquecer das confusões.

Eu recomendo que vocês ouçam Queen Of Disaster da fada Laninha Del Rey ahaha a musica me inspirou bastante nesse capítulo e talvez eu considere ela a música do casal...talvez kk


Boa leitura!

Capítulo 3 - Vem me tirar, Kim


...O Min foi interrompido por mãos fortes que agarraram a gola de sua camisa. Seu olhos se encontraram com os do acinzentado que o olhava furioso. A raiva do mesmo era quase palpável.

-- O QUE FAZ AQUI COM MEU AVÔ? SEU APROVEITADOR!

O coração estava acelerado e as bochechas ferviam em uma mistura de vergonha e raiva. Yoongi sentia que iria explodir ali mesmo, na sala dos Kim. 

-- Kim Dongyul! Está maluco? Largue o garoto -- o velho gritou assustado com a cena. O que seu filho estava fazendo afinal?

Porém, o Kim apenas o ignorou. Os olhos perfuravam os do Min como agulhas finas e dolorosas --Não me ouviu, idiota? UH? -- e não recebendo uma resposta, sacudiu um pouco Yoongi como se para acordar o rosado que acabou saindo do transe.

Irritado e com ainda mais raiva em si, Yoongi também agarrou a gola da camisa do acinzentado com força. Quem ele pensava que era para tratar o Min daquele jeito?

-- Me larga seu babaca! -- bravejou irritado vendo o rosto do homem a sua frente ficar ainda mais vermelho em raiva. Ambos os corpos próximos demais, sentiam o calor um do outro. O sangue ardia em suas veias e Yoon, sem paciência alguma, empurrou o acinzentado com toda força que tinha no momento. Não ficou parado lá, apenas passou pelo mesmo em passos pesados e firmes. O punho cerrado demonstrava o quão afetado estava.

O jovem Kim saiu atrás do garoto, não satisfeito com o que havia acontecido. Se aproximou a passos rápidos, queria saber que merda estava acontecendo. Alcançou o Min que já se encontrava atravessando o jardim mal cuidado e tentou segurar seu braço, mas o mesmo se desvencilhou com força do aperto e virou para o acinzentado ali presente.

-- Seu avô ia sair sozinho, seu idiota! Eu apenas evitei que acontecesse algo -- praticamente gritou ao outro que não tirava a carranca irritada do rosto.

O Kim o olhou confuso vendo que o outro sabia do Alzheimer de seu avô -- Como você sabe? 

-- Porque eu moro logo ali -- apontou o óbvio, imaginando que agora o outro compreenderia a situação. Mas o mesmo apenas riu em escarniu.

-- E com isso pensou que poderia simplesmente invadir a casa do meu avô? -- cruzou os braços convencido. Aquele baixinho era muito abusado mesmo. 

-- Eu não invadi merda nenhuma. Quer saber? Por que que está tão preocupado com o seu precioso avô, se nem estava aqui para ajudá-lo? -- Soltou irritado com a atitude do acinzentado, e notou o olhar de puro ódio ser lançado contra si.

-- VÁ SE FERRAR GAROTO! 

-- VÁ SE FERRAR KIM! -- levantou o dedo do meio e cruzou a rua em direção a sua casa. 

 

Esquecendo completamente que havia saído pela janela do quarto, Yoon adentrou o lugar pela porta da frente fazendo sua mãe soltar um grito agudo que também assustou o rosado. Balançou a cabeça ainda sentindo o seu coração acelerado e apenas ignorou a situação subindo a escada enquanto quase perfurava o chão com os pés.

Entrou no quarto e bateu forte a porta, se jogando na cama logo em seguida. 

-- Aquele idiota, quem ele pensa que é? -- passou as mãos pelos cabelos, puxando-os para trás. Estava fora de si de tão furioso. O coração batia tão forte em seu peito que pensou ter um ataque ali mesmo. Sentia seu rosto ainda quente pela confusão. Tudo bem que ele era um estranho na casa do velhinho, mas o idiota do Kim Dongyul não precisava tê-lo tratado de forma tão rude e agressiva. Yoongi, claramente, não estava fazendo mal algum ao homem. Custava tanto assim apenas perguntar? Precisava segurá-lo daquela forma? -- Merda -- falou se virando na cama. 

