História FNaF com leitor (one-shots) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Ballora, Bidybab, Bonnie Hand Puppet (Bonbon), Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Circus Baby, Endoskeleton, Ennard, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Funtime Foxy, Funtime Freddy, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Mike Schmidt, Minireena 1, Minireena 2, Nightmare, Nightmare Balloon Boy, Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Nightmare Mangle, Personagens Originais, Phone Guy, Plushtrap, Purple Guy, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Five Nights At Freddy's, Fnaf, One-shots, X Reader
Visualizações 59
Palavras 2.831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A serio, eu sou mesmo perdida da noção do tempo. Bem eu vou já escrever o próximo pedido antes que passe um mês de novo.
Jasus peço desculpa. Aqui vai a história
Só por acaso a moça no gif (n faço ideia que anime é) é parecida comigo xd.

Capítulo 16 - Nightmare x Reader (Mulher)


Fanfic / Fanfiction FNaF com leitor (one-shots) - Capítulo 16 - Nightmare x Reader (Mulher)

YPOV... (Your point of view = Teu ponto de vista)


- Eu irei te dar um final feliz. - Uma pessoa agarra as minhas mãos. - Não te preocupes está bem?

- O quê? - Levanto da cama confusa. - Que sonho foi este? Pareceu tão real, mas eu não consegui nem consegui ver a pessoa.

- Não te preocupes eu vou aparecer.

- O quê? Tou a ouvir vozes? - Olho em volta assustada. - Que se foda tenho que ir para a aula, e ver o meu querido Nightmareeeee!

Para ser sincera não sei quando foi, mas sei que fiquei loucamente apaixonada por ele, o Nightmare, até o nome é misterioso, ele tem quase as moças todas da minha turma atrás dele, eu incluida, mas apesar de todas as outras o mostram, eu não mostro. Ninguém sabe que eu gosto dele. Nem os meus amigos.


🎶If I could beging to be half of what you think of me, I could do most anything, I could even learn how to love... 🎶


- Isto é o meu telefone, quem me ta a ligar? - Pego e vejo o ecrã era a Darkness a minha melhor amiga, por acaso ela é a única moça que eu conheço que não gosta do Nightmare. - Porque raio eu tenho um toque de telemóvel diferente?

- Aah, que foi? É só para mim. E é bem fofa a música.

- Deixa-me adivinhar. É de Steven Universo? - Pergunto cansada de ouvi-la a falar sempre disso.

- Sim é! É tão fofa. Eu até tenho uma teoria sobre essa música. Quer dizer tinha! Era sobre talvez fosse a Diamante Rosa que cantava isso para a Rose, mas com os novos episódios vi logo que a voz não era a mesma, e então agora penso que se calhar é a Diamante Branco que canta. Nunca ouvimos a voz dela, quem sabe? 

Darkness continuou a falar lá do seu Steven Universo, então eu apenas pus em altifalante e fui me vestir, preparar, fiz e comi o pequeno almoço e ela não se calou com Steven Universo.

- E a Jasper! Eu quero tanto que ela volte! Aquela gostosa!

- Não achas que já chega? Muda de assunto.

- Ah.... - Ela parecia neia desanimada. - Já sei que tal eu falar dos meus crushs? 

- Algum novo? - Pergunto aborrecida, já tava até a sair da casa para a escola.

- Deixa eu ver. Temos o Golden Freddy, a Puppet, o SpringTrap, o FunFred, o Ennard e o Leftie. Acho que não tenho mais nenhum. Ah! A TChica, a Ballora,... É só mais elas duas. Pois, também tem o professor Mike e o professor Vincent, mas acho que eles os dois estão juntos por isso não vale a pena. Mas estão todos.

- Sem contar com os dos desenhos animados. Não é? - Digo, mas depois eu lembro-me que ela parece particularmente interessada num certo cabeça de tomate. - Mas e o Foxy? 

- O que ele tem? - A voz dela falhou.

- Esse é o principal dos principais não é? - Pergunto sorrindo.

- Eu... Sou assim tão transparente para ti? - Ela diz parecia que estava a sorrir. - Ele é tão giro e fofo, e...

- Diz-lhe. Vai e admite que gostas dele. Vocês são o casal sensação da escola.

- Somos nada!

Eu e a Darkness continuámos a falar por telemóvel durante o meu caminho até à escola, porque depois foi falar frente a frente até irmos para a aula.

- Oie Foxy, esta cadeira tá ocupada? - Eu pergunto. 

- Ah! Oie (P/n), não não está porquê? 

