História Flower falls - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Yu Yu Hakusho
Personagens Hiei, Kurama Youko, Personagens Originais, Yukina, Yusuke Urameshi
Visualizações 9
Palavras 1.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, me sinto mais solta. Eu tenho mania de ser muito formal nos primeiros Cap, mas vou tentar ser o mais solta possivel. Obrigasa por ler, sério:3

Capítulo 2 - Troque a Troca


O clima estava frio, o que nao era muito normal naquela floresta. A garotinha não parecia se importar, o demônio a encarava ao mesmo tempo que fitava os arredores, ela o olhou com olhos brilhantes, se aproximando.


-Que que tu quer?


-Por que você tem dois corações? -Ele a olhou, a pergunta o pegou um tanto desprevenido, em momento algum ele deixou visível sua atual situação, e não era uma criança qualquer que conseguiria notar isso.


- Por que sim.


-Entao eu acertei? :q


-Fica na tua pirralha, te sento a mao na cara. -O maior suspirou fundo, nunca teve paciência com idiotas, muito menos com crianças, e nao era a certa curiosidade que tinha sobre aquela garota que iria mudar isso.


- Você as vezes é legal.... Mas depois fica uma chata! °^°


-....... Nao me obrigue à socar o seu crânio.


-Soca! O mundo estará contra voce! °^


-Pau no cu do mundo.


-...... Por que é tão esquisita!? °^°


-Pau no teu cu tambem. -O demônio solta outro suspiro, agora dando por encerrada aquela discussão inutil. -Vamos, estamos perdendo tempo.


-Estou cansada.....


-Nao perguntei, quando voce chegar em casa pode dormir o quanto quiser, mas eu tenho outro lugar pra ir. -Contra sua vontade, a garotinha levantou-se com sua expressão birrenta, seguindo o maior com certa dificuldade.


-Me espera!


-Anda rápido, tu nao come feijão nao?


-Eu Nao como à oito dias! -A garota o alcançou e segurou de súbito em sua mao, o fazendo olha-la sem mudar a expressão.


-Nao fica se achando, nao te dei intimidade.


-Eu nao vou me perder se segurar a sua mao.... -A garotinha venceu a discussão mais rápido que o previsto, ela já havia se acostumado a discutir com o garoto, mesmo que, muitas vezes, ele a ignorasse enquanto tagarelava. A rota da floresta parecia nao ter fim, muitas vezes o maior teve que confiar na sorte, já que aquelas flores o atrapalhavam cada vez mais. Esperava resolver esse problema irritante o quanto antes, por mais que ele não gostasse, não via a hora de voltar para as patrulhas do Makai, mesmo tendo ficado tedioso, era melhor do que flores crescendo por seu corpo, sem contar que....


-Atcho!


-Doente?


-Feliz. -A garota ri, soltando uma risada baixa do garoto, que olhou ao redor, certificando-se que estava tranquilo. Foi entao que ele parou, como nao percebeu isso antes? Tranquilo. Estava tranquilo demais, estavam há 5 dias naquela floresta, era Provavel que a garotinha estivesse bem mais, visto que ela "não comia há oito dias", como ninguem a atacou? Como não atacaram os dois nesse período de tempo? Mesmo estando em uma paz entre os mundos, ainda tinham demonios que preferiam ignorar a "paz" e ter uma dieta de carne humana, ou talvez que procurassem "presas fáceis". E na opinião dele, uma garota toda enfaixada e com flores venenosas presas ao corpo segurando a mao de uma garotinha parecia ser bem fácil de retalhar.


-O que foi?....


-Esta quieto demais.... Estou começando a ficar desconfiado.


-...... Estão mortos.


-O que? -Ele desviou a atençao, não totalmente para a garotinha, ela o olhou séria.


-Eles queriam me matar...


-..... Matou alguém?


-Nao fui eu, foi um moço bonzinho.


-...... Seja mais específica.


-..... Ele tinha um sorriso sincero e fazia caretas engraçadas, ele tambem fazia muito graça!


-....... -Mesmo não confiando muito que aquele fosse quem estivesse pensando, ele decidiu nao tirar conclusões precipitadas, Yusuke Nao deixaria a garotinha sozinha na floresta, ele é mole demais para isso. Deu o primeiro passo, mas nao chegou a tocar o chão, conseguiu desviar o pé da armadilha camuflada.


-O que foi!?


-...... Nada. -Ele olhou sério para o lado, onde viu um homem parado.


-Quase, quase. Voce parece ser bem esperta.


-....... O que você quer?


-Ora, não é óbvio? -O homem apontou com malícia no olhar, olhando-o de cima abaixo. -Voce.