Fazia tempo que algo o tirava assim do controle. Também, que merda ele tinha na cabeça em entrar na casa de alguém dessa maneira? Fez um biquinho frustrado e fechou os olhos por alguns segundos. Sua mente sempre traiçoeira, não tardou em fazê-lo lembrar das feições do outro. As mãos firmes em sua gola, o rosto bem desenhado, os olhos que tinha a mesma coloração cinza que os cabelos, e ah, os cabelos desgrenhados...sacudiu a cabeça vendo em que estava pensando. Aquele Kim era um idiota! Tudo bem que era visível o quão belo ele era, mas o que tinha de belo, tinha de bruto e mal educado.

E foi com a missão de não pensar tanto no que havia acontecido, que Yoon acabou adormecendo. 

 

...

 

 

O dia seguinte de Yoongi fora triste e entediante. Teve que se despedir de seu irmão que voltaria para a faculdade, e passou a tarde toda sozinho já que sua mãe tivera que sair para resolver algo. Aliás, sua omma estava ocupada pra caramba ultimamente. Hora ou outra, o rosado mesmo que de forma inconsciente olhava pela janela apenas para ver a moto na casa da frente. Revirava os olhos e voltava ou para o quarto branco - o de pintura - ou ia comer algo e assistir série. Mas a verdade era que Min Yoongi estava bastante ansioso com o dia seguinte, afinal teria seu primeiro dia de aula. Teria de pegar o ônibus com aqueles garotos idiota, teria de aguentar os olhares em sua direção e as caras irritadas, já que o Min não era um amorzinho de pessoa, pelo menos não com desconhecidos. O dia passou lentamente, mas a noite fora rápida e quando o Min percebeu, já era segunda feira de manhã e ele precisava se aprontar. Infelizmente. 

Levantou quase que se arrastando até o banheiro e tomou um banho. Nem tinha pensado muito sobre qual roupa vestir, então apenas optou por uma camiseta completamente branca de gola careca, uma calça de lavagem clara com diversos rasgados, um cinto para segurá-la a cintura, colocou os brincos e um colar o qual I.M tinha lhe dado. Por ainda estar um clima frio, pegou a jaqueta jeans que seu irmão havia comprado e saiu do cômodo com a mochila nas costas. 

Assim que chegou a cozinha pode sentir o cheirinho bom de café que preenchia o ambiente. Amava o café de sua mãe. Viu a mesma se sentando a mesa e não tardou em se aproximar e depositar um beijinho em seus cabelos.

-- Bom dia filho -- a mulher disse sorridente. 

-- Bom dia omma -- o rosado retribuiu o sorriso e logo se sentou em uma das cadeiras. 

Sua mãe iria trabalhar, mas não poderia lhe dar carona já que o trabalho ficava na direção oposta. Como teria de pegar o ônibus, não podia se atrasar. Comeu rápido o sanduíche natural e se despediu da sua mãe indo para o ponto mais próximo. Ouviu o som alto de motor e logo em seguida a moto passar voando ao seu lado. É claro que ele sabia quem era, já tinha memorizado o som da moto do Kim. Não que ele ficasse observando o Kim chegar e sair da casa de seu avô, longe disso. É só que era inevitável não perceber já que a janela do seu quarto ficava bem em frente. Levantou o dedo do meio apenas para não perder o costume e logo parou no ponto de ônibus.

O ônibus não tardou a aparecer, a grande caixa amarela que mais parecia uma jaula de loucos e pessoas nojentas. O Min entrou pela porta e adentrou o corredor do mesmo sentindo o veículo começar a andar. Os olhos de todos estavam em si, mas não era por menos. O Min era um pontinho rosa em meio ao todo comum. Balançou a cabeça de forma negativa e devolveu os olhares a cada um que acabava desviando em vergonha. Mas a verdade é que Yoongi não era tão destemido assim. Ele estava tão envergonhado quanto, apenas era bom em fingir. A questão é que ele não sabia onde sentar. Quase todos os lugares, exceto os do fundo, estavam ocupados. Estava quase chegando ao fundo, onde não queria sentar de jeito nenhum.

-- Senta aqui cara -- ouviu a voz e logo se virou para sua esquerda. Havia um jovem ali de cabelos negros e óculos redondo. Viu o mesmo tirar a mochila do acento vazio e não perdeu tempo em se sentar ao seu lado. Ficaram em silêncio por um instante até o garoto quebrá-lo novamente -- Escuta -- o outro deu um risinho -- Quer ouvir uma piada?

