1. Spirit Fanfics >
  2. Flower Power! (fanfic Chensung NCT) >
  3. Dryad Chenle.

História Flower Power! (fanfic Chensung NCT) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


mais uma pq eu qUIS



sim eu vo demora mil e um anos pra atualiza to eh nem ai
vcs q lutem

Capítulo 1 - Dryad Chenle.


Fanfic / Fanfiction Flower Power! (fanfic Chensung NCT) - Capítulo 1 - Dryad Chenle.

Era um ano distante. num planeta distante. num dos 5 reinos desse mesmo mundo, mais especificamente no reino de Terra e Plantas morava um dríade (na verdade, um projeto de arvorezinha) que ainda era um... um brotinho. mas o brotinho mais adorável que qualquer dríade ou elementar de terra já viu. ele era BEM baixinho, de estrutura frágil e sorriso brilhante e inspirador. como qualquer elementar de terra, seus cabelos eram verdes e todas as manhãs ele se dava ao trabalho de enfeitá-los com uma coroa de flores, folhas de outono ou pequenas borboletas e besouros de carapaça preta que brilhava à luz diurna. seus melhores amigos eram uma papoula-do-brejo que ele visitava todas as tardes num lago com águas cristalinas e uma raposa de olhos verdes hipnotizantes como esmeraldas e pelos vermelhos da cor do fogo mais quente. seu nome? era Chenle. uma criaturinha risonha e doce, que mais tarde viria a encantar até o mais difícil dos filhos de Eurus, o vento Leste de todo o reino dos Ventos. (que inclusive era um dos reinos vizinhos do lar de Chenle)

A raposa, uma das amigas de Chenle era na verdade, Tanaquill. Uma das Rainhas daquele reino. Mas ele não sabia. a raposa nunca se transformava perto dele.

- Ah, Phoebe, - esse era o nome que dera à raposa, já que ela não falava e não podia. - Hoje fui conversar com uma das minhas amigas e falamos a tarde toda! mas não fique com ciúmes, por favor. também amo conversar com você! mas ultimamente não venho falando muito com aquela Papoula-do-brejo...

Ele falava sem parar com Tanaquill, que corria atrás de um esquilo que descera de uma dríade distraída. ele olhava para o céu e via Nix, a deusa da noite, cobrindo o céu com seu vestido estrelado e seu bonito colar que chamavam de Lua. ele suspirou sentido enquanto se perguntava se a raposinha o entendia. As vezes, Chenle sentia falta de alguém que pudesse o entender como ser pensante, e que não ficasse só... caçando animais ou parado apenas exalando seu perfume de grama molhada. O brotinho se levantou e pensou consigo mesmo "está tarde. se eu não for dormir agora, talvez meus pais não me deixem sair da floresta amanhã"  

e se retirou para dentro da floresta incrivelmente iluminada. esperando para que Hemera iluminasse o dia que viria a seguir.


Notas Finais


UHU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...