História Flower Boy - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaemin, Jeno
Tags Eutosoft, Jaeje, Jaeno, Nomin, Nominelindo, Saudadesdonana
Visualizações 184
Palavras 716
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - O Jardim



E em todos os meus pensamentos você se faz presente

 ∞


— No que você está pensando? - eu já devia estar calado há um tempo.


Levantei a cabeça que estava no peito de Jaemin e o encarei. Ele mesmo assim não deixou continuar mexendo no meu cabelo.


— Em você, em nós... - ele sorriu grandiosamente e eu subi o corpo, pra poder ficar cara a cara. — Em como me sinto bem contigo.


Ele me puxou pra perto e me beijou, de forma doce, ainda mexendo nos fios do meu cabelo.

Eu me ajeitei e subi, ficando sobre o colo de Jaemin, enquanto ele descia as mãos e apoiava nos meus quadris. Ficamos daquele jeito até separar o beijo e Jaemin suspirar.


— Eu me sinto o cara mais sortudo do mundo. - eu sorri e ele acariciou meu rosto. — Eu amo você.

— Eu também amo você. - deixei um selinho na sua boca e me ajeitei novamente. — Nana, quando foi que se apaixonou por mim?


Jaemin riu soprado e fechou os olhos por um tempo, sorrindo.


— Quando você caiu na biblioteca.

— Que? - Jaemin começou a rir e se ajeitou pra sentar na cama, então voltei a sentar em seu colo enquanto ele me encarava.

— Você tem essa mania de querer fazer tudo de uma vez. Foi naquela vez em que estava levando os livros de história pra estudar e seus braços estavam cheios deles, você nem enxergava direito e acabou tropeçando num degrau.

— Você apareceu do nada pra me ajudar.

— Não foi do nada. Eu estava vendo que você iria acabar caindo, mas antes de conseguir oferecer ajuda, você tropeçou.

— Você estava estudando filosofia, tinha um livro de Aristóteles em uma das mãos...

— E uma rosa vermelha na outra. - falamos juntos e sorrimos. 

— Por que estava carregando a flor? - eu sempre me perguntava aquilo.

— Rosa vermelha significa paixão, eu andava com ela na esperança de finalmente me apaixonar. Pedia ao universo que me mandasse alguém que me fizesse tão vermelho quanto uma rosa e então ele me ouviu. Me trouxe um rapaz desastrado, tão lindo quanto uma rosa, às vezes tão frágil quanto a pétala de uma violeta, na maioria das vezes tão forte quanto o caule de um Jacinto e sempre tão radiante quanto um girassol. Me trouxe todo um jardim em uma só pessoa.

— Uma flor com espinhos.

— As mais belas flores tem espinhos. - eu poderia explodir apenas com aquele sorriso.

— Você me ajudou com os livros.

— Sim. Você insistia em dizer que não precisava, mas parecia estar mancando. Eu levei cada um deles para a mesa e chequei seu tornozelo.

— Me mandou procurar um médico. - eu ri e Jaemin sorriu.

— Você parecia com dor. Eu disse que te deixaria estudar, mas antes de ir eu te dei a rosa.

— E como sabia?

— O universo sempre me escuta e eu só precisei te olhar por poucos segundos pra saber que era você. Você era minha flor de lótus, meu girassol, meu cravo branco, meu crisântemo vermelho, minha rosa e minha tulipa. Eu não precisei de muito pra saber que você tem todo o meu jardim, Lee Jeno.

— Se apaixonou à primeira vista?

— Eu já era apaixonado por você, só não tinha te encontrado ainda. - eu o beijei novamente e então me afastei. 

— Tenho que te mostrar uma coisa. - Jaemin assentiu e eu corri até minha mochila, pegando o envelope e entregando a ele. — Chegou ontem de manhã.


Jaemin parecia confuso, segurando o envelope em mãos, até abrir e arregalar os olhos.


— Isso é...

— Sim! - eu falei sorrindo.

— "A universidade Yonsei tem prazer de... Lee Jeno..." - Então Jaemin gritou pulando da cama e me encarando. — Você foi aceito na universidade Yonsei!

— Fui!

Vamos pra faculdade juntos! 

Sim! - não sei bem quando foi que começamos a chorar e nos abraçar como se a nossa vida dependesse disso, mas foi o que fizemos.

— Eu não acredito. - Jaemin olhava pro teto sorrindo, sem acreditar. — Eu nunca mais vou te deixar em paz.


Então foi a minha vez de sorrir e olhar pro lado, encarando Jaemin que fez o mesmo.


— Não deixe. Você é minha tulipa vermelha.

— Ah Lee Jeno... Você é todo o meu jardim.



∞ 

E em todos os meus dias, você se faz jardim.


Notas Finais


Eu tô chorando
Agora acabou
Adeeeeeeeeeeeus

EU AMO NOMIN DEMAIS

xoxo
*3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...