- Para a Darkness se sentar contigo. - Eu digo e sento a Darkness ao lado do Foxy, ambos estavam vermelhos. - O trabalho está feito.

Fui até à minha mesa e sentei-me na cadeira, vou passar a aula sozinha, mas de certza que a Darkness vai me mandar um milhão de sms.

- Porquê que eu também não te ajudo? Ehehe, aqui vai.

Esta voz outra vez... Que merda.

- Hey posso me sentar aqui? Os outros lugares estão ocupados. 

- Claro que pooodees!? - Olho para quem ia se sentar ao meu lado, era o Nightmare whaaaaaaattt????

- Obrigada. És a (P/n) certo? - ELE SABE O MEU NOME! - Eu sou o Nightmare, mas já  deves de saber quem é que eu sou, não sei porquê, não sou nada de especial.

- Bem isso é mentira, és bonito e misterioso. - Digo sem querer. - Mas bem isso é o que as outras gostam em ti.

- E tu?

- Eu?

- Sim, tu o que gostas em mim? - Ele pergunta a olhar te nos olhos.

- Porquê que assumiste que eu gosto de ti? - Pergunto logo a cortar.

- Oh! Nada demais apenas disseste as outras, então achei que tu terias uma opinião diferente. - Ele disse e corou um pouco, awn ficou envergonhado.

- Ah, sim é verdade. Mas vou parecer uma stalker. - Digo sorrindo, mas também um pouco envergonhada.

- Não fiques com medo. Diz o que achas, eu tou aqui para te apoiar.

- Hey, podes dizer que eu prometo que não fico ofendido. - Ele disse com o sorriso mais bonito do mundo.

- Ok, mas não podes levar mesmo a mal. - Eu respiro para ter mais confiança. - Então pelo que vi, és um pouco envergonhado, inteligente, simpático com os teus amigos... hum não posso dizer muito mais, nós não nos falamos para eu saber. Mas posso dizer que tens uma personalidade ótima.

- A sério? - O olhar dele pareceu iluminar. - Nunca pensei que com tão pouco fosses concluir isso.

- É foi só o que eu achei.

- Ainda bem.

E então a aula foi decorrendo, eu e o Nightmare partilhavamos alguns sorrisos, e também que a Darkness está a fazer isso.

- Estás muito atenta à Darkness. - Ele comenta. - Não me digas que gostas do Foxy.

- Eu? Não. Nunca. - Reviro os olhos. - Só tou a ver como as coisas estão a correr entre eles.

- Ah! Ela merece um final feliz também.

- Uh? - Pergunto confusa, será que ele sabe alguma coisa sobre a minha melhor amiga que eu não sei. - Como assim?

- Ah, nada.

- Vocês se conhecem?

- Não.

- Talvez.

Fico confusa porquê que a voz intreviu agora, olho para a Darkness ela tinha os olhos arregalados, parecia assustada. O Foxy tentava falar com ela mas ela parecia não ouvir.

- Eu tenho que ir embora.

De repente a Darkness levanta-se.

- Professora posso sair? Não me estou a sentir bem.

- Claro que sim. E o Foxy que vá contigo para não acontecer nada de grave.

A Darkness sai a correr da sala e o Foxy vai atrás dela.

- Que será...

- Ela só tá com medo que descubras a verdade. - O Nightmare corta-me as palavras.

- Que verdade?

- Nenhuma! Não o ouças!

- Nunca pensei que ela tivesse tão desesperada para esconder a verdade. - Diz Nightmare. - Mas eu não posso dizer, apenas posso dizer que tem a ver com escrever histórias. Vai e pergunta-lhe sobre isso.

- Porquê que eu haveria de...

- Porque ela te mente. - Ele diz. - Tudo por aqui é mentira excepto uma coisa.

- O quê?

- O meu sentimentos por ti.

Ele segura na minha cara e sem nenhum aviso ele beija-me, ouço a turma toda a fazer sons de admirados, ou gente a reclamar, mas para alem disso tudo O FUCKING NIGHTMARE BEIJOU-ME!? Um pouco mais de tempo juntos e o beijo termina olho para ele confusa e ele sorri, dá me mais um beijo na boca e vai-se embora enquanto pede desculpa à professora.


MPOV... (My Point Of View = Meu ponto de Vista)


Fugi da aula, fugi da minha responsabilidade, mandei o Foxy ir embora, estou aqui no telhado, escondida que nem um gato assustado.

- Que situação divertida. - O Nightmare aparece à minha frente. - Escondida da verdade e das pessoas. Que interessante. Será que a tua amiga irá gostar de saber do que estás a fazer?