Yoongi franziu o cenho confuso. Ótimo, tinha se sentado com um maluco.

-- O que é um pontinho rosa em meio ao todo branco? -- o piadista olhou para o rosado esperando uma resposta já sabendo que não teria -- Uma espinha -- quase soltou uma gargalhada o que fez o Min sentir suas bochechas vermelhas.

Yoon levantou uma de suas sobrancelhas -- Tá me chamando de espinha? -- perguntou meio confuso, meio irritado. Mas aquilo se quer desfez o sorriso do outro, o que acabou fazendo o Min relaxar suas expressões.

-- Estou tentando puxar conversa -- falou tranquilamente -- Sou Kim Seokjin, novato. Quem é você?

-- Min Yoongi -- resolveu dizer logo -- Cara, você é péssimo com piadas. Faz isso sempre que conhece alguém?

-- Ah Min Yoongi, eu faço isso s.e.m.p.r.e -- deu um sorriso antes de se virar novamente para a frente.

Os dois novos parceiros de ônibus embalaram uma conversa descontraída até o colégio. Yoongi descobriu que Jin, seu mais novo hyung, era realmente louco. Mas muito legal. Mesmo que acabara de o conhecer, se sentia confortável em conversar com o mesmo. 

-- Ok Yoongi, qual sua turma? Talvez fiquemos na mesma, ou próximos -- os dois andavam pelo pátio da escola procurando um lugar para se sentarem. O rosado recebia olhares dos outros estudantes com frequência, talvez por ser novo ali. Estendeu o papel com suas informações para o Kim ao seu lado que as pegou e leu -- Olha só Min, você vai estudar na mesma turma que os tigres do colégio.

Ok, aquilo tinha deixa Yoongi um tanto quanto confuso -- Tigres do colégio? 

-- Sim -- Seokjin lhe fitou -- Vou te explicar tudo sobre o colégio. Veja bem, todo colégio é dividido em grupos, e o nosso não é diferente -- fez uma pausa -- Não é nada a nível Meninas Malvadas, não se preocupe -- riu sendo acompanhado de Yoongi, aquele era um de seus filmes favoritos -- Todos aqui vivem de forma harmoniosa com relação as divisões. São em sua maioria grupos de amigos dos mais diversos estilos, nada muito específico como góticos ou grupos de patricinhas. Porém nós temos sim um grupo que se sobressai aqui, os populares ou descolados. São eles ali, veja -- apontou de forma discreta. O rosado olhou para onde seu hyung apontava, distante dali viu o grupo de amigos próximos a suas motos. Se surpreendeu ao ver Jimin ali. O loiro conversa com uma das garotas sorrindo descontraído. Pensou em dizer que conhecia um deles, mas queria saber o que falavam de seu amigo -- Eu sei eu sei, parece que é pré-requisito ser bonito. Mas enfim, mesmo que eles não estejam completo vou lhe apresentar os que estão ali.

-- Lalisa Manoban, ou apenas Lisa. O amorzinho do colégio. Ela é sempre uma graça com todos e ninguém nunca a vê irritada ou tratando alguém mal. Ouso dizer que é a mais legal do grupo. Não se preocupe muito com ela, é uma fadinha sensata que odeia injustiça e desigualdade.-- Observaram a ruiva que ria alto -- Aquela outra, a morena, Kim Jennie. Aquela ali é do tipo muito, e veja bem, muito astuta. Ela é a moça dos contatos, se quer encontrar alguém é com ela mesmo. Tem informante em todos os lugares, e pode ter certeza que a Kim já sabe sobre você e provavelmente sabe seu número -- aquilo fez o Min arregalar os olhos -- além do mais ela faz artes marciais. Ela tem uma carinha de anjo, mas se ficar irritada com você isso não será nada bom -- Yoongi concordou esperando que ele continuasse.