-Vish, vai dá nao. -Suspirou soltando a mao da criança, tirando da bainha em sua cintura, a Katana que ja estava um tanto enferrujada.


-Ohh, você é durona. -O homem suspirou descendo da raiz grossa da árvore,  sacando um arma padrão, que ele já havia visto algumas vezes no mundo dos homens.


-Nao ligo pro que você quer. Eu estou com pressa, Entao, voce tem 5 segundos pra cair fora.


-E o que no mundo me faria tomar uma atitude dessa?


-Faltam 4 segundos. -Mordendo o labio inferior, o homem fitou a figura à sua frente já com raiva, sua audácia o irritava, e isso deixava-o ainda mais excitado. -3.


-Pare de dificultar o meu trabalho, só venha comigo de uma vez. Ou vou ter que brincar com o seu cadáver? -Ele sorriu de canto ao apontar a arma na testa do garoto, que suspirou.


-Esquece, até porque, o tempo já acabou. -O golpe foi preciso e rapido, antes de terminar uma ameaça qualquer ao ver o mesmo guardar sua Katana, o homem velho ja estava no chão.


-Que tipo de idiota prefere uma arma dessa? É tao covarde assim pra lutar à distância? -O garoto riu baixo ao ouvir a garota resmungar, a puxando pela mao.


-Talvez seja isso.


-Estamos chegando?....


-Talvez, não da pra usar o Jagan, e meus instintos estão falhos. Vamos ter que confiar na sorte, pirralha.


-A sorte mata a alma e envenena.


-Tenho certeza que o ditado é diferente. -O caminhar ainda era longo, ao anoitecer, a garota convenceu o maior à parar para dormir. Olhando melhor, ele notou que seu corpo estava um tanto fraco, talvez por dividir equilíbrio? Ele tentou pensar nisso quando já estavam em um ponto nem tao alto e nem tao baixo, mas não teve sucesso, a garota adormeceu em seu colo, visto que ele nao conseguiu tira-la dali, esfregando um olho, ele sentiu outra flor desabrochar de seu corpo.


-..... Que situação humilhante. -Olhou para a jóia brilhosa em seu pescoço, percebeu que ele estava muito tempo no volante, nao dando lugar para a outra ao menos ver à luz do dia. balançando a cabeça em negaçao, ele estava perdendo os sentidos aos poucos. -Desculpe...

O amanhecer nao demorou muito, os dias eram longos e as noites eram curtas, mas a garotinha parecia bem descansada, e pronta para pular.


-Acorde!! -Num movimento rapido, ela pulou em cima do manhor dormindo ao seu lado, que gritou em resposta, ela riu correndo para nao receber um cascudo, mas estranhou que o garoto nao teve a reação que ela esperava.


-Hiei.... Voce já havia previsto isso? -Tossiu, levantando e esfregando o olho. Olhou ao redor, respirando fundo e tentando captar ate mesmo o som do orvalho caindo ao chao. A floresta estava perfumada pelo tempo, as flores e as folhas carregavam histórias, ela sentia isso.


-...... Se ta bem?


-Hum? -Ela saiu de seu devaneio ao sentir a pequena ruiva puxar seu vestido gasto, sorriu e assentiu, abaixando-se e lhe acariciando a cabeça. -Dormiu bem? Eu ja ouvi falar de voce.


-....... Voce comeu alguma planta venenosa?


-...... Ele nao contou pra Voce?


-Ele? Quem?


-..... Ohh. Entendo.


- ...... Nos vamos sair agora? Eu estou com fome....


-Vamos comer alguma coisa Entao....


-Mas o que? ;-; -A maior olhou para a Katana na cintura, cogitou por um momento caçar alguma coisa, mas ela nao teria coragem pra isso, mesmo se quisesse, ela nao era nada boa com a espada, seria mais facil o alce lhe dar um golpe samurai.


-..... Bem.... Frutas! Frutas são melhores do que carne.


-Nao confio em pessoas que nao comem carne.


-Bem....


-..... Qual o seu nome? -A garota a olhou um tanto surpresa, a quantos dias eles estariam caminhando? 2 dias? Hiei pode ser bem fechado, mas talvez responderia algo tão simples como perguntar um nome... Talvez a garotinha tenha lembrado desse detalhe somente agora.


-...... Yukina.


Notas Finais


Ta, é oficial, eu nao sei fazer algo sem comédia. Entao, enfia comedia no cu dos outros. Lembrando que essa fic é so para treino, e esta em pedaços, posso alterar algo aqui e acolá. Mas, vou me esforçar. Obrigada por ler!:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...