- Deixa-me em paz já fizeste a estrago que chegue. - Reclamo zangada, disse a verdade sobre este mundo não ser real e ele agredece-me com contar tudo à (P/n).

- Eu não fiz estrago nenhum. - Ele revira os olhos. - Apenas não gostei da maneira que tu estavas a enganar a (P/n).

- E o que é que tu tens a ver com isso? - Olho para ele fria. - Sou eu que escolho como é que esta história vai acabar. Se eu te disse sobre este mundo ou esta realidade, era porque achei que tinhas direito a saber um pouco sobre o que andava por aqui. Mas já abusaste!

- Eu não gosto que estejas a mentir a ela. - Ele reclama. - Eu amo-a eu não vou deixar que tu...

- Tudo bem! Tu amas-a! Mas isto é só uma história!

- Exato. - Ele sorri e eu fico irritada. - Por isso é que eu tenho que lhe contar, não vou mentir-lhe.

- Como é que achas que ela vai reagir!? - Seguro no colarinho da camisola e ponho-o contra a parede. - Qual irá ser a reação dela, quando descobri que este mundo todo é  uma história! Diz-me! O quê que tu achas que vai acontecer quando ela perceber que se calhar nem os sentimentos dela são reais!

- Não importa temos que lhe contar a verdade.

- Eu vou ter que contar as minhas coisas todas! E não é  porque tem que ser. - Eu atiro o Nightmare ao chão. - É porque foste tu que fizeste asneira! Devias ser tu a dizer!

- Não és tu que escolhes o rumo da história? - Pergunta enquanto se levanta do chão. - Então arranja uma maneira dela saber se sentir mal.

Irritada pela calma dele dou-lhe um murro na cara, filho da puta acabou de estragar a minha história toda, era suposto ser algo cliché de amor, com um final feliz.

- Sabes todos querem um final feliz! - Dou-lhe outro murro. - Todos querem uma realidade falsa onde podem ser outras pessoas! Foi a Kiony que me pediu esta história... E eu disse que iria lhe dar o final feliz! E tu estragaste tudo! Tu compremeteste a minha história!

- Todos querem um final feliz, todos querem algo de bom na vida. - Ele encolhe os ombros. - Já percebemos o óbvio. E agora fazemos o quê?

- Que tal eliminar-te desta história? - Digo com um sorriso sínico.

- Tu queres dar um final feliz a ela. - Ele sorri arrogante. - Não queres estragar a felicidade dela. Eu sei que tu vais fazer a história ao gosto dela.

- Posso sempre eliminar a memória da (P/n).

- Do quê que vocês estão a falar? - Olho para trás e vejo a (P/n), tinhas um olhar tão magoado e confuso.

- Esta é a minha deixa para sair.

- Hey não...

- Do quê que vocês estavam a falar?

Olho para ti com os olhos arregalados, estou sozinha aqui sem saber o que dizer. Como é que eu digo-te? Como é que eu digo que isto é uma história? Vocês que estão a ler sabem disso. Mas a verdade é que vocês são uma personagem em branco, uma personagem que não faz ideia tem os seus sentimentos controlados, que pensa que está a ser uma pessoa real, que ela é minha amiga. Mas eu nunca lhecontei sobre isto. Eu sou uma terrível amiga, eu nunca disse que fiz tudo na vida dela acontecer. Vocês devem de estar a dizer para eu não ter medo, mas apartir do momento que eu disser a verdade eu não poderei mais controlar o que ela vai dizer, a reação dela será legítima, e não como eu planejei.

- Eu não sei como te dizer.

- O Nightmare eu disse algo sobre tu sabes escrever histórias... - Tu tentas te aproximar de mim mas eu não deixo. - Isso são aquelas fanfics que tu escreves com os teus crushes dos dos animes? Certo?

- Não. - Eu olho para o chão depois olho-te nos olhos. - Quer dizer, sim eu escrevo sobre isso. Mas este universo é uma das histórias.

- Como assim?

- As histórias que eu escrevo são os acontecimentos deste mundo, e não estou a referir ao prever o que acontece neste mundo. Mas sim eu escolho o que irá acontecer. - Eu digo de uma vez com medo.

- Darkness estás a assutar-me. - Tu aproximas-te de mim e pões as mãos nos meus obros e apertas com forçar. - Estás a tentar dizer-me que és uma espécie de deusa?

- Sim, talvez passe por aí. - Olhei para o lado não consegui-a olhar-te nos olhos.