-- Vamos então para Kim Namjoon, o de mecha rosa no cabelo -- suspirou. O Min então olhou para Jin vendo um olhar um tanto quanto diferente ali, mas ignoraria como sempre -- O mais inteligente do colégio. Suas notas estão sempre altas, além de ser o queridinho dos professores. Ele além de muito inteligente, tem os melhores conselhos e é sempre profundo em tudo que faz. Tem um coração muito bom e é bastante educado...-- Jin resolveu parar por ali -- Enfim, ele é legal. É da minha turma. Agora vamos para o loirinho ali, a maior vadia venenosa da nossa escola -- Aquilo não pareceu que foi dito em forma de ofensa. Yoongi soltou um risinho, afinal Jimin era exatamente o mesmo -- Park Jimin, o anjinho diabólico. Ele é a coisa mais fofa vendo assim de fora, mas não se engane. Ele está sempre deixando o veneno escorrer pelos lábios e o deboche é constante. Nunca queira entrar em uma discussão com ele, ele vai te fazer chorar -- o Min riu, já tinha discutido tanto com Jimin e em todas as vezes o amigo abria um berreiro, já que não conseguia enfrentar o melhor amigo e muito menos fingir ser forte na frente dele -- Além do mais, é namorado de Jeon Jungkook. O nosso próximo da lista -- Isso sim tinha assustado um pouco o Min. Não sabia que seu amigo era gay, e que muito menos tinha um namorado. Mas o que ele poderia dizer, sumiu por quase dois anos. Viu Jin passar a mão pelos cabelos e arrumar o óculos no rosto antes de prosseguir. 

-- E é agora que entro na explicação sobre os tigres. Oh... os outros dois chegaram -- Jin falou fazendo Yoongi olhar novamente e sentir seu coração quase parar ali mesmo. Mas que merda era aquela? -- Jeon Jungkook, Jung Hoseok e Kim Taehyung -- Yoongi sentiu suas mãos suarem, mesmo em meio ao frio, secando-as na calça -- Jeon Jungkook é o garoto de ouro. Não tem uma coisa que ele não saiba fazer, e que faça de forma excelente, sério, das coisas mais inusitadas até as mais comuns. Ele é bom em todos os esportes do colégio, porém ele faz parte do time de Hóquei no gelo. É sempre descontraído apesar de parecer muito sério, é do tipo que apronta sempre com os amigos. O ruivo ali é o Jung Hoseok -- Yoongi sorriu naturalmente, sem saber o motivo exatamente. Era o cara que viu no dia que se encontrou com Jimin, o cara bonito da moto. Então era esse seu nome... -- é o solzinho daqui. Sempre deixa o ambiente mais tranquilo. Sorri para todos e trata todos muito bem, quase uma Lalisa versão masculina. Também faz parte do time de Hóquei, e é o cara mais estiloso que existe. Se veste de uma forma muito diferente e até bem colorida, mas isso só o deixa mais bonito e autêntico. É extremamente leal, acho que essa é sua maior característica. Ele sempre vai defender seus amigos, e ficar ao lado deles -- Aquilo fez o Min se sentir mais encantado pelo Jung -- E agora o ultimo, mas não menos importante. O acinzentado ali, Kim Taehyung 

 Yoongi revirou os olhos mas logo uma dúvida lhe bateu -- Taehyung? o nome dele não é Dongyul?

Jin riu um pouco -- Se não me engano Dongyul é o pai dele, mas enfim o cara é bastante misterioso se quer saber. É do tipo tranquilo sempre -- "aham, bastante" o rosado pensou -- Capitão do time de hóquei, dá as melhores festas e tem o coração das garotas, e até garotos, de todo o colégio com seu estilo meio bad boy ou fuck boy, sei lá. Aquele ali é bastante famoso por aqui, aliás todos são né. Não sei muito sobre ele -- Respirou fundo e então olhou para Yoongi -- Aqueles três são os tigres do colégio, você estudará com eles.

O rosado fitou o moreno ao seu lado -- Eles são os tigres por jogarem hóquei? -- perguntou ainda confuso com o apelido, mas tinha um risinho de deboche nos lábios. Não conseguia levar nada do que seu hyung disse a sério. Achou tudo uma idiotice, parecia que todos adoravam aquelas pessoas como se elas fossem maiores ou melhores que os outros ali.

-- Ah não não. Eles são os tigres por serem os herdeiros das três famílias mais ricas daqui de Daegu. os Jeon, os Jung e os Kim. 

 

 

...

