1. Spirit Fanfics >
  2. Flowers - ShinKami >
  3. Flores - único

História Flowers - ShinKami - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, eu não tava me aguentando de ansiedade pra postar essa One. Era quase 4am e eu lá pensando "E se eu postar agr?" Kkkkk

Enfim, como a avaliação de Demons foi boa, eu resolvi postar mais uma angst pra fazer vcs sofrerem e chorarem. Então preparem os lencinhos e vamos lá pra história

Capítulo 1 - Flores - único


Fanfic / Fanfiction Flowers - ShinKami - Capítulo 1 - Flores - único

O amor doía. E Kaminari sabia disso melhor do que ninguém.

Por isso ele estava trancado em uma das cabines do banheiro da escola enquanto lidava com uma violenta crise de tosse acompanhada de sangue e pétalas de lírio brancas. Sua garganta queimava e doía, embora ele sempre esteja fingindo que está bem mesmo quando sua voz falha.

Essa era a maldição de amar um de seus melhores amigos: Sero Hanta.

Denki não sabia dizer como ou quando o sentimento nasceu, mas conforme o loiro elétrico foi se perdendo nele, mais pétalas ele passou a cuspir e tossir. Ele já tinha ouvido falar sobre Hanahaki Byou, contudo não achou que uma simples paixão adolescente pudesse o levar a desenvolver a doença das flores ou mesmo achou que fosse possível ela existir.

Entretanto, aqui estava ele. No banheiro masculino tossindo flores porque não existe a menor chance de Sero ama-lo devolta. Denki sabia que não. Afinal o moreno das fitas estava saindo com Mina há dias e eles pareciam se dar muito bem juntos. Quase tão bem quanto Bakugou e Kirishima. E não seria ele a estragar isso apenas pela percepção de que ele estava morrendo.

Limpando o sangue dos lábios, Denki se levantou do chão onde estava agachado e deu descarga nos lírios que pareciam zombar de seu cara por ser a flor preferida daquele que nunca iria ama-lo.

O loiro deixou o banheiro cambaleando e no meio do caminho de volta para sua sala, ele acabou por esbarrar no cara de cabelos roxos da 1-C, Hitoshi se ele não se enganava. Contudo, o nome daquele garoto não importava no momento, o importante era chegar em sua sala sem perder a consciência ou ter outra crise de tosse no caminho e alertar alguém que Kaminari não estava tão bem quanto ele demonstrava estar pois o rapaz elétrico sabia que no momento em que descobrissem sobre a Hanahaki, eles o obrigariam a fazer a cirurgia. Contudo ele não tinha coragem de simplesmente apagar o sentimento puro que nutria por Sero.

Por mais que o matasse, Denki morreria feliz ao saber que era o tipo de pessoa que amava com tudo de si.

Ele seria fiel ao seu sentimento até o fim.

E talvez o loiro se arrependesse disso, mas e daí? Não havia muito para si nessa vida, então ele não se importava.

[🌼🌼🌼]


E aqui estava ele.

Desta vez, deitado no chão na parte de trás do campus.

Morrendo.

Denki mais uma vez tossia violentamente, haviam pétalas, flores inteiras e até mesmo pequenos ramos, mas principalmente, havia muito sangue. O loiro sentia cada vez mais dificuldades de respirar, seu pulmão estava cheio, sua garganta rasgada e tudo dentro de si doía. Ele conseguia sentir algo crescendo em seu interior e sabia exatamente o que era.

Um grande ramo de lírios brancos que viria e tiraria sua vida.

Parecia um final perfeito.

Ele não podia ter a pessoa que amava com todo seu ser, não tinha uma mãe ou um pai para ama-lo. Denki Kaminari não tinha nada e por isso estava mais do que feliz em morrer por amor. Morrer pelo melhor sentimento que ele já teve o prazer de experimentar. Era perfeito.

Eu queria ter sido aquele que você amava, queria ter sido aquele que você precisava, queria ter sido a pessoa que você tomou em seus braços e acolheu com todo o carinho e devoção que eu sei que você pode dar. Mas tudo bem. Você não me escolheu e eu entendo o porquê, nem eu me escolheria. Talvez em outra vida eu possa ser seu.”

Era o que dizia o bilhete que ele deixou pousado na cama de Sero, quando percebeu o que estava acontecendo consigo. Denki apenas esperava que o moreno não o odiasse por isso.