- Olha-me nos olhos! Diz-me então foste tu escolheste que o Nightmare gostasse de mim? Foste tu que fizeste a nossa amizade? Tudo o que me aconteceu podia ter sido de outra maneira? Tudo à minha volta podia ser diferente mas teve o teu toque? - Olhonde olhos arregalados para ti, quase a chorar digo que sim com a cabeça. - Não... Não. Não. Não.

- (P/n), por favor...

- Não! Não venhas! Deixa-me em paz. Não sei se posso confiar em ti.

Vejo-te a correr para longe de mim, tenho a certeza que estavas a chorar, céus o que eu fui fazer...

- Acabou bem a conversa. - Diz Nightmare a sorrir.

- Vai ter com ela e dá-lhe um ombro para chorar... Vai-teeeeee eehhh. Eh... Não. - Olho para o chão com os olhos arregalados. - Não.

- O que aconteceu?

- A (P/n) caiu das escadas abaixo, estava a chorar e não viu para onde andava. - Teletransporto eu e ao Nightmare para a tua beira. - Oh não.. Isto é tudo tua culpa eu não a controlei! Obrigaste...

- Eu não sabia que isto iria acontecer...

- Desculpa (P/n). Eu irei te dar um final feliz. - Eu agarro as tuas mãos e tu sorris. - Não te preocupes está bem? Vai tudo correr bem.

- O que vais fazer?

- O necessário. E não te preocupes eu vou aparecer. - Digo e saio da beira dos dois só há uma coisa a fazer.


Apagar                                                        


             Tem a certeza que quer apagar este capítulo? 

[Sim]      Não            


E assim apaguei tudo com aquela queda ela teria morrido então começa a história de novo onde vai poder fazer as suas escolhas, e sem eu intervir.
De qualquer forma nós vamos nos encontrar no futuro, quando ela, tu quiseres.

- Bom dia amor. - Dizes animada, ainda não estavas bem ciente que casaste com o homem mais giro da tua escola e estas grávida dele, já quase com o tempo a acabar.

- Bom dia princesas. - Ele sorri e dá-te um beijo na barriga. - Como estás?

- Ótima amor. Como não poderia? Vou ter uma filha a tua filha! Sinto que diviamos de dar um nome a combinar com o teu.

Eu olhava para vocês os dois felizes, afinal de contas consegui um final feliz.

- Que tal Darkness? Combina com Nightmare.

- Não isso é o nome de uma amiga minha ficará estranho.

Como assim? Ela se lembra de mim?

- Uma amiga, nunca me disseste que tinhas uma amiga chamada Darkness.

- Oh, ela é dos meus sonhos, quase parece que é real. - Ela sorri. - Quem me dera que ela fosse real.

E assim que ela disse aquelas palavras algo aconteceu comigo, o meu corpo ficou real eu estava no teu quarto.

- Como? - Pergunto confusa. - Pediste para eu ser real?

- Darkness? És mesmo tu? - Sais da cama e corres para me abraçar.

- Sim sou eu! Oh meu deus olha para esta barriga. - Ela passo a mão na tus barriga. - Eu queria tanto te poder abraçar! Sempre à espers que tu me quisesses na minha vida!

- Bem, isto é estranho e real? Não importa estou contigo. Deixa-me apresentar o meu marido Nightmare.

- Darkness... - Ele corre para os meus braços. - Deste um final feliz a ela e a mim! Obrigada.

- Sempre foi a minha intenção deixar um sorriso na cara! Mas tenho uma pessoa que tenho que ir... Pelos vistos eu não é feliz sem mim.

- Quem?

- Vai lá. Que eu cuido aqui da (P/n), tu esperaste muito tempo pelo teu final feliz. Melhor eu vou chama-lo aqui e dizer que tenho alguém para conhecer.

O Nightmare chamou o Foxy para vir para ter comigo, pelo que eu estive a ver ele teve varias pessoas na sua vida mas nunca foi por muito tempo, ele sempre acahva que faltava algo. Sinto que eu sou o algo.

- Foxy! Obrigada por vires assim.

- Só vim porque sou teu amigo, mas isso não quer dizer que eu vá gostar da companhia que tu me vais apresentar...

- Ola Foxy. - Digo e ele fica perdido entre as palavras e a olha-me de cima a baixo.

- Já nos vimos antes?

- Temos um monte de tempo para descobrir isso. - Eu segura a cara dele e beijo-o. - Desculpa ter te feito esperar.

- Woah. Prazer em conhecer-te. Eu sou o Foxy.

- Eu sou a Darkness. Obrigada por esperares por mim.

Ahaha, acho que agora foi um final feliz. Eu e tu com os nossos crushes. Bem espero que tenham gostado. E peço desculpa pela demora.


Notas Finais


whY sO sErIOUs?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...