 

 

Depois de toda a explicação sobre aquelas pessoas, Kim Seokjin acompanhou Yoongi até os armários e depois a sala do rosado que ficava bem ao lado da sua. Se despediram combinando de se encontrarem no almoço e cada um seguiu seu caminho. Yoongi entrou na sala que tinha poucos alunos, já que não tinha tocado o sinal ainda. Foi para o fundo do lugar e se sentou na ultima cadeira, da fileira ao lado das janelas. Olhou para fora vendo as arvores com flores já que era primavera, observou o campo de futebol americano todo acabado, já que o esporte dali era o hóquei. Sabia que provavelmente, com o clima esquentando um pouco, o hóquei teria de dar um tempo. Voltou novamente sua atenção para a sala de aula e se surpreendeu um pouco com as pessoas olhando para si e cochichando. Era patético, realmente patético. Nem perdeu tempo em se importar, apenas revirou os olhos prestes a dar uma olhada em seu celular. Mas o sinal logo tocou e a sala começou a ser preenchida por alunos que logo se acomodavam. Foi quando ele viu os três garotos entrarem, ou seria melhor chamar de tigres? Ambos riam o que fez a atenção de Yoongi redobrar de forma involuntária. Todos ali olhavam para eles. Porém, assim que os olhos se encontram com a figura do Min, ambas as expressões mudaram. O Jeon abaixou a cabeça com um risinho divertido vindo na direção do rosado. O Jung apenas sacudiu a cabeça com uma pequena expressão preocupada. Ambos se sentaram nas cadeiras ao lado de Yoon. Já o Kim continuou a andar parando bem em frente a Yoongi que nem sequer levantou os olhos.

A sala ficou em silêncio e parecia observar toda a cena. 

-- Cai fora do meu lugar garoto -- a voz soou grave como Yoongi lembrava, porém bastante tranquila. O Min, por sua vez, levantou os olhos que logo encontraram com a íris cinza do Kim a sua frente. Desviou o olhar e passou a olhar pela mesa deixando claro que procurava algo. Vasculhou a cadeira que estava sentado de forma ávida, varreu os olhos pelas pernas da mesa, até embaixo da cadeira ele procurou. O pequeno Yoon se desdobrava procurando com o olhar algo.

A cena era realmente engraçada de ver, e meio confusa também. Taehyung achou que o outro tinha enlouquecido -- Não vejo seu nome aqui, "garoto" -- o Min falou debochado fazendo algumas pessoas soltarem risinhos sem querer, inclusive Jungkook que teve que se segurar para não gargalhar. 

-- Não tenho paciência para essa merda -- nada em sua voz se alterou, o Kim se mantinha relaxado. Porém era visível sua irritação -- Só dá o fora logo.

O rosado umedeceu os lábios e deu um sorrisinho -- vem me tirar Kim -- provocou, o que fez o acinzentado interromper no meio do caminho o impulso de arrancar Yoongi dali. Seu corpo até deu um solavanco que deixou todos, até mesmo seus amigos, assustados. Ninguém nunca tinha visto Taehyung perder a paciência e aquilo alarmou o Jung ali sentado.

Antes mesmo que algo acontecesse, o professor adentrou a sala chamando a atenção dos alunos -- Sente se Kim Taehyung, preciso dar minha aula -- falou de forma inquisidora. 

O Kim não tardou em caminhar até uma das cadeira, um pouco mais distante de seus amigos, e se sentar ali com o rosto em uma expressão descontente. 

-- Como podem ver temos um aluno novo, senhor Min Yoongi. Seja bem vindo ao nosso colégio-- Yoongi fez um gesto de agradecimento com a cabeça -- Agora vamos começar a aula com o assunto da página...

 

 

...

 

 

 

Tédio. Era tudo o que Min Yoongi sentia quando a aula acabou, além, é claro, do alivio de poder ir comer e ver seu mais novo amigo. 

Se levantou pegando suas coisas e rumou para a porta da sala que estava congestionada de alunos saindo. As vozes estavam altas e as pessoas continuavam olhando Yoongi com curiosidade. O Min estava preste a entrar no corredor quando sentiu uma pontada no abdômen, se curvando pela dor. Levantou um pouco a cabeça e pode ver um sorrisinho na cara de um dos garotos de sua sala, o qual tinha dado um cotovelada no rosado.

-- Isso é pra você pensar duas vezes antes de mexer com um tigre -- falou saindo. Yoongi se ergueu indo atrás do outro, prestes a socá-lo e começar uma briga. Mas foi segurado por alguém que logo notou ser Seokjin.

Se chacoalhou tentando sair do aperto do hyung -- Calma Yoongi, que merda aconteceu? -- o Kim falou soltando o outro que bufou irritado com a mão no abdômen.