Um forte enjoo tomou conta de si e o loiro se viu vomitando uma quantia abundante de sangue. Era uma questão de minutos até que ele pudesse finalmente dar sua último suspiro.

– Kaminari! – uma voz rouca gritou seu nome, o fazendo sair de sua névoa de dor e encarar a figura que se aproximava rapidamente de si – O que aconteceu!? Quem fez isso com você!?  

– Hey, Hitoshi né? – perguntou o loiro tentando parecer divertido, mas soou mais como um grunhido de dor – Eu estou bem, não precisa se preocupar. Eu fiz isso comigo mesmo e – outro acesso violento de tosse o atingiu o levando a cuspir mais sangue e um grande ramo de flores – Já estou pagando as consequências.

– Hanahaki... – o de cabelos roxos sussurrou assombrado – Kaminari, você precisa de um médico! Se continuar assim você vai morrer!

– Poético, não acha? – Denki riu, tossindo novamente conforme ele sentia aquele galho se remexer em seu interior – Morrer por amor.

– Não seja idiota! Eu vou levar você para enfermaria! – Hitoshi pegou o rapaz loiro no colo, porém este começou a se debater tentando se soltar dos braços do maior – Kaminari, você precisa da cirurgia!

– Eu não quero ir a enfermaria! Eu não quero a cirurgia! EU SÓ QUERO MORRER! – gritou o loiro com suas últimas forças, mesmo com a dor dos espinhos rasgando sua garganta – Será que você não entende!? Eu não tenho nada! Nada pelo que viver! Eu prefiro morrer por amor, do que viver um vida sem ele!

O comentário fez Shinsou congelar e olhar para o rapaz em seus braços. A respiração de Denki falhava frequentemente e quanto mais ele falava, mais dor ele parecia sentir.

Suspirando profundamente, Shinsou tomou uma decisão.

Ele pousou o corpo menor sob a grama, sentou ao lado do rapaz a segurou sua mão.

– Eu não concordo com sua escolha, mas não posso tira-la de você – explicou ao ver os olhos dourados lhe encarando – Então, o mínimo que eu posso fazer é não deixar você morrer sozinho.

O loiro apenas deu um pequeno sorriso na direção do rapaz de cabelos roxos, que sentiu seu coração apertar com a visão deplorável que tinha do menino barulhento e irritante.

– Valeu, Shinsou. Eu posso te chamar assim, né? – perguntou com a voz falha, o ar já era escasso e sua garganta ardia como o inferno, mas era tudo por amor afinal

O mais alto apenas assentiu com a cabeça, sentindo os olhos arderem com lágrimas conforme ele assistia o rapaz fechar os olhos lentamente conforme o ar se esgotava. Os últimos pensamentos de Denki sendo os momentos mais felizes que ele passou junto a Sero, os abraços, as piadas, as risadas, as saídas para o shopping. Tudo. E isso o fez sorrir.

E quando o menor finalmente parou de respirar, Shinsou parou de se segurar e caiu no choro enquanto tossia pétalas vermelhas, sangue e camélias inteiras. As flores preferidas de Denki.

– Morrer por amor, é? – sussurrou para o corpo do rapaz, que tinha um galho grosso e espinhento saindo de seus lábios que continha um único lírio branco no final – Não me parece tão ruim – divagou antes de voltar a tossir – Eu me pergunto... – meditou olhando para o loiro que ainda segurava sua mão – Se você soubesse, teria sido diferente? Você teria me amado? Teria me escolhido?

Ele teria continuado, se não fosse pela onde de sangue, flores e espinhos que saiu pela sua boca.

– Acho que não – completou com a voz fraca – Você parece bem fiel ao seus sentimentos e, infelizmente, eles não eram meus. Mas tudo bem, eu vou continuar te amando, mesmo que você tenha morrido amando outro – finalizou ele fechando os olhos e deitando ao lado do loiro, admirando a face tranquila da pessoa que ele mais amou

E assim, ao final da tarde, Hitoshi e Denki foram encontrados mortos na parte de trás do campus. Ambos cercados por sangue e flores, com ramos saindo de seus lábios e feições suaves e felizes em seus rostos.

Ambos mortos pelas palavras nunca ditas. Pelo amor que nunca puderam demonstrar.

 


Notas Finais


*Enxuga as lágrimas rapidamente*
Bom, essa foi a One do dia (talvez eu volte mais tarde, mas não coloquem expectativas)

Espero q vc tenham chorado- digo, gostado hehe

Até a próxima, Loves
Kissus, Lily


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...