-- Aquele idiota simplesmente me deu uma cotovelada na barriga -- respirou fundo olhando na direção em que seu agressor sumiu, provavelmente dava para o refeitório. Jin ainda meio confuso começou a andar pelo corredor sendo seguido pelo menor.

-- Por que ele te agrediria assim? -- O maior perguntou com as sobrancelhas franzidas.

-- Disse pra eu não me meter com um tigre -- o rosado passou uma das mãos pelo cabelo e quase soltou um gritou com o susto do Kim ao seu lado.

-- Um tigre?! Você mexeu com um tigre? -- arregalou os olhos parando no meio do corredor agora vazio. Viu o mais novo amigo assentir para sua pergunta e soltou um gemido em frustração -- Merda Yoongi, você acabou de chegar e já se mete em algo assim -- respirou fundo deixando o Min ainda mais confuso com toda aquela preocupação -- Qual deles? 

-- E isso importa? -- fez um biquinho enquanto se aproximavam das enormes portas do refeitório. Viu a expressão descrente que seu hyung fez e apenas decidiu falar de uma vez -- Kim Taehyung -- falou abrindo as portas do refeitório e entrando antes que Seokjin tivesse um surto.

Os dois andaram lado a lado indo em direção a cantina. Os olhares não os deixavam assim como os cochichos. Seokjin estava um verdadeiro pimentão envergonhado, enquanto o Min nem parecia perceber. Mas percebia. 

Depois de pegarem suas bandejas, foram até uma das mesas vazias ali e se sentaram.

-- Kim Taehyung? -- Seokjin sussurrou indignado enquanto via Yoongi tomar um pouco do suco -- Você é maluco? foi mexer logo com ele? 

-- E que diferença faria se fosse com algum outro? -- o Min sussurrou de volta -- Não são ambos tigres??

-- Sim, são. Mas você mexeu no maior vespeiro...-- Jin parou de falar olhando para algo um pouco atrás de Yoongi, ou melhor, alguém -- Merda cara, eu não sei o que você fez para o Park estar vindo para cá...deve ter sido uma merda das grandes.

 

Yoongi se virou vendo Jimin andar em sua direção. Tinha um semblante sério e era acompanhado com os olhos por todos ali. Aparentemente, todos os alunos esperavam alguma briga ou algo assim. Mas o Min sabia que não. Pode ouvir e ver todos surpresos quando o Park simplesmente o embalou em um abraço quente e forte. O Min, mesmo com o abdômen dolorido, apenas se deixou ser abraçado mais uma vez por seu amigo que passou uma de suas mãos de forma carinhosa nas costas do rosado. 

Kim Seokjin e parte do colégio tinham a boca aberto em um perfeito "O". Nunca tinham visto Park Jimin ser tão carinhoso com alguém além de Jungkook, aliás, este tinha um sorrisinho nos lábios não parecendo nada incomodado.

-- Senti sua falta Yoon -- o loiro se separou do abraço olhando pro rosado a sua frente. Estendeu a mão em direção aos cabelos do Min e fez um carinho ali, deixando o outro com as bochechas coradas -- Seu cabelo ficou lindo assim, andou tomando banho com suas roupas vermelhas? 

-- Jiminie, a gente se viu há dois dias -- Yoon riu fraco. Os dois eram do tipo de amigos que sempre demonstravam carinho um com o outro. O Min sempre se mostrava um neném perto das pessoas que o deixavam confortável, e o Park amava o jeitinho de Yoon. Mas não se engane, ao passo que eram um amorzinho um com outro, também eram cobrinhas peçonhentas -- Gostei do seu cabelo também, andou fazendo cosplay de Draco Malfoy? 

Ambos gargalharam enquanto Kim Seokjin olhava tudo ainda de olhos arregalados, o que estava acontecendo afinal? 

Não demorou muito para Park Jimin ter seus olhos voltados para o Kim ali. Soltou um muchocho em desdém -- Nossa Yoonie, se precisava de fazer amigos novos era só falar comigo. Dá pra ver que você não leva jeito com isso -- o Park olhou Jin dos pés a cabeça o analisando. 

-- Oi pra você também, Park -- Jin respondeu desinteressado e mordeu sua maça ignorando o olhar confuso de Yoon. E por falar no rosado, o mesmo não compreendeu o porquê do Jimin ter tratado Jin daquele jeito.

-- Não seja tão venenosa Jiminie -- Yoon falou fazendo um carinhosinho em uma das bochechas do Park que logo voltou a sorrir -- Vocês não se dão bem?

-- Longa história baby, mas enfim. Você já escolheu alguma aula extra? -- Jimin colocou uma mexa rosinha de Yoongi atrás da orelha enquanto viu o outro negar -- Então quer ir ver o treino de hóquei comigo hoje? Quero te apresentar umas pessoas e posso te levar em casa depois.

O Min piscou um pouco indeciso, então olhou para Seokjin já que provavelmente voltaria com ele de ônibus. Porém o Kim apenas deu um sorrisinho e balançou a cabeça dizendo que estaria tudo bem.

-- Pode ser -- Yoongi falou sorrindo fechado. Só então reparou em como Jimin estava bem vestido, aliás, ele estava assim bem vestido em todas as vezes em que o encontrou. Além de ter crescido, não muito de altura, mas aparentar estar mais velho. Ele era realmente lindo. 

O Park sorriu ao ouvir que o amigo ia e apertou seus dedinhos no abdômen de Yoon como sempre fazia quando queria vê-lo sorrir. Mas o que recebeu foi uma expressão de dor do outro que logo se curvou. Enrugou o vão entre as sobrancelhas não entendo a cena.

-- O que foi Yoon? Por que ta assim? -- pôs uma das mãos nas costas do amigo que já se mantinha ereto.

-- Um idiota deu uma cotovelada nele -- Seokjin quem respondeu recebendo um olhar irritado do rosado.

-- Quem foi? -- se virou para o amigo -- quem foi Yoongi? -- falou cerrando o maxilar.

Aquilo era novo para Kim Seokjin, ver o Park preocupado com alguém além dele mesmo.

-- Relaxa Jimin, eu mesmo vou dar o troco assim que ver o idiota -- respondeu seco e Jimin assentiu. Conhecia muito bem Yoongi, sabia que ele não levava desaforo algum, mas tinha medo do amigo se meter em problemas sozinho. Afinal, Yoongi era pequeno e bastante frágil. Mesmo que não parecesse. 

 

Não demorou e logo o sinal do fim do intervalo acabou. 

O alunos começaram a sair para suas ultimas aulas e não foi diferente de Seokjin que logo se despediu de Yoongi e Jimin. Do ultimo ele recebeu um aceno com o dedo do meio, o que instigava a curiosidade do Min que observava tudo. 

Foi logo na saída. Yoongi estava prestes a sair quando viu ao longe, no meio da multidão, o garoto de mais cedo. Sem pensar duas vezes, se afastou de Jimin e andou de forma relaxada até o outro que mal o notou. E assim como o idiota fez, ele deu uma cotovelada forte no abdômen do outro que arfou em dor.

-- Oops, foi sem querer -- o Min deu um sorrisinho e logo a confusão se instaurou. O garoto voltou com tudo socando forte a boca do rosado que não demorou a revidar com um sorrisinho nos lábios agora machucados. Segurou o pequeno Yoongi pela gola da camiseta quase o tirando do chão e no mesmo instante fora empurrado por alguém enfurecido, soltando o Min. 

-- Toca nele de novo babaca!! -- Park Jimin gritou com o outro que o olhou surpreso.

Todos olhavam a cena. Jungkook tinha o punho cerrado ao lado do namorado aguardando que o outro tentasse algo, Taehyung tinha um olhar divertido com uma de suas sobrancelhas levantadas enquanto observava o rosado que parecia não se importar com nada exatamente, os outros tinham os olhos arregalados pelo susto que Jimin deu ao entrar com tudo na briga.

-- O que está acontecendo aqui? -- uma voz alta e grave surgiu e todos souberam de quem se tratava. Era o inspetor. -- Vamos, vocês três agora na sala do diretor!  

 

 

 

                            


Notas Finais


e aí gente, o que acharam?

Espero que tenham percebido o fato de que Kim Dongyul é na verdade o pai do Tae, porém o avô de Taehyung acaba chamando o neto assim por conta do Alzheimer. Falarei mais disso nos próximos capítulo.

Não vou prometer voltar logo, já que como falei as férias acabaram. Mas vou fazer o possível para atualizar o mais rápido que puder.

Beijinhos, e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...